SkyscraperCity banner
1 - 20 of 55 Posts

·
Registered
Joined
·
4,162 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
A edição de abril de 2014 da Revista Exame traz um amplo levantamento, realizado pela consultoria paulista Urban Systems, sobre a situação das cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes no que se refere a investimentos em negócios. Um ranking com as 100 melhores foi elaborado levando em conta 27 indicadores, divididos em sete subcategorias, com pesos diferentes. Veja a seguir a metodologia utilizada:

Sociodemografia
1. Crescimento populacional (2000-2010) - peso 2
2. População economicamente ativa (2013) - peso 1
3. % de chefes de famílias da classe A (2013) - peso 1
4. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (2010) - peso 1
5. Evolução do IDHM (2000-2010) - peso 1

Economia
6. Crescimento do PIB (2008-2011) - peso 2
7. Produto Interno Bruto per Capita (2011) - peso 1
8. Crescimento do número de empresas (2008-2012) - peso 2
9. Crescimento de empregos formais (2008-2012) - peso 2
10. % de empresas com mais de 1 mil empregados (2012) - peso 1
11. Renda média dos trabalhadores formais (2012) - peso 2
12. Empregados/população economicamente ativa (2013) - peso 1

Saúde
13. Número de leitos por 1 mil habitantes (2013) - peso 1
14. Número de beneficiários de convênio médico em relação à população (2013) - peso 1
15. Índice de longevidade (2010) - peso 1
16. Índice de coleta de esgoto (2011) - peso 1
17. Índice de tratamento de esgoto (2011) - peso 1

Educação
18. Percentual de trabalhadores formais com ensino superior (2012) - peso 2
19. Número de matrículas no ensino superior em relação à população economicamente ativa (2010) - peso 1
20. Percentual de docentes do ensino fundamental com curso superior (2012) - peso 1

Finanças
21. Índice Firjan de Gestão Fiscal (2011) - peso 2
22. Número de agências bancárias por 10 mil habitantes (2013) - peso 1

Transporte
23. Crescimento da frota de automóveis (2008-2013) - peso 1
24. Número de automóveis por 1 mil habitantes (2013) - peso 1
25. Existência de portos (2013) - peso 1
26. Existência de aeroportos com pista de, no mínimo, 1.200 metros (2013) - peso 1

Telecomunicações
27. Percentual de conexões de banda larga fixa acima de 12 Mbps (2013) - peso 1

AS 100 MELHORES
(total de pontos possíveis: 34)

1. Vitória (ES) - 17,36 pontos
2. Parauapebas (PA) - 16,00
3. Curitiba (PR) - 15,53
4. Barueri (SP) - 15,45
5. Florianópolis (SC) - 15,30
6. Niterói (RJ) - 15,14
7. São Caetano do Sul (SP) - 15,11
8. Recife (PE) - 15,10
9. Rio de Janeiro (RJ) - 15,00
10. Macaé (RJ) - 14,92

11. Belo Horizonte (MG) - 14,81
12. Porto Alegre (RS) - 14,60
13. Brasília (DF) - 14,53
14. Itajaí (SC) - 14,25
15. Maringá (PR) - 14,19
16. Rio das Ostras (RJ) - 14,09
17. Jundiaí (SP) - 13,98
18. São Paulo (SP) - 13,77
19. Campinas (SP) - 13,67
20. Goiânia (GO) - 13,63

21. Porto Velho (RO) - 13,62
22. Santana de Parnaíba (SP) - 13,37
23. Santos (SP) - 13,34
24. Fortaleza (CE) - 13,18
25. Palmas (TO) - 13,13
26. Caxias do Sul (RS) - 13,06
27. Uberlândia (MG) - 13,06
28. Salvador (BA) - 12,99
29. Sorocaba (SP) - 12,99
30. Campo Grande (MS) - 12,98

31. Manaus (AM) - 12,87
32. São Bernardo do Campo (SP) - 12,82
33. Rio Verde (GO) - 12,71
34. Cascavel (PR) - 12,68
35. Piracicaba (SP) - 12,63
36. Balneário Camboriú (SC) - 12,57
37. Rio Grande (RS) - 12,57
38. São José do Rio Preto (SP) - 12,55
39. São José dos Pinhais (PR) - 12,54
40. Londrina (PR) - 12,52

41. Aracaju (SE) - 12,51
42. São Luis (MA) - 12,49
43. Três Lagoas (MS) - 12,46
44. São José dos Campos (SP) - 12,45
45. Valinhos (SP) - 12,37
46. Vila Velha (ES) - 12,36
47. Ribeirão Preto (SP) - 12,34
48. Itapevi (SP) - 12,33
49. Toledo (PR) - 12,29
50. Hortolândia (SP) - 12,27

51. Belém (PA) - 12,25
52. Presidente Prudente (SP) - 12,18
53. Anápolis (GO) - 12,14
54. Natal (RN) - 12,13
55. Bauru (SP) - 12,06
56. Joinville (SC) - 12,06
57. Angra dos Reis (RJ) - 12,04
58. Santo André (SP) - 12,04
59. São Carlos (SP) - 11,94
60. Betim (MG) - 11,93

61. Itabira (MG) - 11,92
62. Santa Maria (RS) - 11,89
63. Cuiabá (MT) - 11,84
64. Indaiatuba (SP) - 11,83
65. São José (SC) - 11,82
66. Varginha (MG) - 11,80
67. Araraquara (SP) - 11,76
68. Uberaba (MG) - 11,75
69. Guarulhos (SP) - 11,74
70. Dourados (MS) - 11,72

71. Passo Fundo (RS) - 11,71
72. Cotia (SP) - 11,70
73. Resende (RJ) - 11,70
74. Blumenau (SC) - 11,70
75. João Pessoa (PB) - 11,69
76. Campina Grande (PB) - 11,67
77. Foz do Iguaçú (PR) - 11,67
78. Maceió (AL) - 11,66
79. Ponta Grossa (PR) - 11,64
80. Botucatu (SP) - 11,59

81. Valparaíso de Goiás (GO) - 11,59
82. Teresina (PI) - 11,51
83. Sinop (MT) - 11,50
84. Bento Gonçalves (RS) - 11,49
85. Pouso Alegre (MG) - 11,49
86. Umuarama (PR) - 11,48
87. Osasco (SP) - 11,43
88. Juiz de Fora (MG) - 11,39
89. Altamira (PA) - 11,39
90. Itu (SP) - 11,37

91. Araucária (PR) - 11,35
92. Lauro de Freitas (BA) - 11,34
93. Rondonópolis (MT) - 11,33
94. Jaraguá do Sul (SC) - 11,31
95. Boa Vista (RR) - 11,31
96. Americana (SP) - 11,28
97. Barretos (SP) - 11,27
98. Araras (SP) - 11,25
99. Palhoça (SC) - 11,19
100. Serra (ES) - 11,06

Melhores por região

Sudeste - 47 cidades
São Paulo (30)
Minas Gerais (8)
Rio de Janeiro (6)
Espírito Santo (3)

Sul - 24 cidades
Paraná (10)
Santa Catarina (8)
Rio Grande do Sul (6)

Nordeste - 11 cidades
Bahia (2)
Paraíba (2)
Alagoas (1)
Ceará (1)
Pernambuco (1)
Rio Grande do Norte (1)
Sergipe (1)
Maranhão (1)
Piauí (1)

Centro-Oeste - 11 cidades
Goiás (4)
Mato Grosso (3)
Mato Grosso do Sul (3)
Distrito Federal (1)

Norte - 07 cidades
Pará (3)
Amazonas (1)
Rondônia (1)
Roraima (1)
Tocantins (1)

Melhores por segmento
* para este levantamento foram considerados indicadores específicos adicionais

Desenvolvimento Econômico
(notas de 0 a 14)

1. Parauapebas (PA) - 7,46
2. Rio das Ostras (RJ) - 7,00
3. Queimados (RJ) - 6,21
4. Três Lagoas (MS) - 5,94
5. Cabo de Santo Agostinho (PE) - 5,90
6. Palhoça (SC) - 5,84
7. Aparecida de Goiânia (GO) - 5,77
8. Porto Velho (RO) - 5,70
9. Itapevi (SP) - 5,63
10. Marituba (PA) - 5,59

Desenvolvimento Social
(notas de 0 a 5)

1. Rio das Ostras (RJ) - 3,64
2. Conselheiro Lafaiete (MG) - 3,44
3. Ibirité (MG) - 3,38
4. Divinópolis (MG) - 3,38
5. Maracanaú (CE) - 3,28
6. Santa Luzia (MG) - 3,28
7. Pouso Alegre (MG) - 3,26
8. Piraquara (PR) - 3,12
9. Trindade (GO) - 3,19
10. Araguari (MG) - 3,19

Infraestrutura
(notas de 0 a 7)

1. Recife (PE) - 5,28 pontos
2. Salvador (BA) - 5,23
3. Rio de Janeiro (RJ) - 5,14
4. Fortaleza (CE) - 4,85
5. Vitória (ES) - 4,54
6. Belo Horizonte (MG) - 4,34
7. Campina Grande (PB) - 4,30
8. Niterói (RJ) - 4,29
9. Guarulhos (SP) - 4,18
10. Feira de Santana (BA) - 4,07

Capital Humano
(notas de 0 a 9)

1. Florianópolis (SC) - 5,67
2. Vitória (ES) - 5,48
3. São Caetano do Sul (SP) - 5,30
4. Curitiba (PR) - 4,98
5. Macaé (RJ) - 4,89
6. Brasília (DF) - 4,70
7. Belo Horizonte (MG) - 4,68
8. Santos (SP) - 4,64
9. Porto Alegre (RS) - 4,61
10. Palmas (TO) - 4,59

Fonte: Revista Exame - Edição 1064 - Ano 48 - Nº 08 - 30/04/2014
 

·
Registered
Joined
·
9,467 Posts
Sociodemografia
1. Crescimento populacional (2000-2010) - peso 2
2. População economicamente ativa (2013) - peso 1
3. % de chefes de famílias da classe A (2013) - peso 1
4. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (2010) - peso 1
5. Evolução do IDHM (2000-2010) - peso 1

Economia
6. Crescimento do PIB (2008-2011) - peso 2
7. Produto Interno Bruto per Capita (2011) - peso 1
8. Crescimento do número de empresa (2008-2012) - peso 2
9. Crescimento de empregos formais (2008-2012) - peso 2
10. % de empresas com mais de 1 mil empregados (2012) - peso 1
11. Renda média dos trabalhadores formais (2012) - peso 2
12. Empregados/população economicamente ativa (2013) - peso 1

Saúde
13. Número de leitos por 1 mil habitantes (2013) - peso 1
14. Número de beneficiários de convênio médico em relação à população (2013) - peso 1
15. Índice de longevidade (2010) - peso 1
16. Índice de coleta de esgoto (2011) - peso 1
17. Índice de tratamento de esgoto (2011) - peso 1

Educação
18. Percentual de trabalhadores formais com ensino superior (2012) - peso 2
19. Número de matrículas no ensino superior em relação à população economicamente ativa (2010) - peso 1
20. Percentual de docentes do ensino fundamental com curso superior (2012) - peso 1

Finanças
21. Índice Firjan de Gestão Fiscal (2011) - peso 2
22. Número de agências bancárias por 10 mil habitantes (2013) - peso 1

Transporte
23. Crescimento da frota de automóveis (2008-2013) - peso 1
24. Número de automóveis por 1 mil habitantes (2013) - peso 1
25. Existência de portos (2013) - peso 1
26. Existência de aeroportos com pista de, no mínimo, 1.200 metros (2013) - peso 1

Telecomunicações
27. Percentual de conexões de banda larga fixa acima de 12 Mbps (2013) - peso 1


Os itens que são em percentual, ou o IDH e Firjan que são quase um percentual (vai de 0 a 1) até dá pra imaginar, mas o número de leitos de hospitais, número de agências bancárias, número de automóveis por 1 mil habitantes, renda média, etc., se faz como? Qual é o nível necessário pra atingir a nota 1 em cada um desses itens?
 

·
Registered
Joined
·
4,162 Posts
Discussion Starter · #3 · (Edited)
Os itens que são em percentual, ou o IDH e Firjan que são quase um percentual (vai de 0 a 1) até dá pra imaginar, mas o número de leitos de hospitais, número de agências bancárias, número de automóveis por 1 mil habitantes, renda média, etc., se faz como? Qual é o nível necessário pra atingir a nota 1 em cada um desses itens?

uma simples questão matemática: qto maior é o número de leitos por hab, mais próximo a cidade chega da pontuação máxima; quanto maior é o número de agências bancárias por habitante, mais próximo da pontuação máxima... e assim por diante!
 

·
Registered
Joined
·
9,467 Posts
^^ Que é quanto mais próximo não precisa fazer esforço pra adivinhar, mas qual seria o teto disso?

Exemplifico:

- No item "agências bancárias para cada 10 mil habitantes", quantas agências precisa ter para atingir a nota 1? Em Joinville, temos 546 mil habitantes e 72 agências bancárias. Dá mais de uma agência para cada 10 mil habitantes. Passou do 1, e aí? Temos 2 veículos por habitante. Dá 500 a cada 1000. Como pontua? E o mais difícil de exemplificar é o do salário. Se a renda média for 30 mil, cheguei no 1? Não cheguei?
 

·
Registered
Joined
·
4,162 Posts
Discussion Starter · #5 · (Edited)
^^ Que é quanto mais próximo não precisa fazer esforço pra adivinhar, mas qual seria o teto disso?

Exemplifico:

- No item "agências bancárias para cada 10 mil habitantes", quantas agências precisa ter para atingir a nota 1? Em Joinville, temos 546 mil habitantes e 72 agências bancárias. Dá mais de uma agência para cada 10 mil habitantes. Passou do 1, e aí? Temos 2 veículos por habitante. Dá 500 a cada 1000. Como pontua? E o mais difícil de exemplificar é o do salário. Se a renda média for 30 mil, cheguei no 1? Não cheguei?
Amigo,
Você está fazendo uma pequena confusão. Não é só pegar os números da sua cidade. Você tem que compará-los com as outras cidades pesquisadas para chegar a um coeficiente de corte. Tomando como exemplo o número de agências bancárias: se uma cidade tem mais agências por habitante que Joinville ela terá uma nota mais próxima de 1, que é o teto. O mesmo se aplica à renda (no caso, 2 pontos), veículos (1), etc.... Não me parece difícil entender.
:eek:kay:
 

·
Registered
Joined
·
24,262 Posts
Desenvolvimento Social
(notas de 0 a 5)

1. Rio das Ostras (RJ) - 3,64
2. Conselheiro Lafaiete (MG) - 3,44
3. Ibirité (MG) - 3,38
4. Divinópolis (MG) - 3,38
5. Maracanaú (CE) - 3,28
6. Santa Luzia (MG) - 3,28
7. Pouso Alegre (MG) - 3,26
8. Piraquara (PR) - 3,12
9. Trindade (GO) - 3,19
10. Araguari (MG) - 3,19


Gostei desse...
 

·
Registered
Joined
·
4,162 Posts
Discussion Starter · #10 ·
Desenvolvimento Social
(notas de 0 a 5)

1. Rio das Ostras (RJ) - 3,64
2. Conselheiro Lafaiete (MG) - 3,44
3. Ibirité (MG) - 3,38
4. Divinópolis (MG) - 3,38
5. Maracanaú (CE) - 3,28
6. Santa Luzia (MG) - 3,28
7. Pouso Alegre (MG) - 3,26
8. Piraquara (PR) - 3,12
9. Trindade (GO) - 3,19
10. Araguari (MG) - 3,19


Gostei desse...
Minas sambando na cara da sociedade. :lol:
 

·
.
Joined
·
13,730 Posts
^^
Mas me surpreendi com Trindade estar ai, ela é uma cidade da RMGYN que nem se destaca perante as outras, só ouço falar que ela tem baixos índices de violência...
 

·
Registered
Joined
·
995 Posts
Minas sambando na cara da sociedade. :lol:
Na verdade Vitoria/ES é que sambou na cara da sociedade. Muito pouco divulgada, mas que aos poucos vai mostrando ao país como se torna a cada ano uma cidade que possui todos os indicadores em patamares altos e de forma equilibrada (como a própria revista Exame divulgou na reportagem).
 

·
Registered
Joined
·
4,162 Posts
Discussion Starter · #13 · (Edited)
Na verdade Vitoria/ES é que sambou na cara da sociedade. Muito pouco divulgada, mas que aos poucos vai mostrando ao país como se torna a cada ano uma cidade que possui todos os indicadores em patamares altos e de forma equilibrada (como a própria revista Exame divulgou na reportagem).
Não, claro, Vitória sambando na cara do planeta. Mas naquele ranking em específico, de desenvolvimento social, seis cidades mineiras entre as 10 primeiras é algo para se destacar!!! Agora, me surpreendi negativamente com algumas cidades paulistas, como Ribeirão Preto (47º) e São José dos Campos (44º). Pensei que elas estariam pelo menos entre as 20 primeiras e à frente de Santos.
 

·
.
Joined
·
13,730 Posts
^^
Engraçado, eu já pensei o contrário, pensei "puts, um dos primeiros rankings que eu vejo de uma revista do sudeste que não tem cara de ser comprada".
 

·
Eu amo Campina!!
Joined
·
357 Posts
Olha minha Campina Grande aí :)

Infraestrutura
(notas de 0 a 7)

1. Recife (PE) - 5,28 pontos
2. Salvador (BA) - 5,23
3. Rio de Janeiro (RJ) - 5,14
4. Fortaleza (CE) - 4,85
5. Vitória (ES) - 4,54
6. Belo Horizonte (MG) - 4,34
7. CAMPINA GRANDE (PB) - 4,30
8. Niterói (RJ) - 4,29
9. Guarulhos (SP) - 4,18
10. Feira de Santana (BA) - 4,07
 

·
R.I.P. Niki
Joined
·
15,218 Posts
Porto Velho mandando bem, 8ª em desenvolvimento econômico e 21ª no geral.
E poderia estar bem melhor se tivesse um mínimo de infraestrutura.
 

·
R.I.P. Niki
Joined
·
15,218 Posts
Parauapebas?!?
Pois é, foi o que eu pensei qdo vi a pesquisa!!!!
Parauapebas hoje tem o segundo maior PIB da região Norte (atrás apenas de Manaus e à frente de Belém) e a população mais que dobrou em uma década (de 71 mil habitantes em 2000 pra 154 mil habitantes em 2010).

Ou seja, tá crescendo tão rápido que até pegou vcs de surpresa... :lol:
 
1 - 20 of 55 Posts
Top