SkyscraperCity banner

41 - 60 of 11108 Posts

·
Registered
Joined
·
95,153 Posts
Discussion Starter #41







APRESENTAÇÃO




O Polo industrial de Camaçari, Bahia/Brasil, é o maior complexo industrial integrado do hemisfério sul e, atualmente, conta com mais de 90 empresas químicas, petroquímicas e de outros ramos em plena atividade. No complexo atuam, por exemplo, empresas como a Ford, Bridgestone, BASF, Brasken, Du Pont, Monsanto, Saint Gobain, Tigre, White Martins, Torrebras, Petrobras, Continental e muitas outras.

O complexo está em franca expansão, devido, principalmente, ao bom cenário socioeconômico e de infraestrutura no local. De acordo com vários dirigentes de empresas que pretendem atuar ou já atuam no local, a estrutura industrial, a facilidade de logística (proximidade de portos, rodovias e fornecedores), a proximidade de grandes mercados consumidores e o aumento da renda local são grandes diferenciais para os empreendimentos em Camaçari.



LOCALIZAÇÃO PRIVILEGIADA




O Polo industrial de Camaçari é o primero complexo petroquímico planejado do país e está localizado no município de Camaçari, a 50 quilômetros de Salvador, capital do Estado da Bahia. Sua localização estratégica permite fácil acesso às indústrias através das rodovias BA-D93, BA-535 (Via Parafuso) e BA-522 (Via Cascalheira), ferrovias, portos e aeroportos.








Término das obras de terraplenagem









DETALHE DE UM GALPÃO






INFRAESTRUTURA

38 módulos tipo de galpão com, aproximadamente, 5.998 m2 por módulo
Galpões modulares, grande maioria com possibilidade de operação em cross docking
Previsão para ocupação de 2.400 trabalhadores no empreendimento
Bloco administrativo com restaurante/cozinha industrial, salas de reunião, auditório e local para caixas eletrônicos e conveniência;
Apoio a motorista com cozinha/descanso e vestiário
Estacionamento de espera com 72 vagas para caminhões e carretas
Estacionamento interno com 164 vagas para veículos
Pavimentação intertravada de alta resistência
Ruas internas com 10 metros de largura
Amplo pátio de manobras com 30 metros em frente às docas
Portaria blindada com 4 baias para caminhões e 2 para veículos
Sistema de vigilância 24 horas das áreas comuns com controle de acesso, cercamento perimetral, iluminação externa e CFTV
Sistema de combate a incêndio
Sistema de supervisão e automação predial das áreas comuns
Gerador de energia para áreas comuns
Jardinagem, limpeza e manutenção predial das áreas comuns com gestão profissional
Acessibilidade em todo o empreendimento
Previsão para heliponto




http://www.ba51.com.br/apresentacao.html[/CENTER]



^^


:cheers::cheers::cheers:​
 

·
Baiano sim senhor!
Joined
·
41,452 Posts
BAHIA LIDERA PRODUÇÃO DE ENERGIA NO NORDESTE​

27/04/2016


Nos últimos doze meses, o estado da Bahia liderou a geração de energia no Nordeste. As usinas baianas produziram 2.267 MWmédios, ou seja, 30% dos 7.639 MWmédios de energia gerados na região entre abril de 2015 e março deste ano, segundo dados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE.

A fonte hídrica foi a principal responsável pelo desempenho da Bahia no período com 1.216 MWmédios produzidos. As usinas térmicas do estado contribuíram com 584 MWmédios e as plantas eólicas com 466 MWmédios.

Depois da Bahia, o estado do Nordeste que mais produziu energia no período foi o Ceará com 1.582 MWmédios, o equivalente a 20,7% do total. Na sequência, aparecem Pernambuco (1.133 MWmédios), Rio Grande do Norte (1.090 MWmédios), Alagoas (1.037 MWmédios), Paraíba (272 MWmédios). Piauí (238 MWmédios) e Sergipe (21 MWmédios).

Na análise da evolução da capacidade instalada dos estados do Nordeste, a Bahia também se destaca. Em março de 2016, o estado alcançou 9.715 MW que correspondem a 38,7% do total da região (25.133 MW). Os estados do Ceará (3.534,5 MW), Alagoas (3.354 MW) e Rio Grande do Norte (3.167,6 MW) aparecem na sequência.

Fonte: Bahia Econômica
http://www.bahiaeconomica.com.br/noticia/127589,bahia-lidera-producao-de-energia-no-nordeste.html
 

·
Baiano sim senhor!
Joined
·
41,452 Posts
Bela iniciativa Guima, a criação desse thread, mostrando toda a pujança da maior economia nordestina.
 

·
Registered
Joined
·
95,153 Posts
Discussion Starter #46
Valeu...o tópico será importante pra acompanhar a performance econômica estadual. Pelo tamanho e divesificação da economia baiana, é perceptível que tenhamos ainda muita lenha pra queimar aqui.:cheers:
 
  • Like
Reactions: tonyssa

·
Baiano sim senhor!
Joined
·
41,452 Posts
BAHIA FECHA 1º TRIMESTRE COM 27 NOVOS EMPREENDIMENTOS IMPLANTADOS​

28/04/2016


A Bahia fechou o primeiro trimestre com 27 empreendimentos implantados e quatro ampliados, um investimento de R$ 2,3 bilhões e a geração de 2.000 novas vagas de empregos.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jorge Hereda, a maioria dos empreendimentos fica no interior, com destaque para o sertão baiano. “A implantação desses empreendimentos é um passo a mais para concretização do compromisso assumido pelo Governo do Estado de promover a interiorização do desenvolvimento baiano”, afirma.

O segmento Eletricidade e Gás foi o responsável pela maior parte dos investimentos implantados, um total de R$ 1,7 bilhão em 21 novas usinas eólicas em funcionamento no semi-árido baiano. O segundo maior investimento fica por conta da Lipari Mineração, implantada no município de Nordestina, com investimento de R$ 200 milhões. Outro destaque foi na área de Comércio e Serviços, o Juá Garden Shopping inaugurado no mês de março, em Juazeiro, no Vale do São Francisco, com investimentos de R$ 150 milhões e previsão de geração de cerca de três mil empregos, entre diretos e indiretos, quando estiver em pleno funcionamento.

Já o Grupo Pão de Açúcar - maior varejista do Brasil - inaugurou em abril o primeiro supermercado da bandeira Pão de Açúcar na Bahia. A unidade foi instalada no Shopping da Bahia. A operação vai gerar 80 empregos diretos e indiretos e contou com investimento de R$ 4,5 milhões.

Além dos investimentos implantados, alguns grupos baianos e grandes redes anunciaram novos investimentos e ampliações no Estado nos próximos meses, como as Farmácias Pague Menos, a rede Atakarejo, o Grupo Petrópolis, a Votorantim Cimentos e a Bridgestone, uma das maiores fabricantes de pneus do mundo.

Fonte: Bahia Econômica
http://www.bahiaeconomica.com.br/noticia/127683,bahia-fecha-1-trimestre-com-27-novos-empreendimentos-implantados.html
 

·
Registered
Joined
·
95,153 Posts
Discussion Starter #48
^^


Diliça...:cheers:
 

·
Registered
Joined
·
95,153 Posts
Discussion Starter #49
BAHIA FECHA 1º TRIMESTRE COM 27 NOVOS EMPREENDIMENTOS IMPLANTADOS​

28/04/2016


A Bahia fechou o primeiro trimestre com 27 empreendimentos implantados e quatro ampliados, um investimento de R$ 2,3 bilhões e a geração de 2.000 novas vagas de empregos.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jorge Hereda, a maioria dos empreendimentos fica no interior, com destaque para o sertão baiano. “A implantação desses empreendimentos é um passo a mais para concretização do compromisso assumido pelo Governo do Estado de promover a interiorização do desenvolvimento baiano”, afirma.


Fonte: Bahia Econômica
http://www.bahiaeconomica.com.br/noticia/127683,bahia-fecha-1-trimestre-com-27-novos-empreendimentos-implantados.html

^^


Cabe ao interior carregar o Estado nas costas, isso é pensar num Estado forte vide os grandes do Centro-Sul. Excelente, estamos no caminho certo!!!:cheers:
 

·
Registered
Joined
·
95,153 Posts
Discussion Starter #50
Projeto Salitre recebe R$ 4,6 mi em investimentos






O perímetro de irrigação Salitre, localizado em Juazeiro (BA), está recebendo cerca de R$ 4,6 milhões para ações como recuperação e complementação do sistema de drenagem superficial, incluindo a implantação de bueiros, com o objetivo de melhorar a eficiência da macrodrenagem do perímetro. Os recursos foram destinados pelo Ministério da Integração Nacional e da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

Os trabalhos começaram no final do ano passado, com avaliação da atual rede de drenagem e levantamento topográfico. A próxima etapa compreende a parte de alvenaria, com construção de bueiros para facilitar o acesso aos lotes.

“O desenvolvimento sustentável do Vale do São Francisco é um dos principais focos do nosso trabalho. Assim executamos ações que buscam garantir a produção agrícola e a preservação do meio ambiente”, afirma o diretor da Área de Gestão dos Empreendimentos de Irrigação da Codevasf, Luís Napoleão Casado.

O perímetro de irrigação Salitre foi inaugurado em março de 2010 e compreende uma superfície bruta de 67 mil hectares, sendo que mais de 25 mil hectares são para irrigação. A implantação do perímetro contempla cinco etapas, tendo sido concluída a primeira, com mais de 5 mil hectares, ocupados por 255 lotes de agricultores familiares (33% do total), com área média de 6 hectares.




Fonte: Gente e Mercado
 

·
Registered
Joined
·
95,153 Posts
Discussion Starter #51
BAHIA REGISTRA MAIOR NÚMERO DE ALVARÁS DE PESQUISA CONCEDIDOS NO PAÍS



A Bahia, que é um dos principais territórios de interesse para pesquisa de minerais, recebeu em 2015 o maior número de Requerimentos de Pesquisa do país (2.793), assim como registrou o maior número de Alvarás de Pesquisa (3.427) concedidos e aprovou 120 Relatórios de Pesquisa. Os dados constam no Desempenho da Mineração Baiana 2015 divulgado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Bahia (SDE).

Segundo o secretário Jorge Hereda, apesar de todo um panorama pouco favorável, o governo do Estado manteve seu programa de investimentos, aplicando R$ 8,9 milhões em estudos, pesquisas, mapeamentos geológicos e infraestrurura, visando melhor atender as necessidades dos mineradores e atrair novos investimentos.

“Os novos Protocolos de Intenção assinados para investimentos em implantação e ampliação de empreendimentos mineiros foram da ordem de R$ 336 milhões e estes serão responsáveis pela criação de cerca de 800 empregos diretos, em especial no semiárido”, afirma Hereda.

O informativo traz outros destaques em 2015. Em julho passado, a Largo Resources atingiu 100% de sua capacidade instalada para a produção de Pentóxido de Vanádio, a partir de jazidas existentes em Maracás.

Em apenas um ano de sua entrada em produção, esse bem mineral destaca-se entre as principais substâncias que compõem a Produção Mineral Baiana Comercializada. As Indústrias Nucleares do Brasil – INB recebeu a concessão de Licença de Instalação para lavra a céu aberto de urânio, na mina do Engenho, no distrito uranífero de Lagoa Real, em Caetité.



http://www.bahiaeconomica.com.br/

^^

O impacto da mineração no PIB estadual tende a ser cada vez maior.:cheers:
 

·
Registered
Joined
·
95,153 Posts
Discussion Starter #52
MOVIMENTAÇÃO NO TERMINAL DO PORTO DE SALVADOR CRESCE 24% NO 1º TRIMESTRE DE 2016










As operações de exportação do Terminal de Contêineres do Porto de Salvador registraram crescimento de 24,6% no volume exportado no primeiro trimestre de 2016, em relação ao mesmo período do ano passado.

Em março, o volume exportado aumentou 28,7%, em relação a março de 2015. A cotação do dólar, embora em queda, ainda estimula as exportações, especialmente de Polímeros e Minérios, que lideraram a pauta.

No primeiro trimestre o segmento de Minérios teve uma alta de 107%, e hoje é o principal produto exportado pelo terminal, tendo como principais destinos a China e Estados Unidos. O segmento metalúrgico e siderúrgico teve um incremento de 77%, com principal destino a China, seguido de pneus com alta de 20% enviados principalmente para EUA e Panamá.

As operações de cabotagem também cresceram, apresentando aumento de 6,2%. Aí destaca-se o arroz, que lidera a pauta, e outros setores vem se destacando nos primeiros meses de 2016, entre eles os produtos de varejo (detergente e sabão, por exemplo, que cresceram este 126% no primeiro trimestre.




http://www.bahiaeconomica.com.br/
 

·
Registered
Joined
·
95,153 Posts
Discussion Starter #53
Produtores podem renegociar dívidas da venda de lotes nos perímetros irrigados da Codevasf








A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) aprovou os critérios para renegociação das dívidas decorrentes da venda de lotes nos perímetros de irrigação implantados ou administrados pela empresa. A data limite para os interessados procurarem a Companhia e requererem o parcelamento dos débitos termina no dia 1 de junho de 2016.




http://www.jornalgrandebahia.com.br/2016/04/produtores-podem-renegociar-dividas-da-venda-de-lotes-nos-perimetros-irrigados-da-codevasf/
 

·
Registered
Joined
·
95,153 Posts
Discussion Starter #54
Perspectivas do complexo químico da Bahia será tema de debate







Os desafios e as projeções futuras de um setor que responde por 30% das exportações baianas e por 20% do Produto Interno Bruto (PIB) estadual serão debatidos durante o seminário “Perspectivas do Complexo Químico da Bahia”. O evento, promovido pela Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb) através do Conselho de Petróleo, Gás e Naval (CPGN), em parceria com o Governo da Bahia, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), com apoio da Braskem e da Odebrecht, será realizado nesta segunda-feira (02), às 14h, na sede da Odebrecht, em Salvador.




http://www.genteemercado.com.br/334712-2/
 

·
Registered
Joined
·
95,153 Posts
Discussion Starter #55
Chapada: Lajedinho terá fábrica de cimentos avaliada em R$ 770 milhões





Dois anos depois de ganhar o noticiário por ter sido devastado em uma enxurrada, Lajedinho, na Chapada Diamantina, o quinto menor município da Bahia, com menos de 10 mil habitantes, está prestes a ficar conhecido de outro jeito. O município vai receber um dos maiores investimentos industriais já realizados no semiárido baiano. A CPX, novo grupo brasileiro no mercado de cimentos, concluiu os estudos ambientais para a implantação de uma unidade em Lajedinho, que deve receber investimentos de R$ 770 milhões para produzir 800 mil toneladas de cimento por ano.


O grupo pretende iniciar a construção da planta industrial ainda este ano, após a realização de uma audiência pública na região, ainda no primeiro semestre, e da licença definitiva do Inema, responsável pelo licenciamento ambiental. A estimativa dos investidores é gerar 2 mil empregos na fase de obra, que deve durar entre 27 e 30 meses, além de 200 empregos diretos na fase de operação da fábrica e outros 600 empregos indiretos, com serviços de transporte, limpeza, manutenção, segurança, hospedagem, alimentação, etc.




http://jornaldachapada.com.br/2016/01/25/chapada-lajedinho-tera-fabrica-de-cimentos-avaliada-em-r-770-milhoes/
 

·
Registered
Joined
·
95,153 Posts
Discussion Starter #56
Imagem das obras da Tecsis, Camaçari.


 

·
Registered
Joined
·
95,153 Posts
Discussion Starter #57
Agropolo de Ibicoara, Chapada Diamantina, maior produtor de batata do Norte/Nordeste.



 

·
Registered
Joined
·
95,153 Posts
Discussion Starter #58
Cultura do morango ganha força em Ibicoara











Há dois anos, pesquisas sobre o cultivo do morango na Chapada Diamantina vêm sendo realizadas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Semiárido), tendo Ibicoara como centro motivador e produtor, onde a agroindústria Bagisa sediada no município, na área do distrito de Cascavel, realiza em parceria com o Sebrae e a Prefeitura o fomento da produção motivando a agricultura familiar.

Para orientar os agricultores do município a Prefeitura realizou recentemente. Um encontro com os agricultores e técnicos para ampliar a cultura do morango por todo o município.




Temperatura ideal




Altas temperaturas durante o dia, e baixas à noite, são ideais para o morango, uma cultura típica de minifúndio. No Brasil, as principais áreas de produção que atendem a esses dois quesitos estão em Minas Gerais, São Paulo e no Espírito Santo. Esses Estados cultivam 95% da produção nacional de morango estimada em 133 mil toneladas por ano, em 3,7 mil hectares, segundo dados da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural. Os outros 5% da produção provêm de áreas exóticas para a cultura, entre elas a Bahia, um Estado identificado pelas suas altas temperaturas praianas, mas que deseja entrar no mapa dos grandes morangueiros do País.



http://www.consorciochapadaforte.ba.gov.br/noticias/86-cultura-do-morango-ganha-forca-em-ibicoara.html
 

·
Registered
Joined
·
95,153 Posts
Discussion Starter #59
Morro do Chapéu terá primeira vinícola da Chapada Diamantina






O diretor do empreendimento, Eraldo Cruz, explicou ao governador que a Sociedade Vinícola terá 20 lotes de um hectare, cada um com custo de implantação de R$ 198 mil. A formação do condomínio deverá estar concluída em dois anos, e cada condômino terá direito a uma área de 200 metros quadrados para construção residencial. Serão plantadas uvas das variedades Cabernet Sauvignon, Sirah, Malbec, Cabernet Franc, Merlot, Pinot Noir, Chardonnay, Sauvingnon Blanc e Muscat Petit Grain.

“Começamos a colher os frutos do que fomos buscar na França há alguns anos. Acho que aqui será o vetor de desenvolvimento e enriquecimento da região, principalmente para Morro do Chapéu. Muita gente não acreditava que poderíamos plantar uvas e daí produzir um vinho de qualidade. Hoje, a resposta está aí e os investidores começam a aparecer”, afirmou o governador Jaques Wagner.

Para Eurico Benedetti, do Conselho Diretor da Miolo, o mercado baiano e brasileiro é promissor. Segundo ele, “na França, o consumo percapta de vinho é de 60 litros/ano, enquanto que no Brasil é de 6,8 litros/ano. Temos que fazer trabalho de base, educação e degustação para ensinar o brasileiro a consumir vinho”. Essa opinião é compartilhada por Giuliano Pereira, pesquisador da Embrapa Uvas e Vinhos, um dos responsáveis pela implantação do projeto na Chapada Diamantina.



http://www.jornalgrandebahia.com.br/2013/08/morro-do-chapeu-tera-primeira-vinicola-da-chapada-diamantina/
 

·
Registered
Joined
·
95,153 Posts
Discussion Starter #60
Vila Francesa na Chapada





Além da primeira vinícola da Chapada, morro do Chapéu terá também uma vila de produtores franceses. Visando acelerar a vinda de produtores da França, o produtor Aderbal Cesar de Oliveira doou 12 hectares de sua propriedade à associação de produtores franceses, sendo dez para o plantio de uvas e dois para a construção de uma vila residencial. “Estamos satisfeitos com tudo que vimos aqui, com o potencial da Chapada, e queremos vir. Mas precisamos levar o assunto para ser discutido com os demais membros da associação”, disse Edouard Pinon, presidente da Associação de Jovens Produtores da França.





http://www.jornalgrandebahia.com.br/2013/08/morro-do-chapeu-tera-primeira-vinicola-da-chapada-diamantina/
 
41 - 60 of 11108 Posts
Top