SkyscraperCity banner
Status
Not open for further replies.
1 - 7 of 7 Posts

·
Baixada Fluminense
Joined
·
1,090 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Aeroporto de Nova Iguaçu é reaberto para pouso e decolagem

Os aviões voltaram a voar partindo de Nova Iguaçu. O aeroporto municipal, fechado havia seis anos, voltou a funcionar no aeroclube da cidade e está realizando pousos e decolagens de helicópteros, ultraleves e aviões de pequeno e médio portes. Mais de 80 pousos já são realizados por mês na nova pista, que foi reaberta em maio e segue todas as orientações de segurança da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).



foto: prefeitura​

Para voltar a funcionar, obras de infraestrutura tiveram que ser realizadas numa parceria entre a Prefeitura de Nova Iguaçu e a iniciativa privada. Equipamentos mais modernos foram adquiridos. “Nós cercamos toda a área do aeroporto, construímos um sistema de drenagem para impedir o acúmulo de água das chuvas no terreno, sinalizamos a pista, que tem 1.260 metros de extensão, instalamos uma biruta e estamos com vigias atuando 24 horas por dia para impedir a circulação de pessoas não autorizadas na área de pouso”, enumerou o administrador do aeroporto e subsecretário municipal de Transportes, Douglas Mucciolo.

Ele explica que por falta de manutenção, a pista de pouso e decolagem era usada como ponto de descanso de aves migratórias. Para espantá-las, a administração trouxe um casal de gaviões que agora voa livre. “Vários aeroportos utilizam este recurso para afugentar aves dessa área. A presença de um grande número delas aqui poderia provocar sérios acidentes”, esclareceu.

Pousos e decolagens devem seguir horários específicos para cada aeronave
A comunicação com os aviões que se aproximam do aeroporto é feita através de rádio. Para poder utilizar a pista de pouso, os pilotos têm que ser registrados previamente. O Aeroporto de Nova Iguaçu funciona 24 horas para helicópteros, pois o heliponto possui seu próprio ponto de luz. Mas aviões e ultraleves só podem usar a pista enquanto o dia está claro porque ainda não há um sistema de iluminação noturna. “Mas está em nossos planos para breve”, garante Douglas Mucciolo. Outros planos incluem a construção de 32 hangares que poderão guardar veículos aéreos particulares, além de instalar empresas de aviação ou que tenham interesse em ter filiais dentro de aeroportos. “A pista de pouso, que já é maior do que a de Jacarepaguá, pode ser aumentada e ficar maior que a do Santos Dumont. Teremos condições de receber aviões de grande porte”, afirmou Mucciolo.

Setor aeroviário vai impulsionar desenvolvimento econômico na região
De acordo com Ciro José de Queiroz Silva, presidente de uma empresa de construção e manutenção de ultraleves que já funciona no local, o crescimento do aeroporto só traria benefícios para toda a região. “Além do aumento da arrecadação municipal e da criação de um novo pólo industrial focado em aeronáutica, que movimentará milhões na economia da cidade, tem também o aumento de empregos para profissionais capacitados. Minha empresa tem 30 funcionários. Se cada um dos 32 hangares planejados para serem construídos sediar uma empresa nesses moldes, teremos 960 empregos diretos”, disse Ciro, que afirmou o fato de não haver muitos trabalhadores gabaritados para preencher essas vagas técnicas não seria problema. “Há um projeto para implantar aqui no aeroporto cursos de formação especializada para os empregos do ramo. As empresas que querem se instalar aqui bancariam esse projeto”, declarou.

O administrador do aeroporto afirma que Nova Iguaçu é o destino certo para o crescimento do setor aeroviário do estado. “O único aeroporto nos moldes deste na região metropolitana, o de Jacarepaguá, está no seu limite. Não permite ampliações ou a instalação de novas empresas em suas dependências. Já existem várias empresas querendo se instalar aqui”. Mucciolo também falou sobre as vantagens que o Aeroporto de Nova Iguaçu possui em relação aos que estão localizados no interior – Campos e Macaé. “É melhor localizado do estado. Nem o Internacional do Galeão nos supera em apoio. Estamos cercados pelas três delegacias do município (52ª, 56ª e 58ª DP). O Grupamento de Corpo de Bombeiros fica aqui ao lado e a principal unidade médica da Baixada Fluminense – o Hospital da Posse – está há alguns minutos de distância”, explicou o administrador.

Para ele também existem vantagens logísticas. “Alguns minutos daqui ficam a Rodovia Presidente Dutra e a Via Light. A Estrada de Adrianópolis, que é continuação direta da avenida que passa em frente ao aeroporto, começa na região do município que será cortada pelo Arco Rodoviário, que vai ligar as principais rodovias federais do estado ao Porto de Sepetiba. Temos aqui em Mesquita um porto seco, que funciona como alfândega, pode armazenar mercadorias e possui todos os serviços aduaneiros”, ressaltou.

Falta de manutenção e insegurança foram causas do fechamento, em 2004
O Aeroporto de Nova Iguaçu foi inaugurado em outubro de 1942. A idéia de um aeroporto na cidade surgiu após ocorrer um pouso de emergência de um avião militar na região. Até os anos 90 teve escolas de aviação e de pilotos para ultraleves. O Ministério da Aeronáutica e a Prefeitura de Nova Iguaçu assinaram em 1993 um convênio no qual o município ficou responsável durante 50 anos pela administração, operação, manutenção, fiscalização e exploração do aeródromo da cidade. Sucessivas administrações municipais, porém, não investiram ou se interessaram pelo aeroporto nos anos seguintes. Como consequência, sua pista de pouso e decolagem foi interditada pelo 3º Comando Aéreo Regional (Conar) em 20 de agosto de 2004. Na ocasião uma inspeção constatou que pessoas e veículos não autorizados circulavam livremente pelo local, além da pista não estar tendo a manutenção adequada.

O Aeroclube de Nova Iguaçu completou 65 anos de fundação em 2007. Inaugurado em outubro de 1942, ele já foi referência em escola de pilotagem no Estado do Rio de Janeiro. Até 2004 quando foi interditado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) por falta de manutenção, fiscalização e pela insegurança para operações de pouso e decolagem era administrado pela direção do Aeroclube de Nova Iguaçu, um clube com cursos de pilotagem, de mecânica de aviação e manutenção. O clube foi se degradando aos poucos e em 2004, com o fechamento da pista, os técnicos se transferiram para Jacarepaguá.

Fonte: http://sitedabaixada.com.br/blog/20...ova-iguacu-e-reaberto-para-pouso-e-decolagem/
 

·
A volta do malandro
Joined
·
8,633 Posts
Ótimo passo para o desenvolvimento da baixada... mas a notícia não deveria estar no Infra e Transportes?
 

·
Registered
Joined
·
2,057 Posts
Próximo passo: Dubai-Nova Iguaçu!


Sério agora - ótima notícia para a região. Sempre é bom ver um aeroporto assim voltando à ativa. Que sejam feitos os investimentos de forma a trazer o devido cuidado que a Baixada merece.
 

·
Registered
Joined
·
986 Posts
Ótima notícia, estou muito empolgado, pois estou indo pro projeto final da faculdade e vou fazer o aeroporto de Nova Iguaçu, assim que tiver tempo irei lá para conversar com o administrador e tirar fotos. Tb vou ver se marco uma hora com o prefeito, se conseguir.
Galera, preciso de informações sobre normas técnicas e tudo sobre aeroportos, se alguem estiver disposto a ajudar pode responder e dar dicas por esse thread.
vlw
 

·
Registered
Joined
·
977 Posts
Vlw pela dica cara, assim que tirar as fotos vou entrar e montar um forum nesse site
abrigado
Pessoal, além do "status", é realmente necessário um aeroporto (aeródromo, aeroclube, seja lá qual for o termo) em Nova Iguaçu? Há viabilidade econômica nisto?
Não seria mais interessante tornar todo aquela área num grande parque à exemplo de Papulha, Ibirapuera, Madureira dentre outros englobando em seu meio inclusive a universidade e o estádio do Laranja Mecânica?
 
1 - 7 of 7 Posts
Status
Not open for further replies.
Top