Skyscraper City Forum banner
Status
Not open for further replies.
1 - 7 of 7 Posts

·
Registered
Joined
·
607 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Discutindo com um amigo recentemente sobre a importância de ter uma empresa aérea nacional (o assunto surgiu após a quebra da Pluna), gera muita divergência, se é importante ou não para o país, até quando é fundamental. Perdemos a Varig que foi chave nesse processo, regredimos muito nesse quesito hoje me deparei com uma matéria a respeito no uol, na qual trata exatamente como o país perde divisas por não termos uma empresa aérea nacional forte atuando no exterior, pode-se afirmar pela matéria que o Brasil perde em torno de U$$ 4 BILHÕES por ano já que não temos cias nacionais e temos que contratar empresas de fora para prestar o serviço. Segue notícia e link.

SÃO PAULO – O gasto dos brasileiros com passagens aéreas estrangeiras apresentou leve queda de 0,08% em junho deste ano, frente ao mês anterior.

De acordo com dados divulgados pelo Banco Central nesta terça-feira (24), os brasileiros gastaram US$ 368,3 milhões com o item no mês passado, enquanto que em maio o gasto havia sido de US$ 368,6 milhões.

Frente ao sexto mês do ano passado, quando os gastos haviam atingido US$ 370 milhões, foi observada queda de 0,46%.

Gastos dos estrangeiros
Os dados mostraram ainda que os gastos dos estrangeiros com passagens aéreas nacionais subiram 37,04% entre junho (US$ 22,2 milhões) e maio (US$ 16,5 milhões). Na comparação com junho do ano passado (US$ 10,6 milhões), as despesas aumentaram 109%.

Dessa forma, o déficit na balança de passagens ficou em US$ 346,1 milhões em junho. Um mês antes, o déficit havia sido de US$ 352,1 milhões e, em junho de 2011, de US$ 359,4 milhões.

fonte: http://economia.uol.com.br/ultimas-...-passagem-aerea-estrangeira-cai-em-junho.jhtm
 

·
Registered
Joined
·
6,325 Posts
Mais importante que ter uma área nacional é ter um mercado competitivo interessante para o consumidor brasileiro.

Torço, na verdade é quase uma reza forte, para que o Brasil tenha uma empresa aérea nacional peso pesado, mas ela tem que ser privada. Com a ousadia da TAM isso é quase um sonho mesmo...
 

·
Registered
Joined
·
607 Posts
Discussion Starter · #5 ·
Também sou contra uma empresa aérea estatal. De estatal na aviação pra mim já basta a Infraero e sinceramente podia sumir.
Como consumidor desses serviços as tarifas aéreas como foi citado são importantes, ninguem paga a mais pra uma empresa pelo mesmo serviço só por ela ser brasileira pra se ter ideia nunca fui ao exterior em uma empresa nacional (muito mais caro) e agora isso virou missão impossivel com a TAM virando chilena.
Só acho e tenho convicção que o governo tem que ter uma política pra incentivar a industria de transporte, já perdemos muitas divisas nas transações internacionais no item frete (carga), e agora vamos perder no item transporte de pessoas, isso sem contar o turismo, geração de empregos para brasileiros só um comparativo grosso mas para ilustrar as perdas estimadas para o Uruguai com a falência da Pluna com turismo, o movimento do aeroporto de carrasco, e outras prestações de serviço devem chegar a 2 bilhões de dolares em um ano, se não tomarem medidas.

O Brasil já teve a faca e o queijo nas mãos mas principalmente a incompetência de gestões das empresas inverteu-se o jogo, como existe um prejuízo claro para o país com a fuga de divisas é função do governo intervir criar uma política para as aéreas nacionais, qual política? Não sei mas só acho que não pode ficar assistindo uma manobra descarada de uma empresa chilena aproveitar brechas na lei e burlar o sistema, uma Gol combalida e de estrela e solução caminhando a passos largos para o fiasco, só nos resta a Azul que é de um Americano, mas é mais nacional que essas duas citadas acima.

Coloco esse tópico pq sei que isso é preocupação do planalto e pauta da secretaria de assuntos estrategicos mas a sociedade civil tem que debater também e opinar.
 

·
on the road
leptokurtic
Joined
·
35,065 Posts
Esse discurso é muito "anos 1980".

Hoje, com Internet e tudo o mais, as pessoas voam pelas cias. que consideram mais apropriadas para seus vôos.

Não existe falta de vôo internacional do Brasil, acho. Onde tem mercado, existe frequência aérea.

As cias. brasileiras (TAM, Gol etc) sempre tiveram a possibilidade de ampliar suas frequências para Europa mas não o fizeram em larga escala. E por quê? Oras, basta a TAM abrir uma frequência GRU-AMS, por exemplo, e sofrerá ataque comercial de descontos de todas as cias. que voam GRU-hub europeu-AMS e da KLM.

Sobre fuga de divisas: isso também é 1980. Hoje ísso não é um prblema
 

·
Delirante
Joined
·
10,656 Posts
A perda da VARIG foi uma das melhores coisas da aviação brasileira. Eu sei da importância e da nostralgia que nos remete, porém o liquidacionismo apenas é uma mostra do mercado lutar por uma qualidade. E isso porque a VARIG vivia de subsídios e tinha uma mãozinha da ANAC.

Uma das maiores barreiras ao mercado nacional de qualidade é o capital restrito do exterior nas aéreas e a ANAC controlar os slots.
 
1 - 7 of 7 Posts
Status
Not open for further replies.
Top