SkyscraperCity banner

1 - 20 of 8144 Posts

·
Registered
Joined
·
20,650 Posts
Discussion Starter #1
- Proposta de tópico para discussões mais amplas que os tópicos existentes sobre Argentina e Venezuela, e mais regionais que notícias internacionais em geral.

- A quantidade de notícias que chamam a atenção no Brasil provenientes dos demais países da região não parecem ser em número suficiente para criação de mais tópicos específicos para determinado país.

- Como em todo o setor "Latin American & Caribbean", do qual os "Fóruns Brasileiros" fazem parte, é permitido escrever em espanhol, especialmente aqui, com o bom senso de se preferir o português para o melhor entendimento dos foristas.
 

·
Registered
Joined
·
20,650 Posts
Discussion Starter #2
Eleições no Chile:

https://g1.globo.com/mundo/noticia/quem-sao-sebastian-pinera-e-alejandro-guillier-o-ex-presidente-e-o-jornalista-que-disputarao-2o-turno-no-chile.ghtml


Quem são Sebastián Piñera e Alejandro Guillier, o ex-presidente e o jornalista que disputarão 2º turno no Chile

Milionário candidato de centro-direita enfrentará, em dezembro, político 'novato' que é conhecida personalidade da TV.


[...]
O segundo turno da eleição é previsto para 17 de dezembro, mas o eleito só será empossado em março de 2018.
[...]
Sebastián Piñera, ex-presidente e terceiro homem mais rico do Chile
Empresário milionário, com doutorado em economia na Universidade Harvard, nos EUA, Piñera é a terceira pessoa mais rica do Chile, segundo a revista Forbes, e comanda uma coalizão de centro-direita chamada Chile Vamos.

[...]
Na campanha, ele prometeu reativar a economia e reduzir o tamanho do Estado - buscando atrair investimentos internacionais - assim como melhorar segurança pública, saúde, educação, transporte e qualidade de vida da população.

[...]
Caso vença no segundo pleito, uma cena de 2010 pode se repetir: naquele ano, Bachelet passou a faixa para Sebastián Piñera. Quatro anos depois, em 2014, foi Piñera quem "devolveu" a faixa para Bachelet.


Alejandro Guillier, famoso apresentador de TV e sociólogo 'novato' na política
O sociólogo, jornalista e apresentador de televisão Alejandro Guillier têm 64 anos e entrou na política há apenas quatro, como senador independente, após três décadas de uma bem sucedida carreira nos meios de comunicação chilenos.

Guillier teve programas em que questionava políticos e a gestão pública, como o Factor Guillier.

Guillier é visto como a continuidade da atual presidente. Na quinta-feira, no encerramento da sua campanha, seus seguidores gritavam "pelo amor a Bachelet, votaremos em Guillier".

Entre os temas em que diverge de Piñera estão a presença do Estado na economia e políticas voltadas para os índios mapuches.

"Quero dizer à direita que nossos povos originários não são terroristas e que vamos reconhecê-los constitucionalmente", disse ele.

------------------



Surpresa a Globo chamando o Piñera de "centro" e não de "extrema-direita".

Já o Celso Russomano Petista é claramente parte da esquerda latino-americana, ainda que no Chile pareça que eles tem menos espaço para políticas irresponsáveis.


Gostaria de saber se o abandono do sistema eleitoral "binominal" vai mudar algo na política e Governo do Chile.
 

·
Banned
Joined
·
7,269 Posts
eu achei que a situação no Chile tava de boa para a direita, mas parece que me enganei

vi no fórum chileno muito esquerdista comemorando o resultado, ainda que Piñera obviamente tenha a dianteira para o segundo turno, parece que a coisa foi/será mais disputada do que eu imaginava

achei esse post interessante

Que horror este país y la gente que aún se compra ideologías colectivistas estatistas trasnochadas que solo sirven para producir miseria y pobreza.

Lo peor el voto desde el extranjero, curioso ver a personas que cómodamente desde países ultra liberales como Australia disfrutando de las ventajas del capitalismo votan para su país por la ideología que sólo ha demostrado ser buena históricamente arruinando países, eso es no querer a tu país de una hipocresía y falta de conciencia tremenda.

En fin Píñera va a ganar en segunda vuelta de todas maneras va estar peleado pero si ganará!! porque la mayoría de la gente en este país es centro moderada y ante todo pragmática, además el votante de derecha no es fanático como el zurdo y tiene que sentirse especialmente presionado muchas veces para votar y en diciembre irán todos los pastelitos que se confiaron y no fueron hoy y lo digo porque me tocó ser apoderada general por Chile vamos y muchos voluntarios no se aparecieron porque les dio "lata" en cambio los de la nueva pillería tenían a todos los apoderados de mesa desde temprano!! así que confío en que diciembre ganamos!!
o fenômeno dos canalhas que adoram votar na esquerda retrógrada do alto de seus países ricos e desenvolvidos pelo visto não é exclusividade daqui

o que eu vi de filho da puta defendendo Dilma direto dos EUA ou Canadá em 2014 não tava escrito
 

·
Registered
Joined
·
20,650 Posts
Discussion Starter #7
Ou países muçulmanos. Seria politicamente incorreto fazer um tópico para criticar discutir sobre eles. :)
 

·
instagram: t.l.rekarte
Joined
·
43,697 Posts
Já existe e já faz tempo um thread para notícias do Oriente Médio...ok isso exclui da conversa países como Tadjiquistão ou Brunei, mas não creio que esses países gerariam muita discussão por aqui
 

·
Businessman
Joined
·
3,765 Posts
Logo os "Notícias Internacionais" só irá servir para noticiar as últimas novidades no Tuvalu
Isso se não criarem o "Notícias da Oceania" :|

______________

Interessante que se vocês olharem nos SSC nacionais de outros países da A.L. não há nenhum "notícias do Brasil", pois simplesmente não estão nem aí para o que se passa aqui, diferentemente do SSC-BR.
 

·
Delirante
Joined
·
9,462 Posts
eu achei que a situação no Chile tava de boa para a direita, mas parece que me enganei

vi no fórum chileno muito esquerdista comemorando o resultado, ainda que Piñera obviamente tenha a dianteira para o segundo turno, parece que a coisa foi/será mais disputada do que eu imaginava

achei esse post interessante

O que foi feito no Chile, já foi feito. Nada após o feito até a década de 90 será mudado, na realidade, até será, porém esquerdado. Se você for esquerdista, irá achar isso positivo, se não, negativo.

O Piñera foi presidente tipo o Temer, não pela corrupção ou negociatas, lá não há nada nesse nível. Porém, era um governo letárgico, que não conseguia fazer nada, e não por oposição, mas qualquer pressão midiática ou de certo setor da população. Para piorar, não sabia lidar com os sindicatos, e obviamente, os sindicatos lá colocam na parede, pois após mais de uma década de esquerda, não seria simples a direita assumir. Tentava agradar a gregos e troianos, mas isso é algo impossível em uma democracia, porque nem sempre se é viável ter um meio termo, inclusive voltava atrás para agradar certos desejos da base aliada, por exemplo, há um setor da direita no Chile bastante conservador (muito ferrenho), algo que não se vê no Brasil, mas ele não é exatamente conservador, é normal nesse quesito.

As contas públicas não estavam das melhores, mas nada que causasse uma crise ou algo do tipo. Mas de tudo não era ruim: os índices de emprego, leis de corrupção e houve umas melhorias de processos de gestão.

De qualquer maneira, é um povo muito crítico politicamente, e é difícil ter boa aprovação lá, apesar que em certos momentos há boas taxas de popularidade. Para tentar aumentar a popularidade, às vezes apelava para os bonos, que são subsídios.

O governo dele foi o nem vai e nem vem, para bem ou mal. Para piorar, reformas remetem ao tempo de Pinochet, e sabe, não desce redondo para a população, apesar que certos setores elogiam o que foi feito, mas sabe, ainda para quem aprova, é um baita estigma.

O Chile vai perder de se adaptar a nova economia. Os caras são um país pequeno e longe do principais mercados consumidores, a infra-estrutura é ok, com tendência a problemas de oferta energética, logo, é um país que tende a não ser atrativo a indústria. Então, deveriam usar como espelho países como Israel e a Estônia. Mas desse jeito, serão eternos vendedores de vinho e minério.
 

·
Registered
Joined
·
20,338 Posts
¡VIENE UNO PEOR! Nicolás Maduro NO iría a la reelección. Los números ¡no le dan!

@DolarToday / Nov 22, 2017 @ 9:00 am


Reunión recientemente realizada del “Madurismo ortodoxo”. Cilia entre las primeras asistentes, pues es el cerebro principal. PRIMERA DECISION: El Presidente Nicolás Maduro no va a la reelección. Los números no dan. Ni la propia dirigencia del chavismo lo quiere. El liderazgo a lo interno de Diosdado, es cuesta arriba para Nicolás. La situación económica del país ha matado su gestión. El Default es una realidad. No hay reservas ni más de donde sacar. Prácticamente estamos hipotecados como cinco veces con los Chinos, con los Rusos. Ya no hay donde buscar dinero, porque los créditos para Venezuela empiezan a cerrarse. El remate: las SANCIONES. Cada vez más, Venezuela se convierte en la cárcel del “régimen” y quien lo conduce. Ante este panorama, Maduro “game over”. No da para más. Gana la guerra política pero a nivel electoral, se agotó. Como si esto fuera poco, la información que corre en las líneas de los organismos de seguridad internacionales, es que RAFAEL RAMIREZ negocio con los “gringos”. Su confesión a cambio del perdón, protección y mantenimiento de algunas cuotas de poder. El gobierno se tambaleará cuando el hombre de los “frenillos” en la lengua, hable sin pronunciar mal la erre (R) “de que son los de la Revolución”.

(...)

https://dolartoday.com/viene-uno-peor-nicolas-maduro-iria-la-reeleccion-los-numeros-le-dan/

__________________________________________________________


Pior que o Maduro? O capeta tem cidadania Venezuelana?
 

·
Registered
Joined
·
20,338 Posts
MUNDO

Crise na Venezuela ‘complica’ paz na Colômbia, afirma chanceler

AFP

21.11.17 - 08h39


A grande chegada de cidadãos da Venezuela, que fogem da crise econômica e política em seu país, “complica” a Colômbia, que tenta superar um conflito armado de meio século, afirmou nesta segunda-feira em Washington a chanceler colombiana, María Ángela Holguín.

A saída dos venezuelanos para o país vizinho, provocado pelo agravamento da escassez de alimentos e medicamentos sob o governo de Nicolás Maduro, representa um “custo adicional grande” para o Estado colombiano, que tenta consolidar a paz, disse Holguín.

“Complica o pós-conflito na medida em que aos recursos que o Estado colombiano tem para responder os compromissos assumidos no acordo (de paz) – na saúde, educação, estradas, projetos de produção – soma-se o custo adicional grande (de) receber uma quantidade de venezuelanos”, explicou.

A Colômbia assinou há um ano um acordo com a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) para superar mais de cinco décadas de conflito armado.

Holguín analisou a consolidação da paz na Colômbia e a crise humanitária na Venezuela em uma reunião na segunda-feira em Washington com o secretário de Estado americano, Rex Tillerson.

“Nossa preocupação é crescente. A cada dia a situação para o povo venezuelano é mais complexa”, disse.

Holguín calcula que no último ano e meio 450.000 venezuelanos entraram na Colômbia.

No decorrer de 2017, afirmou a chanceler, 140.000 venezuelanos atravessaram a ponte internacional de Rumichaca, principal passagem de fronteira colombiano-equatoriana.

“São números que nunca haviam sido registrados”, destacou, antes de comentar que a situação migratória dos venezuelanos se repete no Brasil, Peru e Chile.

Holguín espera que a Venezuela consiga superar em breve a polarização política interna, com “soluções concretas”.

“Todos queremos que aconteça um diálogo na Venezuela”, disse, antes de ressaltar que as medidas de sanções adotadas não devem prejudicar ainda mais o povo venezuelano.

https://istoe.com.br/crise-na-venezuela-complica-paz-na-colombia-afirma-chanceler/

____________________________________________________

A Colômbia que ponha as barbas de molho, essa situação na Venezuela tem toda a possibilidade de arrastar seus vizinhos e com a FARC agora legalizada agindo dos dois lados da fronteira.
 

·
Registered
Joined
·
20,338 Posts

·
Registered
Joined
·
20,650 Posts
Discussion Starter #18
O da Argentina já estava morto. Só agitou esses dias por causa do acidente.


Já Venezuela discordo. É um caso a parte, é a formação de uma nova Cuba em um continente que estava consolidando umas pazes com a Democracia depois de séculos.

Tem notícia para 50 anos. Vai monopolizar o thread. Fora que no tópico da Venezuela cada notícia gera uma discussão própria, justamente o que justifica um thread exclusivo.
 

·
Registered
Joined
·
13,193 Posts
Discordo do Argentina morto. Nunca sai da primeira página do Notícias... A frequencia é baixa em relação aos outros, mas a gente sempre ta curioso com relação ao país, que fora o Estados Unidos, com certeza é o mais relevante que se relaciona com o Brasil.
 

·
um príncipe de araque
Joined
·
4,079 Posts
Ninguém vai falar nada da eleição no Chile hj nao ? É uma decisão importante e que pode mostrar qual a tendência política da região, ainda mais agora que o presidente direitista do Peru pode ser impichado ainda essa semana, e sabendo que o México muito provavelmente vai esquerdar em 2018 com o Obrador.
 
1 - 20 of 8144 Posts
Top