SkyscraperCity banner

161 - 180 of 15461 Posts

·
Registered
Joined
·
8,808 Posts
ESTRATÉGIAS DE MARKETING NA COPA 2014 SÃO TEMA DE DISCUSSÃO EM SEMINÁRIO DA FIFA


As estratégias de marketing a serem adotadas pelas cidades, orientações sobre uso de direito de marca e a programação dos observadores para a Copa de 2010 na África do Sul, foram alguns dos pontos abordados no Seminário de Marketing da Fifa, que se encerrra nesta quinta-feira no Rio de Janeiro. O Amazonas está sendo representado pelos secretários de estado de Planejamento Marcelo Lima Filho, e de Esportes Júlio Soares. O objetivo do encontro é apresentar o programa de marketing que as 12 cidades sedes deverão seguir.
As orientações são imprescindíveis para definir, entre outras normas, quais os produtos que serão utilizados na promoção do evento, tais como jingle,logomarcas e folheteria. O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, e o diretor de marketing da FIFA, Thierry Weil, apresentam o regulamento e uso da marca da entidade.
Também foi debatido o programa do grupo multidisciplinador de observadores da Copa de 2010, a ser formado por representantes dos comitês locais das cidades que sediarão os jogos no Brasil. Uma apresentação da Fifa e CBF fizeram uma apresentação das boas práticas verificadas na Copa de 2006, na Alemanha.

TRANSPARÊNCIA


O secretário de Estado de Planejamento Marcelo Lima Filho apresentou no dia 9, o projeto Manaus Copa 2014 para os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado e representantes do Ministério Público Especial. A apresentação, disponível nesta página link downloads, destaca a elaboração dos processos de contratação dos projetos estruturantes da Copa, como o da construção da Arena da Amazônia e o de mobilidade urbana.

http://www.manauscopa2014.com/site/noticia.php?cod=100
 

·
Registered
Joined
·
8,808 Posts
GOVERNO DO AMAZONAS DÁ A LARGADA PARA CONSTRUÇÃO DA ARENA DA AMAZÔNIA



O Governo do Amazonas sai na frente e dá inicio às obras de construção da Arena da Amazônia,na qual serão realizados os jogos da Copa 2014, no local onde hoje está localizado o Estádio Vivaldo Lima. O governador Eduardo Braga lançou ontem, dia 19, a pedra fundamental do empreendimento, estimado em R$ 499 milhões, cujas obras que devem gerar cerca de 6 mil empregos diretos e indiretos. Ontem mesmo foi iniciada a etapa de desmobilização do Vivaldo Lima, com a retirada do placar eletrônico e colocação dos tapumes da obra.

O governador fez o descerramento da placa alusiva ao lançamento da pedra fundamental da Arena, na companhia do voce-governador Omar Aziz, de parlamentares e secretários do Governo. Emocionado, Braga lembrou a longa jornada pela conquista da indicação de Manaus como sub-sede dos jogos da Copa 2014, que envolveu agentes do Governo em Manaus, Brasília e no exterior. "Hoje o Amazonas é o primeiro estado a dar início efetivamente ao projeto Copa 2014".

O Governador agradeceu a todos os técnicos, secretários e colaboradores que contribuíram para que o projeto que incluia Manaus no roteiro das cidades-sedes da Fifa fosse concretizado. Braga destacou a participação do ex-secretário de estado de Planejamento Denis Minev, que o auxiliou na formação de um "time poderoso" na elaboração e execução do projeto. A Seplan obteve no dia 5 de março a a Licença de Instalação emitida pelo Instituto do Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) para as obras da Arena da Amazônia. O Estudo Ambiental Simplificado (EAS) que ambasou a concessão da Licença de Instalação foi elaborado pelo Instituto de Inteligência Socioambiental Estatégica da Amazônia (I-Piatam). O estudo prevê medidas mitigadoras para preservar a cobertura vegetal, conter os processos erosivos e evitar o aterramento de curso de águas. O estudo está dividido em três fases: a primeira compreende o diagnóstico dosmeios físico, biótico e socioeconômico das áreas de influência direta do empreendimento. Para realizar este trabalho, uma equipe multidisciplinar,composta por cerca de 20 pesquisadores, esteve em campo, investigando: a qualidade dos recursos hídricos existentes, a realidade socioeconômica da região, o patrimônio histórico, paisagístico e arqueológico da área de influência do empreendimento.

A última fase do estudo compreende os programas de controle e monitoramento ambiental, propostos com a finalidade de potencializar os impactos positivos, minimizar os negativos e compensar aqueles impactos considerados irreversíveis. Foram propostos nove programas, entre eles o de Educação Ambiental; Gestão, Controle e Monitoramento de Efluentes Líquidos e o de Gestão de Resíduos da Obra e de Construção Civil.

http://www.manauscopa2014.com/site/noticia.php?cod=102
 

·
"Mãe dos deuses"
Joined
·
1,327 Posts
Obras da arena vão gerar 6 mil empregos
20/03/2010

Bruno Elander

Especial para o EM TEMPO

[email protected]



No máximo até o dia 3 de maio, seis mil pessoas estarão empregadas na construção da Arena da Amazônia, estádio que abrigará jogos da Copa do Mundo de 2014 no Brasil. A construtora Andrade Gutierrez, responsável pela obra, estima que serão gerados 1,5 mil empregos diretos e 4,5 mil indiretos.

Estes novos empregados devem permanecer nos postos de trabalho por no mínimo 36 meses, prazo previsto para conclusão das obras. Segundo a construtora, 1,5 mil pessoas devem compor somente o estoque de mão-de-obra própria, e o restante dos postos, 4,5 mil indiretos, serão ocupados nas atividades dos fornecedores.

Apesar de não revelar qual será a forma de recrutamento destes mais de mil trabalhadores nem quando dará início às contratações, a Andrade Gutierrez garante que já possui um cronograma desta ação e que as contratações devem começar muito brevemente.Todo este estoque de assalariados lotados na construção civil, irão atuar na edificação de uma área total de mais de 68.435 mil metros quadrados, que demandarão investimentos da ordem de R$ 499,5 milhões. A obra, segundo o Governo do Estado, seguirá rígidos critérios ambientais, como sustentabilidade do espaço, uso racional da água, uso sustentável da energia elétrica, gestão otimizada dos recursos e materiais e qualidade ambiental interna.

Além do estádio, a Andrade Gutierrez será responsável também pela execução das obras civis, incluindo a cobertura, as instalações e a preparação de todos os ambientes que constam no projeto do estádio, como camarotes, restaurantes e quiosques de alimentação, lojas e áreas especiais para o comércio de produtos, vestiários para atletas, estacionamento e uma praça pública, que poderá ser utilizada pela comunidade nos intervalos entre os jogos.

Pós -construção

A arena, além de abrigar jogos da Copa do Mundo 2014, vai dispor de grande estrutura, composta por complexos comerciais internos e externos, inclusive no entorno do estádio. Toda esta área, que somente durante a construção lotará 6 mil empregados, ocupará, profissionalmente, centenas de pessoas após a conclusão das obras.

O projeto de arquitetura, dá conta de que serão criadas lojas, centros de convenções, praças de alimentação e estacionamento, e todos estes espaços, proporcionarão a criação de diversos postos de trabalho.De acordo com a Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Econômico do Amazonas (Seplan/AM), ainda não é possível precisar o número de postos de trabalho que serão criados, pois vai depender do operador da arena, o qual ainda será objeto de licitação.


http://www.emtempo.com.br/site/conteudo.php?not=363
 

·
Registered
Joined
·
487 Posts
Estudo Ambiental Simplificado da Arena da Amazônia define medidas mitigadoras


EAS foi apresentado na Seplan


Medidas mitigadoras para preservar a cobertura vegetal, conter os processos erosivos e evitar o aterramento de curso de águas são algumas das recomendações do Estudo Ambiental Simplificado (EAS) das obras da Arena da Amazônia elaborado pelo Instituto de Inteligência Socioambiental Estatégica da Amazônia (I-Piatam). O EAS embasou a Licença de Instalação emitida pelo Instituto do Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) para as obras da Arena da Amazônia, a qual abrigará os jogos da Copa 2014, onde hoje está situado o estádio Vivaldo Lima.

O estudo está dividido em três fases: a primeira compreende o diagnóstico dosmeios físico, biótico e socioeconômico das áreas de influência direta do empreendimento. Para realizar este trabalho, uma equipe multidisciplinar,composta por cerca de 20 pesquisadores, esteve em campo, investigando: a qualidade dos recursos hídricos existentes, a realidade socioeconômica da região, o patrimônio histórico, paisagístico e arqueológico da área de influência do empreendimento,

formada por um círculo com um raio de aproximadamente 1 quilômetro a partir da localização da Arena da Amazônia. O diagnóstico realizado foi essencial para identificar os principais impactos que poderão ocorrer em função das diversas ações previstas para a implantação e operação do empreendimento: intensificação de tráfego na área, valorização desvalorização imobiliária, interferência com a infraestrutura existente, população,remoção de cobertura vegetal, erosão e assoreamento, entre outros.

A última fase do estudo compreende os programas de controle e monitoramento ambiental, propostos com a finalidade de potencializar os impactos positivos, minimizar os negativos e compensar aqueles impactos considerados irreversíveis.

Foram propostos nove programas, entre eles o de Educação Ambiental; Gestão, Controle e Monitoramento de Efluentes Líquidos e o de Gestão de Resíduos da Obra e de Construção Civil.

Para o secretário de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico Marcelo Lima Filho,a realização dos Estudos Ambientais vai além de atender aos requisitos legais para obtenção do licenciamento da obra: “Manaus foi escolhida para sediar a Copa do Mundo graças ao apelo ambiental da cidade, por isso é importante que os estudos sejam feitos com competência, contemplando todos os requisitos necessários para que a Arena da Amazônia seja construída com a mais alta tecnologia e da maneira mais sustentável possível’’, afirmou o secretário.


I-PIATAM

O Instituto Inteligência Socioambiental Estratégica da Amazônia (I-Piatam) é uma associação civil, multiprofissional e sem fins lucrativos, fundada em 22 de fevereiro de 2007. Com sede em Manaus (AM), o Instituto incorpora ao desenvolvimento de seus projetos a experiência de mercado, a excelência em processos e o conhecimento gerado em renomados institutos de pesquisas e universidades.

O I-Piatam possui uma estrutura eficiente, ágil e flexível. Tais fatores, aliados com a competência e qualidade de sua equipe de pesquisadores e profissionais fazem do Instituto uma organização com capacidade e experiência comprovadas na realização e no gerenciamento de projetos complexos, interdisciplinares e que envolvem diferentes instituições.

http://www.manauscopa2014.com/site/noticia.php?cod=101
 

·
Banned
Joined
·
420 Posts
Manaus vai fazer bonito na copa do mundo de futebol em 2014.
^^
óia
 

·
♫ lıı.lllıılı..lll&
Joined
·
2,101 Posts
Parabéns Manaus!
Que emoção ver o Vivaldão que é para mim
o mais bonito da copa em obras.
 

·
Registered
Joined
·
337 Posts
161 - 180 of 15461 Posts
Top