SkyscraperCity banner
1 - 20 of 45 Posts

·
Banned
Joined
·
36 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
Anápolis é um município brasileiro do estado de Goiás. Fica a 48 quilômetros de Goiânia e tem, segundo estimativa do IBGE para 2007, 325.544 habitantes, sendo o terceiro maior em população do estado, ficando atras de Goiânia com 1.244.645 habitantes (IBGE - 2007) e Aparecida de Goiânia com 475.303 habitantes (IBGE - 2007).

História

Inicialmente denominada Santana de Goiás, em 1819, na região de Santana das Antas, o viajante Auguste de Saint-Hilaire, hospedou-se na Fazenda das Antas, onde hoje é o município de Anápolis. Assim vêm sendo contado de geração em geração. Dessa forma, acredita-se que este seja o primeiro cidadão da cidade.

Segundo um conhecido desbravador da região marechal Raimundo de Cunha Matos, chegou a afirmar em suas andanças a citada propriedade, encravada no rio das Antas, nome este por sinal, face o local na época ter grande quantidade de anta. Posteriormente "E Francis Castelnau", em 1844, chega a falar em “localidade de Antas”.

A origem dessa localidade é quase certa que fica nas redondezas do rio Góis, rio Antas, rio Nunes, rio Capuava, rio Cesário, rio Água Fria, rio João de Aí daí o nome da cidade de Jundiaí, tinha como residência os senhores Joaquim e Manuel Rodrigues dos Santos, José Inácio de Sousa, Manuel e Pedro Rordigues (Roiz), Camilo Mendes de Morais, Manuel Rodrigues da Silva todos lavradores e mais comunidade por volta de 1865. Por ser um local aprazível, com bom pasto e muita água, tornou-se logo um ponto de encontro entre viajantes e tropeiros surgindo em seguida casas e palhoças.

Em 1880, muda para o vilarejo Gomes de Sousa Ramos, homem experiente e viajado, conseguiu dos moradores a doação de uma gleba de terra para o patrimônio da Senhora Santana e, no ano seguinte, construía um templo em seu louvor a primeira igreja da cidade. Com o crescimento local a denominação passou a ser Capela de Santana das Antas¡¡.

Estes vieram a Anápolis do norte do país. Percorrendo a extensa faixa de terras entre Jaraguá e Silvânia, alguns viajantes fixaram ali residência, principalmente na cabeceira do rio/riacho das Antas.

Afirma a tradição que, por volta de 1859, passando pela região da fazenda de Manuel Rodrigues, Ana das Dores, natural de Jaraguá, perdeu ali um de seus animais de carga que conduzia uma imagem de Santana. Encontrado o animal, os tropeiros não conseguiram erguer a tal mala que continha a imagem, o que levou Ana a interpretar o fato ocorrido como um desejo da santa de permanecer no local. Ana então prometeu doá-la à primeira capela que fosse erguida no local.

Emancipação

A história conta que um professor primeiras letras oriundo de Meia-Ponte, designado pelo governo provincial, chegou ao povoado em 1882. Chamava-se José da Silva Batista.

Batista lutou pelo desenvolvimento da freguesia e para emancipá-la de Pirenópolis, fato que se deu, por força da Lei nº 811 de 15 de novembro de 1887. Com a morte de Gomes de Sousa Ramos considerado o primeiro líder, José da Silva Batista (Zeca Batista) tomou seu lugar.

Por múltiplos obstáculos, e, sobretudo pelas dificuldades levantadas pelas autoridades pirenopolinas, a instalação da vila só se deu a 10 de março de 1892, com José da Silva Batista na presidência da junta administrativa do município.

Através de eleições, em 1893 o povo antense escolheu o primeiro intendente Lobo de Sousa Ramos, e o primeiro conselho municipal foi formado por Antônio Crispim de Sousa, Teodoro da Silva Batista, Vicente Gonçalves de Almeida, Floro Santana Ramos, Antônio Batista Arantes e Modesto Sardinha de Siqueira.

José da Silva Batista, o consolidador do município faleceu em 7 de dezembro de 1910, com 54 anos de idade.

Em 9 de janeiro de 1924, chegou a luz elétrica na cidade, graças ao pioneirismo de Francisco Silvério Faria]] e Ralf Colemann. A instalação do telégrafo deu-se em 1926 e a ferrovia chegou em 1935.

Economia

Anápolis é a principal cidade industrial do interior do Estado de Goiás

O município é o terceiro maior município do Estado em população e o segundo no ranking de competitividade e desenvolvimento (SEPLAN/GO-2005), além de compor a região mais desenvolvida do Centro-Oeste do Brasil, pois encontra-se no eixo "Goiânia-Anápolis-Brasília".

Sua economia está voltada para a agroindústria

Daia

A cidade possui um dos maiores pólos industriais do interior brasileiro, o DAIA (Distrito agroindustrial de Anápolis), com destaque para a indústria farmacêutica de alta tecnologia na produção de genéricos.

O DAIA foi criado em 08 de setembro de 1976 com o objetivo de agregar valor à produção agropecuária e mineral da região. A posição estratégica da cidade, contudo, contribuiu para que a intenção inicial fosse suplantada.

A área de 593 hectares limita-se com as BR's-060 e 153 e com a GO-330 que a interligam ao ramal da Rede Ferroviária Federal.

Comércio

Anápolis nos últimos anos melhorou bastante sua estrutura comercial. Possui várias agências bancárias, vários hipermercados, inúmeros supermercados, um grande centro comercial, concessionárias das maiores marcas automotivas além de lojas e restaurantes de grandes redes nacionais e multinacionais. Ou seja, possui uma independência comercial ("de tudo um pouco") como uma grande cidade em desenvolvimento


Inaugurado na década de 1970 o DAIA é uma das molas propulsoras do desenvolvimento do interior goiano. Considerado na época um "elefante branco" - como se designavam as obras faraônicas que não terminavam ou não tinham efeito prático - o distrito sobreviveu às dificuldades iniciais do período de implantação, com o índice baixo de povoamento por empresas. Quase uma década depois de ser criado , ali estavam instaladas pouco mais de uma dezena de indústrias. O grande impulso veio em meados da década de 1980 quando o governo estadual instituiu o programa de incentivos fiscais Fomentar, concedendo crédito de ICMS às industrias que se instalassem em Goiás. o programa passou por várias reformulações, se adequando às constantes mudanças ocorridas na economia brasileira, num período marcado pela escalada inflacionária e pela recessão. Ainda assim num campo minado de adversidades, O DAIA se consolidou como o principal pólo de indústria goiana devido não só aos incentivos fiscais oferecidos, como também, e fundamentalmente, pelas suas condições de infra-estrutura e localização, os pontos chaves para facilitar o escoamento da produção.

Atualmente Anapolis possui também uma das maiores multinacionais no ramo de bebidas, a AmBev, que compõe hoje cerca de seiscentos funcionários diretos e é uma das grandes potências para a economia anapolina. A cidade também já pode contar com outra multinacional, a Hyundai, montadora de veículos, que inaugurou sua fábrica em maio de 2007 no DAIA.

Localização

Anápolis está a 48 quilômetros da capital do estado, seguindo pela BR-153. Ainda conta com as rodovias federais BR-060 e BR-414. E as estaduais GO-222, GO-018 e GO-330. É um dos maiores entroncamentos rodoviários do país. A distância da capital federal é de apenas 154 quilômetros.

Anápolis é o terceiro maior município do Estado em população e compõem a região mais desenvolvida do Centro-Oeste, o eixo (Goiãnia-Anápolis-Brasília). Localiza-se também na mesoregião mais desenvolvida de Goiás, denominada de "Centro Goiano".

Segundo estimativa realizada pelo IBGE em 2007, sua população é de 325.544 habitantes. limita-se ao norte com Pirenópolis e Abadiânia, a leste Silvânia, sul Leopolde de Bulhões e a oeste Nerópolis e Ouro Verde de Goiás.

Sua bacia hidrográfica é composta pelo rio João Leite, rio das Antas, rio Piancó, rio Trairas, rio Tiririca, rio Padre Sousa entre outros.

Distritos
O município ainda conta com quatro distritos:

Joanápolis
Sousânia
Interlândia
Goialândia

Municípios desmembrados

Da área territorial anapolina, renomado produtor de café no passado, desmembraram-se os seguintes municípios:

Nerópolis
Nova Veneza
Damolândia
Brasabrantes
Goianápolis
Ouro Verde de Goiás
Campo Limpo de Goiás

Relevo

O município tem um relevo ondulado, que faz parte do planalto goiano (central), podendo ser subdividido em cinco tipos, com características peculiares, sobretudo no que diz respeito à forma, ao espaçamento interfluvial e à potencialidade erosiva.

A maior parte do território do município possui um relevo medianamente dissecado com potencialidade erosiva fraca. Apresenta formas convexas associadas a formas tabulares amplas. Nessa área, a drenagem das águas é pouco entalhada e as encostas possuem uma inclinação de 2 a 5º. A substituição da cobertura vegetal primitiva por pastos, submetidos à prática de queimada e ao pastoreio intenso, provoca a retirada de nutrientes do solo pelo escoamento superficial promovendo seu esgotamento.

Os relevos intensamente dissecados com potencialidades erosiva muito forte, encontram-se em duas áreas. A primeira, menor, ao norte, junto à fronteira com os municípios de Abadiânia e Pirenópolis. A segunda maior, desde os limites com o município de Ouro Verde e avançando em direção ao centro, sob a forma de uma faixa estreita. Caracteriza-se pelas formas convexas e aguçadas, pelo espaçamento interfluvial inferior a 750 metros, eventualmente associados a relevos residuais de topo plano e a bordas de planalto e chapadões, com escarpas de até 45º.

Já a área urbana da cidade esta localizada em um altiplano com altitude média de 1017 metros. Em alguns pontos mais elevados essa altitude chega a 1160 metros, fator esse que determina o clima ameno da cidade.

Clima

O Clima do município é do tipo tropical de altitude, bastante ameno e saudável. A temperatura ao longo do ano, oscila entre 10º (julho) e 30º (janeiro a março), mas a média fica entre 20º e 23º ao longo do ano. O período mais frio vai de maio a setembro, e o mais quente, de outubro a abril. Existem duas estações distintas, a da seca, que coincide com o período de frio, e a das chuvas, que coincide com o período de calor.

A umidade relativa do ar tem uma variação sazonal. A média mensal fica em torno de 50 a 60% nos meses mais secos, mas no período das chuvas ultrapassa a 80%.

Vegetação

A cobertura vegetal do município está quase que totalmente descaracterizada pela ação do homem que há décadas, vem substituindo as matas por cultura de cereais, como arroz, o milho, o plantio de café e a formação de pastagens para alimentação do rebanho bovino.

O município localiza-se em uma área de tensão ecológica, ponto de contato entre o cerrado e a região da mata. O cerrado, predominante a leste, tem dois típicos básicos de cobertura: o cerrado propriamente dito e o campo cerrado.

Fauna e Flora

A Flora da região do cerrado é formada principalmente por pau terra, jacarandá, peroba-branca, quina-do-campo, aroeira, pequi e lobeira. Na região de mata, destacam-se o angico, o amarelão ou garapa, o ipê-amerelo e o ipê-roxo, algumas espécies de palmeiras e a taboca. A mata ciliar ou de galeria, que acompanha as margens dos rios, possui palmitos, buritis, samambaias e imbaúbas, dentre outras plantas.

Existem inúmeras plantas de uso na medicina popular, como o pau-santo e a quina, que são arvores, e o acaçu, velame-branco, pé de perdiz, carapiá e chapadinha, que são arbustos dos quais se extrai a raiz para fins medicinais.

Hidrografia

Embora não exista nele nenhum rio caudaloso, o município de Anápolis é um privilégio manancial de água, que servem as duas bacias hidrográficas: a Platina e a Amazônica. Trata-se de córregos e ribeirões com pequeno volume e água, muita vezes estreitos e encachoeirados, que não podem ser utilizados para navegação. Durante o período das chuvas, costumam transbordar, muito embora o volume de água que possuem seja pequeno.

Quanto ao aspecto econômico, muitos córregos e ribeirões são importantes devido à utilização de suas águas para irrigação de hortaliças. Não são rios piscosos, ainda que em alguns deles se pratique a pesca em pequena escala, mais como atividade de lazer.

Turismo e Lazer

O turismo, quando desenvolvido de forma sustentável, é uma das atividades com maior capacidade de geração de emprego e renda. O governo de Anápolis, ao criar a pasta - que até então era vinculada à de esportes - dá um passo significativo para que o município possa melhor explorar o seu potencial para o turismo de negócios, o turismo religioso e o ecoturismo. A cidade ainda não tem uma grande e variada rede hoteleira. Mas possui bons hotéis-fazenda, muito procurados nos fins de semana por quem mora em Brasília e Goiânia. Ganhou um hotel de padrão internacional, que marcará o início do desenvolvimento hoteleiro na cidade e atenderá desde empresários até pessoas que estão viajando.

O turismo em Anápolis tem ainda outros atrativos em relevo: o turismo de negócios - em razão da grande concentração de empresas no Município - e o turismo religioso, com renomados eventos promovidos pelas igrejas católicas, denominações evangélicas e pela comunidade espírita.

A Base Aérea de Anápolis é outro importante foco do turismo em Anápolis. Uma das principais unidades da Força Aérea Brasileira, é base operacional dos supersônicos Mirage e das modernas aeronaves que pertencem ao grupamento do Sistema de Vigilância da Amazônia. Em datas importantes para a aviação nacional e no aniversário da cidade, a Base Aérea promove um dia de portões abertos, proporcionando aos visitantes a oportunidade de conhecerem a sua estrutura e de presenciar espetáculos aéreos

Lazer

A cidade não possui muitos pontos de lazer por causa de sua proximidade com Goiânia, mas conta com vários parques, praças, bares, restaurantes, dois Shoppings centers, ambos em processo de expansão, que trarão modernas salas de cinemas à população, lojas âncoras e hipermercados, além de outros centros de compras.

A cidade possui a única praça no Brasil com um avião supersônico em exposição, a praça Americano do Brasil, próxima a rodoviária municipal, supermercados, ao Mercado Central e a bancos e grandes lojas.

Em relação aos parques da cidade, o principal deles é o Parque JK, localizado no bairro de mesmo nome, dotado de um enorme lago que permite, inclusive, a prática de esportes náuticos, e áreas de alimentação, recreação e esporte; também há o Parque da Juventude Senador Onofre Quinan, no setor Jardim das Nações, que possui boa estrutura de lazer, com um lago, cascata artificial, cavernas artificiais, pistas de caminhadas e uma mata com trilhas e diversas espécies de árvores nativas - todas catalogadas - e animais silvestres; e, finalmente, o Parque Antônio Marmo Canedo (Matinha), no Bairro Maracanã, que possui grande área verde, parque de diversão para as crianças e inúmeros atrativos.

A Secretaria Municipal de Cultura mantém durante todo ano exposições na Galeria de Artes "Antônio Sybasolli" e no Museu de Artes Plásticas "Loures".

Vista Geral da Cidade


Centro da Cidade


Edifícios em construção


Bairros próximos do Centro


Jardim Bandeirantes e Cidade Jardim




Bairro Jundiaí


Entardecer no centro da didade


Idem


Nevoeiro ao amanhecer


Mais uma da região central da cidade com o céu bastante enfumaçado no inverno do Centro-Oeste


Skyline do bairro Jundiaí














Alguns Edifícios da Avenida Jamel Cecílio no Bairro Jundiaí







Alguns empreendimentos da Avenida Jamel Cecílio





Mais edifícios






Edifícios dos arredores do Sesc Anápolis, também no Jundiaí




Esse é bem charmoso








Nessa foto dá até para ver o viaduto ente as BRs 153 e 060 ao fundo!





Ginásio Internacional


Fachada externa do Anashopping






Construções em Frente ao Anashopping



Praça Americano do Brasil




Parque JK










Algumas fotos Atuais do Bairro Jundiaí











Brasil Park Shopping





































Enfim foi inaugurada a terceira etapa do Brasil Park Shopping!!Logo postarei a revitalização do Anashopping!
 

·
Registered
Joined
·
2,265 Posts
Anápolis parece ser uma cidade bem próspera, quero conhecê-la em brave! Gostei das fotos e das informações sobre a cidade, parabéns.
 

·
Brasil
Joined
·
1,367 Posts
Tenho vontade de conhecer Anápolis...
Quando for visitar meus parentes em Goiânia,farei questão de ir até Anápolis...
 

·
CONTA RECUPERADAAAAAAAAAA
Joined
·
7,129 Posts
Anápolis é uma cidade bem legal...
passei por aí no início de 2007 e ví que a prefeitura estava trabalhando bastante...
ela é muito movimentada!!
 

·
Gyn Tônica
Joined
·
2,909 Posts
Belas imagens de Anápolis! Sábado vou passar pela cidade!
Creio que a Ferrovia Norte-Sul vai dar mais força à cidade! Além dos investimentos da Hyundai que vai aumentar sua montadora!
Valeu PWM_Anapolis!
 

·
Registered
Joined
·
2,372 Posts
parabéns pelas fotos, adoro ver anapolis tem uns 2 anos que não entro no municipio mas qualquer dia desse quero ir na cidade so para matar a saudade
 

·
.
Joined
·
13,730 Posts
Anápolis uma cidade rica que tende a crescer muito mais com estes novos investimentos.

Fui apenas 1 vez na cidade, adorei, bem limpa e organizada.

Parabéns pelo thread.
 

·
Banned
Joined
·
36 Posts
Discussion Starter · #9 ·
Sim

Não sabia que eram só 48 km de Goiânia, existe cidades ou pontos de urbanização entre as duas?
Belas fotos!

Esse thread sobre a cidade é novo, deveria ser movido pro fórum principal.
Existem duas cidades entre o trecho Goiânia-Anápolis ao longo da BR 060/153.
São respectivamente Goianápolis (o nome ja diz, entre Goiânia e Anápolis) e Terezópolis. Ambas são pequenas cidades e estão inseridas na região metropolita de Goiânia.
Já Anápolis, apesar da proximidade com a capital possui autonomia própria e não se insere na zona metropolitana de Gyn, pelo contrário polariza diversas cidades ao seu redor e toda a região do Vale do São Patrício e norte goiano.
 

·
Registered
Joined
·
2,292 Posts
Parabéns pelas fotos, Anápolis está linda e a cidade tem muito ainda a se desenvolver, espero que um dia se torne uma grande metrópole.
 

·
Registered
Joined
·
5,480 Posts
Belas fotos! Parece que a cidade está cada vez mais desenvolvida!!! Conheço Anápolis só de passagem! Qualquer dia desses vou dar uma passeada na cidade e aproveito para fazer um lanchinho no jerivá!!!! :)
 

·
trinta zero zero
Joined
·
3,835 Posts
Legal, Anaps!
Ouvi falar que tem muitos sírios e descendentes lá, é verdade?
Devem ter umas esfirras boas então, ou algum restaurante árabe gostoso...
 
1 - 20 of 45 Posts
Top