Skyscraper City Forum banner
1 - 20 of 74 Posts

·
Per ardua surgo
Joined
·
12,003 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)

http://parquesalvador500anos.com/









Vista Aérea


Plantas Baixas











O Parque

O Parque Salvador 500 anos parte do princípio de que o desenvolvimento urbano e ambiental de Salvador deve ser acompanhado da qualificação estética e espacial da cidade, incorporando a cultura como um elemento central na reformulação desse ambiente.

Para atender a essa diretriz, o projeto nasce da prática de uma arquitetura humanista e contemporânea que visa fortalecer os valores, os fazeres e o modo de vida de nossa população, tornando-os sustentáveis, saudáveis e fazendo com que permitam o equilíbrio entre desenvolvimento, cultura e meio ambiente.

É diante desse espírito público e inovador que o projeto do Parque Salvador 500 anos opera em 4 linhas de atuação fundamentais: cultural, social, ambiental e esportiva.

O objetivo é oferecer de forma integrada espaços e equipamentos públicos especializados que atendam às demandas da população por lugares de convívio, experiência estética, lazer e atividade física.

Um parque que sinaliza o novo horizonte de desenvolvimento para qual Salvador aponta. Um equipamento público implantado hoje mas que projeta a cidade num ciclo de modernização 40 anos à frente





MAC Salvador




O Museu de Arte Contemporânea de Salvador - MAC conecta a cidade com a produção artística de vanguarda local e internacional.

O museu conta com um vão de 50m de extensão, pé direito duplo, vista panorâmica para a Baía de Todos os Santos, infraestrutura completa de serviços com tecnologia de ponta e recursos de acessibilidade para os portadores de necessidades especiais.

Uma arquitetura projetada para compor espaços expositivos flexíveis que atendam a diferentes propostas e formatos artísticos, como projeções, esculturas, performances, além de livraria, café bistrô, restaurante, loja de artigos de decoração, moda e design.

O Parque Salvador 500 Anos aposta em dismistificar a idéia de que a arte contemporânea só está disponível para as faixas A e B da população brasileira.

O objetivo do Museu de Arte Contemporânea é justamente praticar o conceito de que contemporaneidade pressupõe a quebra de velhos paradigmas sociais e culturais, rompendo com a tradição de uma arte de vanguarda voltada apenas para as minorias.

É justamente pelo fato de que as faixas C, D e E da população brasileira historicamente tenham sido renegadas às oportunidades de experiências estéticas mais qualificadas que o MAC vem oferecer à sua população o que há de mais avançado na arte contemporânea, como forma de superação dessas barreiras.

O Museu de Arte Contemporânea está voltado para atender à toda família soteropolitana, através de visitas guiadas às suas exposições temáticas e temporárias, ao seu acervo permanente e especialmente por meio de uma programação intensa de oficinas, workshops, cursos, seminários e palestras.

Um dos objetivos dessa programação é desenvolver atividades focadas nos segmentos de mulheres, crianças, adolescentes e idosos, criando uma sociabilidade e um ambiente cultural de valorização dos gêneros e das gerações, democratizando o acesso a formas e conteúdos simbólicos imprescindíveis para uma cidadania plena.

Um dos atributos do projeto é também levar a arte contemporânea para além dos espaços museológicos convencionais fazendo-a presente em toda a extensão do parque. O projeto prevê a implantação de residências artísticas (Art Labs) que funcionam como um mix de hospedaria e ateliê high tech que marcam o Programa de Intercâmbio Cultural do museu a se afirmar como um dos mais ativos do mundo.

O Salão Internacional de Artes Urbanas integra a produção de artistas urbanos aos ambientes do parque por meio do grafite, stencil, stickers, toy art e posters dialogando diretamente com os espaços que abrigam os esportes radicais.

Edifício do MAC Salvador

O edifício do Museu de Arte Contemporânea está simbolizado através de dois grandes volumes definidos por linhas retas e precisas. A implantação desta edificação tem o objetivo de se ajustar ao máximo ao terreno natural, porém mantendo a forma marcante e garantindo um impacto visual simples e inusitado.

O eixo principal no sentido norte sul possibilita aproveitar toda a vista para a Baía de Todos os Santos apoiando suas extremidades sobre as encostas laterais do terreno e por sua vez mantendo um espaço sob o volume principal onde será ocupado pela área de apoio ao museu.

O objetivo deste elemento simples e conciso formado pela edificação é exatamente para valorizar as obras de arte que estarão expostas no seu interior e entorno, inclusive no terraço e numa grande praça estrategicamente implantada entre o prédio e o mar.

O revestimento externo desta caixa é feito por uma cortina metálica que garante a uniformidade ao volume e é ao mesmo tempo um brise soleil que protege a fachada oeste da intensa carga térmica proporcionada pelo poente.

A estrutura auxiliar para este brise é composta de peças em diversas direções ligando a face inferior à superior do prédio.

Estes elementos representam segmentos de retas que simbolizam as várias formas de expressões artísticas e culturais, ao mesmo tempo demonstrando um ambiente caótico que se contrapõe à estrutura sólida da caixa metálica.

O volume em vidro verde especial garante a eficiência energética e o conforto térmico, acoplado à caixa principal tem o papel de quebrar a linearidade do conjunto e ao mesmo tempo marca a circulação vertical do edifício.

ÁREAS (m²)

* Garagem e Apoio 2.661,05
* Pavimento Auditório 605,00
* Pavimento Exposição 860,75
* Mezanino 652,22
* Terraço 800,60

Área Total 5.579,62





Museu do Saveiro​

O Parque Salvador 500 Anos oferece como via de acesso um ancoradouro para embarcações de pequeno e médio porte.

O pier do parque possibilita a chegada via barco de visitantes da península itapagipana, das docas do comércio, da ilha de Vera Cruz, do Recôncavo Baiano e de outros pontos importantes da cidade.

A construção deste pier é uma das iniciativas de dinamização da Via Náutica de Salvador, proposta esta em fase de viabilização por parte do governo municipal, que alavanca o potencial turístico da cidade e gera maior comodidade e conforto para a população.

A Via Naútica inaugura uma nova dimensão da integração dos equipamentos públicos da cidade com o transporte marítimo.

A iniciativa possibilita que a partir do pier do parque e de outros ancoradouros da cidade, barcos credenciados pela Capitania do Portos circulem pelas águas da Baía de Todos os Santos dinamizando o fluxo de turistas e de moradores por nossa cidade.

Essa infraestrutura de suporte ao transporte marítimo é considerada pelo Parque Salvador 500 Anos também como uma oportunidade para viabilizar novas formas de acesso à cultura na cidade. O pier do parque funciona como principal via de acesso ao Museu do Saveiro.

Biblioteca Multiuso​

Dados da Pesquisa de Informações Municipais 2006 (IBGE) revelam o atual quadro da leitura no país:

• O brasileiro lê em média 1,8 livros per capita/ano contra 2,4 na Colômbia e 7 na França, por exemplo;

• 73% dos livros estão concentrados nas mãos de apenas 16% da população;

• O preço médio do livro de leitura corrente é de R$ 25,00, elevadíssimo quando se compara com a renda do brasileiro nas faixas C, D e E da população.

Esses dados reforçam a importância do investimento dos governos locais e estaduais em políticas públicas que estimulem a leitura, em suas diversas formas de exercício, para que esta seja vivenciada como atividade cotidiana no Brasil.

Para enfrentar esse desafio, o Parque Salvador 500 Anos buscou inspiração no modelo de sucesso da biblioteca pública de Santiago do Chile para conceber a Biblioteca Centro Cultural Multiuso.

O objetivo é desenvolver a habilidade e o gosto pela leitura, popularizando o livro e promovendo a relação com a linguagem escrita em outros suportes e integrando-a a outras linguagens.

Formatada como centro cultural e de serviços, a Biblioteca Centro Cultural Multiuso é um equipamento dinâmico que usa a multifuncionalidade como dispositivo contemporâneo de promoção sociocultural.

A biblioteca disponibiliza espaços multiuso que abrigam cinema, teatro, sala para artes marciais, capoeira e dança, estúdio multimídia para música, rádio, fotografia, web e design, além da brinquedoteca com jogos, programas culturais e educativos.

Com uma programação que trabalha as diversas linguagens e os diferentes perfis de público, a biblioteca cumpre também um papel importante na articulação de suas atividades com escolas, comunidades, grupos culturais, universidades e outras instituições.





Social​

Situada na face norte do terreno do parque com acesso via o Corredor da Vitória, a Vila Brandão é uma comunidade singular com 69 anos de existência, aproximadamente 200 famílias e 350 moradores. Segundo o censo 2000 (IBGE), a população da Vila Brandão apresenta o seguinte perfil sócio demográfico:

* 26% são crianças de 0 a 14 anos, 35% são jovens de 15 a 29 anos, 26% são adultos de 45 a 59 anos e 56% são mulheres;
* O Índice de Analfabetismo é de 12,4% contra 10,9% da Grande Salvador e a área apresenta um baixo índice de violência.


A Vila Brandão é resultante de um processo desordenado de ocupação e as moradias são baseadas no modelo da auto-construção, solução comumente adotada pelas populações de baixa renda nos bairros periféricos da cidade.

Desassistida por propostas de planejamento urbano e de infraestrutura para área, a Vila Brandão enfrentou ao longo de anos, dificuldades de acesso e condições de vida inadequadas.

Somando esforços a comunidade superou barreiras e atualmente a área é dotada de luz elétrica, saneamento básico em 98% das moradias e recolhimento regular do IPTU.

No entanto, muitos são os desafios que ainda precisam ser enfrentados para que a população local alcance uma melhor qualidade de vida e cidadania plena.

Além dos aspectos de moradia, infraestrutura e serviços básicos, a luta que persiste ao longo de mais de meio século de história é a garantia pela não desapropriação desta área.

Os esforços nesse sentido já ganharam inclusive repercussão internacional. Em Viena (Áustria) numa manifestação contra a especulação internacional, realizada em março de 2009, com 230 ONG’s de todo o mundo e milhares de pessoas, a Vila Brandão é um dos casos em destaque no protesto.

É diante deste cenário que o projeto do parque parte da iniciativa do reconhecimento e fortalecimento do protagonismo social da comunidade da Vila Brandão, assumindo definitivamente a não desapropriação desta área e estimulando assim uma nova dinâmica social, ambiental, econômica e cultural.

Para isso, o Parque Salvador 500 Anos aposta na reurbanização do espaço da Vila promovendo melhorias na infraestrutura urbana e nas moradias, restaurando ambientes degradados e respeitando acima de tudo os fluxos naturais e culturais pré-definidos pela própria comunidade.

O projeto de reurbanização e requalificação do ambiente social da Vila Brandão, parte do ideal de aproximar dois grande atributos: charme e simplicidade.

A proposta visa valorizar a identidade cultural local com suas referências estéticas e funcionais, ao mesmo tempo que, sem rebuscamentos quer atingir o grau de excelência e beleza de uma vila grega à beira do mediterrâneo, por exemplo.

Nasce assim, um ambiente aconchegante à altura de uma cidade cosmopolita como Salvador e de uma comunidade repleta de vida, história, cultura, beleza e tradição. Uma das portas de entrada para o novo cartão postal da cidade, o Parque Salvador 500 Anos.

Para além das melhorias estruturais em termos ambientais, urbanísticos e arquitetônicos, o Parque Salvador 500 Anos visa reunir a experiência de ações culturais desenvolvidas por diversas ONGs e instituições internacionais, somando tecnologiais sociais, para apoiar ações de geração de emprego e renda, educação e assistência social para a comunidade.

Programas de capacitação profissional e qualificação de mão de obra são oferecidos aos moradores da Vila Brandão com vistas a torná-los aptos a atuarem como prestadores de serviços nas instalações e equipamentos do parque.

Jardinagem, manutenção predial, limpeza, segurança, atendimento ao público e serviços administrativos são algumas das inúmeras atividades demandas pelo parque. Os programas de capacitação tem como objetivo preparar os moradores da comunidade para atuarem em uma dessas tantas funções, gerando renda para diversas famílias da Vila Brandão.

Além das atividades voltadas para a questão econômica, são realizadas oficinas artísticas e de educação ambiental. Essas oficinas são inspiradas no projeto argentino Eloisa Cartonera, uma cooperativa editorial latinoamericana que articula a reciclagem de papelão com a prática da leitura e a edição de livros.

Com o Parque Salvador 500 Anos a Vila Brandão finalmente conquista a sua autonomia. Para a comunidade, o parque passa a ser extensão de sua moradia, um quintal repleto de atividades de lazer e entretenimento, onde a população dispõe de uma gama de serviços sociais e culturais historicamente reinvidicados.

Se durante anos, a Vila lutou pelo seu reconhecimento diante do estado e da sociedade, agora com o parque esta comunidade passa a ser exemplo para toda cidade, referenciando outras áreas de vulnerabilidade social. A Vila Brandão convida a população de Salvador para desfrutar consigo do potencial de lazer e bem estar que o Parque Salvador 500 Anos oferece, comemorando assim seus 70 anos de tradição, luta e coragem.​



Esporte​

Para contemplar a dimensão do lazer e do bem estar físico da população de Salvador, o Parque disponibiliza Espaços ZEN para a prática de atividades holísticas, como Yoga, Tai Chi Chuan, atendendo todas as faixas etárias, especialmente as mulheres e os idosos.

Aos jovens e adultos, em plena adrenalina, o parque apresenta como mais um de suas opções de lazer o Complexo de Esporte Radical, com pistas de skate e patins, parede de escalada, módulos para a prática de Le Parkour, Tirolesa e Rapel. Além de pistas de corrida, caminhada e ciclovias.​



Ambiental​

O Parque Salvador 500 Anos parte do princípio de que a utilização dos recursos materiais e naturais deve se dar sem desperdício ou poluição promovendo o consumo consciente e mínimo das diferentes formas de energia.

Para isso apresenta um projeto arquitetônico, ambiental e paisagístico baseado em métodos e estratégias voltadas para a sustentabilidade.

Um sistema de captação de águas pluviais distribuídos por toda a área do parque garante economia de milhões de litros de água por ano.​




Vias de Circulação e Platôs

As Vias de Circulação do parque são as artérias que oxigenam todos os espaços. O objetivo é possibilitar a circulação por todo o parque, respeitando a topografia natural do terreno interligando os acessos aos platôs, ao edifício e à Vila Brandão.

Revestido em concreto verde estes caminhos devem se confundir com o paisagismo e propiciar o uso de qualquer meio de transporte sejam pedestres para caminhar e correr, esportistas que pode utilizar como ciclovias ou pistas de skate e patins à portadores de necessidades especiais que podem acessar os ambientes através de rampas.

As vias de circulação formam Platôs no decorrer do parque que são os espaços naturalmente formados pela interseção da topografia natural e dos caminhos propostos.

Nestes patamares serão desenvolvidas diversas atividades e usos como mirantes, espaço para relaxamento, espaços de esportes e atividades culturais.

Os eventuais paredes de contenções que se formam ao longo do percurso servirão de painéis para as diversas expressões artísticas urbanas, além de possibilitar a exposição de marcas que estejam envolvidas no processo de viabilização do Parque.​


Atualizado - 05/08/2009
 

·
Na Suíça Sertaneja
Joined
·
23,333 Posts

·
Per ardua surgo
Joined
·
12,003 Posts
Discussion Starter · #5 ·
Nossa... Mas a região da Av. do Contorno vai ficar muito massa quando esse projeto ficar pronto!!! Mas... Salvador não vai fazer 500 anos somente em 2049?!
Sim, o próprio projeto diz o seguinte: "Uma Cidade 40 Anos à Frente do Seu Tempo"


Ah, e ele fica na Ladeira da Barra! Vou corrigir o thread!
 

·
Registered
Joined
·
4,922 Posts
Excelente projeto. Finalmente a cidade começa a ganhar espaços públicos de lazer de qualidade. Espero que seja concretizado em pouco tempo, sem os já costumeiros entraves por parte dos órgãos fiscalizadores.
 

·
Banned
Joined
·
2,912 Posts
Sim, o próprio projeto diz o seguinte: "Uma Cidade 40 Anos à Frente do Seu Tempo"


Ah, e ele fica na Ladeira da Barra! Vou corrigir o thread!
Como assim um projeto 40 anos a frente do seu tempo.............onde esta essa arquitetura que muitos dizem ser a parametrica daqui a 10 anos.............
 

·
Registered
Joined
·
425 Posts
Será perfeito com todos esses itens de lazer e emtreterimento sem falar na vista que teremos de nossa Baia. Tomara que a cidade ganhe mesmo esse presente atencipado de seu 500 anos.
 

·
Soteropolitano
Joined
·
763 Posts
Esse projeto parece maravilhoso. Eu já sabia sobre sua construção, e, se não me engano, será feito pela mesma empresa que irá construir um prédio próximo. Não lembro o seu nome.

Valeu por postar, Calmon!
 

·
Baiano sim senhor!
Joined
·
41,898 Posts
Vai ficar maravilhoso, principalmente pela vista e pelo teleférico, será uma obra que irá se somar as diversas que comporão o pacote da copa 2014.
 

·
Registered
Joined
·
4,922 Posts
O que mais me agrada na obra, além do fator estético e dos serviços apresentados, é saber que usarão o mínimo de dinheiro público em sua construção.
 
1 - 20 of 74 Posts
Top