SkyscraperCity banner

41 - 60 of 332 Posts

·
Banned
Joined
·
6,736 Posts

Prefeito confirma que permissionários não voltam à Ponta Negra
17 Ago 2010 . 15:18 h . Kleiton Renzo . [email protected]

A prefeitura promete fazer Parcerias Público-Privadas (PPP) para terceirizar a administração dos restaurantes e quiosques que serão construídos no complexo.

[ i ] Haverá nova licitação para definir os permissionários da Ponta Negra após a reforma. Foto: Divulgação


Manaus - Em coletiva na manhã desta terça-feira (17), o prefeito Amazonino Mendes deu início oficial aos trabalhos de construção da 'Nova Ponta Negra' e confirmou a retirada definitiva dos permissionários da orla da praia por conta do projeto de revitalização da área. Segundo Amazonino, durante a construção será feito novo processo de licitação para a ocupação dos espaços que serão criados.

A prefeitura vai fazer Parcerias Público-Privadas (PPP) para terceirizar a administração dos restaurantes e quiosques que serão construídos no complexo. O orçamento inicial é de R$ 53 milhões para todo o empreendimento, recursos esses liberados pelo Governo Federal e bancos internacionais, e tem previsão de 20 meses para ser concluída.

“A Ponta Negra é um negócio sério e tão importante para Manaus. É a única área de lazer que existe numa cidade deste tamanho. Infelizmente a Ponta Negra foi abandonada. Ela é bonita, mas degenerou tanto no aspecto físico e aquilo degradou como ponto turístico importante da nossa cidade”, comentou Amazonino.

Sem obrigação, mas humanitário

De acordo com Amazonino, não é trabalho da prefeitura dar novo local de trabalho para os antigos permissionários dos boxes e quiosques. “O que puder ser feito, deve ser feito, por uma questão humanitária, mas não é uma obrigação. Porque se nós passarmos a conceder como obrigação, a cidade para”, disse.

No entanto, a Secretaria Municipal de Produção e Abastecimento (Sempab) está cadastrando os permissionários para mapear os bairros onde vivem e tentar coloca-los para trabalhar nesses pontos. Amazonino chamou esse trabalho de “quebra-galho”, porque segundo ele, o realocamento dessas pessoas em pontos próximos de suas residências não vai solucionar o problema.

"O secretário da Sempab (Rogério Vasconcellos de Araújo) esteve lá conversando com eles, inclusive cadastrando e vendo onde eles moram tentando acomoda-los, via prefeitura, no trabalho deles em pontos na cidade, que à meu ver não é solução, é quebra-galho, mas é uma coisa que se permite e é tolerável”, comentou Amazonino.

Ao final da coletiva, questionado se os permissionários iriam retornar à praia após as obras, Amazonino disse que tudo fará “parte de um novo processo”. “Não, não voltarão. Esse é um novo processo de licitação. É uma outra conversa”, disse.

http://www.d24am.com/noticias/amazonas/prefeito-confirma-que-permissionarios-nao-voltam-a-ponta-negra/5392
 

·
Um caboclo amazonense...
Joined
·
975 Posts
Discussion Starter #42
Infraestrutura - Amazonino anuncia início oficial das obras na Ponta Negra
17/08/2010 18:45

Infraestrutura - Amazonino anuncia início oficial das obras na Ponta Negra

Reforma completa o Complexo de Esporte e Lazer da Ponta Negra ( Foto: Clóvis Miranda/Semcom )


Após 17 anos sem receber uma reforma completa, o Complexo de Esporte e Lazer da Ponta Negra vai ter seu projeto arquitetônico totalmente reformulado e vai se tornar um dos pontos turísticos mais atrativos da cidade. O início das obras foi anunciado, oficialmente, nesta terça-feira (17), pelo prefeito Amazonino Mendes que ressaltou a importância de sobrepor os interesses coletivos aos individuais.

A declaração do prefeito, feita durante entrevista coletiva realizada em seu gabinete, na sede da prefeitura, referia-se à questão dos comerciantes retirados da área interditada na Ponta Negra. Amazonino apontou que não há obrigação do poder público de manter irregularidades e, se algo puder ser feito pelos comerciantes, será por uma questão humanitária e não por obrigatoriedade. “A prefeitura não pode tomar isso como obrigação, senão a cidade para e ninguém poderá fazer mais nenhuma obra”, disse o prefeito, acrescentando que não pode parar o interesse coletivo de dois milhões de habitantes em função de interesses pessoais de alguns comerciantes.

Amazonino disse, ainda, que não se podem condicionar as intervenções que devem ser feitas para modernizar e melhorar Manaus a situações como a dos comerciantes da Ponta Negra. “A grande maioria (dos comerciantes) está irregular. Foi para lá e se instalou sem permissão. Queremos montar uma nova cidade, mais moderna e mais verde. Para isso vamos fazer um sistema de concorrência de maneira que, já no contrato de adesão, os interessados devem mostrar competência para não degradar o meio ambiente e cumprir suas obrigações tributárias. Manaus precisa dessa civilidade. Isso faz parte do choque de ordem”, reforçou.

Na ocasião, Amazonino lembrou que, além dos R$ 55 milhões previstos para custear as duas etapas da obra, o complexo ainda receberá investimentos de parcerias público-privadas. Com isso o valor total investido na obra pode chegar a R$ 80 milhões. “Restaurantes serão instalados, além de outros tipos de serviços, pois vamos convocar os empresários para realizarem investimentos privados”, explicou.



Detalhes



A obra da nova Ponta Negra vai implantar uma rede e uma estação de tratamento de esgoto e rede de drenagem. Também terá um calçadão ampliado, novas redes de telefonia luz e internet, tratamento paisagístico e ampliação e reforma do balneário. Será criado também um novo sistema viário e ampliada a oferta de estacionamentos.

http://www.manaus.am.gov.br/noticias/manchete/infraestrutura-amazonino-anuncia-inicio-oficial-das-obras-na-ponta-negra
 

·
Um caboclo amazonense...
Joined
·
975 Posts
Discussion Starter #44
Cartão postal
17/08/2010 18:47

Ponta Negra tem significado histórico


A reforma do Complexo da Ponta Negra, anunciada pelo prefeito Amazonino Mendes, nesta terça-feira (17), vai envolver dezenas de atividades simultâneas. O primeiro passo foi a colocação dos tapumes e a interdição para comércio e banho, do trecho situado entre o Tropical Hotel até o Anfiteatro. O projeto será executado em 18 meses, com previsão de entrega em fevereiro de 2012.

Para o prefeito Amazonino Mendes, a reforma da Ponta Negra tem um significado especial e histórico: a área foi alvo de reforma em suas duas administrações anteriores como prefeito. Primeiramente na década de 80 e depois, na de 90, em seu segundo mandato, quando a área teve a sua maior transformação. “Eu comandei a última intervenção feita no balneário, enquanto prefeito de Manaus. Transformamos a Ponta Negra num verdadeiro complexo cultural, esportivo e de lazer para a população, com estrutura completa para o lazer das famílias”, relembrou, apontando que a inauguração da obra aconteceu em dezembro de 1993, menos de um ano após ter assumido a Prefeitura naquela época. “São 17 anos sem reformas e o local ficou totalmente abandonado, tornando-se uma área sem controle do poder público. Agora, com essa obra, a Ponta Negra vai voltar a ser o nosso maior cartão postal e espaço mais democrático de visitação da nossa cidade”, ressaltou Amazonino.

Na revitalização do Complexo da Ponta Negra serão priorizadas a reforma e ampliação do balneário e implantação da rede de esgoto, Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), reforma e ampliação do calçadão, implantação de rede de drenagem, de energia, telefonia e internet, tratamento paisagístico e ainda a criação de um novo sistema viário e a ampliação da oferta de estacionamento. O complexo obedece à concepção de preservação ambiental e de valorização do ser humano.

Na primeira etapa, os recursos para execução da obra são da ordem de R$ 29.085.368,79, para a realização de 22 itens de serviços, que incluem construções de novos espaços, demolições, obras de paisagismo e redes de infraestrutura (esgoto, telefônica, iluminação, drenagem e etc).

O início da obra prevê as seguintes construções: muro de Arrimo, Mirante 1, 2 e 3 da Praça da Marinha, Espelho D’Água, Anfiteatro, escada junto à Praça da Marinha, praça na rotatória, canteiro para árvores e proteções, calçadas, passarela, casa de bomba e posto de salva-vidas.

Outros serviços contemplados nessa fase são a confecção de aterro hidráulico, abrigos para subestações, estações de tratamento de esgoto e subestação elétrica, construções de banheiros padrão, redes de: água, drenagem de águas pluviais, esgoto, telefonia e iluminação.

O valor inicial que contempla as duas fases está orçado em R$ 53 milhões, com recursos do Governo Federal e bancos internacionais. A proposta da Prefeitura é também buscar o aporte de recursos da iniciativa privada através de parcerias público-privadas.



História




Localizada a 13 km do centro de Manaus, a Praia da Ponta Negra é um dos pontos de lazer mais visitados pelo manauara desde os anos 50. Somente no primeiro governo de Gilberto Mestrinho, de 1959 a 1963, é que foi aberta uma estrada de acesso ao local, mas mesmo assim, chegar até à praia era uma aventura, pois a via era de barro e não oferecia segurança aos transeuntes e nem aos condutores de veículos.

A praia foi se firmando como um ponto de reunião da sociedade amazonense, para onde as famílias se dirigiam nos fins de semana e feriados, principalmente nos meses mais quentes de agosto, setembro e outubro.

O acesso ao local foi também melhorado, com criação de linha regular de ônibus, funcionando apenas nos sábados, domingos e feriados. No entanto, o processo de modernização da Ponta Negra começou mesmo com a duplicação da estrada, no início da década de 1970, e a construção de conjuntos residenciais, como o Jardim Europa, que por muitos anos permaneceu como a área residencial mais distante do Centro da Cidade. (fonte: Mario Ypiranga Monteiro, livro: “Roteiro Histórico de Manaus”)




Secretaria Municipal de Comunicação – Semcom

Contato: 3625-6908

[email protected]

Assessoria de Comunicação da Seminf

3642-3064

Marilza Mascarenhas – 8842-1383

Naymê Oliveira- 9105-7709
http://www.manaus.am.gov.br/noticias/manchete/cartao-postal-1
 

·
Banned
Joined
·
6,736 Posts
Que bom, Manaus merece.

Espero que todos os projetos do amazonino saiam do papel, principalmente, o novo corredor ecológico do igarapé do mindú e o BRT.
 

·
Banned
Joined
·
6,736 Posts
NOVO ESPAÇO DE LAZER NA PONTA NEGRA


A revitalização do complexo de la*zer, da praia da Ponta Negra, que será transformado em um Parque Municipal, prevê uma radical mu*dança nas estruturas e equipa*mentos usados pela população e turistas. Ao custo de R$ 59 mi*lhões, com obras dividas em duas etapas, a nova Ponta Negra foi concebida pelos arquitetos Clau*dio Nina e Roberto Moita visando atender todos os tipos de públicos que freqüentam o lugar, das clas*ses "A" até "E".

Na primeira etapa será feita a perenização da praia, o reordenamento da região onde hoje existe o restaurante Charufe, a antiga casa de show Local Casa de Praia, a feira de artesanato e a constru*ção do novo anfiteatro.

A praia perene permitirá ao banhista ter uma faixa de areia de, no mínimo, 30 metros durante os meses de cheia do rio Negro. Para isso será feito um aterro de areia que elevará o leito em seis metros de altura, avançará 150 metros em direção ao rio e terá uma extensão de 700 metros, co*meçando no limite com o muro do Tropical Hotel e terminado depois do anfiteatro. “Nessa faixa de praia haverá três campos de futebol Mudamos os campos porque hoje eles, são cercados por alambrados e isso dificulta a contemplação do rio", explica Nina. "Além do mais, no calçadão as famílias passeiam com filhos pe*quenos e o linguajar de quem está no calor do jogo não é muito ade*quado, então com os campos na praia esse problema acaba."

Próximo à pista, os arquitetos previram a construção de um am*plo passeio e uma espécie de pis*cina com fontes de água ilumina*da. O reordenamento dessa re*gião passa também por uma nova estrutura no Local Casa de Praia.

Já o anfiteatro ganhará novas estruturas de palco, camarim, ba*nheiros. A novidade, importante é à construção de uma marquise de, aproximadamente, oito metros de largura na parte de cima. Roberto Moita explica que essa marquise será importante para bloquear parte do som que se dissipa em direção aos prédios residenciais existentes na região. “Além dessa função acústica, a marquise protegerá o, público da chuva e do Sol e será usada como difusor de luz, dos equipamentos de iluminação usados nos shows", completa. Bares, restaurante, quiosques e barracas completam essa região.

MIRANTE

A segunda etapa do projeto é marcada pela construção de uma torre de 120 metros de altura com um mirante para observação toda a região de Manaus. Para se ter idéia do gigantismo da obra, ela equivale ao dobro da altura do maior prédio existente em Manaus. Haverá espaço para 800 visi*tantes de cada vez, que subirão por dois elevadores panorâmicos. A torre será construída na prai*nha, quase na confluência com a Avenida do Turismo.

Além desta torre, a segunda etapa contempla também a cons*trução de um terminal flutuante de embarque e desembarque que ficará localizado a 250 metros da margem, "Público ou privado, Manaus não tem um local digno para embarque e desembarque. Essa obra vai resolver esse pro*blema", destaca o secretário Mu*nicipal de Infraestrutura, Améri*co Gorayeb.

Na segunda etapa também ha*verá um espaço para a Praça do Artesanato, a feirinha que hoje está próximo ao restaurante Cha*rufe. "Essa estrutura ajudará a descentralizar a frequência do público, hoje muito concentrada naquela região", explica Cláudio Nina. Ao lado do novo anfiteatro também serão posicionadas três novas quadras de vôlei.

ALIMENTAÇÃO

Ao longo do Parque Ponta Negra haverá quatro tipos de estruturas para o segmento de alimentos e bebidas. Serão barracas, quios*ques, bares e restaurante. Na praia as barracas vão vender be*bidas e alimentos que não depen*dem de processamento (sanduí*ches naturais, por exemplo). No quiosque poderá haver manipula*ção do alimento. A novidade nos Bares é que terão uma arquitetura semelhante ao de um barco regio*nal projetando-se em direção à praia. "A crítica que fazem é que os bares hoje estão de costas para o rio. Isso vai mudar. Eles estarão de frente e farão essa passagem entre o calçadão e a praia”, explica Roberto Moita.

Já os restaurantes terão um tra*tamento privilegiado. Eles terão estacionamento próprio para, aco*lher os clientes que hoje disputam espaço com o banhista, que deixa o carro e desce para a praia. "A idéia é que serão restaurantes de nível, com qualidade e, por isso, preci*sam ter um estacionamento pró*prio", explica Nina. Ao todo, diz Ro*berto Moita, serão três restauran*tes, cinco bares, 10 quiosques e até 25 barracas.

PARCERIA PÚBLICO PRIVADA


A principal apostada da Prefeitura de Manaus para gerenciar o Parque Ponta Negra esta nas Parcerias Públicos Privadas (PPPs). A opção por este modelo de gestão foi feita conforme o Secretario Municipal de Infraestrutura Américo Gorayeb, porque entende-se que a iniciativa privada é mais eficiente para gerir certos serviços e também porque dever ter um compromisso social com a população. Américo explicou que a PPP funcionará em todos os níveis de serviços previstos para parque. Por esse modelo, a prefeitura abrirá uma licitação pública para conceder um dos três restaurante conforme projetado pelos arquitetos e depois, ao invés de ficar pagando aluguel pelo espaço, ele se compromete a manter a qualidade de serviços que estão no entorno. “Ele poderá ser responsável pelo tratamento de água, pelos banheiros, enfim vai garantir a qualidade dos serviços e dos equipamentos”, explicou.

Conforme o arquiteto Roberto Moita, a concepção das PPPs será semelhante a dos shoppings centers e de preferência quem construir o espaço não será o operador dele. “Ele vai alugar o espaço e o locatário fará a operação”, explica.

Postado por Prof. Dr. Vanderlan Santos Mota às 12:40

http://ocioelazer.blogspot.com/2010/06/novo-espaco-de-lazer-na-ponta-negra.html
 

·
"Mãe dos deuses"
Joined
·
1,327 Posts
Uhu!!!!

Agora teremos Ponta Negra o ano Todo!!!! :banana:

Vai ficar demais essa região. Agora sim isso vai ser valorizado.

Manaus rumo a 2014!!!:banana:
 

·
Banned
Joined
·
6,736 Posts
O mirante terá 120 metros e capacidade para até 800 pessoas no topo e 2 elevadores panorâmicos.:eek:
 

·
Banned
Joined
·
6,736 Posts

Ambulantes da Ponta Negra serão recebidos por secretário da Prefeitura

19 de agosto de 2010

Fonte: Portal Amazônia, com informações da assessoria

MANAUS- O líder do prefeito Amazonino Mendes na Câmara Municipal de Manaus (CMM), o vereador Homero de Miranda Leão (PHS) afirmou que os ambulantes que foram retirados da Ponta Negra serão recebidos pelo titular da Secretaria Municipal de Produção e Abastecimento (Sempab), Marcelo Vasconcellos. Os ambulantes fizeram manifestação nesta terça-feira (17) na CMM.

“O prefeito já disse como será encaminhada a reforma da Ponta Negra, entretanto, determinou que o secretário Marcelo converse com os permissionários e encontre soluções para os trabalhadores. Quanto mais rápido encontramos soluções para esse problema melhor será para todos, e é isso que desejamos. Nosso compromisso é resolver esse problema que nos causa tanta preocupação e que tanto tem causado angústia no prefeito Amazonino”, afirmou.

http://portalamazonia.globo.com/pscript/noticias/noticias.php?idN=110346
 

·
The Power Of Green
Joined
·
2,727 Posts
Essa nova Ponta Negra será também um novo simbolo do Brasil potência.
Da-lhe Manaus!!!!!!
gostei demais!!!!!ficou show.
 

·
Um caboclo amazonense...
Joined
·
975 Posts
Discussion Starter #56
Quero saber se conseguiram todas as licenças ambientais. Porque se não, podem esquecer tudo amazonenses, porque o MP cai em cima.
Gente, não é falar d+
+ quem mora na ponta negra, justamentes são os "ponta" do MP, TC...
Eles são os mais interessados
 
41 - 60 of 332 Posts
Top