SkyscraperCity banner

6461 - 6480 of 6531 Posts

·
.
Joined
·
126,043 Posts
Ticiana Villas Boas e Tatiana Amorim abrem loja que valoriza o design brasileiro

Ticiana Villas Boas e Tatiana Amorim (foto: divulgação)

A jornalista baiana Ticiana Villas Boas, esposa de Joesley Batista, um dos donos do Grupo JBS, e a empresária Tatiana Amorim estão abrindo, em São Paulo, a +55Design. A loja, localizada na Alameda Gabriel Monteiro da Silva em um espaço com 500m2 projetado por Arthur Casas, tem o intuito de valorizar o design nacional. A inauguração será online, através de live especial na próxima quinta-feira, às 19h.
Em conversa com o Alô Alô Bahia, Ticiana revelou que, por lá, poderão ser encontrados produtos assinados por Studio Arthur Casas, Studio MK27, Ricardo Bello Dias, MOOC, Tina e Lui, Guto Requena, Roberta Banqueri e Bruno Carvalho, entre outros.
Simultaneamente à inauguração da loja de São Paulo, a Home Design, de Manuela Andrade e Maurício Lins, irá lançar um espaço exclusivo dedicado a +55 em Salvador, representando o Norte/Nordeste. “ A +55 será a primeira plataforma baseada no desenho equilibrado e essencial, que valoriza tanto o trabalho artesanal quanto a tecnologia industrial”, nos disse Tatiana Amorim. A empresária comandou, durante anos, a loja de móveis Toque da Casa, na Alameda das Espatódeas, no Caminho das Árvores.



 

·
Jequié, Sudeste da Bahia
Joined
·
9,587 Posts
Discussion Starter #6,462
GRUPO PÃO DE AÇÚCAR VENDE ASSAI DE JEQUIÉ PARA TRX

227643


JUNHO 20, 2020 SOUZA ANDRADE
As ações do grupo varejista GPA, dono do Pão de Açúcar, operam com perdas na quinta-feira (18jun20), inclusive indo na contramão do Ibovespa. A companhia informou que seu conselho de administração aprovou operações para vender três lojas da Sendas, no valor de avaliação de cerca de R$ 183,1 milhões.
Em meados de maio, o GPA também fechou a venda de 5 unidades para a TRX Gestora de Recursos por R$ 190,5 milhões, que foram pagos à vista. O lote era composto por quatro imóveis da bandeira Assai, em Dourados (MS), Jequié (BA), Paulo Afonso (BA) e Bauru (SP) e por uma loja da bandeira Pão de Açúcar em Teresina (PI), afirmou o GPA por meio de fato relevante.
A transação foi a primeira etapa de um acordo envolvendo 43 imóveis do Grupo Pão de Açúcar por R$ 1,24 bilhão para fundos de investimento administrados pela BRL Trust Distribuidora e geridos pela TRX Gestora de Recursos. O contrato garante a manutenção da locação dos imóveis à empresa.
A unidade de Jequié foi inaugurada em novembro de 2014, sendo a terceira da Bahia e contou com a presença do presidente do Grupo Pão de Açúcar, Belmiro Gomes.

 

·
-
Joined
·
2,459 Posts
Dia 30.06 o Atakarejo irá abrir uma nova loja às margens da Via Expressa Baía de Todos os Santos, Salvador, a nova unidade está na fase final de entrega.
E ainda tem um na San Martin (onde era a Universal) e outro em Periperi (no antigo Estádio de Periperi), ambos em construção.
 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Cesta do Povo abre vagas de emprego para nova loja das Sete Portas






A Cesta do Povo está com 250 vagas abertas para a nova loja que será aberta na Sete Portas (antiga Estação Rodoviária), em Salvador, no mês de julho.
Há oportunidades para 10 áreas. Os interessados deverão fazer a candidatura através do envio do currículo pelo e-mail.
As vagas são para auxiliar de serviços gerais, açougueiro, cozinheiro, conferente, fiscal de loja, gerente geral, gerente de perecível, operador de caixa, repositor de mercado e segurança.

 

·
.
Joined
·
126,043 Posts
Varejo tradicional busca reduzir os efeitos da pandemia

Com mais de 170 mil negócios na Bahia e 86% deles apresentando queda no faturamento, o varejo tradicional é um dos 14 setores mais afetados pela pandemia, segundo mapeamento realizado pelo Sebrae. Mas os segmentos varejistas têm se movimentado para minimizar os impactos. E hoje já é comum funcionários limitando a entrada de clientes nas lojas – como medida para evitar a proliferação da Covid-19 – e produtos como calçados, maquiagens e até material de escritório abastecendo a mochila de entrega de motoboys.

A Fecomércio-BA estima que só no mês de abril o prejuízo para o varejo baiano foi de cerca de R$ 1,74 bilhão – pior resultado desde 2006. Já dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que, em abril, o comércio baiano registrou uma retração de 33,2% nas vendas, em comparação com o mesmo mês de 2019. A analista de comércio e serviços do Sebrae Bahia, Ana Paula Almeida, alerta, no entanto, para a diversidade do varejo. “O setor é composto por vários segmentos e alguns foram mais impactados que outros”.

Mais afetados

Das atividades varejistas analisadas pela pesquisa do IBGE, as maiores quedas nas vendas ficaram entre os segmentos de livros, jornais e revistas, com retração de 81,4%, e o de equipamentos e materiais de escritório, com queda de 69%. A Papelote (@lojapapelote), loja de presentes, papelaria e material de escritório, comprovou esse número. Camile Wolf, coordenadora de marketing do estabelecimento, revela que as vendas da loja ficam em torno de 50% da média antes da pandemia. Mas, para que ela não fosse ainda menor, a estratégia foi investir no delivery e no e-commerce, que já existia mas era responsável por menos de 10% das vendas.

A loja física reabriu há duas semanas, mas com uma operação totalmente diferente. Agora só é autorizada a entrada de um cliente por vez no estabelecimento e o atendimento é feito diretamente no balcão, “não é permitido circular pela loja”. Para informar sobre novas medidas de segurança, adesivos foram aplicados na vitrine.

Quem também precisou recorrer ao delivery foi a loja de maquiagens Make Box (@makeboxssa). João Paulo Paixão, um dos sócios, conta que o estabelecimento não tinha o costume de fazer esse tipo de entrega, “apenas uma ou duas vezes por semana, depois do expediente da loja”. Agora ele e o sócio se dividem nas entregas que passaram para uma média semanal de 80, mas o faturamento da loja ainda fica em torno de 70% da média original.

A estratégia na Make Box é investir em datas comemorativas – com kits especiais, por exemplo, para o Dia das Mães e Dia dos Namorados – e nas redes sociais. Desde o início da pandemia, foram quase três mil novos seguidores no perfil do Instagram da loja, e a ajuda veio de uma das funcionárias, que agora trabalha apresentando e divulgando produtos na rede social da empresa. A analista do Sebrae aprova a medida e ainda orienta que empresários do varejo fiquem atentos a seus funcionários, “pode haver um talento entre eles”.

O segmento de vestuário, tecidos e calçados também se destaca negativamente na pesquisa do IBGE, com uma retração de 64,9%. Segundo a analista do Sebrae, o impacto nesses negócios pode ser ainda maior e a retomada mais lenta, “porque a demanda perdida não será recuperada, não é acumulada”. Fernanda Nunes, franqueada da loja Nunes Calçados do Shopping Center Lapa (@nunesshopinglapa), atribui a dificuldade também à necessidade do contato direto antes da compra.

“Como estamos em um shopping, funcionamos só com delivery, drive-thru, mas comprar calçado exige calçar, sentir o conforto. Não é um CD, que você sabe como é. E ainda tem a questão da troca. Dependendo do material do calçado, não posso trocar, porque depois não tem como higienizar sem danificar”, explica.

 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts

  • Alpha Fitness anuncia protocolo de segurança para retomar atividades
    O acesso de alunos às unidades terá número limitado e será feito com agendamento prévio de horário





    Alpha Fitness anuncia protocolo de segurança para retomar atividades
    Foto: Eli Cruz
    Preocupada em manter-se no cumprimento de seu principal papel – que é o de cuidar da saúde das pessoas – a Rede Alpha Fitness acaba de lançar em suas plataformas, um vídeo com todo o protocolo de segurança para a retomada das atividades nas academias. O vídeo traz de forma detalhada todas as novas medidas que passarão a ser adotadas – e que têm base em regras das organizações internacionais de saúde e de acordo com o que vem sendo praticado em países onde as academias já voltaram a funcionar. O acesso de alunos às unidades terá número limitado e será feito com agendamento prévio de horário. O app da Alpha, inclusive, será não apenas utilizado para marcar os horários e unidades de preferência, como também será ferramenta para liberar as catracas nas academias, de modo a não necessitar contato físico do aluno com as entradas.

    Cada aluno terá, a princípio, um hora para realizar seu treino. As regras se estendem ao uso de vestiário (com duchas não funcionando no primeiro momento), à posse de toalhas individuais para utilização dos equipamentos – que estarão mais espaçados entre si – e também traz informações sobre os procedimentos de desinfecção dos espaços. "Tomamos todos os cuidados necessários. Pesquisamos com grandes redes de academias do mundo inteiro, trouxemos práticas que estão sendo adotadas em países que já venceram o pico da pandemia e onde as academias estão sendo usadas novamente. Agora, com todo o protocolo pronto, iniciamos a fase de conscientização com nossos alunos. Com isso, estaremos inteiramente prontos, aguardando apenas a liberação por parte das prefeituras municipais", conta Leandro Cardoso, Sócio Diretor da Rede Alpha Fitness, que hoje opera com unidades em Salvador, Lauro de Freitas e Aracaju; além de ter uma unidade pronta para ser inaugurada em Vitória da Conquista.
 

·
Orgulho de ser BAIANO
Joined
·
2,551 Posts
GRUPO PÃO DE AÇÚCAR VENDE ASSAI DE JEQUIÉ PARA TRX

View attachment 227643


JUNHO 20, 2020 SOUZA ANDRADE
As ações do grupo varejista GPA, dono do Pão de Açúcar, operam com perdas na quinta-feira (18jun20), inclusive indo na contramão do Ibovespa. A companhia informou que seu conselho de administração aprovou operações para vender três lojas da Sendas, no valor de avaliação de cerca de R$ 183,1 milhões.
Em meados de maio, o GPA também fechou a venda de 5 unidades para a TRX Gestora de Recursos por R$ 190,5 milhões, que foram pagos à vista. O lote era composto por quatro imóveis da bandeira Assai, em Dourados (MS), Jequié (BA), Paulo Afonso (BA) e Bauru (SP) e por uma loja da bandeira Pão de Açúcar em Teresina (PI), afirmou o GPA por meio de fato relevante.
A transação foi a primeira etapa de um acordo envolvendo 43 imóveis do Grupo Pão de Açúcar por R$ 1,24 bilhão para fundos de investimento administrados pela BRL Trust Distribuidora e geridos pela TRX Gestora de Recursos. O contrato garante a manutenção da locação dos imóveis à empresa.
A unidade de Jequié foi inaugurada em novembro de 2014, sendo a terceira da Bahia e contou com a presença do presidente do Grupo Pão de Açúcar, Belmiro Gomes.

Vai fechar ? Vai mudar de bandeira? Não entendi
 

·
.
Joined
·
126,043 Posts
LOJISTAS DIZEM SER ‘POSITIVA’ FUTURA RETOMADA DAS ATIVIDADES AVALIADA PELO PREFEITO
LOJISTAS DIZEM SER ‘POSITIVA’ FUTURA RETOMADA DAS ATIVIDADES AVALIADA PELO PREFEITO
admin 22 Junho, 2020
Nesta segunda, 22, o prefeito de Salvador, ACM Neto, deu uma declaração que trouxe alívio aos lojistas da capital baiana. Segundo o gestor, ele já consegue “enxergar” a possibilidade de retomada da atividade econômica. (Veja Aqui)
Em contato com o Bahia Econômica, o presidente do Sindicato dos Lojistas, Paulo Mota, avaliou como positiva essa possibilidade de reabertura das lojas, mas com certa cautela. Segundo ele, é preciso analisar os protocolos que vêm com essa notícia. “De higiene, mas, sobretudo, de sustentabilidade das empresas. O que é que vai trazer de exigência? Quais os estágios de funcionamento…”, questionou Mota.
Com a reabertura no segundo semestre, “o objetivo é chegar ao final do ano respirando”, disse Paulo Mota à reportagem do Bahia Econômica, lembrando ainda que “a condição do consumidor também é vulnerável, então é preciso pensar num funcionamento sustentável” tanto para ambos os lados.
Diante disso, Mota sugere a criação de mecanismos e situações de facilidade, “sem multas, alguma anistia ou algo que possa dar fôlego para a loja conseguir se manter aberta”, disse o representante dos lojistas de Salvador, que aguardam decisão judicial quanto ao pedido de isenção de tributação junto à prefeitura.
Essa preocupação se legitima, ao passo que “aproximadamente 20% dos lojistas terão condição de se manter funcionando”, porém, ainda segundo Mota, a informação é positiva. “A possibilidade de análise do prefeito é um passo positivo na retomada da atividade econômica”, conclui.

 

·
100% Vadio
Joined
·
275 Posts
^^
Mantém a mesma coisa. A GPA vai alugar essas lojas vendidas. Deixa de ser dona e se torna”inquilina”. O contrato de locação é de 15 anos renováveis por igual período
Isso é comum no comércio, bancos também fazem isso com suas agências. As vantagens são poder investir o dinheiro do imóvel no mercado financeiro e pagar o aluguel com os dividendos, com a diferença de ter liquidez em uma necessidade de capital. Poder fechar a unidade/agência mais rápido em caso de necessidade/estratégia. Poder utilizar o capital que estava engessado no imóvel em novos investimentos para ampliação da empresa. Contratos de locação longos garantem a permanência no mercado sem maiores preocupações.
 

·
.
Joined
·
126,043 Posts
Salvador não tem previsão para reabertura de shoppings; prefeitura de Feira autoriza
Salvador e Feira estão em primeiro e terceiro lugar, respectivamente, em maior número de casos de covid-19 na Bahia



(Foto: Arquivo CORREIO)

Quem está com saudade de olhar umas vitrines ou bater perna nos shoppings de Salvador terá que segurar a ansiedade. Diante do cenário crítico provocado pela pandemia do novo coronavírus, não há previsão alguma de quando os centros comerciais voltarão a abrir as portas em Salvador. De acordo com a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), só na capital baiana já são 23.639 infectados e 919 mortos pela covid-19.

Na semana passada, o prefeito ACM Neto (DEM) prorrogou até 30 de junho as medidas de combate à pandemia, que determinaram o fechamento de shoppings, comércio de rua e outras atividades.
O coordenador regional da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce-BA), Edson Piaggio, confirmou que, mesmo sem data prevista de reabertura em Salvador, os shoppings já estão preparando um protocolo de segurança que está sendo debatido com a equipe técnica da prefeitura.
Segundo ele, o protocolo é endossado pelo Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo.

“A Abrasce se reuniu com eles para saber qual a maneira segura de reabrir, quais medidas devem ser adotadas. A decisão de quando o shopping vai reabrir é do prefeito, mas nós temos que estar preparados para quando ele determinar a data de abertura. Claro, o prefeito levará em consideração o aspecto e capacidade do sistema de saúde da cidade para decidir quando reabrirá. A nós, cabe estarmos preparados para quando isso for anunciado”, disse o coordenador.
O protocolo tem, até agora, 23 itens de segurança, entre eles: abertura em horários que não sobrecarreguem o transporte público; testes em todos os funcionários do centro comercial, inclusive terceirizados; medição de temperatura de todos os clientes com impedimento de entrada de pessoas com temperatura elevada; estabelecer lotação máxima para todas as lojas; manter distanciamento entre os clientes, com demarcação no piso; disponibilizar álcool gel na entrada dos shoppings e na entrada de todas as lojas; não realizar promoções ou eventos que provoquem aglomerações.
Segundo Piaggio, o país tem 448 grandes shoppings centers. Em Salvador, existem pelo menos 11 grandes centros comerciais, que geram 30 mil empregos diretos, conforme dados da Abrasce. No anúncio da prorrogação dos decretos de restrições, o prefeito ACM Neto justificou que as medidas visam ampliar o isolamento social e aliviar a pressão sobre o sistema de saúde.

Os bares, restaurantes e outros estabelecimentos vão ter que esperar um pouco mais para voltarem a funcionar normalmente. Em entrevista na manhã deste sábado (13), quando Salvador completa três meses de restrições por conta da pandemia do novo coronavírus, o prefeito de Salvador, ACM Neto, explicou que já tem um protocolo preparado para o retorno desses setores, mas a liberação vai depender da redução dos casos de coronavírus na capital baiana. No último dia 13 de junho, conforme informação do prefeito, Salvador estava com 81% de ocupação dos leitos de UTI.


..........
 

·
.
Joined
·
126,043 Posts
Reabertura em Feira de Santana: MP-BA pediu explicação
Em Feira de Santana, o shopping Boulevard Feira, com 122 lojas, reabriu na última quinta-feira, 18 de junho. O centro comercial também preparou um protocolo que teve como base uma consultoria com o Sírio-Libanês.

No mesmo dia da reabertura do shopping de Feira, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) solicitou explicações do prefeito Colbert Martins (MDB) para que a administração municipal de Feira de Santana apresentasse informações técnicas que justificassem a flexibilização da restrição de funcionamento do comércio local. O MP-BA pediu que a prefeitura apresente a taxa semanal de aumento de casos nos últimos 30 dias, além da taxa semanal de óbitos por covid-19 no mesmo período, entre outros dados, como índice de isolamento social na cidade. De acordo com a gestão, as informações já foram encaminhadas ao órgão.Feira de Santana soma, ao todo, 1416 casos confirmados, dos quais 740 ainda estão ativos e 37 morreram, segundo dados do boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) desta segunda. Salvador acumula 23.639 casos, dos quais 9.982 ainda estão com o vírus ativo e 919 pessoas morreram.

Ainda de acordo com o boletim, Feira ficou entre os 50 municípios baianos com crescimento maior do que 6% nas últimas 24h. A cidade é a terceira com mais casos no estado, atrás de Salvador e Itabuna. Em Feira, o isolamento social está mais baixo do que em Salvador, sendo 46% contra quase 53% na capital, conforme dados do app In Loco.
Em resposta nesta segunda-feira (22), o MP-BA recomentou que a prefeitura promova medidas sanitárias para evitar situações que permitam a proliferação da covid-19 durante as datas comemorativas de São João e São Pedro na cidade. A recomendação foi encaminhada pelo promotor de Justiça Audo da Silva Rodrigues à Secretaria Municipal de Saúde. Segundo o promotor, os últimos boletins epidemiológicos têm mostrado “avanço de casos e de óbitos por Covid-19 em Feira de Santana”.
Também nesta segunda-feira (22), o prefeito de Feira de Santana prorrogou até dia 29 de junho a autorização para reabertura de parte do comércio de rua de forma escalonada. Segundo o gestor, todas as decisões têm sido tomadas com base na ciência e em dados. Para ele, a cidade teve uma retomada consciente do funcionamento do comércio.

Agora, os estabelecimentos comerciais com até 200 m² poderão abrir entre às 9h e 16h, mas em dias específicos a depender do setor. Nas segundas, quartas e sextas-feiras, estão autorizadas a funcionar, por exemplo: óticas, locadoras, concessionárias, lojas de conveniência, floristas e outros. Nas terças, quintas e sábados, funcionam: material de construção, barbeira, salão de beleza e outros.

Aos domingos, haverá a suspensão de todas as atividades, com exceção de serviços essenciais, como farmácia e supermercado, que não tem restrição para o funcionamento. No caso dos shoppings, poderão abrir de segunda a sexta até o dia 29 de junho, mas entre 12h e 19h. Permanecerão fechadas, entretanto, as praças de alimentação. O Centro de Abastecimento ficará aberto entre 4h e 14h, já as galerias, MAP e Galpão Arte das 9h às 16h.

Moradora da cidade, a estudante de Relações Internacionais Brenda Borges acha ‘irresponsável’ o ato.

 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
TAXA DE CONTÁGIO EM SALVADOR CAI PARA MENOS DE 1 E ABERTURA DO COMÉRCIO DEPENDE APENAS DE REDUÇÃO NA OCUPAÇÃO DAS UTIs
TAXA DE CONTÁGIO EM SALVADOR CAI PARA MENOS DE 1 E ABERTURA DO COMÉRCIO DEPENDE APENAS DE REDUÇÃO NA OCUPAÇÃO DAS UTIs
admin 23 Junho, 2020
O Secretário da Saúde, Léo Prates, informou, em contato com o Bahia Econômica, que há bons indicadores sobre o controle da pandemia e que o principal dele, a taxa de crescimento do contágio, o chamado Rt, está abaixo de 1, há seis dias, o que indica uma redução da disseminação da epidemia em Salvador.
O Rt mede a taxa de retransmissão do vírus. Quando ele está abaixo de 1, significa que de 100 pessoas infectadas ela contamina 0,9, ou menos o que indica que a disseminação está caindo. Além da redução da taxa de contágio, Salvador mostra sinais de que está entrando na chamada fase de platô quando, após o pico de casos, vem a estabilização, como, aliás, disse ontem o Prefeito ACM Neto.
Todos esses fatores indicam que a reabertura da economia está próxima, mas Prates afirmou que para que possa ser possível avançar na reabertura da economia será preciso reduzir a ocupação de leitos de UTI, que está em 82% . “Se baixarmos para menos de 70% dá pra começar a fazer alguma coisa em termos de reabertura da economia, disse o secretário. Essa redução pode acontecer ainda em junho já que novos leitos estão previstos para serem entregues.

 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Salvador não tem previsão para reabertura de shoppings
Salvador não tem previsão para reabertura de shoppings


Quem está com saudade de olhar umas vitrines ou bater perna nos shoppings de Salvador terá que segurar a ansiedade. Diante do cenário crítico provocado pela pandemia do novo coronavírus, não há previsão alguma de quando os centros comerciais voltarão a abrir as portas em Salvador. De acordo com a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), só na capital baiana já são 23.639 infectados e 919 mortos pela covid-19.

Na semana passada, o prefeito ACM Neto (DEM) prorrogou até 30 de junho as medidas de combate à pandemia, que determinaram o fechamento de shoppings, comércio de rua e outras atividades.

O coordenador regional da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce-BA), Edson Piaggio, confirmou que, mesmo sem data prevista de reabertura em Salvador, os shoppings já estão preparando um protocolo de segurança que está sendo debatido com a equipe técnica da prefeitura.

Segundo ele, o protocolo é endossado pelo Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo. ( via CORREIO).


 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
TIM busca novos parceiros comerciais na Bahia




TIM busca por parceiros para atuar no segmento de pequenas e médias empresas na região Nordeste (Foto: Ismar Ingber)


A TIM busca parceiros comerciais para atuar no segmento de pequenas e médias empresas (PMEs) na região Nordeste, para atender os seguintes estados: Pernambuco, Bahia, Paraíba, Ceará e Piauí. O parceiro TBP (TIM Business Partner) – como é chamado – é destinado a empresários ou comerciantes que queiram atuar na área de vendas neste ramo.
“É um mercado grande a ser explorado que precisa de conectividade, ainda mais durante a pandemia. Reestruturamos o canal para oferecer mais benefícios e bonificações e o parceiro poderá trabalhar de forma remota, realizando as visitas aos clientes pelas ferramentas digitais”, afirma Fábio Reis, diretor de Vendas da TIM no Nordeste. Este modelo permite que o parceiro conte com todo o apoio necessário para publicidade, software, logística e operação. “O investimento inicial é baixo já que todo o estoque de produtos é vendido e entregue direto pela TIM”, reforça o executivo.
A TIM também tem desenvolvido ofertas mais vantajosas para este segmento. Recentemente, lançou o TIM Black 10, que oferece 10 GB por R$ 69,99 ao mês e traz aplicativos ilimitados, como Facebook, Instagram, Twitter, WhatsApp, Waze, Facebook Messenger, além do WhatsApp Business. Outra facilidade é que os aparelhos podem ser divididos em até 24 vezes na fatura e há opção em comodato (com empréstimo de aparelho sem custo).
Quem tiver interesse, pode se cadastrar no site da empresa ou entrar em contato pelo e-mail: [email protected].

 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Cancelamento do São João deve fazer comércio baiano perder R$ 375 milhões na segunda quinzena de junho

[Cancelamento do São João deve fazer comércio baiano perder R$ 375 milhões na segunda quinzena de junho]

23 de Junho de 2020 às 18:00 Por: Pixabay Por: Márcia Guimarães 0comentários

O comércio baiano deve amargar, somente na segunda quinzena de junho deste ano, um prejuízo de R$ 375 milhões por causa da pandemia do novo coronavírus e do cancelamento do São João. Os faturamentos que serão mais afetados são os de vestuário, calçados, adereços, decoração, comida típica e supermercados. Em 2019, esses setores ganharam R$ 1,18 bilhão no estado. No entanto, em 2020, a previsão é de R$ 808 milhões, o que representa uma queda de 32%.
De acordo com o economista e consultor da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado da Bahia (Fecomércio-BA), Guilherme Dietze, o baque na economia como um todo tende a ser muito maior porque será preciso contabilizar os resultados do setor de serviços (hotelaria, eventos, turismo, transporte), que é extremamente importante para o São João.
“Tudo isso vai ser prejudicado. Desde o início da pandemia, o desemprego continua crescendo em todos os setores na Bahia. Muitos empregos são adaptados ao período junino. Como não vai ter nenhum evento, não há possibilidade de contratação. Infelizmente, está tendo demissão, o que é um grande problema para a economia e para a renda das famílias. As festas juninas são o Natal do primeiro semestre. Ter um prejuízo tão grande como esse impacta toda uma cadeia produtiva de comércio, serviços e turismo. Toda a conjuntura está dificultando o cenário de consumo”, lamentou Dietze.
Ele destaca que, somente entre março e abril deste ano, o comércio baiano fechou 13,4 mil empregos formais. Para se ter uma ideia da magnitude da crise gerada pelo coronavírus, em todo o ano de 2019, o varejo no estado gerou 5,3 mil empregos formais.

 
6461 - 6480 of 6531 Posts
Top