SkyscraperCity banner
1 - 20 of 36 Posts

·
braaaap all day!
Lss911
Joined
·
4,714 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Lisboa vai ter mais 18 ciclovias e o Porto outras duas. Ciclistas queixam-se de falta de segurança nas cidades.


As Câmaras de Lisboa e Porto querem mais bicicletas nas ruas. Para a capital, está prevista a criação de uma rede de 86 quilómetros de ciclovias, já a partir do próximo ano. E na Invicta está a ser estuda a construção de mais duas pistas para velocípedes - a juntar à que já existe e liga o Castelo do Queijo à praia do Ourigo.


O executivo de Rui Rio vai criar uma ciclovia entre a Avenida do Brasil e o Fluvial e outra entre a rotunda do Freixo e a ponte D. Luís.


Já em Lisboa, o vereador José Sá Fernandes apresenta, na segunda-feira, um plano que inclui medidas de desacelaração do tráfego - semáforos, sinalização e elevação de passadeiras - e a construção de novas ciclovias em vários pontos da cidade. Ao todo, estão previstos 18 novos percursos para ciclistas, que se juntam aos únicos dois já existentes. «No Verão de 2009 os lisboetas podem começar a andar de bicicleta», garante o vereador.


Os concursos para a construção destas ciclovias vão ser lançados ainda este mês e está também a ser estudada a criação de parques de aluguer de velocípedes: «Estamos a analisar os modelos de Paris e de Barcelona, onde é possível alugar bicicletas em vários pontos da cidade». O preço «será simbólico».





Federação sugere plano



«Nas cidades, os ciclistas são obrigados a andar em cima dos passeios», critica José Caetano, presidente da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores da Bicicleta (FPCUB).


A Federação revela, aliás, que nos primeiros meses deste ano já morreram nove ciclistas nas estradas do país. «Não há uma política de mobilidade para a bicicleta», acusa José Caetano, que há dois meses apresentou na Câmara de Lisboa uma proposta para a elaboração de uma carta ciclável da cidade - um documento com todas medidas e que várias cidades europeias adoptaram para promover o uso de velocípedes.


Um dos exemplos dados é o de Bruxelas, onde foram criados espaços específicos para as bicicletas, junto aos semáforos - as chamadas ‘caixas de paragem’. José Sá Fernandes garante que algumas das sugestões dos ciclistas vão ser incluídas no seu plano, mas só em Junho - data em que a Câmara voltará a reunir com a Federação e serão decididas medidas mais concretas.





Uso de bicicleta aumentou 40%



João Dias, investigador do Instituto Superior Técnico (IST), lembra que os ciclistas estão em desvantagem nas estradas: «A bicicleta perde a prioridade nas rotundas, entroncamentos e cruzamentos, ao contrário das motas». Além disso, «é um veículo lento que fica exposto à velocidade excessiva dos automobilistas».


A Federação defende que é necessário rever o Código da Estrada para reforçar os direitos dos ciclistas. «É nas rotundas que os condutores mais desrespeitam os ciclistas», diz José Caetano.


João Dias, especialista em segurança rodoviária, explica, por seu lado, que «a bicicleta ainda é encarada como um objecto de lazer e não como um meio de transporte», sendo utilizada «sobretudo por jovens, nas cidades, e por idosos nos meios rurais».


A verdade é que há cada vez mais adeptos de bicicletas: no ano passado, aumentaram 30% face a 2006. Números que vão crescer este ano, uma vez que a venda de velocípedes registou um acréscimo de 40% em relação a 2007.




58 mortes em 2007


O crescimento de ciclistas nas estradas e nas ruas reflecte-se também nas estatísticas dos acidentes. No ano passado, 58 ciclistas perderam a vida nas estradas e 18 sofreram lesões graves.


Anselmo Loureiro, reformado de 75 anos, foi mais uma vítima. No dia 17 de Janeiro, circulava de bicicleta numa rotunda em Mem Martins quando um carro o atingiu de lado. «Ainda me tentei desviar, mas acabei por cair e fui parar ao hospital. Se ele viesse com mais velocidade, matava-me». Valeu-lhe o capacete: «Tenho de me proteger dos condutores que ainda desprezam os ciclistas».


João Dias sublinha que, face à existência de «muito poucas ciclovias», os ciclistas devem apostar numa cultura de auto-defesa: «O capacete é muito importante para evitar lesões graves. Das vítimas mortais de 2006, apenas 15% usavam capacete na altura do acidente». Há uma semana, a utilidade desta protecção ficou mais uma vez demonstrada. Mesmo em frente ao centro comercial Vasco da Gama, em Lisboa, dois ciclistas chocaram. Um usava capacete e teve apenas ferimentos ligeiros: o outro circulava desprotegido e sofreu um grave traumatismo craniano.


A Associação para a Promoção da Segurança Infantil (APSI) alerta para a necessidade de as crianças usarem colete reflector sempre que andam em bicicletas. «É uma forma de ficarem mais visíveis», sublinha a técnica Helena Sacadura Botte.




Cinco acidentes por dia com crianças


De acordo com a APSI, os acidentes com crianças em velocípedes provocam cerca de cinco vítimas por dia e aproximadamente 16 mortes por ano. Em 2008, já houve nas estradas quatro acidentes com crianças em bicicletas.


Manuel João Ramos, da Associação de Cidadãos Auto-Mobilizados, diz não ter dúvidas de que, neste momento, «as cidades não são seguras nem para os peões nem para as bicicletas, porque as vias são projectadas para que os automóveis andem depressa». E avisa: «É essencial reduzir a velocidade de tráfego».





Fonte: SOL ( 2008-05-17 )



Será que é desta??:banana::cheers:
 

·
O Prof Godin
Joined
·
6,654 Posts
…Lss911, a tua notícia é no mínimo preocupante…e eu que o diga…apesar dos meus 50 anos…sempre fui um grande adepto da bicicleta…aliás tenho uma nova…mas tanto em Lisboa como no Porto (e em Coimbra) é muito difícil arranjar percursos urbanos úteis, de forma a que a bicicleta possa ser considerada como um meio de transporte…as nossas cidades são muito acidentadas e chove muito mais em Portugal que no norte da Europa…em Barcelona foi implementado vias para bicicletas, com semáforos e tudo o mais…mas em PT…tirando a prática desportiva, mesmo a familiar, em locais apropriados, torna-se difícil utilizar a bike…
 

·
Banned
Joined
·
9,128 Posts
…Lss911, a tua notícia é no mínimo preocupante…e eu que o diga…apesar dos meus 50 anos…sempre fui um grande adepto da bicicleta…aliás tenho uma nova…mas tanto em Lisboa como no Porto (e em Coimbra) é muito difícil arranjar percursos urbanos úteis, de forma a que a bicicleta possa ser considerada como um meio de transporte…as nossas cidades são muito acidentadas e chove muito mais em Portugal que no norte da Europa…em Barcelona foi implementado vias para bicicletas, com semáforos e tudo o mais…mas em PT…tirando a prática desportiva, mesmo a familiar, em locais apropriados, torna-se difícil utilizar a bike…
podiam colocar uma destas nas zonas com maior declive

 

·
O Prof Godin
Joined
·
6,654 Posts
podiam colocar uma destas nas zonas com maior declive

…óptima ideia para ligar o Choupal a Celas…eu sempre disse que a via rápida que liga a zona baixa ao hospital devia, pelo menos, ter pistas separadas para as bicicletas…já lá ia morrendo entre dois camiões…
 

·
braaaap all day!
Lss911
Joined
·
4,714 Posts
Discussion Starter · #8 ·
…Lss911, a tua notícia é no mínimo preocupante…e eu que o diga…apesar dos meus 50 anos…sempre fui um grande adepto da bicicleta…aliás tenho uma nova…mas tanto em Lisboa como no Porto (e em Coimbra) é muito difícil arranjar percursos urbanos úteis, de forma a que a bicicleta possa ser considerada como um meio de transporte…as nossas cidades são muito acidentadas e chove muito mais em Portugal que no norte da Europa…em Barcelona foi implementado vias para bicicletas, com semáforos e tudo o mais…mas em PT…tirando a prática desportiva, mesmo a familiar, em locais apropriados, torna-se difícil utilizar a bike…

Chove mais em Portugal que no Norte da Europa? Em 2008 sem dúvida! :lol:
Mas não vejo nada de negativo que se possa apontar a esta notícia quando se refere ao projecto, preocupantes são os acidentes que existem e que estão referidos na notícia.

Eu ando entre 2 a 4 vezes por semana de bicicleta em Lisboa e sinto grandes dificuldades, com zonas próprias será muitíssimo melhor!
 

·
Uma dúzia de anos disto..
Joined
·
30,728 Posts
Eu confesso que estou um pouco como o Professor, acho muito complicado arranjar percursos de jeito para bicicletas nas nossas cidades, da maneira como estão concebidas. Se muitas vezes nem passeios condignos existem...

De qualquer modo acho que é pertinente perguntar porque não se construiram ciclovias nos bairros mais novos da cidade (PDN e Alta de Lisboa)...
 

·
Metro Lisboa
Joined
·
8,505 Posts
Ótima noticia. É desta que deixo uma bicicleta em Lisboa para susbtituir o Metro:lol:
Neste momento, ainda está muito complicado para se andar.
Da última vez que fiz o percurso Marquês de Pombal-Campo-grande, tive a sensação de fazer o percurso de um combatente de tantos obstaculos que encontrei:
-passar no meio dos carros porque nem dava para encostar a direita nos semáforos.
- Acelerar rapidamente para não ser atropelado.
- Perigo dos autocarros a sairem das paragens.
- Sitios onde nem espaço havia para passar sem ter que subir um passeio para ter alguma segurança.:eek:hno:
-etc etc....
Fazem mesmo falta umas ciclovias que protejam os ciclistas.
Neste momento, só para quem quer aumentar a adrenalina e o seu stress.:clown:
 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
Essa solução de Trondheim é uma óptima ideia para Coimbra... :) Olhem ir da Praça até Santa Clara de bike. :)
Quero uma dessas para o Monte Formoso!
 

·
braaaap all day!
Lss911
Joined
·
4,714 Posts
Discussion Starter · #13 ·
Eu confesso que estou um pouco como o Professor, acho muito complicado arranjar percursos de jeito para bicicletas nas nossas cidades, da maneira como estão concebidas. Se muitas vezes nem passeios condignos existem...

De qualquer modo acho que é pertinente perguntar porque não se construiram ciclovias nos bairros mais novos da cidade (PDN e Alta de Lisboa)...
Não se está aqui a propôr a implementação de ciclovias em toda a cidade!
Há eixos principais onde é perfeitamente possível! Porque a ciclovia campo grande entrecampos não é prolongada até à baixa? Porque razão a Av. Roma e a Avenida do Brasil não têm ciclovia? Custará muito colocar uma que ligue a Praça do Areeiro à Praça de Espanha? E na Almirante Reis? etc...
 

·
Registered
Joined
·
1,604 Posts
Realmente no PDN não há nada.. mas na Alta não tenho a certeza..
de facto no PDN não existe uma ciclovia especificamente, mas toda a zona desde o trancão até à matinha, à beira rio é prefeitamente ciclável com óptimas condições.. espaço não falta... é ver no fds os carrinhos a chegarem com as bicicletas em cima... e durante a semana ve-se que há pessoas que se deslocam de bicicleta..
quanto à noticia, a ver se avança ;)
 

·
Moderator
Joined
·
181,470 Posts
Câmara de Lisboa discute bicicletas na cidade

Autarquia discute a criação de uma Rede de Bicicletas de Uso Partilhado

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) vai discutir quarta-feira uma proposta para a criação de uma Rede de Bicicletas de Uso Partilhado, adiantou à Lusa fonte do gabinete do vereador dos Espaços Verdes, José Sá Fernandes.

Esta proposta consiste num sistema de bicicletas de uso público, através da criação de «pontos» distribuídos pela cidade «onde serão disponibilizadas bicicletas, mediante um cartão».

As pessoas podem utilizar as bicicletas deixá-las noutro ponto da cidade, um projecto comum em cidades europeias, como na Holanda, Dinamarca ou Barcelona (Espanha).

A mesma fonte acredita que esta proposta «terá um impacto fortíssimo» na cidade.

Para além desta iniciativa, a CML já tinha lançado, em Outubro de 2007, um projecto que prevê, até 2009, criar 86 quilómetros de percursos - vias para peões, ciclovias, pontes - a ligar os espaços verdes da capital.

«O nosso objectivo é ter, até ao final de 2009, 45 quilómetros de percursos cicláveis», uma media que poderá ir ao encontro das críticas dos amantes desta modalidade, que lamentam a falta de infraestruturas no terreno.

De acordo com alguns proprietários de lojas que alugam bicicletas em Lisboa, «são mais os turistas que procuram» este serviço, havendo algum «desinteresse» por parte dos lisboetas em andar de bicicleta.

Bruno Horta, que vende e aluga bicicletas na loja Without Stress, na Baixa-Chiado, diz que «é estranho para os turistas haver poucos ciclistas em Lisboa», pois eles consideram que «é uma cidade completamente ciclável», afirmou.

Para o responsável, «há cada vez mais carros na cidade e a autarquia continua a não considerar a bicicleta como um meio de transporte, mas apenas para lazer».

Bruno Horta acrescentou que «é preciso haver vontade política» para mudar esta situação.

Também na loja BTTour, situada entre Pontinha e Odivelas, «os lisboetas alugam esporadicamente bicicletas para dar um passeio».

Para José Neves, proprietário da loja, a falta de interesse em aderir a este meio de transporte deverá estar relacionada com o facto de «não haver ciclovias na cidade» e as que existem estarem «ocupadas por carros».

«É um produto que está morto», talvez por «não haver promoção de bicicletas e ciclovias», observou o proprietário da loja.

Apesar das iniciativas, «não há continuidade, pois requer verbas e empenho», considerando que «Lisboa não está preparada para ciclistas».

«As temperaturas, as inclinações, os pavimentos, o tráfego e, principalmente, os riscos de segurança e a falta de estacionamento para bicicletas» são os grandes factores, segundo José Neves, que dificultam quem quer aderir a este meio de transporte alternativo.

Fonte: PT Diário
 

·
Registered
Joined
·
2,174 Posts
Eles tem é que parar de discutir e começar as obras.
Realmente é verdade. Já se percebeu que ideias há muitas. Prática é que há pouca. Continuo em dúvida sobre os 45 Km até ao fim de 2009.

Era engraçado era um mapa das ciclovias projectadas. Nas noticias anteriores até dizem algumas delas ....... mas assim do ar é dificil julgar a sua utilidade.

O que dizem das ciclovias serem usadas pelos carros é verdade infelizmente. Em telheiras é bastante comum haverem carros estacionados nas ciclovias.:eek:hno:
 

·
Registered
Joined
·
487 Posts
…Lss911, a tua notícia é no mínimo preocupante…e eu que o diga…apesar dos meus 50 anos…sempre fui um grande adepto da bicicleta…aliás tenho uma nova…mas tanto em Lisboa como no Porto (e em Coimbra) é muito difícil arranjar percursos urbanos úteis, de forma a que a bicicleta possa ser considerada como um meio de transporte…as nossas cidades são muito acidentadas e chove muito mais em Portugal que no norte da Europa…em Barcelona foi implementado vias para bicicletas, com semáforos e tudo o mais…mas em PT…tirando a prática desportiva, mesmo a familiar, em locais apropriados, torna-se difícil utilizar a bike…
Não ha nada como a pratica ao fim de uma mes ja estaria habituado e concerteza numa muito melhor forma fisica! :)
 

·
Metro Lisboa
Joined
·
8,505 Posts
Foi aprovado. já é o primeiro passo.
A ver se avança.

Lisboa: Rede de bicicletas de uso partilhado criada no Verão do próximo ano
11 de Junho de 2008, 19:00

Lisboa, 11 Jun (Lusa) - A Câmara de Lisboa aprovou hoje um estudo para a criação de um sistema de bicicletas de uso partilhado, com cerca de 2500 bicicletas distribuídas por 250 postos na cidade.

O sistema, semelhante ao que existe em cidades europeias como Paris ou Barcelona, deverá ser instalado em Junho do próximo ano, segundo a previsão do presidente da Câmara, António Costa (PS).

Na conferência de imprensa que se seguiu à reunião do executivo municipal, o autarca referiu igualmente que em Setembro deverão estar concluídos os "termos de referência" para o lançamento do concurso público.

"É uma medida importante para estimular o uso da bicicleta e a mobilidade sustentável", afirmou.

O vereador dos Espaços Verdes, José Sá Fernandes (BE), considera que a proposta representa um "salto de gigante" na política de mobilidade da cidade e gostaria que o sistema estivesse criado a tempo do dia do Ambiente do próximo ano, a 5 de Junho.

A proposta foi aprovada com a abstenção da CDU e os votos favoráveis das restantes forças políticas.

O vereador comunista Ruben de Carvalho defendeu que o estudo hoje aprovado não esclarece eventuais responsabilidades jurídicas em caso de acidente dos ciclistas.

A CDU teme ainda outros "problemas de segurança" decorrentes de uma utilização massiva e não controlada daquele meio de transporte.

"Dada a forma como está o espaço público andar de bicicleta vai ser uma aventura", argumentou.

ACL.

Lusa/Fim.
 
1 - 20 of 36 Posts
Top