SkyscraperCity banner

Status
Not open for further replies.
4901 - 4920 of 4941 Posts

·
Baiano sim senhor!
Joined
·
41,352 Posts

VOLUME DE PASSAGEIROS INTERNACIONAIS CRESCE 29,1% NO SALVADOR BAHIA AIRPORT​

18/04/2019


Nos primeiros três meses de 2019, o Salvador Bahia Airport registrou alta de 29,1% no volume de passageiros internacionais em relação ao mesmo período do ano passado. Ao longo do trimestre, 136.706 pessoas chegaram ou partiram para o exterior. O resultado expressivo se deve, entre outros motivos, às novas rotas que passaram a conectar Salvador diretamente com Miami, Ilha do Sal e Cidade do Panamá, ao aumento das frequências para Buenos Aires com a adição de duas partidas semanais pela Gol e aos voos de temporada, como a inédita ligação entre Salvador e Rosário, na Argentina.

Considerando o período acima, o número total de passageiros (entre domésticos e internacionais) aumentou 2,8% em comparação com 2018. Este é o quinto trimestre seguido de crescimento no tráfego do aeroporto, que faz parte da rede VINCI Airports. Somando-se o resultado dos meses de janeiro, fevereiro e março, 2,223 milhões de passageiros viajaram através do Salvador Bahia Airport. Contribui para este resultado o fluxo intenso do Carnaval, quando 178 voos extras foram recebidos pelo aeródromo.

Um sólido crescimento também foi registrado na rede VINCI Airports no primeiro trimestre do ano. Juntos, seus 46 aeroportos apresentaram um crescimento de 6,4% no tráfego. O número corresponde a pouco mais de 47,5 milhões de passageiros transportados.

Fonte: Bahia Econômica
https://bahiaeconomica.com.br/wp/2019/04/18/volume-de-passageiros-internacionais-cresce-291-no-salvador-bahia-airport/
 

·
.
Joined
·
126,057 Posts
Páscoa atrai mais turistas este ano​


Entre 60% e 70% dos 40 mil leitos oficialmente registrados nos estabelecimentos hoteleiros de Salvador estarão ocupados no período desta Semana Santa, tomando como base o período da Sexta-feira da Paixão, dia 19, ao Domingo da Páscoa, 21. A porcentagem estimada é maior que os 50% registrados na Páscoa do ano passado. O período chuvoso de abril, contrastando com a expectativa de feriados ensolarados em outras épocas do ano, contribui para os números mais modestos.

Tomando como base o conceito de Salvador como uma das capitais de maior religiosidade do País, os hoteleiros planejam, a partir do próximo ano, intensificar a divulgação das igrejas e roteiros voltados para este setor. Além de templos belíssimos e protagonistas da história do Brasil colonial, como é o caso dos de São Francisco, Nossa Senhora da Ajuda, Catedral Basílica e tantos outros, o roteiro que leva à Igreja de Nosso Senhor do Bonfim pode contribuir para atrair visitantes em 2020.

– O maior motivo para que a Semana Santa não tenha um fluxo turístico como outros feriados é o fato de ser uma ocasião em que as pessoas preferem passar com seus familiares – explica o presidente da seção baiana da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), Glicério Lemos.

Voos – O problema da oferta de voos também vem ocasionando mais dificuldades na captação de turistas, tendo como exemplo a Gol e, agora, a crise que pode resultar na saída da Avianca. O presidente da ABIH acredita que a provável inauguração do Centro de Convenções, construído pela prefeitura de Salvador, no bairro da Boca do Rio, possa reduzir os efeitos da sazonalidade, graças ao turismo de negócios e outras oportunidades.

Link: A Tarde
 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #4,903
Porto Seguro Praia Resort cresce 20% no primeiro trimestre de 2019
Um aspecto considerável no faturamento dos últimos meses, segundo o diretor, foi a agregação do valor da diária média





Neste mês de abril, o Porto Seguro Praia Resort, na Costa do Descobrimento, celebra mais um resultado positivo. O resort registrou o crescimento de cerca de 20% no faturamento do primeiro trimestre de 2019, comparado ao mesmo período do ano anterior.

“Mesmo em um mercado cada vez mais competitivo como o turismo, a qualidade da estrutura física e dos serviços prestados pelo resort, aliados a uma consistente e bem planejada estratégia comercial, proporcionaram que o empreendimento obtivesse esse expressivo crescimento”, avalia o diretor executivo Richard Alves.

Segundo ele, a marca teve uma expansão importante no mercado Internacional. Sobretudo entre os argentinos, e também entre as famílias brasileiras, que procuraram muito bem o resort. “Por meio dos canais de venda ocorreu também um crescimento significativo, tanto na comercialização através dos importantes parceiros – operadoras e agências – como nas vendas diretas ao público final”, observa.




https://brasilturis.com.br/porto-seguro-praia-resort-cresce-20-no-primeiro-trimestre-de-2019/
 

·
Registered
Joined
·
30,516 Posts
OBRA DO CENTRO DE CONVENÇÕES DE SALVADOR JÁ ESTÁ 32% CONCLUÍDA​

17/04/2019


Terceira maior estrutura municipal do tipo no país, a obra do Centro de Convenções de Salvador segue em ritmo acelerado e já está 32% concluída. As instalações, no formato de uma pomba, símbolo da bandeira de Salvador, já chamam atenção de quem passa pela Orla da capital, na Boca do Rio. São 37 mil m² de terreno construído em uma área de pouco mais de 103 mil m². O centro terá capacidade para receber 14 mil pessoas simultaneamente em congressos e convenções. Pelo menos três grandes eventos já estão agendados para acontecer no espaço, a partir do ano que vem. A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) publicará o edital de concessão e exploração do Centro de Convenções de Salvador nos próximos dias.

“Hoje a cidade já vive um pouco esse impacto. A obra já ganha uma dimensão, uma proporção e chama atenção de quem passa aqui pela região. Muitas pessoas não conhecem efetivamente a obra, o que já foi produzido, quais os próximos passos, o estágio em que estamos, mas posso dizer que seguimos bem adiantados”, considerou o secretário da Secult, Cláudio Tinoco. As intervenções entram no 7º mês de um total previsto de 12 meses. “Durante seis meses, entre outubro e março, tivemos essa evolução, cumprindo o prazo contratual”, pontuou Tinoco.

Segundo o CCS, consórcio responsável pelas obras e formado pelas empresas Andrade Mendonça e Axxo, o sistema construtivo do equipamento é similar ao utilizado na implantação do Hospital Municipal de Salvador (HMS), cuja entrega foi antecipada em três meses. O consórcio trabalha com estruturas pré-moldadas, em conjunto com outras metálicas e lajes, o que acelera a execução. Pelo menos três grandes eventos já foram agendados para o novo Centro de Convenções de Salvador. “Já temos o Congresso Nacional de Hotéis (Conotel), em maio de 2020, com estimativa de quatro mil participantes. Em 2021 teremos o Congresso Brasileiro de Mastologia. E em 2024 sediaremos o 7º Congresso Mundial de Trauma”, afirmou Tinoco. Ainda segundo ele, a estrutura de ponta, além de ter a qualidade necessária para a recepção de grandes eventos, será um equipamento autossustentável.

No Centro de Convenções haverá dois locais para shows, cada um com capacidade para 20 mil pessoas, um externo ao equipamento e outro interno, com 28 camarotes de 50 metros quadrados, que serão moduláveis e irão atender aos dois espaços multiusos, tanto o de fora do centro quanto o de dentro. Esses camarotes poderão se transformar em salas de reunião quando não houver shows. O espaço contará ainda com oito auditórios moduláveis de 800 metros quadrados cada. Terá também seis salões de 522 metros quadrados cada, 12 salas de 236 metros quadrados e 28 de reuniões que irão virar camarotes tanto para os shows externos quanto internos. O estacionamento será para mais de 1,4 mil veículos. O equipamento terá três pavimentos e será 100% climatizado e com acessibilidade.

Fonte: Bahia Econômica
https://bahiaeconomica.com.br/wp/2019/04/17/obra-do-centro-de-convencoes-de-salvador-ja-esta-32-concluida/
A quantidade de veículos pra estacionamento não está pouco não pro porte do centro?! O que acham?!
 

·
Registered
Joined
·
30,516 Posts
Instituições reclamam

Presidente da Academia de Letras da Bahia, Joaci Góes diz: “O Rio Branco é o mais antigo palácio de matriz européia em todo o Continente Americano! Não creio existir outro prédio que concorra com ele como sede de importantes fatos da história da Bahia e do Brasil! Sua vocação natural é a de museu, segmento a que a Bahia deve atribuir elevada prioridade! Destiná-lo para servir de hotel é decisão que encontrará tenaz resistência da opinião culta da Bahia e do Brasil!”

Por sua vez, Walter Pinheiro, presidente da ABI – Associação Bahiana de Imprensa, disse não acreditar na possibilidade do Governo do Estado ceder, para qualquer outra finalidade que não seja a de preservar bens e valores que constituem a história da Bahia, um patrimônio tão expressivo para a nossa gente.

Já o presidente do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB), Eduardo Morais de Castro traz sua opinião bem articulada: “Transformar um prédio público, que foi o primeiro palácio do Brasil, em hotel de luxo, é um exagero. O mais adequado seria transformá-lo em um efetivo museu. Lá, já tem o Memorial dos Governadores. E ampliar este material, dando aos espaços que são belíssimos, especialmente os do lado direito com vista para o mar, seria ideal. Sabemos que é muito comum, principalmente no exterior, que prédios públicos sejam aproveitados como pontos turísticos. Aqu na Bahia, por exemplo, conventos religiosos como o do Carmo e os de Cachoeira (Recôncavo) já foram transformados em hotéis e pousadas. Mas utilizar o Rio Branco como museu é o mais adequado”.


https://www.trbn.com.br/materia/I16612/instituicoes-reagem-a-possivel-transformacao-do-rio-branco-em-hotel
Também continuo achando um erro a proposta em querer que o mais antigo palácio do país vire hotel. Um palácio belíssimo desse e com tanta história, tem que estar aberto aos olhos de todos, inclusive do próprio turista que está circulando pela cidade.

Hotéis a cidade já tem vários, e ainda que esse seja um diferencial, a cidade precisa ser sim trabalhada para se tornar mais atrativa e cuidada para manter os que já tem.

Deixem o palácio Rio Branco ser o que ele já é- a vocação de continuar sendo um palácio de todos !!:eek:kay::):)
 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #4,907
ARMANDO AVENA: AS FAZENDAS DE VENTO




As terras do semiárido baiano, castigadas por todo o sempre pela seca inclemente, tem uma nova vocação e estão colhendo um produto que não precisa de água para se desenvolver. Esse produto é a energia, plantada e colhida em imensas torres que mais parecem moinhos de vento, espalhados por municípios de nomes singelos como Gentio do Ouro, Caetité, Morro do Chapéu, Sento Sé, Campo Formoso e tantos outros. Nesses municípios, o que se destaca na paisagem são enormes “fazendas de vento” que vão transformar a Bahia no maior produtor de energia eólica do país. E a energia gerada pelos ventos é a bola da vez da matriz energética brasileira. A geração de energia eólica no Brasil superou a capacidade instalada da hidrelétrica de Itaipu, atingindo 15 GW, o que significa cerca de 10% da geração total de energia, superado apenas pela hidroeletricidade. O melhor é que 26% da energia eólica produzida no país está na Bahia. Em termos de geração, o Rio Grande do Norte é o maior produtor brasileiro, mas, ainda este ano, a Bahia, que já possui um número maior de parques eólicos, vai superar o estado potiguar. Estima-se que nosso estado terá 229 parques em 2023, com capacidade total para gerar quase 6,5 mil MW de energia, quase o dobro da capacidade atual. Transformando isso em moeda, atinge-se um montante de R$ 7,5 bilhões em investimentos e quase 30 mil empregos gerados. O mais importante, porém, é que a produção de energia está dinamizando algumas das regiões mais pobres da Bahia, não só por conta da injeção de recursos empresariais e dos impostos gerados, mas principalmente porque viabiliza a geração de renda para os agricultores, faça chuva ou faça sol. Certa vez, quando os primeiros projetos estavam sendo implantados na Chapada Diamantina, ouvi do senador Otto Alencar que a Bahia tinha “ pré-sal de vento”, pois seu potencial eólico era duas vezes maior que o da usina de Itaipu. Homem que conhece o interior do estado, Otto se entusiasmava ao dizer que estavam surgindo verdadeiros “fazendeiros do ar”, pois cada torre implantada gerava uma renda fixa mensal ao dono da terra. O senador tinha razão, afinal, cada aerogerador instalado nas terras dos agricultores, dependendo da sua capacidade de produção, pode gerar R$ 500,00 e até R$ 1.000 por mês sem que o proprietário tenha qualquer trabalho, correspondendo a um valor dado pelo percentual da receita de cada torre, tudo firmado em contratos de 20 anos ou mais, renováveis. A depender da quantidade de torres que se implante na propriedade, o negócio pode ser melhor do que criar gado. Com os novos empreendimentos, as prefeituras passaram a cobrar o ISS – Imposto Sobre Serviços e estão auferindo recursos que podem ser aplicados em educação e saúde. E setores como comércio e serviços também se beneficiam e de tal modo que o PIB dos municípios que possuem parques eólicos estão em crescimento exponencial. Além disso, a produção de energia eólica é uma cadeia produtiva que dinamiza a indústria de peças e equipamentos, dinamiza o segmento que implanta e produz equipamentos para linhas de transmissão e ainda produz novas relações interindustriais com empresas que passam a ter disponibilidade de energia limpa e sustentável. Existem alguns entraves localizados mas que estão sendo sanados como a construção de linhas de transmissão que precisam andar paripassu com a implantação dos parques, e a sazonalidade para as indústrias produtoras de peças que ocorrem no interregno dos leilões que ampliam a capacidade do setor. Além dos ventos, o sol também está revolucionando o interior da Bahia, com o surgimento dos parques produtores de energia solar, mas essa é outra revolução e merece uma abordagem especifica. Por enquanto, vale dizer ao leitor que os parques eólicos são uma vocação da Bahia e através deles os baianos já podem dizer, como disse James Watt, ao inventar ao inventar a máquina a vapor: Nós vendemos aqui, o que todo mundo deseja ter: energia.


https://bahiaeconomica.com.br/wp/2019/04/19/armando-avena-as-fazendas-de-vento/
 

·
Registered
Joined
·
94,051 Posts
Discussion Starter #4,908
Startup baiana, Safeticket é selecionada para três conferências internacionais





A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimento (ApexBrasil) – Ministério de Relações Exteriores (MRE), selecionou recentemente 5 empresas para representar o Brasil nas três maiores conferências tecnológicas do mundo que serão realizadas em 2019. A Safeticket, que oferece soluções na área de eventos, foi a única startup baiana escolhida para o tour que começa no dia 01 de maio, na TechDay, que acontece em Nova York (EUA). Em seguida, entre os dias 16 e 19, é a vez do Viva Technology, em Paris (França) e a última parada é em Toronto (Canadá), de 20 a 24 de maio, na Colission Conference.

“Ficamos à frente de milhares de startups de todo o país pois enxergaram que estamos prontos para internacionalização. Desde 2012, já atendemos milhões de clientes e temos muita demanda de clientes estrangeiros”, explica Uasden Ferreira, CEO da startup, instalada no HUB Salvador. “Fechamos nossa primeira rodada de investimentos e estamos negociando com investidores internacionais para acelerar nossa expansão que envolverá a contratação de pelo menos 50 pessoas ainda este ano”, complementou Fred Santoro, CMO da empresa.


http://ginnolarry.com.br/startup-baiana-safeticket-e-selecionada-para-tres-conferencias-internacionais/
 

·
Registered
Joined
·
4,286 Posts
A quantidade de veículos pra estacionamento não está pouco não pro porte do centro?! O que acham?!
Acho que falta de vagas será só quando houver shows, cada "metade" do novo CC comporta 7 mil pessoas em caso de shows, aí a quantidade de vagas deve ser insuficiente.
 

·
Baiano sim senhor!
Joined
·
41,352 Posts
Feliciano propõe transformar Porto Seguro em Área de Livre Comércio e 'capital histórica'​

19/04/2019


O deputado federal Pastor Marco Feliciano (Podemos-SP) apresentou um projeto de lei que propõe transformar a cidade baiana de Porto Seguro na “capital histórica do Brasil” e em uma Área de Livre Comércio. A matéria ainda cria um feriado nacional no dia 22 de abril, data que marca a chegada dos portugueses no país.

Caso aprovado, o texto do parlamentar que cria a Àrea de Livre Comércio permitiria Porto Seguro ter um regime fiscal especial, livre de tarifas e quotas na importação e exportação de bens e serviços. De acordo com o deputado, a medida tem a finalidade de atender turistas que visitam a Bahia.

A Área de Livre Comércio traria isenções do Imposto de Importação e do Imposto sobre Produtos Industrializados para o comércio do município. Os benefícios seriam mantidos por durante 25 anos, de acordo com o projeto.

Porto Seguro é conhecida como “A Terra do Descobrimento”. Foi na cidade que, em 22 de abril de 1500, após 46 dias de viagem, o navegante português Pedro Álvares Cabral desembarcou pela primeira vez no Brasil.

Fonte: Bahia Notícias
https://www.bahianoticias.com.br/municipios/noticia/16475-feliciano-propoe-transformar-porto-seguro-em-area-de-livre-comercio-e-capital-historica.html
 

·
Baiano sim senhor!
Joined
·
41,352 Posts
Avianca efetua pagamento de taxas e pode usar estrutura do aeroporto de Salvador até terça​
19/04/2019


A companhia aérea Avianca efetuou o pagamento de taxas ao aeroporto de Salvador para até a próxima terça-feira (23). Em recuperação judicial, a empresa foi autorizada pela administração do aeródromo a utilizar a infraestrutura aeroportuária após o adiantamento destes pagamentos, segundo informações do Salvador Bahia Airports.

As mudanças referentes à política tarifária foram informadas à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e a companhia foi notificada da alteração de seu status.

Mesmo com a autorização para a Avianca utilizar a estrutura em Salvador, os passageiros estão sendo recomendados a entrarem em contato com a companhia com antecedência. Está sendo aconselhado a verificação do status do voos antes dos clientes se dirigirem ao terminal de passageiros. O contato pode ser feito pelos telefones 4040-4040 (capitais), 0300-789-8160 (demais regiões) e 0800-286-6543 (SAC).

Fonte: Bahia Notícias
https://www.bahianoticias.com.br/noticia/234962-avianca-efetua-pagamento-de-taxas-e-pode-usar-estrutura-do-aeroporto-de-salvador-ate-terca.html
 

·
.
Joined
·
126,057 Posts
Restauração Real: Solar Amado Bahia renasce após reforma e vira ‘museu do sorvete’​

Empresário Natanael Couto, dono da Sorvetes Real, arrematou imóvel por R$ 1,5 milhão e investiu mais R$ 700 mil em restauro


Fachada do Solar Amado Bahia após reforma; recheio ainda melhor
(Foto: Marina Silva/CORREIO)​

Imagine um grande sorvete, com várias bolas e sabores diversos. Nata-goiaba, manga, coco, amendoim, pavê, pitanga. Agora, misture esse arco-íris de gelo cremoso em um mesmo recipiente. Pronto: se essa junção de cores e sabores pudesse se tornar um imóvel para uma família morar, ela seria o Solar Amado Bahia, localizado no Porto dos Tanheiros, Orla da Ribeira, em Salvador. Derretido pelo descuido e omissão com o patrimônio histórico e artístico, ele agora ressurge para se tornar ao mesmo tempo uma sorveteria, um museu do sorvete e um espaço cultural.


Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan) em 1981, o solar estava completamente abandonado desde 1993, quando um funcionário acionou a Justiça após sofrer uma série de reduções salariais da escola que por alguns anos funcionou no local. Construído pelo comerciante de carnes Francisco Amado Bahia, o casarão foi doado em 1949 à Associação dos Empregados do Comércio da Bahia. Despois de um grande imbróglio, o casarão acabou leiloado por R$ 1,5 milhão em outubro de 2017.



O 'antes e depois' de apenas uma das 107 portas do casarão
(Foto: Divulgação)​

O dono do lance, o empresário Natanael Couto, proprietário de fábricas de sorvete da franquia Sorvetes Real, com sede em São Cristóvão, na Cidade Baixa e em Lauro de Freitas, namorava o imóvel toda vez que passava pela frente dele. “Eu sentia que ele seria meu e nunca desisti”, conta Natanael, conhecido como Tuca, que, além do valor de arremate investiu cerca de R$ 700 mil em seu restauro.

“Na verdade, não sei ao certo. A gente se perde nos números, até porque tive alguns prejuízos com profissionais mal intencionados. Por isso prefiro nem calcular”, riu Tuca.

Agora, o espaço vai se chamar Solar Amado Bahia Museu do Sorvete. A reportagem do CORREIO é a primeira a ter acesso ao espaço reformado. O nome “museu” seria uma espécie de nome fantasia, como o Museu Du Ritmo. O lugar não exatamente vai contar a história do sorvete, mas será um espaço cultural com três usos diferentes. O casarão propriamente dito abrigará o “museu”, com referências históricas e lúdicas à fabricação de sorvetes, além de se propor a receber eventos e exposições. A taxa de manutenção será de R$ 10.

“Claro, teremos peças e máquinas antigas de fazer sorvete expostas. Mas, a ideia é que as pessoas possam visitar o solar e tê-lo como espaço cultural”, explica Tuca.

No imóvel anexo ao casarão funcionará a sorveteria, que poderá ser frequentada independente do solar e não terá taxa de entrada. Um terceiro espaço ainda vai receber uma loja de souvenires da Sorvetes Real.



Peças do 'museu' começam a chegar. Local terá sorveteria e loja de souvenirs
(Foto: marina Silva/CORREIO)​

As próprias imagens do “antes e depois” mostram que a restauração do espaço foi minuciosa. Apesar disso, em um ano e meio, a reforma dos 548 metros quadrados de área construída está quase pronta. O solar deve reabrir suas portas para o público no dia 8 de maio, com uma visitação no dia anterior para imprensa e autoridades. “Foi rápido porque quando eu meto a mão em alguma coisa eu quero terminar logo”.


Últimos detalhes da restauração antes da inauguração, dia 8
(Foto: Marina Silva/CORREIO)​

Só para se ter uma ideia, a casa tem 107 portas. Todas foram restauradas. “A gente tinha que aproveitar quase tudo da casa. A gente não podia pegar aquelas portas de cem anos e jogar fora. Teve que restaurar tudo. Tem porta ali com quatro emendas”.

Mas, a parte mais trabalhosa foi a pintura das paredes em escaiolas, que está em quase todos os cômodos da casa. O trabalho em escaiole tem uma impressionante aparência de mármore. “Sem dúvida a parte da pintura parietal foi a mais delicada”, afirma a arquiteta Jaqueline Suzano, que assina o projeto de restauro. “Em Salvador, esse tipo de pintura só tem nessa casa, no Palácio Rio Branco e em uma igreja no Comércio”.


Arquiteta Jaqueline: 'Orgulho imenso'
(Foto: Marina Silva/CORREIO)​

“A pintura da fachada estava lavada. Sequer se conseguia ver. É um orgulho imenso ter participado desse trabalho”, diz Jaqueline. Quem meteu a mão na massa e coordenou o restauro das escaiole foi o restaurador Jonilson Farias, o Sino, de Cachoeira, acostumado a recuperar peças e monumentos da cidade histórica. “Fizemos prospecções em toda a casa para buscar as cores originais e chegar o mais perto delas onde ela não mais existiam”.


Restaurador Jonilson Farias, o Sino, fez trabalho de prospecção em escaiolas
(Foto: Marina Silva/CORREIO)​

O restauro foi acompanhado de perto pelo Iphan, através de um arquiteto consultor. “No início eles não se interessaram porque a casa estava muito acabada. Quando eles viram que a gente tava conseguindo fazer, foram bem sensíveis”. José Dirson Argolo, professor da Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia (Ufba), serviu de consultor para as pinturas. “Aquele homem é um anjo. Ele fez o projeto das pinturas, do altar e dos espelhos a preço de custo pra gente”.

Link: Correio da Bahia
 

·
.
Joined
·
126,057 Posts
Miscelânea​

Apesar dos seus mais de 114 anos, o Solar Amado Bahia parece que foi feito para abrigar uma sorveteria. Construído e esculpido artesanalmente, como um sorvete de fruta da Real, o solar é um projeto colonial de arquitetura eclética e, nos seus 52 cômodos, reúne elementos de diferentes países europeus. Uma miscelânea de cores, estilos e formas que fascinou o empresário. Tuca circula pela casa observando e tocando cada peça e parede restaurada com carinho e emoção.


Estilo eclético: Paredes pintadas em mosaicos e xadrez trazem miscelânea de cores
(Foto: Marina Silva/CORREIO)​

“Você sempre foi encantado por essas coisas antigas, né”, fez a pergunta “obvia” a fotógrafa Marina Silva. “Fui nada! Eu sempre fui encantado por vender sorvete na Ribeira”, respondeu Tuca. Por isso, no final das contas, o Solar Amado Bahia Museu do Sorvete é a realização do sonho de “um louco”. “Quando arrematei essa casa as pessoas olharam para mim dizendo: ‘esse cara é maluco, como pode botar dinheiro em um casarão todo acabado? Antes de eu dar o lance, aliás, um senhor chegou a dizer: ‘Quem vai querer aquela casa? Isso é coisa de doido!’”.

De origem humilde, vindo do interior, Natanael Couto usou seu empreendedorismo nato para, ano após ano, criar um pequeno império do sorvete. Um império que há muitos anos divide espaço com outras marcas, como o Capelinha. Agora, como fabricante tanto de picolés quanto de sorvetes, a Real deve desafiar não só o coirmão de São Caetano como tem tudo para rivalizar com a tradicional Sorveteria da Ribeira, que fica a uns 200 metros do Solar Amado Bahia. Claro, sempre buscando um diferencial.

Dívida de R$ 1,7 milhão levou solar a leilão

Avaliado em R$ 3,7 milhões pela Coordenadoria de Execução do TRT5, o Solar Amado Bahia passou por um imbróglio aparentemente sem fim até, finalmente, encontrar alguém que desse a ele o destino merecido. Foram necessários dois leilões para que ele fosse arrematado. No primeiro, ninguém levou. No segundo, em outubro de 2017, Natanael Couto pegou e não largou mais. Para isso desembolsou R$1,5 milhão. O pregão foi coordenado pelo juiz da Central de Execução Thiago Barbosa Ferraz de Andrade e conduzido pela Nordeste Leilões.


Além de Associação de Empregados do Comércio, solar foi centro educacional
(Edson Ruiz/Arquivo CORREIO)​

O motivo do leilão foi uma dívida trabalhista da Associação de Empregados do Comércio da Bahia, que desde 1949 ocupava o Solar. Por um tempo, o casarão também foi uma escola. De acordo com o diretor do TRT5, Rogério Fagundes, o débito era resultado de um equívoco administrativo entre a Associação de Empregados do Comércio da Bahia e um funcionário. O casarão foi doado à associação em 1949.

“Ele (o funcionário) foi vice-diretor da escola que funcionou no casarão, mas teve alguns problemas em relação a pagamentos de horas extras e outras questões trabalhistas. A dívida estava avaliada em R$ 1,7 milhão”, disse ao CORREIO no ano passado Rogério Fagundes. Segundo disse à época Frederico Leitão, tataraneto do comerciante Francisco Amado Bahia, o imóvel foi doado à associação para atender a uma função social, o que nunca ocorreu.

Arquitetura eclética

Francisco Amado Bahia era um novo rico e queria mostrar todo o seu poder financeiro e requinte. Por isso, construiu o Solar com o glamour que ele gostaria, ou seja, com referências de diversos países europeus. O solar é um dos exemplares mais representativos da arquitetura eclética do século XIX.


Símbolo da arquitetura eclética
(Foto: Marina Silva/CORREIO)​

A arquitetura influenciada pelo ecletismo da época documenta o modo de vida das ricas famílias baianas. O imóvel possui três pavimentos, uma capela com entalhes dourados, paredes revestidas de espelhos franceses, pisos em mármores carrara, vidros de janelas e portas finos como cristais, estruturas externas metálicas importadas da França.

A inauguração do solar, em 8 de dezembro de 1904, foi marcada pela celebração dos casamentos das filhas mais velhas de Amado Bahia - Clara e Julieta.

Solar foi invadido por sem tetos e sofreu saques de vândalos
Enquanto nos apresentava o novo Solar Amado Bahia, Natanael Couto, o Tuca, nos fez um apelo. A “santa” que ficava no altar da casa sumiu e ele ainda tem esperança de que ela reapareça. A Nossa Senhora da Conceição teria sido levada por uma pessoa que prometeu cuidar dela. “Agora que a casa está recuperada, pedimos que essa pessoa devolva a peça. Disseram que foi antes das invasões”.

Mas, a imagem é apenas uma da centenas de peças que desapareceram do solar. Isso porque a casa sofreu diversos saques, inclusive noticiados nos jornais, sem falar nas invasões de sem-tetos. “Vândalos saqueiam o Solar Amado Bahia em Itapagipe”, manchetou o próprio Correio da Bahia, em 5 de maio de 2006.

“Com vista para a exuberante península de Itapagipe, o casarão de número 80 da Rua Mem de Sá, construído em 1901, é quase uma ruína. Além dos grupos de turistas que ainda insistem em fotografá-lo, o solar, que já foi ocupado pelo movimento sem-teto, vem atraindo agora a atenção de vândalos que, na madrugada ou à luz do dia, invadem e furtam peças da construção centenária”, escreveu. “A maioria dos móveis da casa foi levada. Sobraram poucos”, confirma Patrícia Cordeiro, esposa de Tuca.

Na época, a depredação dos gradis que contornam a fachada do prédio já era visível.

“Peças feitas de ferro fundido com chumbo, importadas da França, estão sendo levadas para serem vendidas em ferro-velho”, denunciava o diretor de patrimônio da Associação dos Empregados no Comércio da Bahia (AECB), Hamilton Rufino. Esse mesmo gradil consumiu R$ 70 mil para ser restaurado.

Por conta das invasões, aliás, o terreno do Solar chegou a perder área, diz Natanael Couto, que arrematou o imóvel. Tanto que a nova escritura calcula 1.903 metros quadrados. Enquanto que, antes, a área total do terreno era de 2.485. “Uma redução de quase 500 metros quadrados de área”.

Link: Correio da Bahia
 

·
.
Joined
·
126,057 Posts
Abertura de lojas na Páscoa reduz impacto​

A decisão pela abertura das lojas dos shoppings de Salvador no Domingo de Páscoa deu novo alento aos empresários, embora o impasse continue em relação ao funcionamento do comércio aos domingos e feriados. O acordo veio bem a tempo de reduzir o impacto sobre a venda dos ovos de chocolate artesanais, que tem se multiplicado em razão do uso das redes sociais para comercialização do produto, a preços mais em conta que os ovos industrializados.

– Foi na hora certa porque criou uma expectativa positiva para aumentarmos as vendas em até 10% em relação ao ano passado, considerando que não se deve desprezar o crescimento do mercado dos ovos artesanais – aponta o presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio de Salvador, Paulo Motta.

Diferenciais significativos, como a escolha do recheio e a possibilidade de customizar os ovos caseiros vêm migrando parte da clientela tradicional para as encomendas virtuais por meio de entrega por delivery oferecida em páginas do Facebook. A produção de ovos artesanais vem crescendo tanto que já há lojas aderindo com força a essa tendência, comprando maiores quantidades de fornecedores caseiros. Outra variável importante é o preço: os ovos de marca, que variam entre R$ 20 e R$ 80, em média, nas lojas, tornam inacessível o consumo por parte da população.

Bonificação – As lojas estarão abertas domingo por conta de acordo entre os sindicatos dos Lojistas do Comércio do Estado da Bahia (Sindilojas) e dos Comerciários da Bahia. Os comerciários que trabalharem terão bonificação no valor de R$ 44,12, auxílio-transporte e compensação posterior com folga. Já no feriado de hoje as lojas estarão fechadas.

Link: A Tarde
 

·
.
Joined
·
126,057 Posts
Prefeitura adia mudanças no trajeto das linhas de ônibus em Ondina​

Prefeitura não explicou o motivo do adiamento da interdição


A interdição da Avenida Oceânica que começaria na próxima segunda-feira foi adiada pela Prefeitura de Salvador. A Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) não divulgou a nova data.

A mudança ocorre em função das obras de requalificação da via e vão alterar os itinerários de ônibus que passam pela região.

A prefeitura não explicou o motivo do adiamento da interdição.

Link: Correio da Bahia
 

·
.
Joined
·
126,057 Posts
Bom Jesus, o point do turismo, tem uma injeção de R$ 25 milhões​

Bom Jesus da Lapa, no sertão baiano, nas margens do rio São Francisco, tem uma população de 70 mil habitantes, mas hoje lá estão aí por volta de 350 mil pessoas, cinco vezes mais gente. Os 186 hotéis de lá estão lotados, muita gente aluga casas, a procura por hospedagens vai até Barreiras, a 200 km de distância.

O boom começa agora na Semana Santa, chega ao pico em 6 agosto, o dia da Romaria de Bom Jesus, e se estende até novembro. E a cidade aguenta? Sim, com muitas queixas, principalmente de ruas apertadas e praças idem.

Pecadores - Bom Jesus faz a terceira maior romaria do Brasil. Só perde para Aparecida, em São Paulo, e Juazeiro do Norte, no Ceará. Eures Ribeiro (PSD), o prefeito, também presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), diz ter um completo diagnóstico da situação e também projetos.

Dentro de 60 dias, por exemplo, ele inicia obras para abrir ruas e avenidas, além de ampliar praças, algo que implica a desapropriação de 20 imóveis e vai custar em torno de R$ 25 milhões.

- Essa é a grande queixa. Acho que vamos resolver.

Diz Eures que essa movimentação aí emprega em torno de 1.200 pessoas.

Mas quem trabalha mais, com certeza, é o Bom Jesus. Recebe pecadores de todos os cantos do Brasil, alguns deles de alto coturno, como presidentes da República, de Getúlio Vargas a Lula. Haja pecado para perdoar.

Link: A Tarde
 

·
Registered
Joined
·
4,286 Posts
Gigante inglesa SSP abrirá 18 lojas de alimentação em aeroportos brasileiros
Grupo inicia operações no País ainda este mês com a inauguração do primeiro de seis restaurantes e lojas no Galeão (RJ); outras seis unidades serão abertas em maio em Guarulhos (SP) e mais seis estão sendo planejadas para Salvador (BA)

A multinacional inglesa SSP, uma das maiores operadoras de restaurantes e lojas de alimentação nos aeroportos e nas estações de trem do mundo todo, está desembarcando no Brasil nos aeroportos internacionais de Guarulhos (SP), Galeão (RJ) e Salvador (BA). O Estado apurou que até o final deste mês será inaugurado o primeiro de seis restaurantes e lojas voltadas para o segmento de alimentação no aeroporto do Galeão (RJ). As demais serão abertas até meados do ano. No aeroporto de Guarulhos (SP) estão previstas seis lojas que devem começar a funcionar até o fim de maio.

Entre as oito marcas internacionais previstas para os dois aeroportos estão a cafeteria Ritazza; o restaurante contemporâneo Factory Bar & Kitchen; as padarias Upper Crust e Jamie’s Deli, do chef Jamie Oliver; a italiana Barzetti; a mexicana Mi Casa Burritos; a marca de cachorro-quente Monty’s Dogs & Cones; e a Camden Food, que serve refeições rápidas.



Quem circula atualmente pelo aeroporto de Guarulhos já pode ver indicações nos tapumes de que as marcas Factory e Jamie’s Deli estarão funcionando “em breve”.

Em novembro, a empresa presente em 33 países – com quase 40 mil empregados e faturamento no ano passado de 2,5 bilhões de libras (cerca de R$ 12 bilhões) –, anunciou em comunicado que entraria na América do Sul nos aeroportos de Guarulhos (SP) e Galeão (RJ). De acordo com o comunicado, a companhia fez uma joint venture com a Duty Free Americas e assinou contratos de nove anos com os dois aeroportos.

Marcas locais. Além de Guarulhos e Galeão, o Estado apurou que estão sendo planejadas seis lojas no aeroporto internacional de Salvador (BA), onde serão desenvolvidas marcas locais com um toque brasileiro. Em seu site, a empresa destaca que a prática é comum atuar com marcas com características locais para tornar os restaurantes dos aeroportos mais aconchegantes.

Nos cálculos de especialistas, o investimento em 18 lojas previstas para os três aeroportos brasileiros somaria entre R$ 35 milhões e R$ 45 milhões. Um desembolso significativo num momento em que a economia brasileira patina, muitos empresários nacionais adiam projetos e os aeroportos operam abaixo do potencial.

No ano passado, 63,3 milhões de passageiros circularam pelos aeroportos de Guarulhos e Galeão, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,igante-inglesa-ssp-abrira-18-lojas-de-alimentacao-em-aeroportos-brasileiros,70002797262
 

·
Registered
Joined
·
4,286 Posts
Salvador Bahia Airport opens new boarding area

Salvador Bahia Airport, in Bahia, Brazil, has a new boarding area, having moved its domestic departures from the first floor to the second in a new structure.

After passing through the pre-boarding security where the metal detectors and hand luggage x-ray machines are located, passengers will descend through the restricted area to access the boarding gates, passing the terminal’s future commercial area, with a total of two thousand square metres of retail and dining options to be inaugurated throughout the year.

The escalators and elevators are located in a Duty Paid shop, a 780sqm shop which is in the final phase of renovation and will house international and national brands as well as regional products.

By June, the new pre-boarding area will feature new inspection channels, three more than currently, and an automated boarding gate.

Gil Guimarães, engineering manager of Salvador Bahia Airport comments: “Other improvements are in the area, such as ambience and pilaster lining, which will make the passenger experience even more enjoyable.”

By the end of October the boarding flow will unify domestic and international flights. Passengers will go through the same inspection channels and will proceed to their respective boarding gates which may be at the existing aircraft pier or at the new pier which is in the final stage of construction.

To better manage the flow of passengers to the new departures, adjustments have been made to the existing infrastructure. Two lifts now move between the first and second floors only, which the airport says will be faster and will bring more agility. The lifts have capacity for up to 26 people, features for energy saving and stability, and LED lighting with automatic operating functions. By the end of the first stage of works, there will be 11 elevators and nine escalators of the new model.

https://www.hmgaerospace.com/news/regional-gateway/salvador-bahia-airport-opens-new-boarding-area/
 
4901 - 4920 of 4941 Posts
Status
Not open for further replies.
Top