SkyscraperCity banner

61 - 80 of 117 Posts

·
Não creio no que não vejo
Joined
·
23,364 Posts
A Europa está fadada a se envenenar com o esquerdismo e ondas islâmicas indo para lá. É o tempero do fracasso. Alguma hora ou outra, aparece um Hitler do sovaco peludo, onde será proibido de ser branco, hétero, rico etc....
 

·
Registered
Joined
·
19,210 Posts
Neoliberalismo é um produto de exportação, criado nas universidades dos americanas e exportado especialmente para a América Latina, o leste da Ásia seguiu um outro modelo e hoje vemos a diferença entre as duas regiões

"O novo minha gente, não é criar um Estado cada vez mais gigantesco e ineficiente, como fez a ditadura militar durante tantos anos, um Estado que domina a vontade e liquida a liberdade das pessoas [...] o novo é diminuir o tamanho da máquina do Estado" Fernando Collor em 1989

Não interessa o que Collor ou qqer pessoa DIZ, interessa o que FAZ. Collor cometeu o maior crime contra os ideais liberais clássicos da história do Brasil, confiscando a poupança do povo, com base em ideias Keynesianas de que a inflação não era gasto excessivo do Estado, e sim dinheiro excessivo na mão do povo, em circulação.

O Leste Asiático, por outro lado, foi muito mais liberal, praticaram restrição nos gastos do estado, não implementaram "direitos trabalhistas" delirantes antes de possuírem a produtividade necessária para bancar tais direitos, desenvolveram um capitalismo lucrativo num ambiente de livre mercado mundial, após um breve período de incentivo estatal e protecionismo em conjunto com uma desburocratização do ambiente de negócios e uma ampla liberdade de abrir e fechar negócios, bem como importar insumos produtivos com baixos impostos.

O resultado é que a China hoje com sua ditadura comunista é o 100o. país em liberdade econômica, o Brasil é o 144o., a Coreia do Sul é o 29o.

Mas os Keynesianos e Positivistas só gostam de ver o lado do protecionismo e do incentivo estatal, não o lado da liberalização econômica e da proteção à propriedade privada e desburocratização nem ausência de delírios trabalhistas cretinos, pra isso eles fecham seus olhos.
 

·
instagram: t.l.rekarte
Joined
·
43,308 Posts
"O Leste Asiático, por outro lado, foi muito mais liberal"

Que o diga a China onde todos setores estratégicos como energia e bancos estão nas mãos do Estado
Ou Singapura onde todas as terras e terreno pertence ao Estado
Ou a Coréia do Sul onde o Park obrigava as empresas a produzirem aquilo que era necessário ao desenvolvimento industrial coreano e não o que elas queriam

"Não interessa o que Collor ou qqer pessoa DIZ, interessa o que FAZ "

Esse é o ponto, Collor iniciou o processo neoliberal no Brasil, com as privatizações...FHC aprofundou e Lula mitigou com assistencialismo
 

·
Registered
Joined
·
19,210 Posts
Então vc continua a não querer ver os aspectos que não cabem na teoria. Não olha pra proteção à propriedade privada, à facilidade de pagar impostos, à redução da burocracia nem à quase ausência de "direitos trabalhistas" inicialmente nos países do Leste Asiático que deram certo. Estado não significa falta de liberdade, e Privatização não tem nada a ver com liberalismo. As privatizações só criaram oligopólios ou monopólios condicionados pelo Estado, não um livre mercado. Eu não posso comprar eletricidade senão da CPFL, não tem livre mercado. Além da corrupção nos processos de privatização em si.
 

·
Registered
Joined
·
5,445 Posts
Mopc, nossa, por favor. É óbvio que as várias privatizações do Brasil foram direcionadas pra determinados grupos. E isso é muito errado sim.

Agora, você querer argumentar que era melhor terem ficado estatais dá até vergonha. Você tá usando Internet, você tá usando celular. Só isso já faz sua teoria cair por terra. As próprias estradas paulistas são um exemplo de privatização bem sucedida. Poderiam ser melhores? Óbvio. E se continuassem estatais? SP não teria nada a mostrar como referência. Não é o caso.
 

·
Registered
Joined
·
19,210 Posts
Onde eu disse que era melhor serem estatais? Simplesmente disse que deixar de serem estatais não gerou um ambiente de livre mercado e liberdade de escolha para o consumidor, foram falsas privatizações, que transformaram as novas empresas privadas em funcionários públicos com estabilidade de emprego, reserva de mercado e lucro garantido.
 

·
Registered
Joined
·
53 Posts
Os próximos anos vão ser de falta de crédito internacional, muitos países disputando pouca oferta, quem preparou a casa vai se dar melhor, outros não. A Argentina que já tá na pindaíba e agora com a pandemia sua economia em frangalhos e afastando cada vez mais investidores...
 

·
to gulag!
Joined
·
20,691 Posts
Os próximos anos vão ser de falta de crédito internacional, muitos países disputando pouca oferta, quem preparou a casa vai se dar melhor, outros não. A Argentina que já tá na pindaíba e agora com a pandemia sua economia em frangalhos e afastando cada vez mais investidores...
Só vejo boas noticias, assim param de achar que podem pedir eternamente credito internacional e não arrumar a propria casa.
 

·
Registered
Joined
·
20,598 Posts
Dificilmente a Europa Ocidental perderá o status geopolítico pelos próximos 100 anos. É mais fácil países como o Brasil, Colômbia, Indonésia, Tailândia, entre outros; perderem o avanço social que conquistaram nos últimos anos do que a Europa sofrer um grande baque. A Europa ainda é o local mais estável do mundo, muito mais do que a Ásia e as Américas, e sem comparações com a África.
Verdade. O acúmulo de riqueza de séculos na vanguarda econômica do mundo não some de repente.

É só ver a Argentina, que estagnou e só faz cagada há mais de 50 anos, e mesmo assim não regrediu para o nível de um Paraguai... ou da metade norte do Brasil.


E olhe que a Argentina era um caso único no mundo de um país que chegou a estar entre os tops do mundo e regradiu, até ser superado in flying colors pelo fenômeno da Venezuela.

Pois como disse, a partir dessa era glacial econômica, muito mais fácil os latino americanos virarem pó, venezuelarem, do que a Europa ainda envelhecida (thanks to quarentenas) sair dos tops.
 

·
Registered
Joined
·
5,154 Posts
O Vietnã foi o primeiro país a divulgar o PIB do primeiro trimestre desse ano, resultado de 3,82% na base anual, forte desaceleração ao histórico recente deles. Ano passado cresceram 6,96%


Singapura -2,2%

 

·
Registered
Joined
·
559 Posts
sudeste asiático está experimentando uma forte abertura comercial, ainda que a Coreia do Sul tenha direcionado o estado para o desenvolvimento de industrias de tecnologia seu ambiente para negócios é nos anos 70 e até hoje bem mais livre, sem burocracia e etc. Malaysia agora para todos os efeitos configura como um país desenvolvido pelo IDH. Tailândia, Vietnã, Cingapura, Malaysia podem ter algum traço de suas leis que diga "toda a terra é do estado", "as arvores são nossas", e etc. Mas mesmo sob essas circunstâncias não há uma insegurança jurídica. Esse é o ponto. Podemos abrir uma lanchonete do Burguer King em Cingapura com maior facilidade que uma no Brasil.

Agora nem todo país do sudeste é um bom lugar para fazer negócios, a Indonésia experimenta dos mesmos problemas que o Brasil.

Nós somos um país juridicamente inseguro, além de muito burocrático e se formos falar de comércio exterior somos bem fechados.
O liberalismo na América latina precisa ser acordado, discutido. Acho que só com algum tipo de assistência social é que vamos ver o liberalismo na América latina. E aos chilenos me desculpe acredito que o Brasil está mais próximo disso. Temos que discutir algum tipo de assistência social, discutir que tipo de assistência queremos direcionar. Se é um, onde faz países irem a falência ou se é uma assistência saudável, superavitário que transforma lugares como o Bolsa Família.

E modéstia as favas nós liberais desenhamos as melhores políticas públicas.
 

·
Registered
Joined
·
5,154 Posts
sudeste asiático está experimentando uma forte abertura comercial, ainda que a Coreia do Sul tenha direcionado o estado para o desenvolvimento de industrias de tecnologia seu ambiente para negócios é nos anos 70 e até hoje bem mais livre, sem burocracia e etc. Malaysia agora para todos os efeitos configura como um país desenvolvido pelo IDH. Tailândia, Vietnã, Cingapura, Malaysia podem ter algum traço de suas leis que diga "toda a terra é do estado", "as arvores são nossas", e etc. Mas mesmo sob essas circunstâncias não há uma insegurança jurídica. Esse é o ponto. Podemos abrir uma lanchonete do Burguer King em Cingapura com maior facilidade que uma no Brasil.
Concordo nessa parte.


Agora nem todo país do sudeste é um bom lugar para fazer negócios, a Indonésia experimenta dos mesmos problemas que o Brasil.
Discordo!

Ease of Doing Business rankings 2019

Nova Zelândia 1
Indonésia 73
Filipinas 95
Paquistão 108
Brasil 124


O BR tem agora o melhor ministro da economia do mundo, mas o congresso+STF+constituição88 travam tudo. Assumir de uma vez o (já existente) parlamentarismo ajudaria um pouco a destravar o país.

 

·
Registered
Joined
·
1,750 Posts
O Vietnã foi o primeiro país a divulgar o PIB do primeiro trimestre desse ano, resultado de 3,82% na base anual, forte desaceleração ao histórico recente deles. Ano passado cresceram 6,96%


Singapura -2,2%

??? O primeiro trimestre nem terminou. Deve ser só uma estimativa mesmo.
 

·
Marquês do Seridó
Joined
·
11,960 Posts
Verdade. O acúmulo de riqueza de séculos na vanguarda econômica do mundo não some de repente.

É só ver a Argentina, que estagnou e só faz cagada há mais de 50 anos, e mesmo assim não regrediu para o nível de um Paraguai... ou da metade norte do Brasil.


E olhe que a Argentina era um caso único no mundo de um país que chegou a estar entre os tops do mundo e regradiu, até ser superado in flying colors pelo fenômeno da Venezuela.

Pois como disse, a partir dessa era glacial econômica, muito mais fácil os latino americanos virarem pó, venezuelarem, do que a Europa ainda envelhecida (thanks to quarentenas) sair dos tops.
A média de crescimento do mundo nos últimos anos é 3,5%. Digamos 33% por década. Digamos que a Europa fique estagnada (recupere essa crise e só) e os outros cresçam estes 33% (além da recuperação). Uma comparação fácil é como se, hoje, cada país europeu tivesse seu per capita 25% menor do que é.

1113,196
283,716

3
Norway
77,975
477,771

667,037

959,795

1152,367
12
Sweden
51,241
1350,022

1448,868
1547,279
1646,563

1845,175

20
France
41,760
2141,030

26
Italy
32,946

28
Malta
30,650
29
Spain
29,961

32
Cyprus
27,719
3326,170

3523,523
3623,213
3723,030

3919,974
4019,547
4119,266

4318,171

4717,463

5514,949
5614,901
5712,482

6111,162

É como se França fosse de 40 para 30, Itália de 30 para 20, Portugal de 20 para 15. Estagnação. Você congela no tempo e todo mundo te passa. E o que era rico ontem, amanhã é classe média, depois de amanhã é pobre. Argentina que o diga.

PS.: Tive que apagar as demais bandeirinhas porque apareceu uma mensagem "enter a message with no more than 20 images". VTNC viu.

PS2.: Queria colar o texto mesmo. Colou a tabela, sem me dar opção. Mas não dá sequer para consertar as larguras e tal. Odeio editores WYSIWYG.
 

·
Registered
Joined
·
559 Posts

O BR tem agora o melhor ministro da economia do mundo, mas o congresso+STF+constituição88 travam tudo. Assumir de uma vez o (já existente) parlamentarismo ajudaria um pouco a destravar o país.

Ah gente bem que a gente poderia já estar nesse azulzinho clarinho, pfvr neh. Poha até a Tunisia!
 
61 - 80 of 117 Posts
Top