SkyscraperCity banner

21 - 40 of 15461 Posts

·
Arquiteto e Urbanista
Joined
·
21,188 Posts
Não será investido dinheiro público no estádio. Regra da FIFA, quem acompanha a situação dos estádios sabe.

Sobre ser ou não um elefante branco, saiba que um estádio não precisa ser usado só para futebol. Ele pode ter mais funções além dessa. E como objeto cultural, este estádio vai difundir o futebol em Manaus, que é a metrópole onde este esporte é menos atrativo. Para mim é algo relevante e importantíssimo. É investir no esporte, mesmo que seja apenas futebol - o que acho que não será o caso.

Sobre a pujança e gastos do projeto, provavelmente o custo de manutenção desse estádio será menor que o do antigo Vivaldão, além de contribuir mais para o meio ambiente e por consequência salvar a floresta.

Não dá para ser moralista e defender que se a floresta está mal, não se deve investir dinheiro privado em mais nada que não seja ela.

Sendo assim, não deveriam ter estádios, prédios de luxo e lojas de grife em nenhuma outra cidade brasileira, pois todas têm os seus problemas, sejam habitacionais, culturais, econômicos, educacionais, etc.

Enfim, isso que tu fez foi criticar o quintal do vizinho enquanto ele se prepara para reformar a casa. Tudo isto sem perceber que o nosso próprio jardim tá com as flores mortas e a nossa casa tá caindo aos pedaços. Ou seja, inveja.
 

·
Rudie Can't Fail
Joined
·
471 Posts
[3]

E gostaria de adicionar:

1. Paixão por futebol não é mensurável. Manaus é uma cidade de milhares de migrantes de todas as regiões do país, apaixonados por times do país inteiro.

2. Elefante branco? O Manauara é muito orgulhoso de sua terra, e tenho certeza que depois de pronto, não faltarão motivos para se reunir dentro do estádio, seja por futebol, show, outro evento esportivo, o que for. Fora o estímulo ao futebol local, que é inegável. Afinal de contas, se for pra comparar, o que era a ginástica olímpica brasileira há 5, 10 anos atrás? NADA. Foi só investir e estimular que saiu resultado. Quer estímulo melhor que um grande estádio como esse?

3. Falar de preservação? Pra começar a falar de preservação da floresta, primeiro é preciso entender que a Amazônia faz parte do Brasil, coisa que a maioria dos cidadãos do sul e sudeste não entende. E olha que eu sou paulista. Qual porcentagem da população dessas regiões já visitou o norte ou nordeste do país? Provavelmente alguma porcentagem pífia.

4. "Faz me rir" a arrogância. Faz me chorar o ocorrido nos últimos dias nos jogos de futebol entre Corinthians e Inter, Cruzeiro e Grêmio, onde o que não faltou foram exemplos feios de bairrismo violência por causa de preconceito. Será que realmente alguns estão tão mais assim evoluídos que os outros como às vezes se faz parecer?
 

·
Soteropolitano
Joined
·
763 Posts
Esse projeto é lindíssimo!
Manaus tá de parabéns! :)
 

·
Registered
Joined
·
8,483 Posts
Cissa esqueceu de dizer que muito já é investido na preservação da floresta no território amazonense.

O que não entendem é que AMAZONIA não é AMAZONAS, e que a floresta do ESTADO DO AMAZONAS tem 98% de sua área preservada.
 

·
entre o céu e o inferno
Joined
·
479 Posts
O que as pessoas retrógradas ainda nao entederam é que o Amazonas não é somente mata e animais, existe aqui uma grande cidade com uma grande população.
 

·
Vida que Segue
Joined
·
8,575 Posts
O Coração da Amazônia...1

A Cidade

Banhada pelo magnífico Rio *****, Manaus é o portão de entrada para a maior floresta tropical do planeta. Capital do Estado do Amazonas, a cidade guarda um extraordinário estoque de recursos naturais, representado por 20% da reserva de água doce do mundo, um banco genético de inestimável valor e grandes jazidas de minérios, gás e petróleo.



Manaus surgiu na segunda metade do século XVII, com a construção do Forte de São José da Barra, cuja finalidade era proteger a região contra a invasão estrangeira.



Em 1832 foi denominada Vila da Barra. Em 24 de outubro de 1848 foi elevada à categoria de cidade da Barra do Rio *****. Somente em 04 de setembro de 1856, foi denominada de Manaus, em homenagem à nação indígena dos Manaós o mais importante grupo étnico habitante da região.

A capital amazonense foi uma das primeiras cidades brasileira a contar com luz elétrica, galerias pluviais, tratamento de águas e esgotos e serviço de bondes elétricos. Em 1909, Manaus passou a abrigar a primeira instituição de ensino superior do País brasileira, hoje chamada Universidade Federal do Amazonas, que contribui decisivamente para a formação de cidadãos e o desenvolvimento da Amazônia.



Há mais de 100 anos, no auge do ciclo econômico da borracha foi construído o Teatro Amazonas que surpreendeu o mundo com seu luxo, requinte e beleza arquitetônica. É o principal patrimônio cultural arquitetônico do Amazonas. Esse templo de arte retomou seu apogeu com a realização do Festival Amazonas de Ópera e com a apresentação em seu palco de espetáculos clássicos e populares de dança, música e teatro de artistas locais, nacionais e internacionais.

Características
Ano de Criação: 1848

Lei de criação: Em 24 de outubro de 1848, a já denominada Vila de Manaós é elevada à categoria de cidade por força da lei nº 145, deste mesmo ano, batizada agora de Cidade da Barra do Rio *****.

Toponímia: O topônimo Manaus originou-se de uma tribo indígena que primitivamente dominava o Vale do Rio *****, a qual pertenceu o legendário guerreiro Ajuricaba.

Gentílico: manauense ou manauara

Contagem da População 2007 : 1.646.602

Densidade (hab/km2): 144,42

Área (Km2): 11.401,1

Infra-Estrutura

Manaus cresce e se moderniza. As obras de infra-estrutura urbana movimentaram a cidade nos últimos anos, mudando a paisagem e promovendo o desenvolvimento. Passagens de nível, duplicação de avenidas e a construção de viadutos são apenas alguns exemplos do ritmo acelerado das transformações vividas por Manaus. A multiplicação dos equipamentos de esporte e lazer nos bairros é outro sinal de mudança. Preparada para receber visitantes de qualquer procedência, que venham a negócio ou a lazer, com modernidade, mas sem perder o encanto e a exuberância natural. Até 2010, a cidade contará com uma moderna ponte estaiada, que fará a ligação com a cidade de Iranduba.



Atrativos

Manaus é um palco privilegiado de manifestações culturais que mescla o bailado dos bois-bumbás e a grandiosidade dos espetáculos de óperas. Cheia de encantos naturais, a cidade oferece cenários de puro encanto como o Arquipélago de Anavilhanas, localizado a 100 km de distância de Manaus, às proximidades do município de Novo Airão, no Rio *****, um conjunto de 400 ilhas cobertas de floresta virgem formam um verdadeiro labirinto natural, um dos mais belos exemplos de paisagem natural amazônica. O Encontro das Águas é o resultado da fantástica junção das águas escuras do Rio ***** com as águas barrentas do Rio Solimões, os rios correm lado a lado, sem se misturar, por mais de 18 kms, proporcionando um espetáculo inesquecível. O fenômeno ocorre devido a diferença das temperaturas, densidades e correntezas das águas dos rios.



Quem vem a Manaus no mês de outubro é recebido com uma grande festividade. Não apenas com aquela habitual hospitalidade com que a cidade recebe seus visitantes de qualquer procedência, mas em clima de festa, ao som de toadas de boi-bumbá, ritmo típico da região, é a festa do Boi Manaus. Em setembro, tem o já consagrado Festival Amazonas de Ópera, um espetáculo que atrai turistas brasileiros e estrangeiros há dez anos.

Economia

Ao lado da exuberância das belezas naturais está o Pólo Industrial de Manaus – PIM , um conglomerado de 557 empresas de tecnologia de ponta que geram quase meio milhão de empregos, diretos e indiretos e um faturamento anual médio de US$ 27 bilhões. Isso foi possível graças à Zona Franca de Manaus – ZFM, um modelo de desenvolvimento econômico implantado pelo governo brasileiro para viabilizar uma base econômica na Amazônia. Considerada a mais bem-sucedida estratégia de desenvolvimento regional, o modelo leva à região de sua abrangência o desenvolvimento econômico aliado à proteção ambiental, proporcionando melhor qualidade de vida às suas populações.



Manaus possui 76% de sua área territorial coberta por florestas graças às políticas de desenvolvimento do PIM que permitiu a preservação da floresta na cidade. É a terceira capital em industrialização do Brasil, a sexta cidade mais rica do país com o Produto Interno Bruto de R$ 31.916.257,00 e a 6° maior em renda per capita com R$ 18.902,00. Sua população é de 1.709.010 habitantes sendo a 8ª cidade mais populosa do país. Possui um parque fabril com mais de 557 empresas gerando 113.000 empregos diretos e mais 450.000 indiretos. O faturamento do PIM onde concentram-se as empresas é US$ 27 bilhões. Por ser uma cidade que se preocupa em preservar o meio ambiente Manaus pode ser considerada como a capital do meio ambiente

Localização



Manaus situa-se na confluência dos rios ***** e Solimões. A cidade pertence a mesorregião do centro amazonense, localizada no extremo Norte do país, a 1932 quilômetros de Brasília.
 

·
Vida que Segue
Joined
·
8,575 Posts
O Coração da Amazônia...2

A Proposta

O Governo do Amazonas e a Prefeitura de Manaus encaminharam ao comitê organizador da Confederação Brasileira de Futebol, no dia 15 de janeiro, o termo de compromisso que reivindica o credenciamento de Manaus como uma das sedes dos Jogos da Copa de 2014. No contrato de adesão apresentado a CBF, o Estado se compromete, entre outros pontos, a fazer a entrega definitiva de todos os estádios em plenas condições de uso, de acordo com os padrões definidos para as competições, até o dia 31 de dezembro de 2012.

Em seu compromisso de candidatura o Amazonas também apresentou todos os licenciamentos, com particular atenção aos aspectos ambientais e urbanísticos, impreterivelmente até o dia 31 de julho de 1009. A implementação dos investimentos destinados a melhoria da infra-estrutura de Manaus terá início até o dia 31 de janeiro de 2010, de acordo com o documento enviado ao comitê organizador da CBF.

O termo de compromisso do Amazonas assegura ainda que qualquer processo de seleção de investidores privados para a reforma ou construção e, eventualmente operação dos estádios, que venham a ser contratados deverá estar em curso a partir da data não posterior a 31 de julho do próximo ano.

O documento assinado pelo governador Eduardo Braga e pelo ex-prefeito Serafim Corrêa, assumiu o compromisso com o cumprimento inarredável do cronograma estabelecido no projeto de viabilidade técnica e financeira a ser apresentado.



Para o governador Eduardo Braga, embora a disputa entre as capitais interessadas em sediar os jogos da Copa 2014 esteja muito acirrada, Manaus desponta com chances reais de ser de se incluída no grupo de cidades selecionadas pela CBF. “Manaus tem um grande apelo. É a única cidade que se compromete a fazer carboneutralização de toda a competição. Sem contar que esta localizada no Estado que mais preserva seus recursos ambientais”, exemplificou.

Os entraves existentes em Manaus na área urbanística e de logística são perfeitamente solucionáveis, segundo o governador, com os investimentos previstos. “Apresentamos um projetos muito bem estruturado, que credencia a cidade no mesmo nível das demais candidatas”, afirmou.

O Projeto

COPA SUSTENTÁVEL

A preocupação ecológica expressa no caderno de encargos de Manaus, apresentado à FIFA no final do ano passado, demonstra claramente que Manaus é uma das principais candidatas para receber a Copa do Mundo de 2014: Vanguarda na Sustentabilidade.



Nos últimos anos a capital do Estado do Amazonas apresentou relevantes índices de desenvolvimento e o Governo do Estado vem se preocupando com a implantação de programas relacionados com Mecanismos de Desenvolvimento Limpo – MDL e ações de sustentabilidade, e propôs que as próximas Copas do Mundo da FIFA contribuam para aumentar a proteção à floresta Amazônica.



O Governo do Estado e a Cidade de Manaus tem pela frente o grande desafio e privilégio de realizar o mais importante evento futebolístico mundial: a Copa do Mundo FIFA 2014.

DOWNLOAD DO PROJETO NA ÍNTEGRA

Vivaldão

O Estádio Vivaldo Lima, o Vivaldão, é o maior estádio de futebol de Manaus. Sua localização estratégica na zona central da cidade que ostenta um dos maiores PIBs do Brasil, o colocam na condição de favorito a sediar jogos da Copa do Mundo de 2014.

O Vivaldão tem capacidade para 52.000 pessoas e faz parte do setor esportivo de Manaus, que inclui a moderna Vila Olímpica, o Ginásio Poliesportivo Amadeu Teixeira e o Centro de Convenções de Manaus, o Sambódromo. O estádio possui sistema de som importado da Bélgica, catracas eletrônicas, gramado com sistema de irrigação automático por meio de drenagens verticais e horizontais. Ganhou um novo placar eletrônico em dezembro de 2006, que foi oficialmente inaugurado em 14 de fevereiro de 2007.



Para ser uma das sedes da Copa do Mundo de 2014, Manaus aposta na ampliação do estádio. Com as reformas previstas no projeto apresentado pela cidade, a capacidade será ampliada para 60.000. O local será transformado e terá um espaço de esporte e lazer além de um shopping. A idéia é que o local seja utilizado durante os sete dias da semana e alie atividades esportivas e de lazer.


Os 26 requisitos exigidos pela Fifa para Manaus ser uma cidade sede


Apresentação - Manaus a Copa da Amazônia

Confira o Projeto

 

·
Banned
Joined
·
5,008 Posts
^^
Eles nao souberam escolher as fotos!:(

Só gostei da foto do Centro Cultural Palacio Rio ***** e da Praia da Ponta Negra mesmo assim tem fotos melhores!:yes:
 

·
Banned
Joined
·
5,008 Posts
MANAUS: O PROJETO
Para a Copa do Mundo de 2014, estão previstas reformas para áreas como o espaço de esporte e lazer do Vivaldão, além da construção de um shopping dentro do estádio. A ideia é que o local seja utilizado durante os sete dias da semana e alie atividades esportivas e de lazer. O valor estimado para investimentos no complexo do Vivaldão é de R$ 500 milhões. Os 47.930 lugares serão assim divididos:



Espectadores – 41.470 lugares;
VIP (VVIP Boxes) – 500 lugares;
VIP/Business – 1.250 lugares;
Mídia (Imprensa) – 1.130 lugares.



O ginásio será usado com Media Center, e toda a infraestrutura de transmissão de dados, fibra ótica e antenas estará instalada para que a imprensa do mundo inteiro esteja bem acomodada.



Haverá estacionamento para 9 mil vagas no complexo do estádio, com mais 2 mil vagas destinadas principalmente aos membros oficiais da FIFA e das delegações.
‹ › O FUTEBOL
Os grandes clubes locais foram, em sua maioria, fundados entre as décadas de 1920 e 30. Após a política da borracha e a saída das empresas ferroviárias, vários times se desfizeram, porém os times que ficaram ganharam força com integrantes de times desfeitos. Assim, os times começaram a se organizar entre si, até nascer o Campeonato Amazonense de Futebol.



Time mais tradicional e de maior torcida em Manaus, o Nacional é o maior campeão estadual, com 40 conquistas. O “Naça” sofreu muito depois da criação do Clube dos 13 que o rebaixou à série B. Após quase 10 anos o time foi rebaixado para a série C.



O grande rival do Nacional é o Rio ***** e os dois times protagonizam o Rio-Nal, maior clássico do Estado. O time Barriga Negra é 19 vezes campeão estadual.



Outro grande clássico do Estado é o Galo-Preto, jogo entre Sul América e São Raimundo. O nome do prélio deve-se ao grande número de despachos de candomblé que são deixados nas encruzilhadas dos bairros vizinhos.
‹ › A INFRAESTRUTURA
Atualmente, na região da Grande Manaus existem 146 estabelecimentos hoteleiros cadastrados, totalizando 6.099 unidades habitacionais. Oito hotéis de seis bandeiras diferentes estão sendo construídos, todos com mais de 100 leitos. A previsão é de que, até 2013, 2 mil novos leitos sejam entregues.



O transporte fluvial já é bastante usado na região, e deverá ter sua estrutura reforçada para suportar o aumento da demanda. Manaus recebe em torno de 15 cruzeiros de grande porte por ano, que chegam pelo Rio Amazonas e atracam no porto de Manaus, que é um dos maiores portos fluviais do País. Esta deverá ser uma saída para o aumento temporário do número de leitos para a Copa do Mundo.



Está programada a construção de um VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos), que deve desafogar o setor de transporte público. O VTL sairá do aeroporto para os principais bairros de Manaus.



O aeroporto internacional Eduardo Gomes será ampliado para uma área de aproximadamente 80 mil m², diante dos atuais 43 mil m². O terminal de embarque de passageiros deve ganhar um novo andar e a pista para pousos e decolagens deverá ser ampliada e modernizada. A obra gerará um custo estimado de R$ 792 milhões, dos quais R$ 600 milhões serão apenas para a pista. As obras ficarão a cargo da Infraero.
‹ › O TURISMO
Portão de entrada para a maior floresta tropical do planeta, Manaus, capital do Estado do Amazonas, é banhada pelo Rio ***** e guarda um extraordinário estoque de recursos naturais, representado por 20% da reserva de água doce do mundo, um banco genético de inestimável valor e grandes jazidas de minérios, gás e petróleo.



A cidade, que já sobreviveu da borracha, é considerada por muitos o pulmão do Brasil e do mundo e conserva 98% da sua área verde natural – o que lhe confere, somado à riqueza de seus recursos culturais e históricos, grande potencial turístico.


Apresenta o 7º maior PIB do Brasil, abastecida pela Zona Franca e suas empresas de tecnologia. Com área de 11.401 km² e população de 1.646.602 habitantes (2007), a metrópole da Amazônia é uma cidade em constante crescimento. Terra do Festival de Parintins e do boi bumbá, será uma das 12 sedes do maior espetáculo da Terra: a Copa do Mundo de 2014.

http://www.copa2014.turismo.gov.br/copamtur/opencms/copa/guia_sedes

_______________________________________________

Turismo em Manaus​

01 Jul 09
Turistas do mundo todo são atraídos à capital do Amazonas pela riqueza e pela exuberância da Floresta Amazônica, região que é sinônimo de universo a ser explorado. Dos passeios mais admirados, destacam-se os longos trajetos de barco que permitem o contato com os índios e a observação de jacarés e peixes nativos – como matrinxã, tambaqui, tucunaré, pirarucu e jaraqui.

A propósito, as águas são grandes estrelas locais: o encontro dos rios ***** e Solimões é um dos mais impressionantes atrativos turísticos do Brasil. De barco ou sobrevoando a área, pode-se testemunhar a junção das águas escuras do Rio ***** com as águas barrentas do Rio Amazonas – que entre Tabatinga e Manaus é conhecido como Rio Solimões. Os rios correm lado a lado, sem se misturar, por um trecho que varia entre 6 e 18 quilômetros, conforme a época do ano. O fenômeno é explicado pelas diferenças de temperatura, densidade e correnteza das águas dos rios.

A praia de água doce da Ponta Negra é uma alternativa para quem deseja se refrescar. Só há faixa de areia entre agosto e janeiro, mas sempre vale conhecer o agito dos bares e restaurantes abertos até a madrugada.

No centro, encontram-se os principais monumentos históricos de Manaus, como o Palácio da Justiça e o Mercado Municipal. O mais famoso e imponente deles, sem dúvidas, é o Teatro Amazonas, com sua monumental cúpula formada por 36 mil “escamas” de cerâmica nas cores da bandeira brasileira. O melhor é tentar conhecê-lo nos meses de abril e maio, quando ocorre o Festival Amazonas de Ópera. No resto do ano, pode-se assistir a um concerto ou fazer a visita monitorada.

Outro bom período para marcar a viagem à capital do Amazonas é outubro, mês de aniversário da cidade, celebrado em clima de festa e ao som de toadas de boi-bumbá, ritmo típico regional. Por três dias consecutivos, milhares de brincantes vão ao Centro Cultural de Manaus, o Sambódromo, acompanhar cantores e bandas que se revezam em cima de trios elétricos. Além do ritmo vibrante do dois-pra-lá-dois-pra-cá, o espetáculo revela impressionantes coreografias.

Mais dicas imperdíveis? Conferir de perto o Conjunto Arquitetônico do Porto de Manaus, tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional em 1987, e a Central de Artesanato, que concentra toda a originalidade do artesanato amazonense. Programas que são um autêntico mergulho na natureza e na cultura amazônicas não faltam.

http://www.copa2014.turismo.gov.br/copamtur/opencms/copa/guia_sedes/detalhe/Manaus_SaibaMais.html
 

·
De um rincão distante
Joined
·
5,055 Posts
^^Manaus é um exemplo do potencial turístico do Brasil que é mal explorado e que poderá se destacar com a Copa.

Cultura Popular (Boi Bumbá) + Natureza exuberante (rio e floresta) e conjunto arquitetônico fazem desta cidade um destino turístico irresistível que já deveria estar com um fluxo turístico bem maior ao que existe atualmente.

Já vi em revistas e jornais que há hotéis de selva próximos que atraem turistas, mtos estrangeiros, e minha esperança é que com a Copa do Mundo começe a "pipocar" hotéis 05 estrelas (até hotéis à lá Dubai, por que não?), piers (Manaus pode receber gdes navios), centros culturais, mirante altos e etc como forma de dotar a cidade e a região de uma infra-estrutura digna de estar entre as mais procuradas, quiçá um dia, do mundo. Ora, se Dubai entre um deserto e o mar consegui por que não a Amazônia? Cancun até pouco mais de uma década atrás era uma vila de pescadores.

Bom ver que as autoridades locais estão preocupadas em criar uma estrutura turística, que trará mais turistas com certeza.

Hoteis e centros esportivos como o Vivaldão só ajudam, por isso é que eu acho que o novo Vivaldão não é um projeto megalômano e sim útil a um propósito maior.:banana:
 

·
Representante do Amazonas
Joined
·
14,191 Posts
Maravilhoso!

Acredito que eles irão rever as dimensões e diminuir um pouco a capacidade, talvez para 45 mil pessoas, pois Manaus não necessita de um estádio destas dimensões!
Eu acho que sim , Manaus é um Metrópole que possui 1.709.000 habitantes e com o advento da Copa do Mundo de 2014 concerteza 60 mil não será tão dificil assim ...
 
21 - 40 of 15461 Posts
Top