SkyscraperCity banner
1 - 5 of 5 Posts

·
Scooter/motorbike lover
Joined
·
65,802 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Amigos, estou aqui para debater o seguinte assunto: o uso de ônibus hibrídos nos sistemas de transporte das nossas cidades.

O que seria um ônibus híbrido?
Um ônibus híbrido é um veículo com tração elétrica que não necessita de cabos externos para receber a alimentação dos motores, como um trólebus. Para isto, o veículo possui um motor diesel de baixa potência que tem como função alimentar um gerador elétrico trifásico, cuja energia gerada nele é enviada para os motores elétricos localizados no eixo traseiro. Ou seja, o que move o ônibus é o motor elétrico, e não o motor diesel (que fica em rotação contínua, por volta de 2200 rpm).

Neste ônibus, é utilizado um motor diesel menor do que em modelos tradicionais. Para um veículo com potência máxima de 240 kW (nos motores elétricos), é utilizado um motor diesel de aproximadamente 112 kW apenas para movimentar o gerador elétrico. Isto resulta em uma economia de combustível, visto que um motor diesel de um híbrido consome, em média, 60% menos combustível do que um ônibus tradicional com motor diesel de 260 cv (191 kW).

Os ônibus híbridos emitem cerca de 90% menos fumaça do que os ônibus tradicionais, por conta da baixa potência e rotação fixa do motor diesel. Estudos internacionais comprovam que os híbridos emitem menos 90% de particulados que os veículos tradicionais a diesel, reduzindo a agressão ao ar nas grandes e médias cidades.

Entretanto, o ônibus híbrido custa cerca de 40% mais do que um ônibus normais. E como a maioria dos empresários ainda pregam o lema Economia inicial a todo custo... O veículo pode ser caro, mas os custos de operação e manutenção são menores do que um ônibus tradicional, pois ele consome menos diesel (o pesadelo dos empresários) e não possuem o complexo sistema de transmissão mecânica, que apresenta muitas quebras e sempre requer manutenção constante. As cidades também ganham com os híbridos na saúde, pois um ar mais limpo reduz as filas nos hospitais e ajuda a reduzir os gastos com a saúde, com a menor demanda de doentes.

Vou postar aqui algumas fotos de híbridos que circulam no mundo. Aqui no Brasil, os híbridos circulam somente na Região Metropolitana de São Paulo, onde fica também a Eletra, empresa brasileira que desenvolveu a tecnologia nacional de ônibus híbrido.

NOVA RTS Hybrid Bus (NJ Transit - Estados Unidos)


Hino Blue Ribbon (Toei Bus - Japão)


Orion VII (MTA New York - Estados Unidos)


Protótipo da Scania, com motor a etanol (SJ - Suécia)


Wright Bus Double-Decker híbrido (Arriva - Inglaterra)


Marcopolo Gran Viale, que opera no Expresso Tiradentes (Viasul - São Paulo)


No corredor São Mateus-Jabaquara, a Metra opera algus híbridos (mas, infelizmente, não tenho as fotos dele); os nossos maigos podem ajudar a postar as fotos deles aqui.

Este thread foi feito para mostrar uma alternativa viável para a melhoria do meio ambiente nas grandes cidades, utilizando um meio de transporte mais limpo e barato que os ônibus que utilizamos hoje. Espero que tenham gostado, e pergunto: na cidade de vocês, valeria a pena utilizar um ônibus híbrido?
 

·
Moderator
Joined
·
38,495 Posts
Olha, o custo do diesel devido à alta do petróleo já está ficando tão alto que acredito que em breve (alguns anos) a redução de gastos de combustível devido à menor capacidade do motor dos VEHs (veículos elétricos híbridos) vai compensar seu maior custo. E com maiores encomendas, a fabricação em massa desses veículos vai ter ganhos de escala, reduzindo a diferença de preço deles para os ônibus a diesel. Acho que isso é o primeiro passo para voltarmos à eletrificação externa e aos ônibus a hidrogênio. Só que o custo do petróleo terá que ser no mínimo o dobro do que é hoje para isso voltar a ser desejado nas cidades. Mas com o ritmo desse aumento do custo, quero ver se demora muito...
 

·
Scooter/motorbike lover
Joined
·
65,802 Posts
Discussion Starter · #3 ·
E já existem experiências para a utilização de combustíveis alternativos para os híbridos. A Eletra está desenvolvendo um híbrido com motor a gás natural, e a Scania está testando um ônibus híbrido com o seu motor a etanol.

Estes híbridos também são ideais para operar em cidades médias. Vou elaborar hoje um e-mail para a URBES de Sorocaba (SP), sugerindo a aquisição de um VHE de testes para operar nas ruas da cidade e avaliar o seu desempenho. E como o motor elétrico garante mais torque em menos tempo que um motor diesel, o híbrido pode ser uma boa alternativa também para cidades serranas, onde há ladeiras inclinadas, como em Petrópolis (RJ).
 

·
Registered
Joined
·
12,615 Posts
Pelo que sei, apesar dos híbridos serem 40% mais caros do que ônibus convencionais, eles têm uma vida útil maior, de 25 anos. Considerando que os ônibus (pelo menos aqui na minha cidade) têm no máximo 10 - 15 anos, o custo inicial é recuperado independente do consumo de combustível menor.

Eu realmente não consigo entender. Esses ônibus híbridos ficam muito mais baratos a longo prazo. Duram mais, consomem menos, poluem menos, produzem menos ruídos, demandam menos manutenção e em contrapartida são apenas 40% mais caros.
 

·
Scooter/motorbike lover
Joined
·
65,802 Posts
Discussion Starter · #5 ·
Pelo que sei, apesar dos híbridos serem 40% mais caros do que ônibus convencionais, eles têm uma vida útil maior, de 25 anos. Considerando que os ônibus (pelo menos aqui na minha cidade) têm no máximo 10 - 15 anos, o custo inicial é recuperado independente do consumo de combustível menor.

Eu realmente não consigo entender. Esses ônibus híbridos ficam muito mais baratos a longo prazo. Duram mais, consomem menos, poluem menos, produzem menos ruídos, demandam menos manutenção e em contrapartida são apenas 40% mais caros.
Tem um problema, Positronn: a mentalidade dos empresários de ônibus urbanos do Brasil. Eles só pensam no custo inicial do ônibus, mas não pensam na economia de manutenção, na modernização do sistema, na melhoria dos seus serviços. Para eles, o custo de compra de um ônibus é o que interessa. Os empresários de ônibus urbanos pensam muito pequeno no Brasil e não são ousados. e eles só investem em tecnologia quando o Poder Público os obrigam, como foi o caso da cidade de São Paulo (hoje, ônibus novo no sistema de transporte urbano de São Paulo é obrigado a ter piso baixo, salvo algumas exceções).
 
1 - 5 of 5 Posts
Top