SkyscraperCity banner
1 - 2 of 2 Posts

·
Registered
Joined
·
692 Posts
Discussion Starter · #1 ·
O governador do Amazonas, Eduardo Braga, assinou na quarta-feira, 14/05, em Manaus, uma carta de intenções com o presidente da Região de Marche, na Itália, Gian Mario Spacca, e a diretora técnica do Sebrae Amazonas, Maria José Alves da Silva, que prevê um investimento inicial de US$ 5 milhões no desenvolvimento da cadeia produtiva de madeira e móveis no Estado.

Além de pontuar os principais pontos da iniciativa, que prevê a criação de uma rede de serviços tecnológicos, qualificação de recursos humanos e liberação de linhas de financiamento para os produtores, Braga revelou que em setembro deste ano vai ser inaugurado, em Manaus, o Distrito Industrial de Micro e Pequenas Empresas do Pólo Madeira-Móveis.

“Este projeto será responsável, no futuro, por um dos maiores arranjos de emprego e renda do Estado”, destacou, lembrando que todos os investimentos no setor vão ser feitos sem deixar de lado a preocupação e o respeito com o meio ambiente.

Reforço

O grande objetivo do projeto, que tem recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e do Sebrae, é reforçar a colaboração público-privada para fortalecer a competitividade regional das micro e pequenas empresas da cadeia produtiva dos setores florestal e de processamento de madeira.

A região italiana de Marche entra como parceria pelo alto padrão tecnológico no segmento de móveis. Já o Governo do Estado fornece a coordenação e a articulação das ações previstas no programa.

Para Gian Mario Spacca há interesse especial da Região de Marche por estar sendo criada uma rede em outro lugar do mundo com a mesma capilaridade existente na Itália. “Nós entendemos que a Amazônia é nosso parceiro mais importante para desenvolver serviços que as micro e pequenas empresas podem oferecer aos mercados internacionais”, destacou.

Maria José avalia que com a concretização do projeto demonstra-se que as parcerias com instituições responsáveis apresentam resultados e geram renda.

Negociação

O projeto de desenvolvimento da cadeia produtiva de madeira e móveis vem sendo discutido há três anos pelo Governo do Estado e representa mais uma ação de captação de investimentos no mercado exterior para setores de grande potencialidade econômica.

Braga observou que a disposição do governo do Amazonas é de desenvolver o segmento de madeira-móveis a partir de projetos ecologicamente sustentáveis e economicamente viáveis.

A implementação de projetos de manejo florestal em vários municípios é uma demonstração concreta dessa política. “Queremos os parceiros cada vez mais envolvidos no projeto e com isso estamos seguindo ao encontro dos projetos do Governo Federal, que acabou de lançar o Plano Amazônia Sustentável (PAS) para desenvolver ações de desenvolvimento sustentável na região”, afirmou o governador.

Segundo ele, o projeto é estratégico porque funcionará de forma integrada ao Distrito de Industrial de Micro e Pequenas Empresas do Pólo Madeira-Móveis, um condomínio empresarial com vistas ao desenvolvimento de empresas que pretendem estabelecer competências nessa área.

O distrito funcionará numa área de 105 mil metros quadrados, próxima à avenida do Turismo, com 24 galpões, e terá área comum para central de fiação, central de secagem, administração, unidade de tratamento de efluentes e material de resíduos, além de centro de referência de mobiliário com salas de aulas, laboratórios, núcleo de informática e escola de capacitação.
 
1 - 2 of 2 Posts
Top