Skyscraper City Forum banner
1 - 20 of 41 Posts

·
**16º ano**
**17º ano**
Joined
·
25,827 Posts
Legal, mas parece que são todos ônibus com motor dianteiro, uma pena...

Aliás esse deve ser o novo modelo do Marcopolo Torino
 

·
Bronzil il il
Joined
·
4,581 Posts
Discussion Starter · #6 · (Edited)
@TODOS - Não sabia que o nome da empresa de Lisboa é esse, mas a Carris daqui não tem nada a ver com a de lá. Não é filial e não tem nenhuma ligação.

A Carris é uma empresa pública do município de Porto Alegre, ou seja, é uma empresa composta totalmente por recursos do município na sua formação jurídica.

É apenas uma das várias empresas de ônibus de Porto Alegre.
E não é a maior - possivelmente seja a 2ª maior.

Ah! Todos os ônibus têm motor dianteiro.
E não são só estes novos, são 99% dos ônibus daqui.
 

·
Registered
Joined
·
4,657 Posts
Esses modelos de ônibus são tão feios, acho que devem ser os mais baratos que existem no mercado, em toda cidade deve ter um desses!

Pra um bom transporte o ônibus precisa ter motor traseiro e piso baixo.
São poucas as cidades que adotam esse modelo.

Esses desenho nos ônibus lembram muito o de Belém!
É muito bom saber que em POA a frota dos busões são novas.
 

·
NON FVCKOR FVCKO
Joined
·
3,418 Posts
Muito feios mesmo...


Uma pena q eles não compraram nenhum desse tipo, acho é Milenium o nome do modelo. 15% da frota de POA é composta por estes ônibus.
 

·
Bronzil il il
Joined
·
4,581 Posts
Discussion Starter · #10 ·
^^ Acho que você se precipitou... Este ônibus não são "baratos" - deu a entender que chamou de "porcaria".

Eu errei quando disse que 99% dos ônibus tem motor dianteiro, não é verdade. Mas esses modelos da Marcopolo, Torino, Allegro ou qualquer que seja, detêm as melhores certificações emitidas no Brasil. Tanto que são exportados para vários países, com as devidas adaptações.

Não creio que sejam "baratos".

Caso seja um Torino, aqui está a config. dele:
Torino
Versões Standard Motor Traseiro, Standard Motor Dianteiro, Articulado e Biarticulado.

O modelo Torino foi projetado para atender às necessidades de centros urbanos de todos os portes. Com design arrojado, segue as mais modernas tendências, sem perder as características de resistência e segurança. A manutenção simples e facilitada garante o melhor custo/benefício e um excelente valor de revenda. Além da vantagem de ser disponibilizado nas versões articulado e biarticulado, o Torino também permite várias outras configurações.

http://www.marcopolo.com.br/novo/mpsa/
 

·
Bronzil il il
Joined
·
4,581 Posts
Discussion Starter · #11 ·
Achei o modelo! Não é o Torino, é o Viale:

Viale
Agilidade e versatilidade para o transporte coletivo urbano.

O Viale é ideal para quem necessita de versatilidade, fácil manutenção e baixo custo operacional. Este modelo incorpora um repertório variado de configurações associado a items opcionais que vão desde poltronas diferenciadas a câmaras de vídeo e ar-condicionado, entre outros.

 

·
2300/2400 Maniac
Joined
·
132 Posts
(Hed)Sprung said:
Achei o modelo! Não é o Torino, é o Viale:

E esse modelo está presente na carris de Lisboa com 3 motorizações:

Volvo B7R
MAN 18.280 HOCL
MAN 18.310 HOCL

Num total de 150 autocarros (se não estou em erro) e estão equipados com ar condicionado, piso rebaixado, bancos urban 90 entre uma série de inovações que possuem.

Cumps Nuno
 

·
Truco !!!!
Joined
·
307 Posts
os ônibus que estão na propaganda não tem a cor amarela, foi uma mudança ou o amarelo indentifica um tipo de linha ou ônibus especial ?
 

·
Registered
Joined
·
2,699 Posts
Um pouco da História da Carris

Pelo que eu vi não tem nada a ver com a de Portugal.

A história da Carris, segundo o seu site (http://www.carris.com.br/)

Mais antiga empresa de transporte coletivo do país em atividade, a Carris nasceu graças à autorização do imperador Dom Pedro II, via decreto, publicado em 19 de junho de 1872. Na época, a capital dos gaúchos era uma pacata província de apenas 34 mil habitantes, que recém completara 100 anos de fundação. Inicialmente operando bondes puxados a mula, em 1908 a companhia inaugura o serviço de bondes elétricos, que seria desativado somente em 1970. Em 1930, a Carris passa também a oferecer o transporte por ônibus para as localidades aonde as linhas de bonde não chegavam.

Atualmente, a Carris opera 25 linhas com uma frota de 323 veículos, um terço dos quais dotados de ar condicionado e acessibilidade universal. É a empresa com a maior frota de Porto Alegre: responde por um quarto do total de passageiros transportados na cidade. Diariamente, os veículos da Carris conduzem 240 mil pessoas, percorrendo um total de 66 mil quilômetros.

Sociedade de economia mista com o controle acionário da Prefeitura de Porto Alegre, que detém 99,9% das ações, a Carris é considerada pela Associação Nacional dos Transportes Públicos a melhor empresa de ônibus urbano do País. Também é a única instituição municipal a conquistar o Prêmio Nacional de Gestão Pública do Governo Federal. Em 2005, obteve o primeiro lugar na categoria Empresa Pública Eficiente da Pesquisa Top of Mind realizada em Porto Alegre.

A diretoria da Carris é formada pelo Diretor Presidente Sr. Antonio Lorenzi, Diretor Técnico Sr. Renato Guimarães de Oliveira e o Diretor Administrativo Financeiro Sr. Adelino Lopes Neto.

Sede: Rua Albion, 385 - Bairro São José, Porto Alegre-RS
Atendimento ao Cliente: 0800 999 855
e-mail: [email protected]


A história da Carris percorreu, e muitas vezes até mesmo fundou, as "veias" pelas quais circula o trânsito de Porto Alegre. O desenvolvimento, crescimento e ampliação dos "arraiais" (futuros bairros) e sua necessária vinculação com o centro da cidade estão intimamente ligados à implantação dos trilhos dos bondes.

Antes da fundação da Carris, outra tentativa em transporte coletivo já havia sido feita na cidade, em 1863, com as Maxambombas. Estes pesados veículos puxados por burros sobre trilhos de madeira não tiveram êxito em função dos freqüentes descarrilamentos. Com o fracasso desta iniciativa, em 1872, foi concedida a permissão, pelo então Imperador Dom Pedro II, para que funcionasse na cidade a Companhia Carris de Ferro Porto-alegrense. A nova empresa instalou trilhos de ferro e adquiriu veículos mais leves e eficientes. Este avanço representou o "pontapé" inicial do transporte coletivo de Porto Alegre. Ligando o arraial do Menino Deus ao Centro, a primeira linha de bondes da cidade (e que veio a ser também a última) foi um dos marcos fundamentais do processo de urbanização pelo qual vivia a cidade.

Com o passar do tempo, o transporte de tração animal ficou obsoleto e, em 1906, a Companhia Carris de Ferro Porto-alegrense uniu seu capital ao de outra empresa de transportes, a Carris Urbanos (criada em 1891). Desta união surgiu a Companhia Força e Luz, responsável pelo fornecimento de energia elétrica e pelo transporte coletivo da Capital. Os novos bondes movidos a eletricidade tornaram-se muito mais modernos e eficientes, dando uma nova feição e dinamismo à cidade.

O período de hegemonia dos bondes vai até a década de 20, quando começam a circular os primeiros automóveis movidos à gasolina ou querosene e óleo. Também nesta época chegam os primeiros auto-omnibus, facilitando a ligação das áreas centrais com as regiões mais remotas da cidade. Esta convivência durou até 1970, quando o transporte coletivo passou a ser feito unicamente por ônibus.

Desde 1954, quando foi encampada pela Prefeitura, a Carris tem voltado seu foco para o usuário. Inovou com as linhas circulares e transversais e continua inovando, com veículos cada vez mais modernos e que buscam atender as necessidades da população. Reafirmando seu pioneirismo no cenário nacional, a,arris foi* primeira empresa do Brasil a utilizar veículos que facilitavam o acesso às Pessoas Portadoras de Deficiência (PPDs), inicialmente com elevadores hidráulicos. Hoje, dos 323 ônibus da frota, 112 são dotados de acessibilidade universal, sem degraus, e 15 têm elevadores hidráulicos.
 

·
Banned
Joined
·
3,149 Posts
portoimagem said:
Pelo que eu vi não tem nada a ver com a de Portugal.

A história da Carris, segundo o seu site (http://www.carris.com.br/)

[
é que alguns meses depois de fundar a carris de porto alegre, Dom Pedro fundou aqui no Rio a carris de Lisboa.
 

·
Banned
Joined
·
2,419 Posts
noize said:
Muito feios mesmo...


Uma pena q eles não compraram nenhum desse tipo, acho é Milenium o nome do modelo. 15% da frota de POA é composta por estes ônibus.

Dá até vergonha de mostrar os ônibus do Rio depois de ver um desse.
 

·
**16º ano**
**17º ano**
Joined
·
25,827 Posts
(Hed)Sprung said:
Achei o modelo! Não é o Torino, é o Viale:

Esses da primeira foto não são Viales, por dois motivos, um é que o Viale II ( ou Granviale) só é encarroçado em chassis de motor trasiero ou central, e o outro é que essa segunda geração do Viale só está sendo feita para exportação, para o mercado brasileiro continua sendo vendido a versão anterior do Viale, apenas aqui em Sp rodam cerca de 10 unidades desse novo Viale, porque seriam modelos enconmendados pela prefeitura para rodar num corredor que não deu certo mas acabaram sendo comprados pela viação Gatusa.
 

·
Norte do Brasil
Joined
·
60,530 Posts
Aqui em Porto Velho a operação com os Viales começou pela empresa Açaí, em 2003, com 10 coletivos, mas a mesma perdeu a concessão das linhas e os ônibus foram transferidos para as empresas Rio Madeira e Três Marias... todos esses ônibus foram emplacados em Brasília... pena eu não ter fotos...
 

·
Registered
Joined
·
667 Posts
noize said:
Muito feios mesmo...


Uma pena q eles não compraram nenhum desse tipo, acho é Milenium o nome do modelo. 15% da frota de POA é composta por estes ônibus.

Esses onibus são botitos por fora, mas o excesso de conforto pra quem vai sentado dentro incomoda quem vai de pé.

O transporte aqui de PoA é o melhor que ja conheci (Vitoria, Rio, BH, SP, GO, BSB).

Porém, eles colocam este modelo pra fazer trajetos que lotam, como por exemplo os trajetos que passam pelos campi da UFRGS e da PUCRS. Fica MUITO lotado, deveriam ser os minhocões. Sim, são feios, mas são úteis.
 
1 - 20 of 41 Posts
Top