SkyscraperCity banner

21 - 40 of 332 Posts

·
Registered
Joined
·
7,546 Posts
^^
Infelizmente isso não é possível Kaique, é que a partir de certo ponto do calçadão em direção a cidade começam alguns condomínios de luxo "fechados" que ficam a beira rio, e logo depois vem uma série de quarteis do exército, um ao lado do outro por kilômetros, inclusive o Comando Militar da Amazônia (quartel general) de toda a região Amazônica, só depois, no bairro de St. Agostinho a orla estaria livre para uma continuação.
Bota a baixo. Só idenizarem os condomínios e acertar um novo lugar para o exército. Se houvesse um pântano, montanha ou coisa aí sim seria um obstáculo. Manaus poderia voltar-se para o que a faz existir os dois grandes rios. Seria ainda um novo vetro de desenvolvimento, a cidade já está muito apinhada para dentro e para o norte.
 

·
Banned
Joined
·
6,736 Posts
Bota a baixo. Só idenizarem os condomínios e acertar um novo lugar para o exército. Se houvesse um pântano, montanha ou coisa aí sim seria um obstáculo. Manaus poderia voltar-se para o que a faz existir os dois grandes rios. Seria ainda um novo vetro de desenvolvimento, a cidade já está muito apinhada para dentro e para o norte.
Só o valor de um terreno pequeno de um condomínio desses na orla da praia da ponta negra está avaliado em 1.200.000,00 r$(um milhao e duzentos mil reais).
 

·
Um caboclo amazonense...
Joined
·
975 Posts
Discussion Starter #29 (Edited)
Ambulantes da Ponta Negra prometem fazer uma manifestação na Câmara

13 Ago 2010 . 15:34 h . Kleiton Renzo .
[email protected]

De acordo com a assessoria da ManausCult, as obras devem ser iniciadas na próxima segunda-feira (16) na primeira etapa da orla, que vai dos limites com o Hotel Tropical, até a área Amarela, pouco depois do Anfiteatro.

Manaus - Cerca de 40 ambulantes e permissionários que trabalham na orla da praia da Praia da Ponta Negra reuniram-se na manhã desta sexta-feira (13), no Anfiteatro, para discutir ações da categoria contra a decisão da Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento de interditar a área a para o inicio das obras do novo Complexo da Ponta Negra.

De acordo com a assessoria da ManausCult, as obras devem ser iniciadas na próxima segunda-feira (16) na primeira etapa da orla, que vai dos limites com o Hotel Tropical, até a área Amarela, pouco depois do Anfiteatro. Todos os boxes de vendedores e ambulantes devem sair da área até domingo (15), e isso gerou descontentamento entre a categoria dos permissionários.

Wolder Souza, presidente da Comissão de Representação Mista da Ponta Negra, disse que a atitude da prefeitura foi arbitrária e que pretendem ir, na segunda-feira (16), à Câmara Municipal, onde irão fazer uma manifestação para que o caso seja visto pelos vereadores.

“Na segunda, vamos à frente da Câmara para mostrar nossa força. Somos trabalhadores nessa área há mais de 20 anos. Como podem nos tirar sem nos dar uma alternativa de trabalho? Sempre que inventam de mexer com os ambulantes jogam aqui na Ponta Negra. Foi assim há pouco tempo com a Praça da Saudade. Agora que já chupamos toda a cana, eles querem o mel”, desabafou Souza.

Raimunda Menezes de Oliveira, 43, trabalha na praia há 18 anos e disse que não sabe como a prefeitura vai fazer “o milagre” da multiplicação. “Olho pro novo desenho da Ponta Negra e num vejo mais do que 14 boxes. Me explica como é que a prefeitura vai colocar 500 de nós pra trabalhar? Não sei como vai ser esse milagre, mas eu não vou sair daqui”, disse.

Muita conversa e nenhuma decisão

De acordo com Rogério Vasconcelos, secretário municipal de Produção e Abastecimento (Sempab), todos os boxes da orla 1 da Ponta Negra deverão sair até domingo porque o cronograma das obras será mantido.

“A reforma será do Tropical ao anfiteatro. A prefeitura não está aqui para prejudicar as famílias de ninguém. Nós estamos aqui para ampará-los e dizer que eles vão continuar na Ponta Negra, a partir do Anfiteatro”, explicou Vasconcelos.

O secretário disse que o projeto foi pensando em duas etapas para evitar transtornos a população que usa a praia para o lazer, e principalmente para não ocorrer confrontos com os vendedores do local. ”Esse trabalho já é o início da nova Ponta Negra, da nova reformulação. E preocupados com isso fizemos em duas etapas para que não prejudiquemos as pessoas que trabalham aqui”, disse.

No entanto, não houve um acordo efetivo entre os permissionários e o secretário. Ficou marcado para a próxima segunda-feira (16) uma reunião entre a comissão formada pelos vendedores e representantes da ManausCult e Sempab, ali mesmo na ponta negra.

Os permissionários esperam que o prefeito Amazonino Mendes esteja ciente da situação e que vá à reunião para discutir uma solução, enquanto isso o clima ainda é de incertezas para os permissionários.

“O que nós queremos é ser ouvido. Vamos conversar e mostrar que temos propostas para o problema, expor nossas idéias. Eu imagino que o prefeito ainda não tenha conhecimento do que ta acontecendo. Porque depois do dia 30, como vamos ficar?”, disse Souza.

http://www.d24am.com/noticias/amazonas/ambulantes-da-ponta-negra-prometem-fazer-uma-manifestacao-na-camara/5112
 

·
Banned
Joined
·
6,736 Posts

Ponta Negra interditada amanhã para início de obras

14 de agosto de 2010

Fonte: Portal Amazônia - [email protected]


MANAUS- A interdição do balneário da praia da Ponta Negra acontece a partir deste domingo (15) em Manaus. A Prefeitura deve iniciar o processo com a colocação dos tapumes pela construtora e a remoção final das estruturas de comércios autorizados e ambulantes.

Após a realização da competição esportiva (Copa Sprint Triatlhon) programada para o local amanhã, será iniciado isolamento da área que vai do Tropical Hotel até o anfiteatro, incluindo a área total de praia.

A operação de isolamento desta primeira etapa vai reduzir a grande movimentação de visitantes no local, uma vez que será desativada a parte de maiores atrativos do balneário como praia, além da área de serviços com caixas eletrônicos de banco, postos de saúde e o terminal de ônibus.

Obra

A urgência do início da obra é uma exigência para cumprimento dos prazos acordados com o Ministério do Turismo, órgão financiador do complexo turístico.

As condições precárias de infraestrutura do balneário trazem sérios riscos à população como esgoto a céu aberto, poluição da água, calçadas e muro de arrimo comprometidos, além de estabelecimentos irregulares sem as devidas licenças ambientais e sanitárias.

Etapas

A revitalização do Complexo da Ponta Negra será executada em duas etapas. Na primeira fase, serão priorizadas a reforma e ampliação parcial do balneário e implantação parcial de rede de esgoto.

Após a conclusão da obra, a Prefeitura terá que cumprir as orientações do Comitê da Copa na organização e funcionamento dos comércios e serviços a serem oferecidos no local, além de atender à legislação vigente de concessão de uso de espaços públicos.

http://portalamazonia.globo.com/pscript/noticias/noticias.php?idN=110089
 

·
Um caboclo amazonense...
Joined
·
975 Posts
Discussion Starter #37 (Edited)
Sempab avisa que apenas 10% dos permissionários e ambulantes vão continuar na nova Ponta Negra
15 Ago 2010 . 15:45 h . Lídia Ferreira . [email protected]

Mesmo os ambulantes e donos de bares e restaurantes em situação irregular serão locados em outros pontos da cidade e poderão participar de um programa de financiamento de crédito, no valor até R$ 3 mil.

Foto: Raimundo Valentim
Prefeitura começou a demolir bares na Ponta Negra na manhã deste domingo.

Manaus - Cerca de 90% dos permissionários e ambulantes da Ponta Negra estão em situação irregular e não devem voltar para balneário após as obras de revitalização. Na madrugada de domingo, a Prefeitura de Manaus desativou 357 pontos, entre bares e barracas, e ainda não definiu para onde serão remanejados.

A informação é do secretário Rogério Vasconcellos de Araújo, da Secretaria Municipal de Produção e Abastecimento (Sempab). De acordo com ele, mesmo os ambulantes e donos de bares e restaurantes em situação irregular serão locados em outros pontos da cidade e poderão participar de um programa de financiamento de crédito, no valor até R$ 3 mil. “Mas eles não vão voltar para Ponta Negra. Quando a obra ficar pronta, vamos fazer uma nova licitação para selecionar os permissionários”, disse. Hoje, o secretário Rogério Vasconcelos se reúne com 226 ambulantes da Ponta Negra para definir os novos pontos de trabalhos deles.

As obras da Ponta Negra começam nesta segunda-feira e a previsão é que dure um ano e meio, segundo o secretário Américo Gorayeb, da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf). De acordo com ele, até o dia 30 de outubro, todo o balneário da Ponta Negra, da área que compreende a entrada do Tropical Hotel até o final, próximo às barracas de coco, será isolado. “O isolamento pegará todo o calçadão, os tapumes ficarão rés à pista, inclusive a praia ficará interditada nos 18 meses”, disse.

Na madrugada de domingo, a Prefeitura iniciou o isolamento da primeira etapa, que vai do Anfiteatro até a entrada do Tropical Hotel. Dez bares da área inferior, próximos à praia, foram desativados, além de um restaurante no calçadão. “Fomos notificados para retirar tudo em cinco dias. O prejuízo é imenso. Estou aqui há 30 anos e não me deixaram faturar nem nesse domingo”, disse o permissionário Carlos Cordeiro dos Santos.

A dona de casa Isadora Alfaia, 27, foi surpreendida com praia interditada no último domingo. “Não estava sabendo, como vai ser agora? Só tenho a Ponta Negra para me divertir no fim de semana. Vai demorar muito”, disse.

Os bares laranja, azul e amarelo, assim como a pista de skate, só será desativada a partir do dia 30 de outubro, informou Gorayeb. O diretor de trânsito do Instituto Municipal de Trânsito e Transportes (IMTT), coronel Walter Cruz, informou que não será permitido estacionar em toda a área que será isolada. “Esta área só irá funcionar para o trânsito de carros, não será permitido parar nem estacionar”, avisou. A primeira etapa da obra vai custar R$ 29 milhões.

http://www.d24am.com/noticias/amazonas/sempab-avisa-que-apenas-10-dos-permissionarios-e-ambulantes-vao-continuar-na-nova-ponta-negra/5240


:)
 

·
Banned
Joined
·
6,736 Posts
Legal ver o inicio das obras na Ponta Negra, Manaus merece. É uma cidade em franco desenvolvimento. :)
 

·
Um caboclo amazonense...
Joined
·
975 Posts
Discussion Starter #40
Prefeito confirma que permissionários não voltam à Ponta Negra
17 Ago 2010 . 15:18 h . Kleiton Renzo . [email protected]

A prefeitura promete fazer Parcerias Público-Privadas (PPP) para terceirizar a administração dos restaurantes e quiosques que serão construídos no complexo.

[ i ] Haverá nova licitação para definir os permissionários da Ponta Negra após a reforma.


Manaus - Em coletiva na manhã desta terça-feira (17), o prefeito Amazonino Mendes deu início oficial aos trabalhos de construção da 'Nova Ponta Negra' e confirmou a retirada definitiva dos permissionários da orla da praia por conta do projeto de revitalização da área. Segundo Amazonino, durante a construção será feito novo processo de licitação para a ocupação dos espaços que serão criados.

A prefeitura vai fazer Parcerias Público-Privadas (PPP) para terceirizar a administração dos restaurantes e quiosques que serão construídos no complexo. O orçamento inicial é de R$ 53 milhões para todo o empreendimento, recursos esses liberados pelo Governo Federal e bancos internacionais, e tem previsão de 20 meses para ser concluída.

“A Ponta Negra é um negócio sério e tão importante para Manaus. É a única área de lazer que existe numa cidade deste tamanho. Infelizmente a Ponta Negra foi abandonada. Ela é bonita, mas degenerou tanto no aspecto físico e aquilo degradou como ponto turístico importante da nossa cidade”, comentou Amazonino.

Sem obrigação, mas humanitário


De acordo com Amazonino, não é trabalho da prefeitura dar novo local de trabalho para os antigos permissionários dos boxes e quiosques. “O que puder ser feito, deve ser feito, por uma questão humanitária, mas não é uma obrigação. Porque se nós passarmos a conceder como obrigação, a cidade para”, disse.

No entanto, a Secretaria Municipal de Produção e Abastecimento (Sempab) está cadastrando os permissionários para mapear os bairros onde vivem e tentar coloca-los para trabalhar nesses pontos. Amazonino chamou esse trabalho de “quebra-galho”, porque segundo ele, o realocamento dessas pessoas em pontos próximos de suas residências não vai solucionar o problema.

"O secretário da Sempab (Rogério Vasconcellos de Araújo) esteve lá conversando com eles, inclusive cadastrando e vendo onde eles moram tentando acomoda-los, via prefeitura, no trabalho deles em pontos na cidade, que à meu ver não é solução, é quebra-galho, mas é uma coisa que se permite e é tolerável”, comentou Amazonino.

Ao final da coletiva, questionado se os permissionários iriam retornar à praia após as obras, Amazonino disse que tudo fará “parte de um novo processo”. “Não, não voltarão. Esse é um novo processo de licitação. É uma outra conversa”, disse.

http://www.d24am.com/noticias/amazonas/prefeito-confirma-que-permissionarios-nao-voltam-a-ponta-negra/5392
 
21 - 40 of 332 Posts
Top