Projectos e Notícias de FAMALICÃO - Page 7 - SkyscraperCity
 

forums map | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > European Forums > Fórum Português > Arquitectura e Urbanismo > Norte > Projectos


Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools
Old June 30th, 2011, 07:39 PM   #121
Miguel_Arq
Home, sweet home
 
Miguel_Arq's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Famalicão
Posts: 10,758
Likes (Received): 240

Quote:
Originally Posted by __Eagle__ View Post
O que é que está previsto para o local onde coloquei o circulo?
O Museu do Surrealismo.
Miguel_Arq no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 
Old July 2nd, 2011, 03:06 PM   #122
__Eagle__
Registered User
 
Join Date: Apr 2008
Location: Famalicão
Posts: 557
Likes (Received): 165

Obrigado, por acaso já não me lembrava que a localização dele ia ser junto ao parque da cidade.
__Eagle__ no está en línea   Reply With Quote
Old July 4th, 2011, 08:02 PM   #123
Tendais
Registered User
 
Join Date: Sep 2010
Posts: 8
Likes (Received): 0

Quote:
Originally Posted by costa View Post
Tendais:
Obrigado Costa.

Já tinha visto essa imagem aqui, Mas penso que é igual a uma já antiga apresentada logo no lançamento do projecto para aprovação.

Estava à procura de mais novidades. Mas entretanto também já vi as novidades noutro ponto deste forum.

De qualquer maneira obrigado.
Tendais no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 
Old August 13th, 2011, 08:21 PM   #124
Marco Bruno
Les cites obscures
 
Marco Bruno's Avatar
 
Join Date: Aug 2003
Location: Lisbon
Posts: 10,655
Likes (Received): 3570

Famalicão tem muitos projectos interessantes!
__________________
Lx Projectos
Marco Bruno no está en línea   Reply With Quote
Old August 13th, 2011, 09:54 PM   #125
Miguel_Arq
Home, sweet home
 
Miguel_Arq's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Famalicão
Posts: 10,758
Likes (Received): 240

Quote:
Originally Posted by Marco Bruno View Post
Famalicão tem muitos projectos interessantes!
Tem, mas falta aqui muito projecto interessante pois infelizmente não me tenho dedicado muito a completar este thread.
Miguel_Arq no está en línea   Reply With Quote
Old September 20th, 2011, 03:07 AM   #126
pr_urbanista
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 2
Likes (Received): 0

Famalicão: Nova torre da Fundação Cupertino de Miranda terá 40 metros e acolherá guardaria de obras de arte.


A nova “torre” da Fundação Cupertino de Miranda, em Vila Nova de Famalicão, um projeto de Eduardo Souto Moura, terá cerca de 40 metros de altura e acolherá uma guardaria de obras de arte.

O anúncio foi feito hoje durante a apresentação e discussão pública do anteprojeto novo do edifício, que vai nascer no terreno contíguo à atual sede.

“Serão uma espécie de Torres Gémeas, à nossa escala”, referiu Souto Moura, admitindo, com humor, que as “más línguas” o venham a batizar de “gaita de beiços”.

O atual edifício tem 10 pisos e 34 metros de altura, mas o novo terá mais um andar, de forma a permitir o prolongamento da sala de eventos para o terraço do prédio existente.

Os dois edifícios terão cinco pontos de ligação, mas a entrada será única, pela atual sede, uma forma encontrada para racionalizar custos de funcionamento e manutenção.

A exemplo do atual, o novo edifício vai ser erigido em terrenos do domínio público, que terão de ser cedidos por deliberação da Câmara e da Assembleia municipais.

Souto Moura sublinhou que está a desenvolver o projeto de forma a que o terreno público ocupado seja o menor possível e que o jardim ali existente mantenha a totalidade das árvores.

“Se tudo correr bem, não será preciso deitar abaixo nenhuma árvore; se não, será derrubada apenas uma. Mas já propus à Fundação que por cada árvore abatida sejam plantadas pelo menos quatro”, referiu o arquiteto.

Segundo o presidente da Fundação, Pedro Álvares Ribeiro, a nova torre terá quatro salas autónomas para exposição, um espaço para eventos de grandes dimensões, um restaurante e bar e uma guardaria de obras de arte.

“Não conhecemos na Península Ibérica uma outra oferta para esse fim”, referiu, frisando que esse espaço permitirá acolher coleções de “enorme valor, nacionais e internacionais”.

Criada em 1972, a Fundação Cupertino de Miranda tem um acervo de mais de 2500 obras, em que se conta a maior coleção de arte surrealista de Portugal.

Pedro Álvares Ribeiro disse que a nova torre custará “vários milhões de euros”, acrescentando que neste momento “ainda não é possível quantificar”, uma vez que o projeto ainda não está elaborado.

Também não se comprometeu com prazos para a execução das obras, uma vez que o arranque da empreitada está dependente do desbloqueamento de fundos comunitários.

pr_urbanista no está en línea   Reply With Quote
Old September 20th, 2011, 03:23 AM   #127
d.rage
Registered User
 
Join Date: Jan 2011
Location: Joane / Famalicão / Guimarães
Posts: 146
Likes (Received): 2

Estava exactamente a pesquisar sobre isto à uma horita atrás Estou curioso para ver como esta nova torre se vai enquadrar quer no local quer com a outra torre já existente. Será um ex-libris da cidade!
d.rage no está en línea   Reply With Quote
Old September 20th, 2011, 07:40 PM   #128
Miguel_Arq
Home, sweet home
 
Miguel_Arq's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Famalicão
Posts: 10,758
Likes (Received): 240

Cá está o projecto que vai revolucionar a Praça Dona Maria e toda a zona central da cidade.
A torre da Fundação Cupertino de Miranda, com os seus belos paineis de azulejo, já era um dos ex-libris da cidade. Agora com esta nova torre de metal e vidro de 40 metros, do arquitecto Souto Moura, estou certo que vai ser um lugar de paragem obrigatória.
Miguel_Arq no está en línea   Reply With Quote
Old September 20th, 2011, 07:42 PM   #129
Miguel_Arq
Home, sweet home
 
Miguel_Arq's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Famalicão
Posts: 10,758
Likes (Received): 240

Fico satisfeiro que tenham desistido da ideia de construir o Museu do Surrealismo no Parque da cidade, e em alternativa construi-lo bem no coração da cidade.
Miguel_Arq no está en línea   Reply With Quote
Old September 21st, 2011, 01:54 AM   #130
Viriatuus
Registered User
 
Join Date: Dec 2007
Location: Porto
Posts: 19,473
Likes (Received): 1070

Gostava de ver o projecto mais em pormenor, à primeira vista não me agrada, especialmente aquelas ligações entre os dois edifícios...
Viriatuus no está en línea   Reply With Quote
Old September 29th, 2011, 01:00 PM   #131
Alexdj
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 1
Likes (Received): 0

Pois bem malta, é a primeira vez que aqui posto, embora seja um "leitor" assíduo do skycrapercity, apenas me decidi registar para demonstrar o meu total desagrado em relação ao projecto aqui falado! (eu sei que não têm culpa, mas não vi mais nenhum forum a discutir o assunto!) "shame on me"


Em suma, é mesmo com mt desagrado, e um sentimento nefasto que vejo a apresentação de tal "mamarracho" proposto pelo galardoado doutor Souto Moura!
Aliás, o que eu vejo aqui, é uma tentativa de aproveitamento da "Arquitectura das estrelas" por parte da direcção da fundação, e do senhor presidente “Arq” Armindo Costa, (á espera de aviões cheios de chineses para ver tal obra) para tentar dinamizar um local, esquecendo por completo toda a identidade e responsabilidade icónica, que a actual torre sede da fundação, com os seus azulejos do grande Charters de Almeida possui!

A torre do senhor doutor Moura, pode ter um conceito interessante, isso não o nego, mas não vai além disso, de um bom conceito!

É que não entendo, ao lado temos aquele "aborto" chamado de parque de estacionamento D.Maria II, que espera por uma intervenção séria, e vai-se projectar logo "colado" à torre!? Porque não fazer um edifício naquele espaço, metendo um parque subterrâneo de 1, 2 pisos, que ao fim de 5 anos gerava uma enorme receita, e se pagava a si próprio?
Porque construir “colado à torre”, “desrespeitando-a” por completo!? E o senhor doutor Moura, na conferencia que deu na casa das artes, ainda lhe retira importância dizendo que a mesma “não é uma obra prima da arquitectura”!?
Sendo ou não, é o que lá está á quase 40anos, e como tal à que ser respeitado, pois até lá está mt bem!

Da minha parte, como arquitecto e cidadão famalicense, tudo farei para que tal obra seja bem justificada!
Era agora colarem outra torre XPTO ao lado da torre do Burgo, a ver o que dizia o Doutor Arq. Moura.

1Abraço
e desculpem o desabafo!
Alexdj no está en línea   Reply With Quote
Old September 30th, 2011, 01:58 AM   #132
Miguel_Arq
Home, sweet home
 
Miguel_Arq's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Famalicão
Posts: 10,758
Likes (Received): 240

Quote:
Originally Posted by Alexdj View Post
Pois bem malta, é a primeira vez que aqui posto, embora seja um "leitor" assíduo do skycrapercity, apenas me decidi registar para demonstrar o meu total desagrado em relação ao projecto aqui falado! (eu sei que não têm culpa, mas não vi mais nenhum forum a discutir o assunto!) "shame on me"


Em suma, é mesmo com mt desagrado, e um sentimento nefasto que vejo a apresentação de tal "mamarracho" proposto pelo galardoado doutor Souto Moura!
Aliás, o que eu vejo aqui, é uma tentativa de aproveitamento da "Arquitectura das estrelas" por parte da direcção da fundação, e do senhor presidente “Arq” Armindo Costa, (á espera de aviões cheios de chineses para ver tal obra) para tentar dinamizar um local, esquecendo por completo toda a identidade e responsabilidade icónica, que a actual torre sede da fundação, com os seus azulejos do grande Charters de Almeida possui!

A torre do senhor doutor Moura, pode ter um conceito interessante, isso não o nego, mas não vai além disso, de um bom conceito!

É que não entendo, ao lado temos aquele "aborto" chamado de parque de estacionamento D.Maria II, que espera por uma intervenção séria, e vai-se projectar logo "colado" à torre!? Porque não fazer um edifício naquele espaço, metendo um parque subterrâneo de 1, 2 pisos, que ao fim de 5 anos gerava uma enorme receita, e se pagava a si próprio?
Porque construir “colado à torre”, “desrespeitando-a” por completo!? E o senhor doutor Moura, na conferencia que deu na casa das artes, ainda lhe retira importância dizendo que a mesma “não é uma obra prima da arquitectura”!?
Sendo ou não, é o que lá está á quase 40anos, e como tal à que ser respeitado, pois até lá está mt bem!

Da minha parte, como arquitecto e cidadão famalicense, tudo farei para que tal obra seja bem justificada!
Era agora colarem outra torre XPTO ao lado da torre do Burgo, a ver o que dizia o Doutor Arq. Moura.

1Abraço
e desculpem o desabafo!
Bem vindo, Alexdj!

Eu não fui à apresentação do projecto por isso desconheço o discurso do sr. Souto Moura.
Independentemente do projecto, que não conheço o suficiente para comentar, concordo com este lugar escolhido para o fazer. Até há pouco tempo estava previsto que o Museu do Surrealismo seria construído no Parque da cidade, levando mais um equipamento importante para a periferia. Com esta nova localização, há uma boa oportunidade de se revitalizar a Fundação Cupertino de Miranda e a Praça Dona Maria II.
O facto do novo edifício estar projectado mesmo colado à torre da Fundação, não foi opção do arquitecto, mas sim imposição.
Segundo li há uns tempos, a Cãmara Municipal estaria em tribunal com a empresa Bragaparques, precisamente por causa do parque subterrâneo que está previsto para o local. Como há esta questão legal ainda por resolver, o arquitecto teria que utilizar terreno que não estivesse inserido no parque de estacionamento ou em alternativa teria que esperar que estivesse concluido o processo Bragaparques. Tendo em conta a lentidão da justiça, só daqui a 20 anos, teriamos um edifício novo.

Obrigado pela contribuição.
Esperemos que haja muitas mais de hoje em diante.
Este forum carece de arquitectos.

Abraço.
Miguel_Arq no está en línea   Reply With Quote
Old October 9th, 2011, 11:13 AM   #133
pr_urbanista
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 2
Likes (Received): 0

Fazer esta torre não me choca nada, visto que fica numa zona até bastante descomprimida com amplos espaços livres. Chocam-me mais aqueles mamarrachos das decadas 80/90 na avenida 25 de abril...
Quanto ao local tambem não acho mal, é necessário controlar custos, e sendo assim os 2 edificios irão funcionar como 1 só, e de referir aínda que se trata de uma obra privada, vão dar aos famalicenses um novo espaço de cultura sem custos, e criar alguns postos de trabalho, são bem vidas todas as iniciativas privadas como esta.
Sendo famalicão uma terra de arquitectos, poderiam ter feito um concurso municipal ou algo do genero, mas foram para um aquitecto de referência. Pode ser que traga mais pessoas de fora ara visitarem a cidade...Mas seria mais interessante algo mais arrojado.

Cumrimentos
urbanista
pr_urbanista no está en línea   Reply With Quote
Old October 13th, 2011, 08:53 PM   #134
Tiago Dias
Tiago Dias
 
Tiago Dias's Avatar
 
Join Date: Nov 2009
Location: Guimarães
Posts: 157
Likes (Received): 7

O ComUM Online é um jornal feito por alunos do curso de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho. Procura explorar o que acontece na UM e na região e também aprofundar outros assuntos que normalmente não são falados noutros jornais regionais.

Cliquem e visitem regularmente em www.comumonline.com
Tiago Dias no está en línea   Reply With Quote
Old November 14th, 2011, 02:52 AM   #135
d.rage
Registered User
 
Join Date: Jan 2011
Location: Joane / Famalicão / Guimarães
Posts: 146
Likes (Received): 2

Para os interessados, os trabalhos de duplicação da Av Brasil + reestruturação do "Jumbo" estão andar a bom ritmo.
Também já notei que já se está a trabalhar também na criação da nova avenida que irá ligar o Mosteiro de S. Tiago de Antas à Feira.

Pessoal de Famalicão, temos de dinamizar mais isto
d.rage no está en línea   Reply With Quote
Old November 14th, 2011, 10:08 PM   #136
Miguel_Arq
Home, sweet home
 
Miguel_Arq's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Famalicão
Posts: 10,758
Likes (Received): 240

Quote:
Originally Posted by d.rage View Post
Para os interessados, os trabalhos de duplicação da Av Brasil + reestruturação do "Jumbo" estão andar a bom ritmo.
Também já notei que já se está a trabalhar também na criação da nova avenida que irá ligar o Mosteiro de S. Tiago de Antas à Feira.

Pessoal de Famalicão, temos de dinamizar mais isto
As obras de ampliação do Jumbo ja foram inauguradas no fim de semana passado com todas as lojas comercializadas.
Das novas lojas que por lá vi, posso destacar a Brinka (segunda loja em Famalicão), C&A, Seaside e Bertrand.
O edifício e a zona envolvente ficaram excelentes. A ver se tiro umas fotos.

A Avenida de que falas que irá ligar ao Mosteiro de Antas, trata-se do prolongamento da Avenida de França, até ao Nó da Circular Famalicão Este, que também dá acesso a Seide.

A duplicação da Avenida do Brasil até ao Nó da Circular Famalicão Centro, deveria estar concluida ainda este ano mas sofreu alguns atrasos. Vamos ver se lá para Janeiro estará concluida.
Miguel_Arq no está en línea   Reply With Quote
Old November 15th, 2011, 07:12 PM   #137
d.rage
Registered User
 
Join Date: Jan 2011
Location: Joane / Famalicão / Guimarães
Posts: 146
Likes (Received): 2

Câmara abandona deslocação da Central de Camionagem para junto da Estação Ferroviária

A Câmara Municipal abandonou a ideia de deslocalizar o Centro Coordenador de Transportes (central de camionagem) para o terreno junto à Estação de Caminhos de Ferro, onde durante década viveram em construção abarracadas várias famílias de etnia cigana. A novidade foi avançada na passada quarta-feira pelo presidente do município, Armindo Costa, à margem de mais uma reunião pública do executivo.

Abandonado o projecto, por inadequação, a Câmara vai avançar com a reorganização da actual central, no sentido de coadunar o espaço com a proximidade ao Parque da Cidade. A primeira iniciativa nesse sentido é a abertura de concurso para a construçãode um novo edifício destinado
às oficinas, proposta deliberada poe unanimidade na passada quarta-feira. A autarquia assegura o pagamento da estrutura, e a ARRIVA as obras interiores. O preço base é de 163 mil euros e o prazo de execução 75 dias.

A libertação do terreno junto à estação, com o realojamento das famílias de etnia cigana, chegou a alimentar a expetativa do município em deslocar para aquele ponto da cidade o Centro Coordenador de Transportes, retirando assim uma estrutura poluente e de tráfego intenso de junto do chamado “pulmão verde” da cidade; e, simultaneamente, encadeando os transportes rodoviários e ferroviários numa lógica de interação. No entanto, uma análise mais aprofundada acabou por levar ao abandono da ideia.

Segundo Armindo Costa, confrontado no final da reunião de Câmara pelo Povo Famalicense, a Câmara colocou de arte essa ideia depois de uma análise mais aprofundada. O edil adiantou que o espaço disponível se revelou “exíguo” para acolher todas as estruturas necessárias do Centro Coordenador de Transportes. Da mesma forma, uma reflexão sobre os acessos ao local também levou à conclusão de que “a frequência de 200/300 autocarros por dia pelo centro da cidade era incomportável”. Apesar de afastada a hipótese de transferência total da valência para a ponta oposta da cidade, junto á linha férrea, Armindo Costa afirma que se mantém em aberto a possibilidade de criação de um interface, possivelmente associado a zona de estacionamento. Ou seja, o município está receptivo a um investimento que viabilize uma optimização da ligação entre os transportes ferroviários e rodoviários, assim como a criação de uma área de estacionamento mais capaz para os utilizadores da linha.

Para o efeito o presidente da Câmara lança mesmo um desafio aos investidores privados. Armindo Costa adianta que o projeto poderia ser alvo de um protocolo mediante o qual a Câmara cedia o espaço, por contrapartida da construção dos equipamentos necessários, com a exploração partilhada entre ambas as partes.

O edil famalicense adianta que, para além do terreno vago a Câmara chegou a equacionar outras possibilidades de deslocalização do Centro Coordenador de Transportes. O campo de treinos do Futebol Clube de Famalicão, assim como um terreno junto ao traçado da auto-estrada foram possibilidades igualmente abandonadas pelo executivo.

@ O Povo Famalicense
d.rage no está en línea   Reply With Quote
Old November 15th, 2011, 09:40 PM   #138
Viriatuus
Registered User
 
Join Date: Dec 2007
Location: Porto
Posts: 19,473
Likes (Received): 1070

Duplicação da Avenida do Brasil? Mas não se limitaram a a colocar um separador central? É que de 2x2 não tem nada... ou assim aparentava quando por lá passei, ainda em obras...

Espero não me ter enganado agora...
Viriatuus no está en línea   Reply With Quote
Old November 17th, 2011, 12:07 AM   #139
Miguel_Arq
Home, sweet home
 
Miguel_Arq's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Famalicão
Posts: 10,758
Likes (Received): 240

Quote:
Originally Posted by Viriatuus View Post
Duplicação da Avenida do Brasil? Mas não se limitaram a a colocar um separador central? É que de 2x2 não tem nada... ou assim aparentava quando por lá passei, ainda em obras...

Espero não me ter enganado agora...
Sim, a Avenida tem perfil 2x2, com faixas de rodagem de 6 metros.
Para uma via rápida, o normal seria ter faixas de rodagem de 7 metros, mas numa via urbana parece-me uma medida adequada pois permite ter duas filas de carros em cada sentido, sem permitir grandes velocidades.
Miguel_Arq no está en línea   Reply With Quote
Old November 17th, 2011, 12:10 AM   #140
Miguel_Arq
Home, sweet home
 
Miguel_Arq's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Famalicão
Posts: 10,758
Likes (Received): 240

Quote:
Originally Posted by d.rage View Post
A Câmara Municipal abandonou a ideia de deslocalizar o Centro Coordenador de Transportes (central de camionagem) para o terreno junto à Estação de Caminhos de Ferro, onde durante década viveram em construção abarracadas várias famílias de etnia cigana. A novidade foi avançada na passada quarta-feira pelo presidente do município, Armindo Costa, à margem de mais uma reunião pública do executivo.

Abandonado o projecto, por inadequação, a Câmara vai avançar com a reorganização da actual central, no sentido de coadunar o espaço com a proximidade ao Parque da Cidade. A primeira iniciativa nesse sentido é a abertura de concurso para a construçãode um novo edifício destinado
às oficinas, proposta deliberada poe unanimidade na passada quarta-feira. A autarquia assegura o pagamento da estrutura, e a ARRIVA as obras interiores. O preço base é de 163 mil euros e o prazo de execução 75 dias.

A libertação do terreno junto à estação, com o realojamento das famílias de etnia cigana, chegou a alimentar a expetativa do município em deslocar para aquele ponto da cidade o Centro Coordenador de Transportes, retirando assim uma estrutura poluente e de tráfego intenso de junto do chamado “pulmão verde” da cidade; e, simultaneamente, encadeando os transportes rodoviários e ferroviários numa lógica de interação. No entanto, uma análise mais aprofundada acabou por levar ao abandono da ideia.

Segundo Armindo Costa, confrontado no final da reunião de Câmara pelo Povo Famalicense, a Câmara colocou de arte essa ideia depois de uma análise mais aprofundada. O edil adiantou que o espaço disponível se revelou “exíguo” para acolher todas as estruturas necessárias do Centro Coordenador de Transportes. Da mesma forma, uma reflexão sobre os acessos ao local também levou à conclusão de que “a frequência de 200/300 autocarros por dia pelo centro da cidade era incomportável”. Apesar de afastada a hipótese de transferência total da valência para a ponta oposta da cidade, junto á linha férrea, Armindo Costa afirma que se mantém em aberto a possibilidade de criação de um interface, possivelmente associado a zona de estacionamento. Ou seja, o município está receptivo a um investimento que viabilize uma optimização da ligação entre os transportes ferroviários e rodoviários, assim como a criação de uma área de estacionamento mais capaz para os utilizadores da linha.

Para o efeito o presidente da Câmara lança mesmo um desafio aos investidores privados. Armindo Costa adianta que o projeto poderia ser alvo de um protocolo mediante o qual a Câmara cedia o espaço, por contrapartida da construção dos equipamentos necessários, com a exploração partilhada entre ambas as partes.

O edil famalicense adianta que, para além do terreno vago a Câmara chegou a equacionar outras possibilidades de deslocalização do Centro Coordenador de Transportes. O campo de treinos do Futebol Clube de Famalicão, assim como um terreno junto ao traçado da auto-estrada foram possibilidades igualmente abandonadas pelo executivo.

@ O Povo Famalicense
Ainda bem que desistiram da ideia.
Levar mais 300 autocarros para o centro da cidade, através da Avenida de França e Avenida 25 de Abril ia tornar o trânsito (ainda mais) caótico, sobretudo nas horas de ponta.
Miguel_Arq no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 


Reply

Tags
famalicão, projectos, projetos

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 08:53 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.11 Beta 4
Copyright ©2000 - 2019, vBulletin Solutions Inc.
vBulletin Security provided by vBSecurity v2.2.2 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2019 DragonByte Technologies Ltd.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2019 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us