SkyscraperCity banner

1 - 20 of 175 Posts

·
Registered
Joined
·
1,392 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
Desde 2012, venho desbravando mais ativamente o meu estado. Comecei pelo interesse na região de imigração italiana, mas a interface natural que entrelaçada muitas das zonas de imigração fez eu conhecer um pouco mais sobre esse patrimônio tão vasto ainda encontrado principalmente na serra gaúcha. A zona de imigração alemã ( 1824 - 2016 = 192 anos ) faz neste ano 192 anos de vida. Imigração que começou pela região de São Leopoldo, mas muitas cidades já passei e tenho registrado milhares de fotos sobre o Patrimônio Histórico principalmente. Esse tópico é uma nova versão atualizada daquele mais antigo com fotos perdidas em sua grande maioria pelos percalços virtuais de postagem. É bom resgatar esse tema...como de costume vou atualizando durante as postagens ou interesse dos confrades.

Abaixo, um pouco de cada cidade. Começando por Nova Petrópolis. Localizada na chamada Região das Hortências, creio que seja a cidade menos FAKE, comparando com Gramado e Canela. NP ainda tem muito do legado de imigração alemã originalmente, mais ainda pelo interior. Linha Temerária, Nove Colônias, Linha Imperial, Linha Brasil e afins contribuem massivamente para manter essa argumentação que mostrarei através das fotos que seguem...

1


2


3


4


5 O Fake "original" da Aldeia do Imigrante. Casas pelo interior foram arrancadas e "remontadas" neste parque com a intenção de recriar uma aldeia de época. Turisticamente nota 10, mas em termos patrimoniais...:bash:


6


7




JÁ POSTADO:

- NOVA PETRÓPOLIS
- NOVO HAMBURGO
- SÃO VENDELINO
- IMIGRANTE
- BARÃO
- SALVADOR DO SUL
- SÃO JOSÉ DO SUL
- ROCA SALES
- COLINAS
- FELIZ
- ALTO FELIZ
- TUPANDI
- BOM PRINCÍPIO
- HARMONIA
- PARECI NOVO
- SÃO SEBASTIÃO DO CAÍ
- ROCA SALES
- VALE REAL
- SÃO JOSÉ DO HORTÊNCIO
- PRESIDENTE LUCENA
- IVOTI
- WESTFÁLIA
- POÇO DAS ANTAS
- TEUTÔNIA
- PORTO ALEGRE
- SÃO LEOPOLDO
- LINHA NOVA
- PICADA CAFÉ
- MARATÁ


Continua nas próximas postagens...
 

·
Registered
Joined
·
35,287 Posts
Excelente thread. Adorei a temática e as fotos.

Conheci Nova Petrópolis em 2002, já naquela época a cidade era muito movimentada em termos turísticos, além de ser muito bem cuidada e bonita. Imagino que hoje deve estar melhor ainda.

Estarei no aguardo de novas atualizações Carca :cheers:
 
  • Like
Reactions: carca

·
Registered
Joined
·
30,771 Posts
Acho que não tem muito problema em remontar os prédios desde que a cidade não venda como se fossem realmente prédios da época ou nunca tenha tido alemão algum morando ali. O teatro de Shakespeare foi remontado na Inglaterra. O original pegou fogo muitos séculos atrás. Aguardo as próximas imagens. Muito legal esse assunto.
 

·
Registered
Joined
·
1,392 Posts
Discussion Starter · #5 · (Edited)
Acho que não tem muito problema em remontar os prédios desde que a cidade não venda como se fossem realmente prédios da época ou nunca tenha tido alemão algum morando ali. O teatro de Shakespeare foi remontado na Inglaterra. O original pegou fogo muitos séculos atrás. Aguardo as próximas imagens. Muito legal esse assunto.
As "remontagens" de lá são verdadeiros crimes até onde eu pude constatar. Se fosse um "translado" feito fielmente, vá lá, daria para aceitar parcialmente...Nesse processo, muito do original foi adulterado, paredes em pedras de arenito foram substituídas frequentemente por alvenaria de tijolos modernos assentados com argamassa de cimento, areia e cal. Os materiais foram modificados e até alterações formais ocorreram. A igreja na Aldeia do Imigrante é um dos exemplos. Como você falou eles acabam vendendo a coisa como se fosse realmente de época e olhando atentamente acaba ficando meio original e meio FAKE, isso particularmente me incomoda muito. Melhor é sempre restaurar as tipologias em seu lugar de origem ou contexto...mas como falei, turisticamente isso funciona muito bem e acaba sendo o q importa...a aceitação ou não disso, acaba virando sempre certo tipo de discussão ideológica d+ :banana:

Continuando com mais uma "aldeia" onde casas foram retiradas de seu lugar de origem e transferidas para outro onde deveria ser uma espécie de pousada. O lugar acabou ficando meio abandonado ou inacabado...

8


9


10


11


Neste local, finalmente algo de origem...
12


Continuará posteriormente...
 

·
Registered
Joined
·
1,392 Posts
Discussion Starter · #8 ·
Tive o prazer de morar nesse RS alemão... Ivoti, Novo Hamburgo, Dois Irmãos, "Moro" Reuter, etc...

Espero que você mostre bastante a maior herança alemã no RS: As alemoas!!!
Sim! Isso! As alemoas!
Impossível. Em todas essas cidades, a patroa estava comigo, então mirar o foco fora da história arquitetônica poderia gerar alguma confusão...obrigatoriamente tive q me controlar. :lol::nuts:
 

·
Registered
Joined
·
3,816 Posts
Acho incrível essa tradição alemã no RS, isso é o que mais me marca nas viagens que faço até a cidade de minha vó, uma legítima alemoa.

Esse thread me deixou até emocionado, bateu uma nostalgia aqui.
:applause:
 

·
Bracho! Paola Bracho!
Joined
·
10,663 Posts
É uma lástima que todo esse patrimônio histórico, arquitetônico e cultural foi quase dizimado no pós-guerra.
 

·
Registered
Joined
·
1,392 Posts
Discussion Starter · #11 ·
Calma pessoal, nem tudo é terra arrasada, tem muita coisa registrada e muito mais para desbravar...Continuando ainda em NP, agora em Linha Imperial.

13


14


15


16


17


18


19


20


Segue na sequência...
 

·
Bracho! Paola Bracho!
Joined
·
10,663 Posts
O que eu digo é que não existem mais núcleos arquitetônicos nas cidades da região, só exemplares esparsos. E nem vamos falar na questão da língua, que foi proibida a base da ponta da arma, mas que depois não houve muito interesse em continuar com o ensino.
 

·
Registered
Joined
·
26,716 Posts
O que eu digo é que não existem mais núcleos arquitetônicos nas cidades da região, só exemplares esparsos. E nem vamos falar na questão da língua, que foi proibida a base da ponta da arma, mas que depois não houve muito interesse em continuar com o ensino.
Minha sogra por exemplo, que é da cidade de Mata sabe falar o alemão, mas não sabe escrever.... Pois a língua era falada, mas não era ensinada.
 

·
Registered
Joined
·
1,392 Posts
Discussion Starter · #14 ·
Minha sogra por exemplo, que é da cidade de Mata sabe falar o alemão, mas não sabe escrever.... Pois a língua era falada, mas não era ensinada.
Talvez copiar os moldes daquilo que ocorreu com o talian, dialeto vêneto usado aqui na região de imigração italiana e que virou patrimônio histórico cultural. Hoje em dia é possível achar cursos de fala e escrita pela região, a coisa vai se perpetuar.
 

·
Registered
Joined
·
26,716 Posts
Talvez copiar os moldes daquilo que ocorreu com o talian, dialeto vêneto usado aqui na região de imigração italiana e que virou patrimônio histórico cultural. Hoje em dia é possível achar cursos de fala e escrita pela região, a coisa vai se perpetuar.
Não sei se há interesse das novas gerações em manter a língua. Só os de idade ainda falam o alemão e mesmo esses usam apenas entre eles e na intimidade.

Em boa parte os proprios imigrantes alemães tem culpa pela reação do Estado.

Quando se incentivou a imigração dos europeus para essa região do Brasil o objetivo era que estes se integrassem aos brasileiros. Era uma plano de certo "clareamento" e europeização destas regiões.

Para a primeira leva desse processo foram escolhidos os alemães considerados mais "produtivos".

O problema é que os alemães do alto de sua "simpatia", simplesmente se fecharam no interior, criando guetos rurais, alguns se recusando ate mesmo a aprender o português... ou seja não houve a "mistura".

Os "engenheiros sociais" da época então reagiram de duas formas, primeiro tentando "quebrar" os guetos praticamente impondo que aos alemães que aprendessem o português e segundo mudando a origem dos próximos imigrantes.

Esquece-se dos europeus germânicos considerados muito refratários a integração e foram atras de europeus latinos... os italianos principalmente.... que vieram em maior quantidade em uma segunda leva.

Parece que tiveram mais sucesso com os "carcamanos"..... :lol:

Inclusive tenho a impressão que devido a esses processos os italianos se fixaram mais próximos as pequenas cidades, abrindo restaurantes etc... enquanto os alemães ficaram mais no interior em comunidades mais fechadas.
 

·
Registered
Joined
·
1,392 Posts
Discussion Starter · #16 ·
Isso é uma coisa para se estudar melhor. Mas em minhas andanças, o dialeto alemão é ainda bem venerado por muita gente. Dou verdadeiras risadas vendo o pessoal se expressar ainda assim, mas isso se vê muito no interior...nas cidades, quase nada.
 

·
Registered
Joined
·
26,716 Posts
Isso é uma coisa para se estudar melhor. Mas em minhas andanças, o dialeto alemão é ainda bem venerado por muita gente. Dou verdadeiras risadas vendo o pessoal se expressar ainda assim, mas isso se vê muito no interior...nas cidades, quase nada.
São os chamados "alemães batata"...
 

·
Registered
Joined
·
1,392 Posts
Discussion Starter · #18 ·
Seguindo com as principais atrações de Linha Brasil...

21


22


23


24


A encantadora igreja luterana, toda em pedra...

25


26


27


Finalizam as postagens de NP na próxima postagem com as preciosidades em Nove Colônias...\o/
 

·
Registered
Joined
·
30,771 Posts
Não sei se há interesse das novas gerações em manter a língua. Só os de idade ainda falam o alemão e mesmo esses usam apenas entre eles e na intimidade.

Em boa parte os proprios imigrantes alemães tem culpa pela reação do Estado.

Quando se incentivou a imigração dos europeus para essa região do Brasil o objetivo era que estes se integrassem aos brasileiros. Era uma plano de certo "clareamento" e europeização destas regiões.

Para a primeira leva desse processo foram escolhidos os alemães considerados mais "produtivos".

O problema é que os alemães do alto de sua "simpatia", simplesmente se fecharam no interior, criando guetos rurais, alguns se recusando ate mesmo a aprender o português... ou seja não houve a "mistura".

Os "engenheiros sociais" da época então reagiram de duas formas, primeiro tentando "quebrar" os guetos praticamente impondo que aos alemães que aprendessem o português e segundo mudando a origem dos próximos imigrantes.

Esquece-se dos europeus germânicos considerados muito refratários a integração e foram atras de europeus latinos... os italianos principalmente.... que vieram em maior quantidade em uma segunda leva.

Parece que tiveram mais sucesso com os "carcamanos"..... :lol:

Inclusive tenho a impressão que devido a esses processos os italianos se fixaram mais próximos as pequenas cidades, abrindo restaurantes etc... enquanto os alemães ficaram mais no interior em comunidades mais fechadas.
Acho que você está muito além. Não está, não? Pelo que eu já li o objetivo no sul era ocupar a região para que a Argentina ou outros países platinos não viessem a conquistá-la ou reinvindicá-la de algum modo.

O Imperador Pedro I não queria imigrantes portugueses porque a independência era recente. Ele tinha medo de que os imigrantes se rebelassem jurando fidelidade a Portugal. Os alemães então foram escolhidos porque a Imperatriz Leopoldina era austríaca, tinha trânsito político nos reinos germânicos que viviam graves problemas sociais. Camponeses e trabalhadores passavam fome e o Brasil tinha muitas terras para oferecer. Juntou a fome com a vontade de comer e bingo: milhares de alemães mudaram para cá. Tanto italianos quanto alemães vieram para trabalhar no campo.
 
  • Like
Reactions: carca
1 - 20 of 175 Posts
Top