SkyscraperCity banner
Status
Not open for further replies.
1 - 20 of 35 Posts

·
Banned
Joined
·
3,278 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Ferrovias
A disputa do trem-bala
O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos
tem que decidir entre os projetos do trem-bala que
ligará São Paulo ao Rio de Janeiro


http://www.terra.com.br/istoe/1908/economia/1908_disputa_do_trem_bala.htm

Por Milton Gamez e Hugo Studart

O futuro do maior projeto de infra-estrutura do País, o trem-bala entre São Paulo e Rio de Janeiro, está nas mãos do ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos. Ele tem a palavra final na escolha do melhor projeto para interligar as duas capitais por meio de trens ultra-rápidos, capazes de alcançar velocidades de 330 km/h e percorrer os 400 quilômetros de distância entre a Estação da Luz e a Central do Brasil em uma hora e quinze minutos. A legislação que abre caminho para a obra acaba de ser sancionada. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou, na terça-feira 9, a Lei nº 11.297, que altera o Plano Nacional da Viação e autoriza a construção do bólido ferroviário – um negócio de US$ 6,3 bilhões ou US$ 9 bilhões, conforme o modelo a ser adotado como base para o edital de concessão, previsto para o segundo semestre.

Na primeira fase da disputa, dois grupos fizeram propostas de modelagem técnica e financeira do trem-bala. De um lado, o consórcio formado por Siemens, Odebrecht e Interglobal apresentou um projeto com tecnologia alemã e investimento estimado em US$ 6,3 bilhões. De outro, a Italplan Engeneering, Environment & Transports concorreu com um plano de tecnologia italiana e um custo total de US$ 9 bilhões. Numa decisão controversa, no começo deste ano, o grupo de trabalho criado pelo Ministério dos Transportes para discutir o assunto recomendou o modelo dos italianos ao ministro Alfredo Pereira Nascimento, antecessor de Passos.


Fantauzzi: projeto deste porte exige a participação do Estado
A questão vai além da escolha de um projeto de italianos pouco conhecidos no Brasil em detrimento de grupos nacionais e de longa tradição no País – a Siemens atua por aqui desde 1867, quando instalou a linha telegráfica entre o Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul. O problema é que o trem da Italplan custa 43% mais caro, tem 40 quilômetros de trilhos a menos e prevê um prazo de concessão maior, de 42 anos – seis a mais que o do consórcio concorrente.

O critério de escolha foi financeiro: a Italplan previu investimentos 100% privados, enquanto o consórcio Siemens, Odebrecht e Interglobal embutiu financiamento público. Depois disso, os próprios italianos, quando apresentaram a planilha de custos do trem-bala ao BNDES, incluíram a previsão de financiamento do banco. Era de se esperar. “Em nenhum país do mundo se faz um projeto desta envergadura sem a participação do Estado”, afirma o empresário Fernando Fantauzzi, presidente da Interglobal, que contestou o resultado do relatório recebido pelo ministro.

Se depender de José Francisco das Neves, coordenador do grupo de trabalho do trem-bala e presidente da autarquia do setor, a Valec, a decisão final será favorável aos italianos. Mas o consórcio por ora preterido ainda pode virar o jogo. “Estamos abertos. Se a Odebrecht ou outra empresa apresentar projeto melhor, estamos prontos para reabrir tudo e analisar. Pela nova lei, o trem-bala também poderá unir as capitais de São Paulo, Minas Gerais e Paraná.
 

·
Gabriel
Joined
·
7,483 Posts
Eu queria saber desse cara qual o argumento pra ele preferir o projeto dos italianos... porque do jeito que a reportagem fala (e com a credibilidade da Isto É... :| ), parece uma coisa absurda!
 

·
Banned
Joined
·
2,419 Posts
Minha (muy humilde) opinião: Pra mim, devido a tecnologia, custo, e tudo o mais, o projeto a ser aprovado deve ser o da Siemens alemã. Primeiro, pela ótima razão que a Isto É apresentou do tempo que a Siemens já se encontra aqui no país, são mais de 140 anos. É uma empresa mais que conhecida aqui, acho que todo brasileiro com um pouco mais de cultura já ouviu falar da Siemens, e não só, sabe da credibilidade tecno-financeira da empresa, e sabe que o trabalho dos alemães será impecável. Segundo, eu conheço os dois sistemas (italiano e alemão) e o dos alemães (ICE) é INFINITAMENTE superior, primeiro, conecta grande parte do país (está se construindo agora na Alemanha, uma linha Norte-Sul ligando Berlim a Munique, de mais de 300 km/h), já existe uma linha de 100 km ligando Frankfurt a Colônia (de 300 km/h também) e não só, o resto do país é ligado por linhas de 200km/h em média. Na Itália, tudo muda de figura. Existe uma única linha de TAV (Nápoles-Roma) em que os trens, pela linha já ser um pouco obsoleta (foi terminada na década de 90, enquanto que a alemã é dos anos 2000) não atingem nem a velocidade de 250km/h. As outras linhas de TAV pelo país se encontram paralizadas, e vê-se que as outras cidades que são conectadas pelo Pendolino, não possuem um sistema tão eficiente quanto do ICE. Eu penso que, apesar de o projeto alemão exigir investimento público, além de a tecnologia ser muito superior, ele será muito mais fácil de posteriormente interligar Curitiba e Belo Horizonte a São Paulo como se vê na Lei, e ao menos, até em questão de beleza, os trens alemães são muito mais superiores que os italianos.
 

·
Subway and train Forever!
Joined
·
17,073 Posts
Deve ser pq a proposta Italiana é 100% privado, ou seja, o estado não vai precisar entrar com nenhum centavo....

Agora tem que tomar cuidado, pq se a esmola é demais, o santo desconfia....
 

·
Banned
Joined
·
3,278 Posts
Discussion Starter · #6 ·
Eu prefiro os sistema alemao ao italiano pelos mesmos mostivos que o DMA Brasil citou ... alem dos trens alemaes serem superiores e muito mais bonitos.... isso se for o ICE .... poderia ser o JR 500 hehehe..... ta certo que eh mais caro, porem nao da pra fazer uma obra dessas pensando somente no custo, esse tipo de obra eh cara mesmo ....para aumentar a linha de testes do megalev o Japao esta gastando mais de U$ 3 bi numa expancao de 30 km
 

·
Banned
Joined
·
2,419 Posts
^^ Ahahahahaha cara, a Itália é igual a aqui, corrupção, pobreza, desigualdade social, cidades confusas, povo esperto com "jeitinho", essas coisas que nós tão conhecemos... a Espanha não tá tão longe também não...:(
 

·
Banned
Joined
·
1,923 Posts
se o alemao quer inventa tecnologias q colocam o Japao no chinelo... o problema eh q eles sao mto conservadores!!!
 

·
Banned
Joined
·
3,278 Posts
Discussion Starter · #10 ·
FelipKnotSC said:
se o alemao quer inventa tecnologias q colocam o Japao no chinelo... o problema eh q eles sao mto conservadores!!!
Pois eh.... o problema eh que nao inventa e nem poe no chinelo....To torcendo para o Brasil fazer isso tb...porem ate agora nada....
 

·
How about a magic trick?
Joined
·
4,801 Posts
Adote o trem macarrao e chore depois!
 

·
Registered
Joined
·
1,042 Posts
100% Trem Alemão

Quem conhece sabe que os trens alemães são muito melhores.
Tem um ditado que diz que "o barato sai caro". De outro lado, tem tanta corrupção neste país que é difícil não se pensar que a decisão pode não ser muito técnica...
 

·
Registered
Joined
·
7,546 Posts
Legal terem planos de estender a BH e Curitiba.

Chegando, em BH é um "pulo" para Brasília e de Curitiba a POA também!

Tomara que comecem a pensar em algo para o nordeste.
 

·
Apple Lover
Joined
·
3,239 Posts
q legal *.*

Boa a idéia de talvez no futuro (ainda mais distante) poder inteligar Minas e o Paraná tbm... quem sabe um dia.

e Viva a Alemanha!!!!!
 

·
Banned
Joined
·
1,308 Posts
^^
Sim, sabe... tenho sempre que afastar os cheira-cola da porta de casa, e aqui de lado tem os tanques da policia tentando retomar o favelao.

Quando chove os trem devem parar pq sendo feitos de macarrao eles ficam todos moles.

Serio, eu estava pensando de emigrar e procurar trabalho no Paraguay.
 

·
How about a magic trick?
Joined
·
4,801 Posts
^^

Tudo é relativo. Se a referencia é o Paraguai é uma coisa. Se a referencia sao os saxões é outra.
 
1 - 20 of 35 Posts
Status
Not open for further replies.
Top