RJ | Metrô-Rio - Obras da Linha 4 - Page 692 - SkyscraperCity
 

forums map | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Brasil > Fóruns Gerais > Infraestrutura e Transporte > Infraestrutura e Transporte > Transporte Ferroviário


Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools Rating: Thread Rating: 234 votes, 5.00 average.
Old September 6th, 2019, 09:01 PM   #13821
Abu.EdL
Eduardo Lima
 
Join Date: Apr 2008
Location: Berlin (DE), São Gonçalo (BR)
Posts: 5,861
Likes (Received): 1731

Mais uma vez, no planejamento de um sistema de transportes, a justificativa do "alto custo inicial" prevalece em relação ao impacto positivo do investimento no médio e longo prazo...
__________________

GGuerra liked this post
Abu.EdL no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 
Old September 7th, 2019, 05:19 AM   #13822
Jcalmon
Registered User
 
Jcalmon's Avatar
 
Join Date: Aug 2012
Posts: 2,247
Likes (Received): 2367

Reencarnou o novo Brizola careca para jogar a pá de cal derradeira no querido Metrô do Rio. Essa foi, sem dúvida, uma das notícias mais deprimentes do transporte público do Estado em mais de uma década. Simplesmente vão enterrar dinheiro, e a possibilidade de fechar o anel da Linha 1, a continuação pelo Humaitá e Botafogo até Central, a conclusão da linha 4 original...

É difícil expressar com palavras o quão desastrosa é essa decisão, numa gestão que não tem nenhuma bandeira ou proposta além da segurança pública.
__________________
DEUS AUDACES SEQUITUR
Jcalmon está en línea ahora   Reply With Quote
Old September 7th, 2019, 06:10 AM   #13823
bernardoct
Registered User
 
Join Date: May 2014
Posts: 363
Likes (Received): 581

Menção honrosa pra justiça (ironia) que ficou bloqueando dinheiro da obra, dizendo o que podia ou nao fazer, diz que roubou x, roubou y, negocia pra lá e pra cá e nao resolve o problema.
O Pezao teve uma epoca que qeuria terminar a obra e a justiça proibiu. Aí fica difícil mesmo.
Agora, 1 bi de fato seria melhor gasto fazendo o lote 29.
A questão é que ele nao vai fazer isao tambem. Podia pegar o di heiro da cessao onerosa (2,5 bi) e dar um belo up no metro.
Mas vai enterrar em urbanizacao do Vidigal pra beneficiar meia duzia de pessoas.
Fazer o que...
bernardoct está en línea ahora   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 
Old September 7th, 2019, 07:31 AM   #13824
supermasterly3
Registered User
 
supermasterly3's Avatar
 
Join Date: May 2009
Location: Rio de janeiro
Posts: 4,091
Likes (Received): 4769

Quote:
Originally Posted by Jcalmon View Post
Reencarnou o novo Brizola careca para jogar a pá de cal derradeira no querido Metrô do Rio. Essa foi, sem dúvida, uma das notícias mais deprimentes do transporte público do Estado em mais de uma década. Simplesmente vão enterrar dinheiro, e a possibilidade de fechar o anel da Linha 1, a continuação pelo Humaitá e Botafogo até Central, a conclusão da linha 4 original...

É difícil expressar com palavras o quão desastrosa é essa decisão, numa gestão que não tem nenhuma bandeira ou proposta além da segurança pública.
Sim cabral robou muito .. mas pelo menos fez algo
supermasterly3 no está en línea   Reply With Quote
Old September 7th, 2019, 07:37 AM   #13825
Jcalmon
Registered User
 
Jcalmon's Avatar
 
Join Date: Aug 2012
Posts: 2,247
Likes (Received): 2367

O Pezão estava com o Estado falido mesmo, Alerj sitiada, não repassava nem o salário de desembargador. E expandiu o bonde de santa teresa, estando perto de concluir Gávea. Longe de defender esse corrupto, que merece estar na cadeia, assim como todo o MDB estadual. Contudo o que temos hoje no Secretariado de Transportes???


Nada! Vão gastar os 2 bilhões da cessão onerosa para fazer um novo favela bairro, que dois anos depois já terá sido retomado pela favela novamente....
__________________
DEUS AUDACES SEQUITUR
Jcalmon está en línea ahora   Reply With Quote
Old September 7th, 2019, 10:50 PM   #13826
Celso Jorge
Registered User
 
Join Date: Dec 2010
Location: São Paulo-SP
Posts: 13,729
Likes (Received): 11847

Quote:
Originally Posted by supermasterly3 View Post
Sim cabral robou muito .. mas pelo menos fez algo
Acredito que você não aceita o "rouba mas faz", por isso que eu digo que seria melhor o Cabral ter feito sem ter roubado, mas o pilantra meteu a mão com vontade mesmo, uma ganância absurda e nem o céu era o limite e ele destroçou as finanças de um estado produtor de petróleo que é o Rio de Janeiro e que sempre teve muito potencial com o turismo, entre tantas outras atribuições promissoras! Tudo aquilo que os corruptos fizeram no Rio e no Brasil é imperdoável, pois se não tivessem roubado, a maioria das obras já estariam concluídas e outras em andamento, é revoltante!
Celso Jorge está en línea ahora   Reply With Quote
Old September 10th, 2019, 03:35 AM   #13827
acpinto
carioca e fluminense
 
acpinto's Avatar
 
Join Date: Jun 2014
Location: Rio de Janeiro / RJ
Posts: 7,541
Likes (Received): 8779

Metrô na Gávea: Witzel afirma querer terminar estação, mas se diz impedido pela Justiça
Em rede social, o governador pediu apoio do MP para conseguir recursos da Lava-Jato e evitar aterramento. Estado definirá em 30 dias o destino da estação
Matheus Maciel
09/09/2019 - 12:00 / Atualizado em 09/09/2019 - 17:56


RIO - O governador Wilson Witzel se reuniu na manhã desta segunda-feira com o presidente da associação de moradores e amigos da Gávea ( Amagavea ), Rene Hasenclever, no Palácio Guanabara, para discutir sobre o futuro da Linha 4 do Metrô . A reunião contou com representantes da Pontifícia Universidade Católica do Rio ( PUC-Rio ) e definiu que dentro de 30 dias o destino da estação será definido. Nas redes sociais, o governador afirmou querer terminar as obras, mas está "impedido" pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e pela Justiça:


— É do meu total interesse concluir e entregar a estação do metrô para a população, mas estou impedido pela Justiça e pelo Tribunal de Contas do Estado de retomar as obras. Além disso, a empresa responsável não mostra interesse em continuar os trabalhos. Estamos agindo para achar o melhor caminho para a questão e conto com o apoio do MP e da Justiça para que possamos utilizar o dinheiro recuperado pela Lava Jato. Assim poderemos evitar o aterramento — comentou Witzel

Um estudo feito pela PUC-Rio será apresentado na sexta-feira com as possíveis soluções e os respectivos custos . Até lá, o futuro do tatuzão segue incerto . Nesse meio-tempo, deputados estaduais da Frente Parlamentar em Defesa da Linha 4 brigarão por recursos da Lava-Jato para viabilizar a continuidade das obras. O clima entre todas as partes após o encontro foi de expectativa por um desfecho positivo.

LEIA : Witzel vai aterrar a estação de metrô da Gávea

Na semana passada, Hasenclever considerou a ideia do governador de aterrar a estação “um surto”, mas hoje classificou o encontro como “muito positivo”. Foi entregue um abaixo-assinado pela Amagavea com onze mil assinaturas de moradores do bairro pedindo a retomada das obras paradas desde 2015. O documento foi montado ao longo de três meses.

— Até sexta-feira, teremos um relatório completo das consequências e perigos. O governador foi muito simpático, preciso dizer isso. Ele já está aceitando que alguma coisa precisa ser feita. Se o estado não tem dinheiro, precisamos correr para buscar os fundos da Lava-Jato. Chegamos a um acordo de cavalheiros — afirma Hasenclever.

No encontro a portas fechadas desta segunda, Witzel sugeriu que a Amagavea entre na ação como amicus curiae — quando uma entidade entra em um processo já em andamento que tem profundo interesse. A sugestão incluiu também indicar a PUC-Rio como perita oficial no processo que tramita na Justiça. Hasenclever confirmou que a ideia partiu do governador.

— Não temos mais vias alternativas. A Linha 4 é uma continuação essencial que vai desafogar muito o trânsito na Zona Sul. Estaremos amanhã com o departamento jurídico da PUC para estudarmos a melhor forma de entrar com uma ação em cima dessa questão que envolve o Ministério Público — confirmou o presidente da Amagavea.

Na última quinta-feira, Witzel afirmou que aterrará o buraco onde ficaria a estação da Gávea, cujas obras estão paradas desde 2015 e oferecem risco aos prédios próximos. A medida gerou uma reação contrária imediata dos moradores da região.

PUBLICIDADE

O encontro teve a presença do secretário estadual de Transportes, Delmo Pinho, de deputados estaduais da Frente Parlamentar em Defesa da Linha 4 e do procurador-geral do estado, Marcelo Lopes. Pinho alertou que o governo não tem dinheiro para concluir as obras e que a opção final será tomada levando em conta o menor risco a vida das pessoas.

— É preciso uma solução definitiva, ao menos nesse primeiro momento. Não podemos ficar indefinidamente com essa situação atual. Houve uma oferta da PUC para gratuitamente fazer uma série de estudos sobre questão de riscos e solução do problema na estação. Esse trabalho depois será complementado, mas já nos dará uma noção das alternativas e os custos, mesmo que com um levantamento de preços independente, feito pela universidade — explicou o secretário.

LEIA : Relembre as idas e vindas da obra do metrô da Gávea

Atualmente, o tatuzão continua parado entre a estação Antero de Quental e Gávea. "Todas as revisões e manutenções recomendadas pelo fabricante do tatuzão foram realizadas", afirmou a Concessionária Rio Barra, formada por Odebrecht, Queiroz Galvão e Carioca Engenharia. A supermáquina alemã de 11,5 metros de altura, 123 de comprimento e 2,7 mil toneladas consome R$ 2,9 milhões por mês apenas para conservação. O equipamento usado para escavar túneis e feito sob medida para o solo carioca foi comprado por R$ 100 milhões pelo consórcio responsável pelas obras.

PUBLICIDADE

Os parlamentares da Frente, presidida por Carlo Caiado (DEM), afirmaram na saída da reunião que voltarão em 30 dias para definir o futuro da estação. No meio tempo, os deputados tentarão viabilizar o aporte de recursos recuperados pela Lava-Jato junto ao Ministério Público Federal.

LEIA : Moradores da Gávea lamentam decisão de Witzel de aterrar estação do metrô

A outra saída cogitada é da assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público Estadual para que o estado possa investir nas obras. Hoje uma decisão judicial impede qualquer novo recurso na continuidade das obras.

— Há um impedimento judicial para que o governo invista recursos. Queremos que o MP assine um TAC e libere os recursos para que possa ser investido pelo menos R$ 300 milhões para concluir as obras da estrutura física da estação — explica Caiado.

A segunda opção (de um TAC para que o governo possa invistir recursos próprios na continuidade das obras), ventilada pelos deputados, não teve coro na declaração do secretário de transportes. Pinho alertou o "Estado sozinho não conseguirá concluir as obras, por limitações financeiras e orçamentárias".

— Não podemos fugir do problema — concluiu.

https://oglobo.globo.com/rio/metro-n...stica-23936292
acpinto está en línea ahora   Reply With Quote
Old September 10th, 2019, 06:53 AM   #13828
shiinoliveira
Registered User
 
shiinoliveira's Avatar
 
Join Date: Jan 2014
Posts: 2,819
Likes (Received): 3058

Quote:
Originally Posted by supermasterly3 View Post
Sim cabral robou muito .. mas pelo menos fez algo
É... Só pra ficar na seara da mobilidade, usou um refugo de licitação de 1998 com uma alteração caríssima, para preservar o timing político; construiu uma estação inútil (GOS 1) por negligência ao planejamento; protelou até sepultar a L3; renovou dois contratos terríveis com Supervia e Metrô Rio, quando poderia (e deveria) ter encerrado e relicitado à época, pedindo contrapartidas ridículas; comprou barcas tão ridiculamente grandes e incompatíveis com a estrutura do sistema que só atingem viabilidade econômica no pico; Um legado e tanto.
__________________
SSC COM SUPORTE A PT-BR
shiinoliveira no está en línea   Reply With Quote
Old September 10th, 2019, 10:16 AM   #13829
Celso Jorge
Registered User
 
Join Date: Dec 2010
Location: São Paulo-SP
Posts: 13,729
Likes (Received): 11847

Tudo isso, fora o ramal gambiarra que é a Linha 1A em detrimento do Lote 29, mas não ter construído a Linha 03 numa região tão carente de transporte de massa foi o cúmulo do absurdo mesmo!
Celso Jorge está en línea ahora   Reply With Quote
Old September 10th, 2019, 12:59 PM   #13830
Abu.EdL
Eduardo Lima
 
Join Date: Apr 2008
Location: Berlin (DE), São Gonçalo (BR)
Posts: 5,861
Likes (Received): 1731

Sim, ele realmente poderia ter feito toda a diferença nos Transportes do Estado, positivamente falando, já que ele passou por momentos econômicos incríveis. Dava para construir o túnel sob a baía, levar barcas para novas estações na baía, construir a L3 e terminar o Lote 29. Obras que gerariam novo ciclo de desenvolvimento para as cidades da RMRJ, certamente.

Quote:
Originally Posted by shiinoliveira View Post
É... Só pra ficar na seara da mobilidade, usou um refugo de licitação de 1998 com uma alteração caríssima, para preservar o timing político; construiu uma estação inútil (GOS 1) por negligência ao planejamento; protelou até sepultar a L3; renovou dois contratos terríveis com Supervia e Metrô Rio, quando poderia (e deveria) ter encerrado e relicitado à época, pedindo contrapartidas ridículas; comprou barcas tão ridiculamente grandes e incompatíveis com a estrutura do sistema que só atingem viabilidade econômica no pico; Um legado e tanto.
Bela e trágica análise...
__________________

leondamasceno liked this post

Last edited by Abu.EdL; September 10th, 2019 at 01:12 PM.
Abu.EdL no está en línea   Reply With Quote
Old September 11th, 2019, 02:05 AM   #13831
alexRF
Registered User
 
Join Date: Jul 2011
Posts: 6,455
Likes (Received): 9817

Justiça seja feita... em grande parte do que é tentado de bom nesse município, tem o dedo do Caiado. Desde sempre comprando brigas boas da sociedade civil.

abc
__________________
"Estado não gera emprego, quem gera emprego é a iniciativa privada" - Jair Bolsonaro, na assinatura da MP da Liberdade Econômica.
alexRF no está en línea   Reply With Quote
Old September 11th, 2019, 02:15 AM   #13832
acpinto
carioca e fluminense
 
acpinto's Avatar
 
Join Date: Jun 2014
Location: Rio de Janeiro / RJ
Posts: 7,541
Likes (Received): 8779

TCE desmente Witzel e diz que não há decisões que impeçam obras na Estação Gávea da Linha 4
Witzel afirmou na internet que deseja concluir obra, mas estaria “impedido pela Justiça e pelo Tribunal de Contas do Estado”
Antônio Werneck e Matheus Maciel
10/09/2019 - 14:00 / Atualizado em 10/09/2019 - 19:54

Buraco aberto durante as obras da Linha 4: Estação do Metrô da Gávea não foi concluída Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo
PUBLICIDADE

RIO - O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro ( TCE-RJ ) emitiu nota na manhã desta terça-feira em que desmente a fala do governador Wilson Witzel de que há decisão da Corte de Contas que impeça o aporte de novos recursos na construção da Estação Gávea da Linha 4 do metrô. Na noite desta segunda-feira, Witzel afirmou nas redes sociais que deseja concluir as obras, mas estaria “impedido pela Justiça e pelo Tribunal de Contas do Estado”. O governador havia se reunido com o presidente da Associação de Moradores da Gávea, Rene Hasenclever, ao lado do secretário estadual de transportes, Delmo Pinho, e definiu que o destino da estação será definido em 30 dias.

“O TCE-RJ vem a público esclarecer que não existe qualquer decisão plenária da Corte de Contas que impeça o Governo do Estado de aportar recursos nas obras da Estação Gávea da Linha 4 do metrô, ao contrário do que vem sendo divulgado pelo Governo. A decisão cautelar que determinava a retenção de créditos da concessionária foi revogada em 09/01/2018, quando foi autorizada a liberação de recursos sob condicionantes”, diz a nota.

A nota vem em resposta às recentes declarações do governador e de representantes da atual gestão que atribuíram a responsabilidade das obras estarem paradas ao TCE. Nas redes sociais, Witzel escreveu: "É do meu total interesse concluir e entregar a estação do metrô para a população, mas estou impedido pela Justiça e pelo Tribunal de Contas do Estado de retomar as obras".



O texto divulgado pela assessoria de imprensa do TCE-RJ ainda explica que não há qualquer outra decisão da Corte que trate sobre a liberação ou bloqueio de recursos financeiras para as obras. “O processo é o TCE nº 103.894-0/17 e está disponível para consulta no site do órgão (www.tce.rj.gov.br). Na decisão, são elencadas diversas medidas técnicas a serem tomadas. O voto também determina a realização de uma Inspeção Extraordinária (auditoria de acompanhamento) para que os auditores do Tribunal monitorem de perto a execução do contrato”, finaliza.

PUBLICIDADE

Há, no entanto, uma ação civil pública movida contra o Governo do Estado pelo Ministério Público em andamento. O processo solicitou liminarmente a proibição do governo estadual realizar quaisquer novos “empenhos, liquidações ou pagamentos à Concessionária Rio Barra S.A., no propósito de retomar as obras civis relativas à Estação Metroviaria da Gavea (Estação Gavea)”.

Nesta terça-feira, durante cerimônia no Comando Militar do Leste (CML), o governador Wilson Witzel reconheceu que errou ao mencionar uma decisão do TCE como impedimento para que o estado termine a obra da Estação Gávea da Linha 4 do Metrô.

- Queria aproveitar para fazer uma retificação com relação ao TCE. Na verdade, a decisão do TCE determina que o estado elabore um plano para terminar a obra. Só que nós não podemos terminar a obra porque existe uma decisão da Justiça do Rio que proibe o estado de colocar qualquer centano na obra - disse Witzel.

O governador afirmou que é a Justiça estadual e o MP estadual que impedem gastos do estado na obra.

- O que eu posso fazer agora, com os recursos que dispomos, é fechar o buraco - afirmou Witzel.

Witzel revelou que conversou nesta terça-feira com o juiz Marcelo Bretas, titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, responsável pelas sentenças da Operação Lava Jato no estado.

PUBLICIDADE

- Falei com o juiz Bretas. Expliquei nossas necessidades. Também pedi aos procuradores da República, através da imprensa, que tomassem uma providência. Eles tomaram e eu quero agradecer aos procuradores - disse o governador.

Segundo o político, ainda não há confirmação dos valores e nem conta do dinheiro caberia ao governo do Rio.

- A questão agora é saber se esse um bilhão é todo para o estado do Rio ou se nós teremos que dividir com a União. A parte da Prefeitura do Rio me parece muito pouco. O juiz Bretas já despachou, encaminhou a União e agora, pelo que fui informado, precisamos que a AGU (Advocacia Geral da União) diga que concorda - contou Witzel.

Enquanto o TCE defende que se faça o controle de risco para terminar a obra, a Justiça estadual e o MP estadual entendem que o estado lembrou que enquanto o TCE determinou que o estado faça o controle de risco para terminar a obra.

LEIA : Relembre as idas e vindas da obra do metrô da Gávea

O Estado entrou com recurso de agravo de instrumento, mas o desembargador Jaime Dias Pinheiro Filho negou a solicitação no dia 9 de outubro de 2018. O Tribunal de Justiça foi procurado para comentar se o processo sofreu alguma atualização que derrubasse a decisão inicial e liberasse o aporte de recursos. Até a última atualização desta reportagem, a assessoria de imprensa do órgão não havia respondido.

PUBLICIDADE

Após o encontro realizado nesta segunda-feira no Palácio Guanabara, Pinho alertou que o governo não tem dinheiro para concluir as obras e que a opção final será tomada levando em conta o menor risco a vida das pessoas.

— É preciso uma solução definitiva, ao menos nesse primeiro momento. Não podemos ficar indefinidamente com essa situação atual. Houve uma oferta da PUC para gratuitamente fazer uma série de estudos sobre questão de riscos e solução do problema na estação. Esse trabalho depois será complementado, mas já nos dará uma noção das alternativas e os custos, mesmo que com um levantamento de preços independente, feito pela universidade — explicou o secretário.

Atualmente, o tatuzão continua parado entre a estação Antero de Quental e Gávea. "Todas as revisões e manutenções recomendadas pelo fabricante do tatuzão foram realizadas", afirmou a Concessionária Rio Barra, formada por Odebrecht, Queiroz Galvão e Carioca Engenharia. A supermáquina alemã de 11,5 metros de altura, 123 de comprimento e 2,7 mil toneladas consome R$ 2,9 milhões por mês apenas para conservação. O equipamento usado para escavar túneis e feito sob medida para o solo carioca foi comprado por R$ 100 milhões pelo consórcio responsável pelas obras.

https://oglobo.globo.com/rio/tce-des...nha-4-23938850
acpinto está en línea ahora   Reply With Quote
Old September 12th, 2019, 11:40 PM   #13833
GGuerra
Precisamos de + metrô!
 
GGuerra's Avatar
 
Join Date: Mar 2014
Posts: 636
Likes (Received): 897

MP-RJ afirma que obra do metrô da Gávea precisa ser retomada
https://noticias.r7.com/rio-de-janei...omada-12092019https://noticias.r7.com/rio-de-janei...omada-12092019

Ex-executivo da Odebrecht afirma que obras da Linha 4 do metrô estavam no esquema de Cabral
http://bandnewsfmrio.com.br/editoria...a-que-obras-da
__________________
Guilherme Brandão Guerra
[email protected]
Rio de Janeiro - RJ
GGuerra no está en línea   Reply With Quote
Old September 13th, 2019, 01:49 PM   #13834
bernardoct
Registered User
 
Join Date: May 2014
Posts: 363
Likes (Received): 581

Bela notícia. Agora resta saber de onde vao tirar esse dinheiro. Se for do devolvido pelos safados, aí fica perfeito.
bernardoct está en línea ahora   Reply With Quote
Old September 14th, 2019, 02:38 AM   #13835
acpinto
carioca e fluminense
 
acpinto's Avatar
 
Join Date: Jun 2014
Location: Rio de Janeiro / RJ
Posts: 7,541
Likes (Received): 8779

Concluir estação de metrô na Gávea é decisão mais sensata
Usar recursos devolvidos por delatores da Lava-Jato seria forma de compensar sociedade
Editorial
13/09/2019 - 00:00
PUBLICIDADE

Desde que foi licitada, em 1998, a Linha 4 do metrô, ligando a Zona Sul à Barra da Tijuca, foi marcada por polêmicas. Originalmente, partiria de Botafogo e passaria por Humaitá e Jardim Botânico. Seria feita por meio de uma PPP, em que o estado bancaria metade da obra. Nesse formato, nunca saiu do papel. Mais de uma década depois, quando o Rio ganhou o direito de sediar a Olimpíada de 2016, o projeto ressurgiu com força.

Os Jogos serviram para catapultar o projeto, mas foram pretexto também para decisões apressadas e polêmicas. A obra não foi licitada, sob alegação de que o processo fora feito em 1998. Mas o trajeto mudou — passou a ter início na Praça General Osório, em Ipanema —, o que, segundo o Ministério Público, aumentou consideravelmente o custo. Depois de inúmeros contratempos, entre eles a grave crise financeira do estado, a Linha 4 foi inaugurada às vésperas da Olimpíada, em agosto de 2016. Mas a Estação Gávea ficou pelo caminho. Endividado, com a arrecadação em queda e as contas no vermelho, o estado não pôde contrair empréstimos para concluir a obra, e o jeito foi paralisá-la.

Mas, mesmo parada, a obra gera tensões, à medida que pode pôr em risco a estabilidade dos prédios vizinhos, entre eles o da PUC. Atualmente, a estação está inundada para evitar maiores problemas, mas trata-se de solução provisória. O governador Wilson Witzel propôs aterrar o buraco até que o projeto possa ser retomado. Mas acabou gerando nova polêmica. A operação custaria cerca de R$ 30 milhões e significaria soterrar quase R$ 1 bilhão que já foi gasto naquele trecho. Para moradores da região, dificultaria ainda mais a conclusão da estação.

Uma alternativa que se discute agora é usar R$ 1 bilhão de delatores da Lava-Jato para concluir a obra. A proposta foi feita pelo Ministério Público Federal ao estado e à União, que teriam de concordar em dividir os recursos. O governador Wilson Witzel já deu sinal verde. Falta o aval da União.

De fato, esta é a decisão mais sensata. Primeiro, porque permitiria a conclusão de obra importante para a região e o sistema de transporte do Rio. Segundo, porque seria uma compensação à sociedade, vítima de uma quadrilha que saqueou o estado — o Ministério Público apontou sobrepreço de cerca de R$ 3 bilhões na construção da Linha 4, obra mais cara da Rio 2016 (R$ 10 bilhões).

Aterrar a estação resolve parte do problema, o da estabilização, mas, uma vez consumada, certamente tornará mais distante a conclusão da obra. E não se pode esquecer de que há dinheiro público enterrado ali. Portanto, o melhor a fazer é prosseguir com o projeto, para que ele beneficie a população. E não se transforme em mais um monumento à incúria.

https://oglobo.globo.com/opiniao/con...nsata-23944727
__________________

Nighto liked this post
acpinto está en línea ahora   Reply With Quote
Old September 29th, 2019, 03:10 AM   #13836
Lauro32rj
Registered User
 
Lauro32rj's Avatar
 
Join Date: Jul 2014
Location: Rio de Janeiro
Posts: 820
Likes (Received): 1223

Mais info: https://odia.ig.com.br/rio-de-janeir...-da-gavea.html
__________________
#maisverdemenosconcreto

www.imgur.com

Nighto liked this post
Lauro32rj no está en línea   Reply With Quote
Old October 4th, 2019, 07:44 AM   #13837
Ramos
Brasil-Belindia é aqui
 
Ramos's Avatar
 
Join Date: Dec 2006
Posts: 17,198
Likes (Received): 17769

Quote:
Originally Posted by shiinoliveira View Post
...renovou dois contratos terríveis com Supervia e Metrô Rio, quando poderia (e deveria) ter encerrado e relicitado à época...
Se tivesse feito isso o Rio não teria mais metrô e trem.

É melhor um contrato regular de concessão do que a precária operação do estado ou o desinteresse da iniciativa privada caso o estado tivesse pedido contrapartidas irreais.
__________________

Nighto liked this post
Ramos está en línea ahora   Reply With Quote
Old October 6th, 2019, 05:48 PM   #13838
Jcalmon
Registered User
 
Jcalmon's Avatar
 
Join Date: Aug 2012
Posts: 2,247
Likes (Received): 2367

O processo de relicitação, além de custoso, sujeito à judicialização, ainda atrasaria a expansão da rede (e mesmo sua manutenção).
__________________
DEUS AUDACES SEQUITUR

Ramos liked this post
Jcalmon está en línea ahora   Reply With Quote
Old October 7th, 2019, 01:21 AM   #13839
acpinto
carioca e fluminense
 
acpinto's Avatar
 
Join Date: Jun 2014
Location: Rio de Janeiro / RJ
Posts: 7,541
Likes (Received): 8779

Conclusão da Estação Gávea do metrô não deve ficar só na promessa
Witzel disse que obra pode ser retomada ainda este ano com dinheiro da Lava-Jato e dos royalties
Editorial
06/10/2019 - 00:00
PUBLICIDADE

Consegue-se ver alguma luz nos buracos inacabados da Linha 4 do metrô (Ipanema-Barra). No dia 27, o governador Wilson Witzel afirmou que pretende retomar, possivelmente ainda este ano, as obras da Estação Gávea, interrompidas em 2015.

Trata-se de um bem-vindo recuo em relação ao que ele próprio defendera um mês atrás, quando propôs aterrar a estação. A ideia era contornar um problema técnico — o buraco ameaça a estrutura de prédios vizinhos, inclusive o da Pontifícia Universidade Católica (PUC-RJ) — e um fiscal, já que o estado, em crise, não tem recursos para concluir o projeto, que demandaria cerca de R$ 1 bilhão.


A notícia gerou uma onda de protestos, especialmente de moradores da região, que lutaram para que o trecho até a Gávea fosse incluído na Linha 4, um dos legados da Olimpíada do Rio. Mas não só por isso. Como cerca de 40% das obras já haviam sido executados, a solução proposta pelo estado significaria soterrar dinheiro do contribuinte.

Seria mais um erro na sucessão de equívocos que percorrem os túneis da Linha 4 do metrô, obra que custou cerca de R$ 10 bilhões, de longe a mais cara do pacote olímpico. Segundo investigações do Ministério Público, a linha já nasceu torta. Apesar do custo estratosférico, não houve licitação — o estado alegou que o projeto fora licitado em 1998, durante o governo Marcello Alencar. O trajeto, no entanto, era outro, partindo de Botafogo, e não de Ipanema, como o que foi de fato executado. A mudança teria encarecido a obra — o Ministério Público apontou um sobrepreço de cerca de R$ 3 bilhões.

De fato, a solução mais sensata neste momento é retomar a construção da Estação Gávea, para que a obra, já iniciada, beneficie a população, evitando mais desperdício de dinheiro público.

Um dos principais entraves — a falta de recursos — seria solucionado utilizando-se dinheiro recuperado da Lava-Jato e parte da arrecadação dos royalties do petróleo, segundo o governador.

PUBLICIDADE

Pode ser um caminho viável para levar o metrô à Gávea, como prometido há anos aos cariocas. Num primeiro momento, a obra geraria empregos, o que é positivo num cenário em que a economia patina. Quando pronta, ofereceria mais uma opção de transporte à cidade, acrescentaria passageiros à Linha 4, hoje ainda subutilizada, e tiraria carros das ruas, aliviando o tráfego.

Se os túneis da Linha 4 foram usados como propinodutos para desvio de dinheiro público, que se punam os responsáveis pela roubalheira — alguns, inclusive, já estão encarcerados. Mas a população não pode pagar a conta desses malfeitos. Portanto, espera-se que desta vez cumpra-se a promessa e que, ao menos na construção de seu último trecho, a Linha 4 siga no rumo certo.

https://oglobo.globo.com/opiniao/con...messa-23997468
acpinto está en línea ahora   Reply With Quote
Old October 9th, 2019, 03:03 AM   #13840
Ptg
Registered User
 
Join Date: Dec 2018
Posts: 13
Likes (Received): 26

Quote:
Originally Posted by Ramos View Post
Se tivesse feito isso o Rio não teria mais metrô e trem.

É melhor um contrato regular de concessão do que a precária operação do estado ou o desinteresse da iniciativa privada caso o estado tivesse pedido contrapartidas irreais.
Quote:
Originally Posted by Jcalmon View Post
O processo de relicitação, além de custoso, sujeito à judicialização, ainda atrasaria a expansão da rede (e mesmo sua manutenção).
Não entendi essa... eram contratos no fim do prazo de concessão, certo? O normal é preparar uma licitação com antecedência e escolher a melhor empresa pra uma nova concessão, que ofereça a melhor contrapartida. Sem judicialização, sem nenhum custo absurdo, sem estatização, sem interrupções na manutenção.

Talvez desse até para botar a mesma empresa operando trens e metrô, com integração gratuita, imagina? Em São Paulo essa sinergia trouxe um ganho tremendo ao sistema, e com a construção do Lote 29 não haveria um gargalo entre o Centro e as linhas da Supervia. Pensa em quanta gente vai de ônibus porque "o trem não chega no centro".
__________________

alexRF, A-B liked this post
Ptg no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 


Reply

Tags
barra da tijuca, metro rio, rio de janeiro, subway

Thread Tools
Rate This Thread
Rate This Thread:

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 12:36 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.11 Beta 4
Copyright ©2000 - 2019, vBulletin Solutions Inc.
vBulletin Security provided by vBSecurity v2.2.2 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2019 DragonByte Technologies Ltd.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2019 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us