Skyscraper City Forum banner
1 - 20 of 21 Posts

·
GRANDE RIO CAMPEÃ 2013!
Joined
·
1,116 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Esse final de semana eu, Dado, Vinicius, Guilherme, Pablo e Melech nos encontramos na Barão de Mauá.

Fotografamos todas as locomotivas de lá, mas gostaria da ajuda dos experts :) para identificar o fabricante/modelo de cada uma.

Seguem as fotos:

1


2


3


4


5


6


7


8


Também gostaria de saber que tipo de vagão é esse:


Qualquer ajuda será de grande valia!
 

·
Registered
Joined
·
19,646 Posts
Foto 1 - Locomotiva Baldwin AS-616
Baldwin AS-616 : A Central adquiriu 32 locomotivas (12 de bitola larga e 20 de bitola métrica). Por conta do péssimo desempenho, as 20 locomotivas de bitola métrica seriam vendidas a EF. Sorocabana em meados dos anos 1950. A locomotiva 3380 faz parte do lote de 12 locomotivas de bitola larga. Após prestar serviços por muitos anos na RFFSA, seria transferida para os subúrbios do Grande Rio em 1978 e incorporada a CBTU em 1984.

Fotos 2,4 e 5 – Alco RS-3
Essas três locomotivas são do modelo RS-3, que fazem parte de um lote de 47 fabricadas pela ALCo no início dos anos 1950 para a Central. Prestariam serviços na RFFSA até meados dos anos 1980 quando seriam transferidas para os serviços de subúrbios do Grande Rio e posteriormente baixadas.

Foto 3 – ALCo -S1
A ALCo -S1 faz parte de um lote de 4 locomotivas diesel de manobra, sendo as primeiras locmotivas diesel da Central do Brasil. Fabricadas em 1943, ficariam prestando serviços até meados dos anos 1980 quando seriam transferidas para os serviços de subúrbios do Grande Rio e posteriormente baixadas.

Foto 6 – ALCo RS1 – A Central adquiriu 33 unidades dessa locomotiva entre 1945 e 1948.

Foto 7 – ALCo FA-1- A Central adquiriu 11 locomotivas em 1948. Essas locomotivas seriam responsáveis por tracionar o os Trens Santa Cruz e Versa Cruz até 1990 quando seriam baixadas. Esse exemplar localizado na estação barão de Mauá é o único existente no país, tendo as demais locomotivas sido sucateadas.
 

·
®½! ½Ø
Joined
·
4,945 Posts
Eu sei de algumas:

por ordem numérica:

1 - baldwin AS-616 (EF Central do Brasil/RFFSA SR-3)

2 - ALCO RS-3 (EF Central do Brasil/ RFFSA SR-3/CBTU)

3 - S1

4 - ALCO RS-3 (EF Central do Brasil/ RFFSA SR-3/CBTU)

5 - ALCO RS-3 (EF Central do Brasil/ RFFSA SR-3/CBTU)

6 - ALCO RS-1 (EF Central do Brasil/ RFFSA SR-3)

7 - ALCO FA1 ALCO (EF Central do Brasil/ RFFSA SR-3)

8 - Baldwin-Whitcomb??

9 - um vagão provavelmente EFCB ou da EFL rebitolado.
 

·
®½! ½Ø
Joined
·
4,945 Posts
Foto 1 - Locomotiva Baldwin AS-616
Baldwin AS-616 : A Central adquiriu 32 locomotivas (12 de bitola larga e 20 de bitola métrica). Por conta do péssimo desempenho, as 20 locomotivas de bitola métrica seriam vendidas a EF. Sorocabana em meados dos anos 1950. A locomotiva 3380 faz parte do lote de 12 locomotivas de bitola larga. Após prestar serviços por muitos anos na RFFSA, seria transferida para os subúrbios do Grande Rio em 1978 e incorporada a CBTU em 1984.

.
ok, porém tem uma que permeneceu em MOntes Claros e foi vendida a cimento Montes Claros.
 

·
Registered
Joined
·
19,646 Posts
ok, porém tem uma que permeneceu em MOntes Claros e foi vendida a cimento Montes Claros.
Essa locomtiva ao lado dessa da Barão de Mauá são as únicas locomotvias restantes do lote de 32.

À propósito, na foto 8, atrás da locomotiva da Companhia Docas do RJ sucateada tem um carro ACF do final dos anos 1920 utilizado pela Central no serviço Cruzeiro do Sul.
 

·
Registered Offender
Joined
·
3,349 Posts

·
Registered
Joined
·
995 Posts
^^^
É a manobreira nº7 da CDRJ, resgatada pela AFPF e levada até Barão de Mauá com a ajuda da MRS e Supervia. É GE 45 Ton mesmo, raríssima, provavelmente a única no Brasil. Quem chegou a ter desse modelo foi a Docas de Santos, mas já foram desativadas há muito tempo. :)
 

·
Scooter/motorbike lover
Joined
·
65,827 Posts
As ALCo S1 vieram para a Central no meio da II Guerra e, diferentemente da sua proposta de projeto (ela foi projetada como uma manobreira), tracionou trens de carga de longo percurso desde o Rio até Barra do Piraí, substituindo parte da frota a vapor que sofria com a falta de carvão mineral. Os resultados foram surpreendentes e a Central viria a comprar mais locomotivas do tipo anos depois.

A largada em Barão de Mauá está com a sua pintura original.
 

·
Registered
Joined
·
995 Posts
Esse guindaste é a vapor, antigo nº 16 da EFCB, fabricado pela Industrial Works em 1927, e que operou até o fim dos anos 80 no SOS de São Diogo. A lança não é original, foi substituída em 1988 pela do nº 2.

Sobre o outro guindaste em Barão de Mauá, eu desconheço, se puder publicar uma foto ajudaria na identificação. :)
 

·
Registered
Joined
·
995 Posts
Muito obrigado Thales :)

Você saberia algo sobre o vagão da última foto do primeiro post?
É um vagão fechado de carga da EF Leopoldina, que foi adaptado pela RFFSA para manutenção de rede aérea, mas que hoje já está sem a passarela no teto (veja os suportes). :)
 

·
GRANDE RIO CAMPEÃ 2013!
Joined
·
1,116 Posts
Discussion Starter · #18 ·
Aproveitando o tópico, novamente preciso de ajuda amigos. Mas dessa vez para reconhecer material do Parque Nacional Iguazu, na Argentina.

A única coisa que posso afirmar sobre essas coisas é que eles tem muita coisa da Allan Keef Ltd. Eu até acho que essas fotos abaixo também são da Allan Keef, mas gostaria de confirmar isso e saber modelos, anos, etc.

Vejam se conseguem identificar algo:

1) A única coisa que identifica este carro é "M5"


2) Vagonetes. Parecem de mineração. Não sei nada sobre eles


3) Pequeno carrinho ferroviário


4) Uma outra espécie de automotriz, eu acho


Qualquer ajuda é bem vinda.
 

·
GRANDE RIO CAMPEÃ 2013!
Joined
·
1,116 Posts
Discussion Starter · #19 ·
Moderadores,

Sugiro mudar o nome do tópico para "Ajuda para identificação de material ferroviário" porque eu mesmo (que criei o tópico) já o desvirtuei completamente hehehehe
 
1 - 20 of 21 Posts
This is an older thread, you may not receive a response, and could be reviving an old thread. Please consider creating a new thread.
Top