Skyscraper City Forum banner
1 - 20 of 7384 Posts

·
policial disfarçado
Joined
·
17,786 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Estádio Governador José Fragelli (Verdão)
Cuiabá - Mato Grosso

Capacidade: 48 Mil torcedores
Investimento: R$ 430 milhões










 

·
Eng. Tráfego e Designer
Joined
·
13,970 Posts





















Noturnas/Iluminação





-------------------------------------------------​

Detalhamento do Projeto​


Sondagens​



Tabelas



Planta de Demolição



Planta de Implantação Geral



Planta de Implantação - Pisos



Planta de Implantação - Cercas e Portões



Planta de Implantação - Rampas, Corrimão e Guarda-corpo



Planta de Implantação - Mobiliário Urbano



Planta de Implantação - Pintura do Piso



Planta de Implantação Luminotécnica


Plantas de Iluminação​


Nível 00 - Túneis, Jardins e Recepção



Nível 00 - Rampas e Cascatas



Nível 10 - Leste Oeste



Nível 10 - Norte Sul



Nível 20 - Lounge, Camarote VIP 1 e 2



Nível 30 - Arquibancadas



Nível 40 - Leste Oeste



Nível 40 - Norte Sul



Pórtico



Fachada - Face Norte



Fachada - Face Sul



Iluminação do Campo - Planta Baixa



Iluminação do Campo - Corte Longitudinal



Nível 00



Nível 10



Nível 20



Nível 30



Nível 40



Nível 60




Edificações Externas​

Conjunto Marquise



Planta de Piso Conjunto Marquise



Planta de Ampliação Marquises - Cortes e Vistas



Planta de Ampliação de Restaurantes



Planta de Ampliação de Restaurantes - Cortes e Vistas



Planta de Ampliação Chopperias



Escadarias e Sanitário Públicos



Planta das Escadas e Rampas



Escadas e Rampas - Cortes e Vistas



Área Técnicas e Sanitário Públicos - Ala Sul



Mapa de Esquadrias



Mapa de Esquadrias 2



Ampliação Guarda Corpo


Planta do Paisagismo Geral​




.
 

·
Eng. Tráfego e Designer
Joined
·
13,970 Posts
O Projeto

O novo projeto do estádio Verdão, agora definitivo, prevê a construção de um estádio simples e funcional. A obra que será erguida ao lado do ginásio Aecim Tocantins, contará com um amplo complexo para visitação durante toda a semana. Parte das arquibancadas poderão ser desmontadas para que a arena ganhe mais espaço físico provisório.

Ao falar do novo projeto, o presidente do Comitê Pró-Copa no Pantanal, Yuri Jorge Bastos disse que a nova arena, com projeto criado pela empresa de arquitetura GCP de São Paulo vai comportar 48 mil pessoas sentadas e acomodadas para os jogos do Mundial de 2014. O projeto prevendo um estádio aberto e bem ventilado, é muito diferente do elaborado pelo arquiteto Castro e Mello (o que foi apresentado à Fifa este ano).

O estádio será de múltiplo uso, para que, depois do evento, possa ser utilizado como centro de convenções, palco para shows, feiras, entre outros. A arquitetura sofreu alterações, ficou mais moderna e com estilo europeu. As divisões serão modulares e as arquibancadas poderão ser retiradas quando se fizer necessário, uma vez que serão de blocos pré-moldados.

"As mudanças foram para aperfeiçoar o projeto, que ficou mais versátil, simples e barato. Os materiais de insumo poderão ser adquiridos em Mato Grosso, pois nada será importado. Buscamos adequar a questão ambiental, econômica e sustentável. Um projeto arrojado com arquitetura moderna que, depois do evento, irá atender a sociedade mato-grossense", disse Yuri Bastos.

O complexo será construído no mesmo local que hoje está o estádio, no bairro Verdão, e contará com restaurantes, hotéis, estacionamentos, lagos, bosque, pista para caminhada. Vai custar R$ 430 milhões. Os investimentos serão feitos com recursos do Governo estadual, que possui um fundo especifico, que conta atualmente com R$ 150 milhões, e ainda investimentos da iniciativa privada. Segundo Yuri, logo após a Copa, o complexo será administrado por meio de concessão, visando gerar emprego e renda.

Segundo a Fifa, o prazo para publicação do edital de licitação das obras do novo estádio é agosto deste ano. As obras devem ser iniciadas até fevereiro de 2010 e entregues em dezembro de 2012.

Mobilidade Urbana

Yuri Bastos explicou que os projetos de mobilidade urbana já estão prontos. No entanto, não serão divulgados, em função da grande especulação que tem gerado em Cuiabá, principalmente no setor imobiliário. Ele revelou que o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) já liberou recursos para as a melhoria Avenidas Miguel Sutil e Fernando Correia. Além disso, destacou que um contorno com viaduto será criado no cruzamento das Avenidas Fernando Correia e Beira-Rio.

O novo complexo do estádio Governador José Fragelli (Verdão) custará aos cofres públicos R$ 430 milhões. De acordo com o secretário de Turismo, Yuri Bastos, o projeto antigo da arena custaria R$ 550 milhões, apesar das informações do próprio governo darem conta de que o total seria de R$ 350 milhões.

No novo projeto prevê além arena, a construção de lojas, restaurantes, além de um parque de lazer com lago, onde as crianças poderão andar de pedalinho. A palavra chave será versatilidade.

A intenção é que o complexo seja aproveitado pós-copa e a população será a maior beneficiada. O secretário fez questão de descartar qualquer possibilidade do estádio ser construído em outro local. Já com relação à demolição do Verdão, o secretário de Esporte e Lazer do Estado, Baiano Filho, disse que isso ocorrerá no momento certo, somente após a licitação e assinatura do contrato. O prazo dado pela Fifa para o início da obra é fevereiro de 2011.

O estádio terá capacidade para 42,5 mil pessoas, porém como será feito com placas de pré-moldados poderá ser reduzido para 28 mil, atendendo assim a necessidade do futebol regional. As salas exigidas pela Fifa durante a Copa localizadas abaixo das arquibancadas serão retiradas posteriormente para transformar o espaço em um Centro de Convenção.

Cidade da Copa

Baiano também enfatizou a criação da Cidade da Copa, que terá a intenção de reunir todas as informações sobre o evento e o Estado num só lugar. O governo também irá montar uma equipe de assessoria de imprensa para fortalecer a comunicação e divulgação das ações referente à Copa. Outra mudança no projeto destacada será a alteração do gramado. Isso porque, a arena deverá ser construída mais próxima de onde está a piscina, que ficará tapada durante a Copa.

Centro de Treinamento

Baiano ressaltou que poderá ter alteração no projeto dos Centro de Treinamento. Extra-oficialmente, não seriam mais construídos quatro CT como previsto, seriam apenas dois e outros campos para treino. Isso será definido pela Fifa. Outra exigência feita pelo Comitê Organizador é que os CT`s fiquem no máximo 30 minutos do estádio, o que inviabiliza a construção dos centros em cidades como Chapada dos Guimarães e Barão de Melgaço. “Porém, nada é definitivo. Precisamos esperar uma decisão do Comitê”, destacou Baiano.

Estrutura

A estrutura e as especificações devem seguir as normas e regimentos da Fifa para estádios sedes da Copa do Mundo. Assim, a arena de Cuiabá deve ter um estádio, com capacidade para mais de 42.000 pessoas sentadas (6 mil a menos que a ideia anterior) e terá dotação para sediar qualquer evento de porte internacional no futebol. A área prevê estacionamento para 15 mil vagas. As arquibancadas – todas cobertas e com assentos - estarão divididas em níveis. Haverão camarotes e espaço de imprensa em 108 divisões.

A exibição atende as exigências da Fifa, que é o de transformar o estádio, mas mantendo as características da Cidade Verde. “A praça esportiva é de uma arquitetura arrojada, semelhante aos estádios ingleses, mas com a cara de Cuiabá”, argumentou o secretário de Desenvolvimento do Turismo e presidente do comitê, Yuri Bastos Jorge.

Bastos argumentou que a grande preocupação da entidade que rege o futebol mundial é que o novo empreendimento não se transforme em um “elefante branco” após Copa, uma vez que Cuiabá não tem time nem na segunda divisão do futebol nacional. “A preocupação é que sirva para a sociedade durante a Copa e depois dela”, afirmou o secretário.

As principais mudanças no novo projeto é que o Verdão será o cartão postal da Capital. Conforme a maquete, o novo estádio será de multiuso, para grandes eventos como shows e feiras agropecuárias.

A capacidade será de 42,5 mil lugares, mas com possibilidade de cair para 28 mil. É que as arquibancadas atrás dos gols serão móveis, com possibilidade de serem retiradas para dar passagem para carros de grande porte, como carreta, tratores, entre outros, quando necessário em feiras. Além disso, haverá lojas, restaurantes e lago artificial no entorno do estádio.

O estádio também terá áreas específicas como business seats, tribuna de honra e camarotes VIPs. O campo de jogo prevê dimensões de 105x68 metros. Não haverá o fosso como no velho estádio Verdão. Isso permitirá maior proximidade do público com o campo e jogadores.

O novo estádio, de acordo com o projeto, terá quatro conjuntos de bilheterias com seis guichês cada, totalizando 12 guichês ao lado norte e mais 12 ao lado Sul. De acordo com o projeto, o acesso do público às arquibancadas inferior e superior, se dará por meio de 14 portões e 72 catracas eletrônicas com leitores de ingressos.

O projeto dispõe de praça de alimentação em níveis 1, 2 , 3 e 4, restaurante e bar. O estádio contará com dois postos de pré-atendimento localizados nos níveis 1 e 5, unidade clínica com 130m² e uma sala de primeiros socorros.

Está previsto um sistema de som para comunicação pública, dentro e fora do estádio, com volume automático, capaz de enviar mensagens exclusivas aos setores individuais, como tribuna de honra e aos assentos restritos.

Serão utilizados dois placares telões, de comunicação eletrônica. O estádio contemplará oito áreas, de 85m² cada, com oito vagas para cadeirantes e obesos, mais oito lugares para seus respectivos acompanhantes totalizando 128 lugares disponíveis para portadores de necessidades especiais e obesos. O auditório terá uma área de 130m² e uma capacidade de 88 assentos.

Fontes: http://www.copanopantanal.com.br/?p=comite
 

·
Cidade Lendária
Joined
·
6,291 Posts
Projeto muito bem pensado e bonito! Achei muito legal a historia de diminuir a capacidade depois da copa!
 

·
Eng. Tráfego e Designer
Joined
·
13,970 Posts
- Custo estimado - Arena Esportiva R$ 300 milhões / Todo Complexo Esportivo, Cultural e de Lazer R$ 430 milhões
- Conclusão – Dezembro de 2012, para a realização da Copa das Confederações
- Estacionamento para 15 mil vagas (subterrâneo)

A capacidade do novo estádio será de 42.855 pessoas, com as seguintes divisões:

- Arquibancada Inferior – 20.000 lugares;
- Arquibancada Superior – 20.000 lugares;
- Camarotes - 880 lugares;
- Imprensa - 108 lugares;
- Business Seats - 112 lugares;
- Tribuna de Honra (VVIP) - 79 lugares;
- Camarotes (VIP) - 1.456 lugares;
- Business Seats (VIP) - 220 lugares;
- Campo de jogo medindo 105 x 68 metros.


Bilheterias

O novo Estádio possuirá 04 conjuntos de bilheterias com 06 guichês cada, totalizando 12 guichês ao lado norte e 12 guichês ao lado sul. De acordo com o projeto do novo estádio, o acesso do público às arquibancadas inferior e superior, se dará por meio de 14 portões e 72 catracas eletrônicas com leitores de ingressos.

Praça de alimentação

Os restaurantes estão dispostos da seguinte forma:
- Nível 1: 10 restaurantes;
- Nível 3: 2 restaurantes para a mídia e 4 para VIPs;
- Nível 4: 2 restaurantes e 2 Lounge Bar;
- Nível 5: 10 restaurantes.

Centro de treinamentos

Sobre os CTs, continuam os estudos para a implantação de quatro: em Chapada dos Guimarães, Barão de Melgaço, Lago do Manso e Várzea Grande.

Postos médicos

O estádio contemplará 2 postos de pré-atendimento localizados nos Níveis 1 e 5, 1 unidade clínica com 130m² e 1 sala de primeiro socorros, ambas localizadas ao lado dos vestiários no Nível 0 (subsolo) do estádio. (PERMANECEM AS MESMAS ESPECIFICAÇÕES).

Cabine de imprensa

A área da imprensa, no novo projeto do Estádio, estará disposta estrategicamente em três salas para entrevistas flash com 36m² cada, 1 auditório com 130m² e capacidade para 88 pessoas e 1 zona mista com 600m². (PERMANECEM AS MESMAS ESPECIFICAÇÕES). Além da adequação do Ginásio Aecim Tocantins em Centro de Imprensa.


Sistema de iluminação, sonorização e placar

Será previsto um sistema de som para comunicação pública, dentro e fora do Estádio, com volume automático, capaz de enviar mensagens exclusivas aos setores individuais, como setores de hospitalidade e aos assentos restritos.
Serão utilizados 2 (dois) placares telões, de comunicação eletrônica. O Estádio contemplará oito áreas, de 85m² cada, com oito vagas para cadeirantes e obesos, mais 8 lugares para seus respectivos acompanhantes totalizando 128 lugares disponíveis para portadores de necessidades especiais e obesos. (PERMANECERÃO AS MESMAS ESPECIFICAÇÕES)

Auditório

Terá uma área de 130m² e uma capacidade de 88 assentos. Esta sala de entrevista terá um acesso direto à área do vestiário.

Sustentabilidade

O novo Verdão vai aproveitar a energia solar para gerar energia para diversas atividades dentro do estádio. Já a água da chuva será armazenada e reutilizada para irrigação do gramado e jardins, e para inúmeros outros usos, como a limpeza de banheiros. Sendo as suas mini-estações de reserva e tratamento de água subterrâneas locadas próximas as piscinas já exitentes.

Até o momento da Copa de 2014 a configuração do estádio beneficiará toda a região para o evento e de acordo com as especificações técnicas exigidas pela FIFA.

Contará com:

- Museu do Pantanal
- Palácio das Artes Marciais
- Parque Ambiental com Lago
- Hotel com Restaurantes e Centro Comercial
- Estacionamento Externo para mais 7 mil Veículos de Passeio e 100 Ônibus de Turismo
- Ginásio Aecim Tocantins (q durante o evento será o Centro de Imprensa para a Copa de 2014 da cidade de Cuiabá)
- Heliporto

TODAS AS ESPECIFICAÇÕES ACIMA e ainda mais:

- Piscinas Olímpicas do Centro de Excelência de Esportes Aquáticos (que são existentes e sofrerão ampliação após a copa com a construção de torres para saltos e arquibancadas, além da construção do prédio de treinamento e assistência do Centro de Excelência de esportes aquáticos)
- Quadras Poli Esportivas
- Pista para Esportes Radicais
- Ampliação do Parque Ambiental na Antiga Área do Estacionamento Externo
- Remodelação da Estrutura do Estádio (já q a construção permitirá a mobilidade da estrutura podendo girar entorno de 25 mil a aproximadamente 43 mil lugares)


Fonte:http://www.copanopantanal.com.br/?p=estrutura
 

·
Diego LogoN
Joined
·
181 Posts
Esta agradável,
Talvez seja o projeto mais simples (caso não haja alterações no Morumbi),
porém cumpre com todos os requesitos nesseçários para a copa,
tenho um certo receio de que Cuiabá entregará todas as exigências
até a data prevista,porém pelo projeto ter sido simplificado em vista
do antigo projeto,acredito eu que os Governantes Cuiabanos tenham
cabeça no Lugar de que Não dá para fazer mais do que isto.
 

·
Eng. Tráfego e Designer
Joined
·
13,970 Posts
Esta agradável,
Talvez seja o projeto mais simples (caso não haja alterações no Morumbi),
porém cumpre com todos os requesitos nesseçários para a copa,
tenho um certo receio de que Cuiabá entregará todas as exigências
até a data prevista,porém pelo projeto ter sido simplificado em vista
do antigo projeto,acredito eu que os Governantes Cuiabanos tenham
cabeça no Lugar de que Não dá para fazer mais do que isto.


Simplificado em vista de que??? No que se refere???

Bom, o que foi "simplificado" de um projeto para o outro foi a questão dos materiais a serem utilizados. Trocando os importados pelos nacionais (e de preferência pelos encontrados no MT).

Esse atual projeto possui uma complexidade muito mais arrojada e dinâmica que o anterior. Serão 7 mil vagas de estacionamento subterrâneas (as que permanecerão pós copa, já que as vagas da superficie (outras 8 mil vagas) sederá espaço para o parque a ser ampliado pós copa), oestádio será construído com placas de concreto pré-moldado gerando a flexibilidade da Arena qto ao número de lotação máxima e facilitando a utilização do espaço para outros eventos (algo inédito no país). O sistema de iluminação (comparando-se ao q seria utilizado no antigo projeto) possui tecnologia de ultima geração (Sky Walker - a mesma utilizada no Cristo Redentor, Torre Eiffel e outros monumentos pelo mundo) para a área externa e partes da área interna da arena e complexo como um todo.

As características internas continuarão as mesmas que no projeto antigo (mesmas áreas VIP, restaurantes, centro clínico, alojamentos).

Bom, resumindo, esse novo projeto trás grandes inovações, se integra com as características locais da cidade e dá uma humanização muito maior à área onde será construído que o antigo.
 

·
www.goianiabr.com.br
Joined
·
560 Posts
eu Achei legal e Simples...... Mas agora eu vi no site da copa que ele ta mais caro que o projeto antigo... :eek:hno: ?????

"Mudanças
O custo não foi a única mudança nas arenas da Copa desde que a Fifa definiu as doze cidades-sede. Em Cuiabá (MT), o comitê local substituiu o escritório Castro Mello Arquitetos pelo GCP Arquitetos logo após a confirmação da cidade como uma das sedes. O projeto do estádio José Fragelli (Verdão) foi completamente reformulado, o que levantou dúvidas sobre os critérios técnicos para a escolha.

Segundo o presidente do comitê, Yuri Bastos, as mudanças ocorreram "para simplificar o projeto e reduzir gastos". No entanto, o novo projeto está orçado em R$ 430 milhões, enquanto o antigo previa gastos de R$ 350 milhões, segundo o Sinaenco (Sindicato Nacional da Arquitetura e Engenharia).

O Ministro dos Esportes, Orlando Silva, tem insistentemente alertado as cidades que sediarão o Mundial de Futebol para que as arenas sejam modestas e avisa que o governo federal não dará seu aval a projetos megalômanos."


:nuts:

agora a parte que mais me desagradou foi tirar "cobertura e etc..." do estadio
depois da copa.... :eek:hno:
Alguém sabe me dizer pq???
ja que ta lah.... Pq não deixa lah??
 

·
São José dos Campos
Joined
·
3,630 Posts
Um dos projetos mais interessantes!

Gosto desse "exoesqueleto" que cobre o estádio, das formas retas que obtém-se e dos diferentes volumes que formam ao todo e essa integração desproporcional proposital à cobertura.

Gosto dos pilares de sustentação da cobertura e a iluminação que conceberam-na.

Acho muitíssimo interessante essas pequenas praças arborizadas que formam-se nas extremidades do estádio, dando-o um aspecto mais natural, ecológico e humano a edificação toda.

O único porém na minha opinião é a carência de arborização na esplanada criada ao redor do estádio.

Gosto da ideía do pós-copa, requalificando a edificação, mantendo o apenas necessário para utilização da população, ainda, mantendo a arquitetura da mesma e a nova utilização da esplanada, preenchendo o espaço com equipamentos públicos que proporcionarão melhor qualidade a população e integração da área.
 

·
Eng. Tráfego e Designer
Joined
·
13,970 Posts
eu Achei legal e Simples...... Mas agora eu vi no site da copa que ele ta mais caro que o projeto antigo... :eek:hno: ?????

"Mudanças
O custo não foi a única mudança nas arenas da Copa desde que a Fifa definiu as doze cidades-sede. Em Cuiabá (MT), o comitê local substituiu o escritório Castro Mello Arquitetos pelo GCP Arquitetos logo após a confirmação da cidade como uma das sedes. O projeto do estádio José Fragelli (Verdão) foi completamente reformulado, o que levantou dúvidas sobre os critérios técnicos para a escolha.

Segundo o presidente do comitê, Yuri Bastos, as mudanças ocorreram "para simplificar o projeto e reduzir gastos". No entanto, o novo projeto está orçado em R$ 430 milhões, enquanto o antigo previa gastos de R$ 350 milhões, segundo o Sinaenco (Sindicato Nacional da Arquitetura e Engenharia).

O Ministro dos Esportes, Orlando Silva, tem insistentemente alertado as cidades que sediarão o Mundial de Futebol para que as arenas sejam modestas e avisa que o governo federal não dará seu aval a projetos megalômanos."


:nuts:

agora a parte que mais me desagradou foi tirar "cobertura e etc..." do estadio
depois da copa.... :eek:hno:
Alguém sabe me dizer pq???
ja que ta lah.... Pq não deixa lah??

De acordo com o já descrito aqui no início desse Thread:

O novo complexo do estádio Governador José Fragelli (Verdão) custará aos cofres públicos R$ 430 milhões. De acordo com o secretário de Turismo, Yuri Bastos, o projeto antigo da arena custaria R$ 550 milhões, apesar das informações do próprio governo darem conta de que o total seria de R$ 350 milhões.

Primeiramente... na verdade o antigo projeto, além de aproveitar o atual campo custaria o valor de R$ 550 mi (somente o estádio e o estacionamento). Esse novo projeto está orçado em R$ 430 mi todo o complexo, onde somente a arena consumirá cerca de R$ 300 mi (essas informações são esclarecidas pelo próprio comitê da Copa da cidade de Cuiabá e até registrado em notícias posteriores no próprio site da copa no pantanal – preguiça de procurar lá).

Segundo... como explicado nas informações anexas neste thread, a estrutura do estádio é modulável (pode-se reduzir a capacidade máxima do público de acordo com o evento e depois – no momento que convir – aumenta-la novamente), ou seja, a estrutura poderá se adequar de acordo com o evento realizado sendo o mínimo “ocupável” de 20 mil pessoas até 42.885 pessoas. Isso porque reduziria o custo de manutenção da arena.
 

·
Moderator
Joined
·
31,228 Posts
R$ 430 milhões me parece um valor bem razoável para todo o complexo. Não acho exagerado, dado o alcance das intervenções.


(...)
O Ministro dos Esportes, Orlando Silva, tem insistentemente alertado as cidades que sediarão o Mundial de Futebol para que as arenas sejam modestas e avisa que o governo federal não dará seu aval a projetos megalômanos."
Isto mesmo, sr. Ministro! metamos uma demão de tinta nos estádios que existem e esperemos os turistas chegarem... Heh, heh...

Falando sério, a decisão de não financiar estádios com dinheiro público tem que valer para todos os 12. Já tem um certo alguém aí espreitando a viúva com olhares matreiros...
 

·
Andrezito
Joined
·
6,277 Posts
Este estádio, junto com a Arena da Baixada de Curitiba, são os 2 estádios mais pé no chão e mais viáveis de serem concretizados.

Me preocupa alguns lugares construírem estádios maravilhosos, mas sem nenhum atrativo para a população em dias sem jogos, tornando a local e a estrutura ociosa na maior parte do ano.

Tenho certeza que ainda teremos mudanças na maioria dos projetos, pra adaptá-los ao mundo real e ao seu real aproveitamento.

Cuiabá está de parabéns.
 
1 - 20 of 7384 Posts
Top