SkyscraperCity banner

421 - 440 of 473 Posts

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #421
#Chapada: Policlínica Regional de Saúde começa a ser construída em Itaberaba e vai atender 21 municípios; confira imagens
Respeitando as orientações de órgãos de saúde para evitar aglomerações, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, a assinatura da ordem de serviço contou com a presença de poucas pessoas da administração municipal.





As obras começaram nesta segunda após ato político comandando pelo prefeito Ricardo | FOTOS: Jornal da Chapada |

As obras de construção da Policlínica Regional de Saúde da Chapada Diamantina, com sede em Itaberaba, foram iniciadas na manhã desta segunda-feira (20). O presidente do Consórcio Interfederativo ‘Chapada Unida’ e prefeito de Itaberaba, Ricardo Mascarenhas (PP), participou da solenidade em frente à antiga residência do Derba, na Avenida Flaviano Guimarães, e detalhou dados sobre a unidade de saúde. A Policlínica de Itaberaba será construída pela empresa ‘Axxo Construtora’ e serão investidos cerca de 40 milhões, com prazo de 11 meses para entrega da obra.
Respeitando as orientações do Ministério da Saúde para evitar aglomerações, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, a assinatura da ordem de serviço contou com a presença de poucas pessoas da administração municipal. A primeira dama e secretária de Ação Social, Suzana Matias, assessores diretos da gestão, como os secretários João Rodrigues (Saúde) e Nogma Britto (Educação), além de lideranças políticas e vereadores da bancada de apoio ao prefeito estiveram presentes. “Hoje é um dia muito importante para Itaberaba e para os 21 municípios que compõem o Consórcio Público de Saúde. Aqui foi dado o pontapé para a consolidação do Sistema Único de Saúde [SUS] para atendimentos de média e alta complexidade tanto para Itaberaba quanto para a nossa região”, informa o presidente do Consórcio Ricardo Mascarenhas.

 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #422
#Chapada: Trecho da ‘Estrada do Feijão’ em Morro do Chapéu pode ter deslizamento de pedras por conta das chuvas
Existe a possibilidade de quedas de pedras e rochas - que podem descer do alto da encosta devido à infiltração da água no solo.





A situação coloca em risco os motoristas que trafegam pelo local | FOTO: Danton/Rede Caraíbas |

A instabilidade de encostas às margens da rodovia BA-052, a conhecida ‘Estrada do Feijão’, principalmente em trecho do contorno de Cafarnaum a Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina, tem causado preocupação a motoristas que trafegam pela região pois existe a possibilidade de deslizamento de rochas e pedras. Isso por causa do período de chuvas mais intenso na região chapadeira. As informações foram publicadas pelo site Caraíbas FM.
Conforme a publicação, um engenheiro de empreiteira em Irecê foi consultado pela reportagem da Rede Caraíbas de Comunicação e confirmou que existe a possibilidade de queda de pedras e rochas – que podem descer do alto da encosta devido à infiltração da água no solo. Isso coloca em risco os motoristas que trafegam pelo local.
“As fissuras nas rochas permitem a passagem da água e favorecem o encharcamento do solo. A parte de terra acaba cedendo e material sedimentar desce pela encosta atingindo a rodovia”, avaliou o construtor entrevistado pela reportagem. O seu nome não foi divulgado.
Ainda segundo a publicação, a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) não tem um levantamento de registro de deslizamentos na região serrana de Morro do Chapéu, mas como pode acontecer em períodos de chuva, a polícia orienta os motoristas que redobrem a atenção, especialmente à noite.
A reportagem da Rede Caraíbas de Comunicação tentou contato por telefone com a Superintendência de Infraestrutura de Transportes da Bahia (SIT) – órgão vinculado à Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), mas não conseguiu contato com a pasta.

 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #423
#Chapada: Itaberaba e Mucugê entram na lista de municípios baianos com transporte intermunicipal suspenso.

A rodoviária de Itaberaba não pode receber transportes | FOTO: Jornal da Chapada |

Os municípios de Barro Preto, Castro Alves, Coração de Maria, Dias D’Ávila, Ipirá, Itabela, Itaberaba, Itamari, Mirante, Morpará, Mucugê e Ribeira do Pombal terão o transporte intermunicipal suspenso a partir de quarta-feira (22). A medida, que visa conter o avanço da pandemia do novo coronavírus na Bahia, foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (21).
Com a decisão, a Bahia passa a ter de 81 municípios com a restrição no transporte intermunicipal, válida até o dia 3 de maio. A determinação considera a circulação, saída e chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans. O decreto ainda autoriza a retomada do transporte em Adustina, Barra do Rocha, Cachoeira, Gandu, Itarantim, Itororó, Palmeiras, Piripá, Prado, São Félix e Utinga, municípios com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19 confirmados.
Os outros municípios com transporte suspenso são: Abaíra, Aiquara, Alagoinhas, Amélia Rodrigues, Araci, Aurelino Leal, Barra, Barra do Choça, Belmonte, Brumado, Buerarema, Camacã, Camaçari, Campo Formoso, Canavieiras, Cansanção, Capim Grosso, Catu, Coaraci, Conceição do Coité, Conceição do Jacuípe, Curaçá, Euclides da Cunha, Eunápolis, Feira de Santana, Floresta Azul, Gongogi, Ibirataia, Ibotirama, Ilhéus, Ipiaú, Irecê, Itabuna, Itacaré, Itagi, Itagibá, Itajuípe, Itaparica, Itapé, Itapebi, Itapetinga, Itatim e Ituberá.
O transporte também está suspenso em Jaguaquara, Jequié, Juazeiro, Lauro de Freitas, Luís Eduardo Magalhães, Paramirim, Porto Seguro, Rio do Pires, Salvador, Santa Cruz Cabrália, Santa Luzia, Santa Maria da Vitória, Santa Teresinha, São Francisco do Conde, Serra do Ramalho, Serrinha, Simões Filho, Taperoá, Teixeira de Freitas, Ubatã, Una, Uruçuca, Valença, Valente, Vera Cruz e Vitória da Conquista.

 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #424
#Chapada: Lançada licitação para elaboração de estudos para a construção da Barragem do Rio da Caixa em Rio do Pires
O equipamento, além de garantir segurança hídrica para a região, vai contribuir para a sustentabilidade do abastecimento humano e da tradicional produção agrícola irrigada






A abertura das propostas do edital está prevista para 25 de maio de 2020 | FOTO: Divulgação/SIHS |

A Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS), por meio de sua vinculada, a Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento (Cerb), publicou neste mês de abril no Diário Oficial do Estado o edital de licitação para a contratação de empresa especializada que vai elaborar os estudos de viabilidade e projeto executivo para a construção da Barragem do Rio da Caixa. A abertura das propostas do edital está prevista para 25 de maio de 2020. A Barragem do Rio da caixa, no município de Rio do Pires, na Chapada Diamantina, será localizada à juzante da Barragem de Zabumbão, com um volume de acumulação previsto de 30 hm³, vai funcionar como grande reforço da oferta de água da Bacia do Paramirim, atendendo os municípios de Rio do Pires, Boquira, Botuporã, Caturama, Érico Cardoso, Ibipitanga, Macaúbas e Paramirim, além do município de Tanque Novo, no Sertão Produtivo.

O equipamento, além de garantir segurança hídrica para a região, vai contribuir para a sustentabilidade do abastecimento humano e da tradicional produção agrícola irrigada, que atualmente só conta com o fornecimento de água da Barragem de Zabumbão.

“Esse é um projeto muito importante e esperado pela população do Território da Bacia do Paramirim. A SIHS já havia realizado os estudos básicos de geologia e hidrologia, inclusive com a identificação de dois eixos potenciais para construção da barragem”, informou o secretário da SIHS, Leonardo Góes.

 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #425
#Chapada: Lençóis planeja estratégias para revitalizar turismo após pandemia na região
Como medida de prevenção à Covid-19, Lençóis encontra-se fechada para entradas de turistas, e estão suspensas as atividades de todos os serviços não essenciais, tais como hospedagens e agências de turismo.





Desde o começo da pandemia, mais de 50% de hotéis e pousadas tiveram suas reservas canceladas | FOTO: Arquivo/Rita Barreto |

O Conselho Municipal de Turismo de Lençóis (Contur) e a prefeitura local estão montando estratégias para revitalizar o turismo da região após a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Os setores de hospedagem, gastronomia, agências de turismo, além da sociedade civil, se reuniram nos dias 20 e 22 de abril e montaram um plano de marketing.
Entre as medidas, estão a busca por uma empresa para operar e criação de campanhas que atraiam a visibilidade e visitantes para Lençóis e demais município da Chapada Diamantina. Outra ação discutida pelos conselheiros é a segurança com benefícios do turismo de natureza em pequenas cidades. “A ideia é fazer tudo isso sem aglomerações, para a retomada do turismo no menor tempo possível”, informa a nota divulgada pelo Contur.
Encontro foi conduzido pela secretária Roberta Ferraz | FOTO: Divulgação/PML |
Como medida de prevenção à Covid-19, Lençóis encontra-se fechada para entradas de turistas, e estão suspensas as atividades de todos os serviços não essenciais, tais como hospedagens e agências de turismo. Segundo a secretária municipal de Turismo e Cultura, Roberta Ferraz, da administração do prefeito Marcos Araújo (Marcão), a potencialização dos canais de mídia fará com que Lençóis permaneça na memória e nos interesses dos viajantes.
“Se todos os moradores de Lençóis compartilharem, interagirem e valorizarem Lençóis nas redes sociais, sairemos fortalecidos”, defendeu Ferraz. Cerca de 80% da economia de Lençóis vem do turismo, conforma a titular da pasta. Desde o começo da pandemia, mais de 50% de hotéis e pousadas tiveram suas reservas canceladas.

 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #426
#Chapada: Vale do Capão sofre surto epidêmico de casos suspeitos de dengue; médica da USF alerta situação
Conforme Ísis Michel, "a dengue é uma doença universal [atinge todo mundo] e de alta mortalidade".



Após a barreira sanitária cair no Vale do Capão, moradores ficaram vulneráveis a doenças | FOTO: Diego Araújo/Facebook |

Além dos riscos de contaminação pelo novo coronavírus (Covid-19), após a derrubada da barreira sanitária – que proibia a entrada de trabalhadores da construção civil e de serviços não essenciais, o Vale do Capão vive uma recente crise de saúde em relação aos casos suspeitos de dengue. O Jornal da Chapada manteve contato, nesta-terça (28), com a médica de família e homeopata, Ísis Michel, que atua na Unidade de Saúde da Família (USF) de Caeté-Açu, distrito de Palmeiras, na Chapada Diamantina. A médica conta sobre os riscos causados pelo vírus da dengue e as consequências que a população da vila pode enfrentar como a vulnerabilidade para outras doenças bacterianas ou virais.
“O Vale do Capão está vivenciando um surto epidêmico de casos suspeitos de dengue, o que quer dizer muitas pessoas com sintomas de dengue ao mesmo tempo em um local onde isso nunca aconteceu. A dengue é uma doença universal [atinge todo mundo] e de alta mortalidade. Produz a maioria dos casos leucopenia e linfopenia [são os glóbulos brancos do sangue, que fazem parte do sistema de defesa imunológica do nosso corpo], o que quer dizer que aumenta a chance de quem tem ou teve dengue pegar doenças bacterianas [como pneumonia, meningite] ou virais [como gripe, resfriado e coronavírus] e pode levar até 20 dias para uma recuperação completa”, aponta com preocupação Ísis Michel.

Médica alerta sobre os sintomas que têm surgido com frequência na USF e as similaridades com outros vírus | FOTO: Reprodução/Carpe Mundi |

Alerta sobre os sintomas que têm surgido com frequência na USF e as similaridades com outros vírus. “Febre alta de até sete dias de duração, dores pelo corpo, dor de cabeça, sensação de dor atrás dos olhos, dores nas articulações [nas juntas], além de dor de barriga e vômitos em crianças. E ainda por cima, tem sintomas muito parecidos com zika vírus, que pode gerar problemas de saúde no feto em gestantes”, salienta a médica. Ela ainda relata que todas essas doenças têm em comum o surgimento de febre alta e associados a outros sintomas posteriormente. “Por isso, quando alguém chega para ser examinado com febre no primeiro ou segundo dia, ainda não apareceram os outros sintomas e ainda não dá para saber se será dengue, gripe, resfriado ou até mesmo caso suspeito de coronavírus. Todos esses casos precisam de acompanhamento, orientações e avaliação a cada dois ou três dias”.
Outra preocupação da médica é o caso de dengue coincidir com o pico de outras doenças, até mesmo a Covid-19 e a necessidade de testes rápidos para que as ações sejam realizadas dentro do quadro diagnosticado. “Para os próximos 40 dias está previsto o pico epidêmico da dengue [maior número de casos em pouco tempo] que irá coincidir com o pico de outras doenças como gripe, resfriado e do novo coronavírus”, salienta Ísis. A atenção tem sido voltada para o relaxamento da quarentena – que ocorreu logo após a derrubada da barreira sanitária ocasionando a entrada e saída de pessoas de fora, além de recém chegados que não estão respeitando o isolamento de 14 dias.


Outra preocupação da médica é o caso de dengue coincidir com o pico de outras doenças, até mesmo a Covid-19 | FOTO: Reprodução/G1 |


 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #427
#Chapada: Produtos de cooperativa de Piatã são comercializados na capital por meio de plataforma online
Consumidores de Salvador podem adquirir produtos da agricultura familiar de diferentes regiões por plataformas digitais.





O objetivo é oferecer novas formas de acesso aos produtos | FOTO: Divulgação/SDR |

Cooperativas e associações da agricultura familiar baiana estão utilizando as plataformas digitais e o sistema de entrega delivery, como estratégia de mercado, neste período de pandemia do novo Coronavírus. O objetivo é oferecer novas formas de acesso aos produtos e garantir que alimentos saudáveis cheguem à mesa dos soteropolitanos. As Cooperativas de Cafés Especiais e Agropecuária de Piatã (Coopiatã), da Chapada Diamantina, e a Cooperativa de Serviços Sustentáveis da Bahia (Coopessba), de Ilhéus, que comercializa a marca de chocolate Natucoa, estão juntas comercializando seus produtos na capital baiana, por meio da Plataforma Balcão Online.
“Contratamos um revendedor que, além de ajudar na propaganda ‘boca a boca’, realiza a entrega dos pedidos da plataforma balcao.online/coopiata. Os consumidores, ao pagarem o frete, têm o produto em sua casa no mesmo dia ou no dia seguinte”, observou Rodolfo Moreno presidente da Coopiatã. Moreno destaca que às quintas-feiras a entrega é gratuita. “Para o frete grátis, basta selecionar na loja virtual a opção retirar na loja, entraremos em contato e realizaremos a entrega. O nosso foco é fortalecer as marcas das cooperativas na capital”, afirmou.
Outro ponto de venda online de produtos da agricultura familiar é a loja virtual Escoar. Por lá é possível encontrar um mix de produtos, a exemplo de Iogurtes de licuri, umbu, abacaxi e café, manteiga, queijos, castanhas, pasta de castanha pura e com cacau, cervejas artesanais, geleias de maracujá da Caatinga e de umbu, compota e doce de umbu, doce de goiaba, Umbu Bom. Também são comercializados o flocão de milho não transgênico, mingau de milho, mingau de multicereais, chocolates e barra de cacau com nibs.


Outro ponto de venda online de produtos da agricultura familiar é a loja virtual Escoar| FOTO: Divulgação/SDR |

Susana Calmon, uma das idealizadoras da Escoar, explica que a loja atende todo país, mas, devido à pandemia, neste momento estão focados em Salvador, com entrega gratuita dos produtos. “A procura por produtos da agricultura familiar é crescente, até mesmo em tempo de isolamento social. Com destaque para os bairros de Brotas, Pituba e Barra. Para Lauro de Freitas e região metropolitana também fazemos entrega, mas cobrando uma taxa de entrega”, informou Calmon.
A maioria das cooperativas que comercializam pelo site da Escoar conta com o apoio do Governo do Estado, por meio de programas e projetos executados pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e suas unidades. Na lista de empreendimentos estão a Coopiatã, Coopessba, Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (Coopercuc), do município de Uauá; Cooperativa de Produção Agropecuária de Giló (Coopag), de Várzea Nova; Cooperativa da Cajucultura Familiar do Nordeste da Bahia (Cooperacaju) e Cooperativa dos Apicultores de Ribeira do Pombal (Cooarp), de Ribeira do Pombal; a Cooperativa Regional de Agricultores Familiares e Extrativistas da Economia Popular e Solidária (Coopersabor), de Monte Santo, e Cooperativa Agropecuária Mista Regional de Irecê (Coopirecê), de Irecê.

 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #428
#Vídeo: Clipe de Luísa Sonza gravado em cavernas da Chapada Diamantina vence prêmio independente de fotografia
'Fazendo Assim' é uma parceria de Luísa Sonza com Gaab e íntegra o álbum 'Pandora', lançado em junho de 2019.




A fotografia é assinada pelo profissional Heitor Cavalheiro | FOTO: Reprodução/Youtube |

Gravado em diferentes cavernas da região da Chapada Diamantina, o clipe da música ‘Fazendo Assim’, da cantora Luísa Sonza, venceu o prêmio de melhor direção de fotografia no International Music Video Underground, de Paris, na França. A fotografia é assinada pelo profissional Heitor Cavalheiro e foi adaptada para filmagens dentro de cavernas na Chapada.
“Filmamos em três cavernas diferentes, durante duas longas diárias, e alguns dos sets ficavam a mais de uma hora de caminhada adentro das cavernas, passando por locais tão estreitos que era difícil passar com a câmera”, contou Cavalheiro. ‘Fazendo Assim’ é uma canção em parceria de Luísa Sonza com Gaab e faz parte do álbum ‘Pandora’, lançado em junho de 2019.


 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #429
#Chapada: Ruas de Lençóis são lavadas para evitar propagação da Covid-19; ação aconteceu em parceria com a Embasa
Para a lavagem das ruas, foi utilizada uma solução com detergente e, logo depois, uma solução com clorativo, substância que mata o vírus da doença e também a larva do mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela.




Lençóis segue com atuação para impedir a entrada da Covid-19 no município | FOTO: Montagem do JC |

O município de Lençóis, por meio da Secretaria de Saúde, da administração do prefeito Marcos Airton, o popular Marcão (PRB), continua com as ações de enfrentamento e combate ao novo coronavírus. As principais ruas do município, incluindo sede e zona rural, foram lavadas para evitar a proliferação do vírus da Covid-19. A ação aconteceu em parceria com a Embasa local, que elaborou um plano de contingência.
Para a lavagem das ruas, foi utilizada uma solução com detergente e, logo depois, uma solução com clorativo, substância que mata o vírus da doença e também a larva do mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela. “Contamos com a colaboração da população para ficar em casa e manter as ruas limpas. Esperamos que todos se conscientizem desse processo que se passa no Brasil”, divulgam as equipes da vigilância epidemiológica de Lençóis.


 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #430
#Chapada: Sem acordo com a prefeitura para erguerem barreira sanitária, moradores do Vale do Capão dizem que estão vulneráveis à Covid-19
Após encontro, a comunidade no coração da Chapada Diamantina segue sem controle e impossibilitada de retomar os trabalhos de controle de acessos e monitoramento.





Grupo de moradores critica as ações da prefeitura e pedem mais atenção para conter o coronavírus | FOTO: Reprodução |


Sem acordo. Esse foi o resultado da reunião realizada com a prefeitura de Palmeiras, na Chapada Diamantina, na última quarta-feira (29), com os moradores do Vale do Capão que pediam o retorno da barreira sanitária na comunidade como forma de conter a entrada do novo coronavírus na comunidade (veja aqui). O encontro foi em conjunto com o Conselho de Gestão da Crise de Covid-19 do Vale do Capão – que reúne mais de 15 associações, entidades e coletivos do Vale.
Com o prefeito Ricardo Guimarães (PSD), estavam o procurador do município, Tiago Rola, a coordenadora epidemiológica, Alessandra Lima, e o secretário de Meio Ambiente, Genilson Oliveira da Silva, o popular ‘Nininho’. No entanto, a proposta para um novo decreto teve alguns impedimentos que não permitiram o retorno da ‘Barreira do Capão’, conforme informações de voluntários.
“A prefeitura não aceitou a restrição aos trabalhadores, que impediriam eles de frequentarem os comércios. Também não aceitou a aplicação de multa, nem a cassação do cadastro em caso de descumprimento”, apontam integrantes do conselho. Eles ainda informam que na proposta foram flexibilizados vários pontos que atendiam os interesses de ambas as partes, comunidade e prefeitura.
“Nós flexibilizamos uma das nossas convicções mais radicais, que é a não entrada de prestadores de serviços não essenciais. Ainda mais no contexto de agravamento da crise em todo o país. Fizemos isso porque acreditamos que o Vale realmente precisa de uma barreira e de controle do fluxo, como medida mais eficiente para evitar a propagação da Covid-19 em nossa comunidade”, salienta um dos representantes que esteve na reunião.



Com a barreira sanitária, o Vale do Capão estaria mais seguro, é o que acreditam os membros do comitê da comunidade | FOTO: Divulgação |

“E aos que se preocupam com a economia dessas pessoas, inclusive o poder público quando aplica esse discurso, sugiro que usem o recurso de mais de R$120 mil reais que foi disponibilizado ao município por conta do estado de calamidade que vivemos, para garantir a segurança econômica, a vida destes trabalhadores e o bem-estar da comunidade”, completam.
O Jornal da Chapada manteve contato com prefeito Ricardo, na última quinta-feira (30), um dia após a reunião, para buscar informações sobre o resultado da reunião com o Conselho de Gestão da Crise de Covid-19 do Vale do Capão. Para o gestor, “a reunião foi boa e aguardava um retorno dos membros”. Ao ser questionado se toda a proposta tinha sido aceita ele diz que “algumas foram acatadas outras não tinham amparo na lei“.
Também foi questionado sobre o surto epidêmico de casos suspeitos de dengue alertado por médica da USF (saiba mais), e o prefeito respondeu que “a nossa enfermeira epidemiológica estava presente e procede essa informação. [O surto se deve a] muitas chuvas esse ano”, declarou Guimarães.

 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #431
Municípios da Chapada Diamantina criam campanhas para manter o distanciamento em filas de bancos e lotéricas
Com as demarcações no chão, os moradores dos municípios chapadeiros, cumprem o distanciamento recomendado por especialistas e pela Organização Mundial de Saúde (OMS) contra a Covid-19.




Campanhas visam garantir o distanciamento de pelo menos um metro e meio, entre uma pessoa e outra | FOTO: Montagem do JC/PMRC e PMSS |

Municípios da Chapada Diamantina têm se preocupado com o aumento de casos de Covid-19 na região e o isolamento social ainda é a forma mais eficaz para se manter distante do novo coronavírus – que tem crescido no Brasil. Por outro lado, elevou o número de pessoas enfrentando fila para o saque do ‘auxílio emergencial’, valor disponibilizado pelo governo federal para amparo das famílias na quarentena. O saque do benefício gerou quebra no isolamento e consequentemente aglomerações em filas de portas de bancos e lotéricas.
Pensando no bem-estar e saúde da população o município de Rio de Contas lançou uma campanha para manter o distanciamento social intitulada de ‘Cada um no seu quadrado’. A campanha visa garantir o distanciamento de pelo menos um metro e meio, entre uma pessoa e outra. Com as demarcações no chão, os moradores de Rio de Contas cumprem o distanciamento recomendado por especialistas e pela Organização Mundial de Saúde (OMS) contra a Covid-19.

As prefeituras têm realizado ações para conter aglomerações de pessoas em bancos e lotéricas | FOTO Montagem do JC/PMRC e PMSS |

Em nota publicada na rede oficial do município, a prefeitura informa que, “a Secretaria Municipal de Assistência Social, com apoio de agentes da Vigilância Sanitária, estão nesses locais fazendo a distribuição de máscaras de tecido, o ordenamento das filas e a conscientizando da população sobre a importância de seguir, à risca, os protocolos de segurança”. Em Souto Soares, outro município chapadeiro, a história não é diferente.
A prefeitura tem realizado ações para conter aglomerações de pessoas na lotérica. Com o apoio do Comitê de Enfrentamento à Covid-19, a avenida José Sampaio, que fica o estabelecimento está fechada temporariamente e foram disponibilizados dois toldos, várias cadeiras com distanciamento recomendado pela OMS e máscaras à disposição da população. “Outras ruas também foram fechadas com o objetivo de facilitar a fiscalização da barreira sanitária, que vem atuando no município para dialogar e dar orientações, além de realizar a verificação da temperatura dos passageiros e condutores”, aponta nota em rede social da prefeitura.

 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #432
#Chapada: Mineradora bate recorde na produção de ouro e planeja investir R$300 milhões em melhorias na empresa em Jacobina
A operação da Yamana em Jacobina mantém aproximadamente 1400 empregos diretos e 700 indiretos, com 85% da mão de obra contratada localmente.



Produção anual de ouro pode aumentar em até 35% com otimizações | FOTO: Reprodução |

O município de Jacobina, na Chapada Norte, pode ver sua produção de ouro crescer em até 35% a partir do ano que vem. O aumento virá do investimento de R$300 milhões que a Yamana Gold planeja fazer nas suas mina e planta de processamento do metal nobre no município entre 2021 e 2022. A empresa opera em Jacobina desde 2006, através de contrato de arrendamento assinado com a Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM).
Para o presidente da CBPM, Antonio Carlos Tramm, a notícia reforça o potencial da mineração baiana. “Mais uma boa notícia. Só para ficar em 2020, em janeiro tivemos a retomada da Nickel em Itagibá, em março a Largo anunciou que vai construir outra planta em Maracás e agora temos a Yamana fazendo parte do hall de empresas de mineração que estão investindo e ampliando suas produções na Bahia”, diz Tramm.
Com a expansão, a produção de ouro anual em Jacobina pode saltar das atuais 168 mil onças produzidas em 2019 para 230 mil onças. Esta seria a fase dois de otimização da mina. A primeira fase ocorreu ao longo de 2019, com investimento de aproximadamente R$ 30 milhões, e resultou num recorde na produção de ouro, passando de 39 mil onças no primeiro trimestre de 2019 para 44 mil onças no mesmo período de 2020. Um incremento de quase 13%. A operação da Yamana em Jacobina mantém aproximadamente 1400 empregos diretos e 700 indiretos, com 85% da mão de obra contratada localmente.


 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #433
Chapada: Piatã se destaca como referência mundial em cafés de qualidade; veja vídeo sobre o assunto
A busca por melhores grãos atrai australianos, americanos, coreanos, japoneses e europeus às propriedades de Piatã, onde o preço da saca de 60kg triplicou de valor.




Piatã entrou na rota da elite da cafeicultura mundial | FOTO: Reprodução/Empório Chapada Diamantina |
Há algum tempo que o café do município de Piatã, na Chapada Diamantina, tem sido premiado e reconhecido nacional e internacionalmente como referência de qualidade. Este reconhecimento foi o tema de uma live realizada na última terça-feira (5), nas redes sociais, pelo blog do Mário Bittencourt, com o produtor e empresário Cândido Rosa, do café Rigno.
Rosa falou que um dos segredos do café de qualidade é o cuidado na colheita, com a escolha dos grãos que estão prontos para serem retirados do pé. E o pós-colheita, fase em que os grãos são colocados para a secagem, merecem igual atenção para que o café tenha qualidade.
Dentre esses cafés especiais, está o que é produzido pela família Rigno. Este café é o mais recente ganhador do concurso da ABIC, feito que já tinha sido realizado em 2015. O café dos Rigno já venceu também o Cup of Excellence de 2009, 2014 e 2015. Há 40 anos que a família produz café arábica, e desde 2000 se dedica aos cafés especiais.


Antonio Rigno é pioneiro na produção de café de qualidade em Piatã | FOTO: Divulgação |

A busca por melhores grãos atrai australianos, americanos, coreanos, japoneses e europeus às propriedades de Piatã, onde o preço da saca de 60kg triplicou de valor. O foco na produção de cafés de qualidade fez com que a cidade de Piatã entrasse na rota da elite da cafeicultura mundial. Não fossem as restrições de deslocamento provocadas pela pandemia da Covid-19, as áreas de produção de café da cidade de 17 mil habitantes estariam nesta época do ano sendo visitadas por eles.
O presidente da Cooperativa de Cafés Especiais e Agropecuária de Piatã (Coopiatã), Rodolfo Moreno, que também fez participação na live, diz que “das cerca de 300 famílias que produzem cafés na região, pelo menos metade conseguem ter um grão com pontuação acima de 80”. Para entender a relevância na escolha dos grãos, na qualidade do café e premiações.


 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #435
#Chapada: Itaberaba divulga cronograma de reformas de quadras esportivas no município
A ação, que iniciou com a reconstrução da quadra do bairro da Urbis, mantém em perfeitas condições de uso os equipamentos que foram total ou parcialmente requalificados nos últimos anos pela gestão municipal.




Reforma de quadras em Itaberaba beneficia moradores de diferentes bairros | FOTO: Divulgação/PMI |


Sem relaxar as medidas sanitárias impostas pela pandemia do novo coronavírus no município, a prefeitura de Itaberaba segue com o canteiro de obras projetadas pela administração ‘Cidade de Todos’, do prefeito Ricardo Mascarenhas (PP). Nesta sexta-feira (8), a Secretaria Municipal de Desporto, Lazer e Turismo (Sedeltur) divulgou o cronograma de reformas e manutenção das quadras poliesportivas.
A ação, que iniciou com a reconstrução da quadra do bairro da Urbis, mantém em perfeitas condições de uso os equipamentos que foram total ou parcialmente requalificados nos últimos anos pela gestão municipal. Na próxima semana, vai ser a vez da quadra do bairro do Barro Vermelho. “A cada duas semanas, nós realizamos um levantamento para identificar os espaços que precisam de manutenção”, disse o secretário da Sedeltur, Luiz Alberto do Bomfim.
Quadras poliesportivas, academias a céu aberto, ginásio de esporte e outros espaços público de esporte e lazer passaram por reformas completas ou foram construídas em Itaberaba, nos últimos três anos. “Realizamos, nos últimos anos, o maior investimento de todos os tempos nos equipamentos esportivos da história de Itaberaba e ainda vamos fazer muito mais”, disse o prefeito Ricardo Mascarenhas.
Os trabalhos de manutenção incluem a revitalização da pintura, substituição dos refletores na iluminação e reparo dos alambrados, além, de ajustes no entorno dos equipamentos, incluindo as áreas de convivência e pistas de caminhada.


 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #436
#Chapada: Estradas que ligam a sede de Nova Redenção a comunidades rurais recebem melhorias da prefeitura
Está em andamento, por exemplo, a recuperação da estrada que vai do centro urbano até o assentamento Campo Formoso, uma importante via de escoamento da produção do município.





As máquinas estão trabalhando para manter as vias transitáveis | FOTO: Montagem do JC/PMNR |


Estradas vicinais do município de Nova Redenção passam por melhorias após intensas chuvas na região da Chapada Diamantina. E foi aproveitando essa estiagem que a prefeitura local iniciou uma série de manutenções das vias que ligam a sede a comunidades rurais. A ação é realizada por meio da Secretaria de Transporte da Administração ‘Governo da Reconstrução’, da prefeita Guilma Soares (PT).
Está em andamento, por exemplo, a recuperação da estrada que vai do centro urbano até o assentamento Campo Formoso, uma importante via de escoamento da produção do município. Segundo a prefeita Guilma, a recuperação e manutenção das estradas municipais são fundamentais para a circulação da população da zona rural.


“E, por aqui, o trabalho não para. Nesta quinta-feira, dia 7 de maio, a equipe de transporte e infraestrutura, se deslocou para a região do assentamento Amazonas, no sentido de resolver também o problema da estrada, no trecho onde passa um riachinho e que, no período de chuva, deteriora toda a pista”, informa a gestora pública.
A prefeita ainda destacou que para resolver definitivamente o problema, nessa via, será colocado manilhas no riacho. “Na oportunidade, agradecemos a parceria com ‘Nego Val’ e o ‘senhor Luiz’, entre outros envolvidos na resolução desse problema”, conclui Guilma.

 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #437
#Chapada: Dom Basílio e Capim Grosso entram na lista dos municípios com transporte suspenso; Mucugê já pode retomar serviço
Governo incluiu mais 19 cidades baianas na lista de cidades com o serviço suspenso; total chega a 128 localidades




Os transportes são suspensos para evitar a proliferação da Covid-19 | FOTO: Ilustração/Agerba |

O transporte intermunicipal será suspenso em 19 cidades baianas a partir de quarta-feira (13). A decisão inclui Amargosa, Anguera, Barrocas, Cachoeira, Capela do Alto Alegre, Capim Grosso (Chapada Norte), Dom Basílio (Chapada Diamantina), Irará, Irecê, Itapicuru, Itapitanga, Luís Eduardo Magalhães, Manoel Vitorino, Potiraguá, Presidente Dutra, Presidente Tancredo Neves, Santo Estevão, São Félix e Umburanas.
Ficam suspensas nesses municípios a circulação, a saída e a chegada de qualquer transporte intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans. A medida, que foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (12), tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana.
O decreto também autoriza a retomada do transporte intermunicipal em Amélia Rodrigues, Barro Preto, Catu, Ibotirama, Itamari, Mucugê (Chapada Diamantina), Santaluz e São José da Vitória, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de covid-19.


 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #438
Rui anuncia novos leitos de UTI para a região da Chapada Diamantina





O encontro virtual tratou das medidas específicas para a região implantadas pelo Estado (Foto: Paula Fróes/GOVBA)

Uma coletiva de imprensa online reuniu o governador Rui Costa e jornalistas que atuam na Chapada Diamantina, no início da tarde desta quarta-feira (20). Transmitido pelas redes sociais e retransmitido por uma série de emissoras de rádio do interior, o encontro virtual tratou das medidas específicas para a região implantadas pelo Estado, para conter o avanço do novo coronavírus, inclusive a montagem de novos leitos exclusivos para o tratamento da doença.
O Estado vai viabilizar na região novos leitos exclusivos para pacientes com suspeita ou que testarem positivo para a Covid-19, conforme explicou Rui. “Determinamos a contratação de um hospital privado para ofertar leitos extras de Unidades de Terapia Intensiva (UTI), em Itaberaba e região. Estes leitos irão se somar a outros existentes na região, como por exemplo aos do Hospital Regional da Chapada, em Seabra, que atualmente dedica exclusivamente 33 leitos para tratamento da Covid-19”, contabilizou.
Além disso, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Itaberaba será transformada em um centro de triagem regional. “Em parceria com o prefeito Ricardo, estamos montando uma linha de ação em que a UPA ficará focada em recepcionar pacientes com suspeita e casos confirmados de coronavírus, facilitando a classificação, manejo clínico, estabilização e, caso necessário, regulação para unidades de maior complexidade”, detalhou Rui, que ainda ressaltou que a Emergência, instalada na UPA, será mudada de lugar. “Dessa forma, pessoas que necessitem de outros serviços de saúde não terão contato com os pacientes suspeitos e confirmados”, avaliou o governador.


 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #439
#Chapada: Moradores do Vale do Capão denunciam aumento do número de pessoas que chegam para passar a quarentena
Em redes sociais, moradores e nativos da região debatem sobre a situação de aluguel de casas em plena quarentena, que evita a chegada e transmissão do novo coronavírus.




Barreira foi derrubada com decreto da prefeitura | FOTO: Divulgação |


O Jornal da Chapada tem recebido com frequência denúncias de moradores da região do Vale do Capão, pertencente ao município de Palmeiras, na Chapada Diamantina. Desta vez, trata-se do aumento do número de pessoas na vila em decorrência dos alugueis de casas. Moradores explicaram ao jornal, nesta sexta-feira (22), que as pousadas estão proibidas de receber turistas e o turismo não está funcionando devido ao fechamento do Parque Nacional da Chapada Diamantina por conta da pandemia de covid-19.
Uma moradora relata que pessoas de Salvador e de outros estados estão chegando ao Capão de forma desenfreada e pede uma posição da gestão municipal. “As pousadas foram proibidas, o turismo e o Parque [Nacional] da Chapada Diamantina está fechado. Porém, as pessoas estão vindo para cá de forma desenfreada. A população está apreensiva. Gostaria que a prefeitura tomasse uma posição. Não podemos prejudicar o direito de ir e vir de ninguém, mas o direito coletivo sobrepõe o individual. Estamos falando de segurança e saúde. Se esse vírus chegar ao Vale vai ser catastrófico”, aponta uma das moradoras com receio do aumento de volume de pessoas.


Após a barreira sanitária cair no Vale do Capão, moradores ficaram vulneráveis a doenças | FOTO: Diego Araújo/Facebook |

Em redes sociais moradores e nativos da região chapadeira debatem sobre a situação de aluguel de casas em plena quarentena, que evita a chegada e transmissão do coronavírus. “Pessoas chegando para morar, alugando casas, ontem mesmo chegou um pessoal aqui na casa vizinha, vieram de Salvador, com caminhão de mudança, resta saber se estão fazendo quarentena”, afirma outra moradora. Em outra conversa, a prefeitura e a eficiência da barreira sanitária na sede são citadas. “Pessoal, tem que denunciar. A prefeitura tem obrigação de verificar casos suspeitos. Todos estão divulgando que está fácil passar pela barreira”, aponta.
“O povo está vindo de carro próprio, isso é o de menos, repare o tanto de carro e pessoas diferentes aqui, não estamos no pico ainda, e precisamos sim de uma barreira, que foi muito eficaz. Se está tendo barreira e as pessoas estão passando, alguma coisa está acontecendo. É bom verificar o porquê. Quando tinha a barreira no Riachinho não tinha esse fluxo de pessoas que tem hoje no Vale. Têm muitas pessoas que não moram aqui atrás de casas de aluguel. Isso é muito assustador para nós moradores”, completa outra moradora.
O Jornal da Chapada manteve contato com o prefeito Ricardo Guimarães (PSD) nesta sexta-feira (22). Ele se posicionou sobre o assunto, informando “que a barreira não é somente sanitária é proibitiva, mas que não pode conter pessoas que burlam a lei”.


 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #440
Barragem Luiz Vieira passará por reforma em Rio de Contas



Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste


Em breve, o Departamento Nacional de Obras Contra Secas (DNOCS) deve iniciar as obras de reforma da Barragem Luiz Vieira em Rio de Contas, a 68 km de Brumado. Na manhã do último sábado (23), autoridades do município se reuniram com representantes do órgão e da empreiteira responsável a fim de tratar sobre o início das obras. Em julho do ano passado, a Comissão de Meio Ambiente, Seca e Recursos Hídricos, da Assembleia Legislativa da Bahia, esteve em Rio de Contas para fazer uma avaliação da barragem. O motivo da fiscalização foi por conta do relatório emitido, à época, pela Agência Nacional das Águas (ANA), que apontava a Barragem Luiz Vieira como um dos dez açudes baianos, construídos pelo DNOCS, que apresentava potencial risco de rompimento. A reforma era uma reivindicação antiga dos moradores das cidades de Rio de Contas, Livramento de Nossa Senhora e Dom Basílio, que temiam por um rompimento.


 
421 - 440 of 473 Posts
Top