SkyscraperCity banner
1 - 20 of 158 Posts

·
Registered
Joined
·
52,552 Posts
O Palácio de Dom Manuel, sito em Évora, Portugal, outrora conhecido por Paço Real de S. Francisco foi mandado construir por D. Afonso V, que desejava ter na cidade um paço real fora do castelo para se instalar. O paço, habitado por vários monarcas portugueses, entre os quais D. Manuel I, D. João III e D. Sebastião, perdeu-se definitivamente no ano de 1895, tendo sido mandado destruir em 1619, aquando da visita de Filipe III ao país, que mandou destruir o palácio em pról da comunidade.

O paço era, segundo crónicas da altura, um dos edifícios mais notáveis do reino, tendo como principais construções o claustro da renascença, a Sala da Rainha, o refeitório e a biblioteca régia, sendo esta uma das primeiras do país.

Atualmente, o que resta do palácio é apenas a Galeria das Damas, representante exímia do estilo manuelino, mas com traços da renascença e que sobreviveu devido à sua utilização para Trem Militar. Esta compõe-se de um piso térreo, de planta rectangular, onde subsiste a Galeria, um pavilhão fechado e o alpendre. No piso superior existem dois salões e um vestíbulo de estilo mourisco. Do lado de fora existe o torreão, este é constituído por dois andares e terminando num pináculo hexagonal com uma porta manuelina.

O paço, para além de ter sido uma das maiores obras arquitetónicas do país, teve também uma enorme importância histórica, pois foi nele que Vasco da Gama foi investido no comando da esquadra da Descoberta do caminho marítimo para a Índia e foi também no palácio que Gil Vicente representou sete dos seus autos, dedicados às rainhas D. Maria de Castela e D. Catarina de Áustria.


208292


História

O Palácio D. Manuel, designado nas crónicas e documentos oficiais antigos como Colégio de S. Francisco, é mencionado pela primeira vez em 1470, por altura do reinado de D. Afonso V.. Ocupando os terrenos e grande parte do primitivo convento dos padres franciscanos , o Palácio foi ampliado, iniciando-se a primeira fase da construção em 1483. Foi apenas no reinado de D. Manuel I que o Palácio ganhou importância e originalidade: o rei entregou aos arquitectos Martim Lourenço, Diogo de Arruda e ao castelhano Pêro de Trilho sucessivas construções que decorrem entre 1507 e 1520. D. João III, filho e herdeiro de D. Manuel I, aumentou a obra, tendo sido considerada, na altura, como a mais notável residência do reino, a seguir ao Paço da Ribeira, em Lisboa.
Por altura da dinastia filipina, o Palácio deixa de ser usado pelo rei e servia, de longe a longe, a pousada de príncipes, embaixadores ou religiosos. A vinda a Évora de D. Filipe III, em 1616, resultou num pedido da Ordem dos Franciscanos de cedência de três salas do espaço. A 28 de Setembro desse mesmo ano, o rei publicou um diploma em que confere aos franciscanos a utilização de vários imóveis do Palácio, ainda que sob fiança de regressarem à posse da Coroa sempre que esta achasse conveniente. Data ainda deste período a integração do maior conjunto gótico-manuelino do Paço Real de Évora.
Depois de muito tempo de um semi-abandono, em 1845 e segundo o Decreto-Lei de 25 de Julho, a Câmara Municipal adquiriu ao Governo certas partes do edifício para nelas instalar o Tribunal e a Junta de Freguesia de S. Pedro. Quatro anos passados, algumas alas do edifício foram destruídas para dar lugar ao novo Mercado Público da cidade.
Foi apenas no decorrer no século XX (1943) que foram iniciadas obras de restauração do Palácio da responsabilidade dos arquitectos Baltazar de Castro e Humberto Reis, que permitiram devolver ao Palácio as suas linhas originais.
A 30 de Novembro de 2005, o Palácio acolherá o momento inaugural do projecto cultural Às Portas do Mundo da Fundação Pro Justitiae:






 

·
President and CEO
Joined
·
17,578 Posts
espectáculo. :applause:
 

·
Uma dúzia de anos disto..
Joined
·
30,728 Posts
Lindo, lindo, lindo!!!:drool::drool::eek:
 

·
Registered
Joined
·
52,552 Posts
Discussion Starter · #8 ·
eu tinha aqui duas fotos de um grande salão com portais lindos, se encontrar eu posto!!
 

·
Whatever
Joined
·
45,866 Posts
Filipe_Teixeira said:
Magnifico este palacio.
Deve ser espantoso la por dentro...
já deve ter sido em tempos sim...quando as cortes se reuniam em Évora...agora é só salas vazias e poucas, já que o que resta hoje é apenas uma pequena parte do palácio original.
 

·
Registered
Joined
·
52,552 Posts
Discussion Starter · #11 ·
JohnnyMass said:
já deve ter sido em tempos sim...quando as cortes se reuniam em Évora...agora é só salas vazias e poucas, já que o que resta hoje é apenas uma pequena parte do palácio original.
a falta de parte deste palácio é uma coisa que sempre me intrigou, ja procurei em td e não consigo a planta do edificio todo como era de origem, tens ai alguma planta Jikas?
 

·
Registered
Joined
·
52,552 Posts
Discussion Starter · #13 ·
parecida com uma das k não encontro :bash: uma delas ve-se esse tecto mais ao pormenor :yes:
 

·
Registered
Joined
·
52,552 Posts
Discussion Starter · #20 ·
tem sim, os Arrudas, mestres que participaram da construção deste palacio, tem como marca de estilo este tipo de arquitectura Mourisca de que o rei D. Manuel era grande admirador, se reparares por exemplo nas janelas do andar superior lado do torreão ja ves janelas mais para o classico de acordo com o gosto de D. João III que era grande admirador do classismo Italiano de Palladio (Palladio é um arquitecto Italiano associado ao Renascimento classista Italiano).
 
1 - 20 of 158 Posts
Top