Skyscraper City Forum banner
1 - 20 of 108 Posts

·
Compro e vendo likes
Joined
·
7,301 Posts
Discussion Starter · #2 ·
Prefeito apresenta projeto de proteção da faixa de orla da Praia Central ao Governador
20.06.2017 às 18:38h


Na manhã desta terça-feira (20), o prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira, entregou ao governador Raimundo Colombo o projeto de proteção da faixa de orla da Praia Central. O prefeito apresentou ao governador imagens de satélite que mostram o avanço do mar e a diminuição da faixa de areia da praia nos últimos anos, o que comprova a necessidade da obra.

O alargamento e proteção da orla da Praia Central não é apenas uma questão estética, mas também econômica para Balneário Camboriú. É uma obra importante porque recupera e oferece à praia as condições necessárias para a manutenção do turismo”, disse o prefeito.

O governador Raimundo Colombo se mostrou preocupado com a situação e se colocou à disposição do Município para auxiliar na execução da obra. “Essa não é uma obra importante apenas para Balneário Camboriú, mas também para Santa Catarina dada a importância da cidade no contexto turístico do Estado”, afirmou Colombo.

Prefeitura Municipal de Balneário Camboriú





 

·
Compro e vendo likes
Joined
·
7,301 Posts
Discussion Starter · #3 ·
Governador Colombo promete ajudar no alargamento da praia central

Terça, 20/6/2017 13:16.

O prefeito Fabrício Oliveira se reuniu com o governador Raimundo Colombo na manhã desta terça-feira(20), em Florianópolis, para tratar dentre outros assuntos do alargamento da faixa de areia da praia central de Balneário Camboriú e recebeu a promessa que o Estado irá ajudar na obra.

Fabrício mostrou a Colombo o acompanhamento por satélite que registra o desaparecimento progressivo da faixa de areia na Barra Sul.

O governador disse considerar o alargamento uma obra necessária não apenas para Balneário Camboriú, mas do interesse de toda Santa Catarina.

Não foram discutidos valores, isso será feito posteriormente pelas equipes técnicas da prefeitura e Estado.

Com o passar dos anos uma “profecia” do oceanógrafo Fernando Diehl se confirmou: o alargamento deixou de ser uma questão estética ou urbanística e se tornou vital para a proteção do patrimônio público, do patrimônio privado e para a economia da cidade.

Seria uma catástrofre econômica se Balneário, pelo avanço do mar, se transformasse numa "praia sem praia" como ocorreu em algumas cidades litorâneas no Brasil e diversas no exterior.

A Barra Sul deu o primeiro sinal de alerta. A faixa de areia passou por um alargamento de emergência no governo Rubens Spernau porque além de não haver mais praia o mar estava destruindo a própria avenida Atlântica.

O acompanhamento por fotos de satélite impressiona mais ainda quando se sabe que o mini-alargamento ocorreu há poucos anos.

O avanço sobre a avenida Atlântica se verifica com cada vez mais frequência porque a enseada da praia central, por falta de areia, está perdendo a capacidade de frear as ondas.

Fernando Diehl, provavelmente a pessoa que mais estudou a praia nas duas últimas décadas (ele tem dados técnicos dos últimos 23 anos), lembra que o equilíbrio dinâmico natural foi afetado no passado, com a retirada das dunas e outras formas cotidianas de perda de areia.

Ele detalha que o sedimento (areia) de uma praia está sempre se movimentando do sistema de dunas, face da praia e ante-praia, que fica nos bancos arenosos que protegem a praia da incidência das ondas.

Quando algo nesse equilíbrio é alterado, surgem os problemas que podem levar até ao desaparecimento total da faixa de areia e destruição de construções.

Uma enseada como a de Balneário é um sistema quase fechado, não entra areia nova e a única solução é repor as perdas, o chamado alargamento.

As fotos abaixo mostram a perda progressiva da faixa de areia na Barra Sul.

Em agosto de 2009:


Em junho de 2012 já haviam sido perdidos 23 metros:


Em janeiro de 2015 mais da metade do mini-alargamento foi perdido para o mar:


Abril de 2016:


Previsão para 2017/2018:


Página3
 

·
Compro e vendo likes
Joined
·
7,301 Posts
Discussion Starter · #4 ·
Revitalização da orla de Balneário Camboriú vai dobrar faixa de areia da Praia Central

Revitalização da orla é tida como fundamental para manter a atratividade turística de Balneário Camboriú, um dos principais destinos do litoral catarinense


por Sharon Abdalla
07/07/2017

A Prefeitura de Balneário Camboriú está levando à frente o projeto de revitalizar a orla da Praia Central a partir da ampliação de sua faixa de areia. Nesta terça-feira (4), o prefeito do município, Fabrício Oliveira (PSB), participou de uma audiência com o presidente Michel Temer para apresentar a proposta e solicitar o aporte federal para a realização da obra, tida como fundamental para a manutenção da atratividade turística deste que é um dos principais destinos do litoral catarinense.

A intenção de alargar a orla de balneário é discutida no município há cerca de 20 anos, inclusive com a realização de um plebiscito, mas nunca chegou a ser tirada do papel, como lembra Edson Kratz, secretário de Planejamento e Obras.

Segundo ele, além das questões turísticas, a necessidade de se proteger a infraestrutura urbana é outro fator que fez com que a revitalização voltasse à pauta municipal, principalmente após a forte elevação da maré ocorrida em novembro de 2016, que chegou a depositar areia da praia na região sul da Avenida Atlântica.

Projeto
O alargamento da faixa de areia é o ponto central da proposta de revitalização da orla de Balneário Camboriú. A intenção é a de que ela mais do que dobre de tamanho, passando dos atuais 20 metros, na média, para cerca de 60 metros, como aponta o secretário de Planejamento.


Ciclofaixa, quiosques e equipamentos esportivos estão previstos para o projeto de reurbanização da orla. Foto: Reprodução/Secretaria de Planejamento e Obras de Balneário Camboriú.​

Atualmente, a faixa de areia não chega a ter sete metros em determinados pontos. Vamos ampliar esta área nos oito quilômetros de extensão da Praia Central, pois dela subsiste toda a economia do município”, lembra o prefeito Fabrício Oliveira.

Segundo ele, atualmente a prefeitura trabalha no projeto executivo, que deve ser finalizado em até dois meses, e na obtenção das licenças ambientais para a realização da obra. A prefeitura afirma, ainda, que estão sendo realizados estudos de modelagem matemática das correntes marítimas, do impacto das possíveis mudanças e para determinar o volume de areia necessário para a recomposição da praia. As estimativas preliminares, de acordo com Kratz, apontam para um volume de dois a três milhões de metros cúbicos de areia.

Uma das prioridades do projeto foi buscar as melhores jazidas para que a recomposição se dê com a mesma granulometria da areia da praia. Ela será retirada de bancos de areia localizados no fundo do mar e transportada de forma mecanizada até a costa”, explica o secretário de Planejamento.

A partir do início das obras, a previsão é a de que em seis meses o alargamento da faixa de areia esteja concluído. O orçamento necessário para esta primeira fase da revitalização é estimado em R$ 100 milhões.

Reurbanização
A segunda etapa do projeto terá como foco a reurbanização da orla por meio de melhorias na infraestrutura, lazer e mobilidade urbana na Praia Central. Isso inclui a substituição das calçadas, a instalação de chuveiros, banheiros públicos, quiosques e de áreas de lazer à beira-mar.


Faixa de areio com 60 metros de extensão deve manter a atratividade do turismo na região. Foto: Daniel Castellano / Arquivo / Gazeta do Povo.​

Pretendemos regularizar a ciclofaixa e instalar aparelhos turísticos como restaurantes, deques, arenas esportivas e uma possível marina na Barra Norte. Tudo ainda está em fase de estudo, mas a intenção é ocupar o espaço por meio de parcerias público-privadas ou até com investimentos internacionais”, projeta o prefeito.

O secretário de Planejamento Edson Kratz acrescenta que o objetivo é o de se pensar no que há de mais moderno e, principalmente, mais sustentável neste sentido, de forma a se garantir uma manutenção facilitada e que o “grande cenário seja o mar”.

O orçamento previsto para esta segunda etapa da revitalização da orla está na casa dos R$ 100 milhões.

“No encontro com o presidente Michel Temer, do qual também participou o presidente do [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social] BNDES [Paulo Rabello de Castro], o governo federal sinalizou a possibilidade de abrir uma linha de financiamento por meio do banco [para a obtenção dos recursos]. O governador [de Santa Catarina, Raimundo Colombo] também garantiu que irá contribuir com o projeto, só ainda não estipulou [com que] valor. Esta obra irá acontecer dentro da minha gestão“, garante Oliveira.


Praia Central de Balneário Camboriú tem vida noturna ativa. Foto: Daniel Castellano / Arquivo / Gazeta do Povo.​

Apoio
O setor empresarial de Balneário Camboriú vê com bons olhos a iniciativa da prefeitura de tocar o projeto de revitalização da orla. Augusto München, presidente da Associação Empresarial de Balneário Camboriú e Camboriú, que reúne empresas de diferentes setores, conta que esta é uma luta antiga e destaca os reflexos imediatos dela na economia do município.

“O alargamento da praia proporcionará mais espaço físico para que os turistas instalem suas cadeiras e guarda-sóis, o que impacta desde a venda de picolés na areia até o restaurante que serve lagosta no restaurante de frente para o mar. E ela não será benéfica somente para os turistas, mas também para os moradores de balneário, que terão mais qualidade de vida”, resume.

Gazeta do Povo
 

·
Compro e vendo likes
Joined
·
7,301 Posts
Discussion Starter · #5 ·
Nova Orla de Balneário Camboriú

10 de julho de 2017

A Prefeitura de Balneário Camboriú divulgou recentemente imagens do que seria a nova orla da praia central após a execução do projeto de "alargamento" ou "engordamento" da faixa de areia.

O Projeto tem como referência o engordamento feito na praia de Miami Beach e segundo as imagens, vários problemas históricos seriam resolvidos.

Haveria uma nova faixa para transporte público e de emergências. Novas e mais largas calçadas com ciclovias, banheiros e quioques mais novos e modernos, áreas para esportes mais bem definidas e mais faixa de areia para o banhista não se apertar tanto e ter mais tempo de sol ao longo do dia.

Sem dúvida um projeto como esse será um marco para nossa cidade, além de sanar diversos problemas causados pelo nosso crescimento atípico certamente terá forte impacto na liquidez e valorização de nossos imóveis consagrando nossa praia como a praia de melhor infraestrutura urbana de todo o Brasil.

Fonte















 

·
Compro e vendo likes
Joined
·
7,301 Posts
Discussion Starter · #6 ·
^^
Exemplo de Miami

Antes


Durante
Miami Beach Drones
Publicado em 7 de abr de 2015

The beaches between 47th and 55th street have suffered heavy erosion due to extreme high tides and strong winds. The city of Miami Beach is placing new sand on the beach as a short term solution. Long short drifting of the sand is expected to replenish the eroded beaches.

Depois

DailyMail
 

·
Moderator
Joined
·
32,271 Posts
Legal o thread, mas não creio que o Projetos seja o local mais adequado para esse tipo de obra.

Acredito que o melhor é mudar para o Arquitetura e discussões Urbanas, pois lá já tem os threads das orlas de diversas outras cidades do país.
 

·
Compro e vendo likes
Joined
·
7,301 Posts
Discussion Starter · #8 ·
Pré-projeto de aumento da faixa de areia em Balneário Camboriú é apresentado à rede hoteleira

Organização da sociedade civil contratou empresa para fazer planejamento, segundo prefeitura. Objetivo é prevenir estragos e melhorar turismo.

Por NSC TV
27/09/2017 22h30 Atualizado 27/09/2017 22h30

Um pré-projeto para aumento da faixa de areia da Praia Central, de Balneário Camboriú, no Litoral Norte, foi apresentado à rede hoteleira. A empresa que faz o planejamento diz que a ideia é prevenir estragos causados pela maré e melhorar o turismo. O pré-projeto foi mostrado na terça (26), como mostrou o Jornal do Almoço desta quarta-feira (27).

A Prefeitura de Balneário Camboriú disse que a ideia já é discutida há anos na cidade. O prefeito, Fabrício Oliveira (PSB), afirmou que Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) contratou a empresa para fazer o projeto.

Aumento
A faixa de areia disponível hoje, onde se acumulam turistas na temporada de verão, deve mais que dobrar se o projeto sair do papel. Na apresentação, a empresa contratada mostrou que a praia na década de 1960 tinha cerca de 60 metros de areia. Atualmente, a media é de 25 metros.

O aumento da faixa exige a retirada de areia de uma jazida já identificada. "A areia tem uma função de dispersão de energia, de acumular, de pegar as ondas e reduzir a velocidade das ondas, consumir a energia das ondas. É claro que nos eventos mais críticos, muitas vezes ela vai passar por cima, porque a maré é alta, nossa praia é rasa e pode ser que aconteça. E deve acontecer. Mas enquanto tivermos reservas de areia, o evento vai ter menos dano para a estrutura. Então essa é a intenção, que a gente crie um ambiente que seja de proteção, mas ao mesmo tempo que dê uma oportunidade de lazer e de espaço para as pessoas", afirmou o coordenador do projeto, Sérgio Golldnick.

Projeto milionário
O projeto deve ficar pronto dentro de 45 dias. Em seguida, a prefeitura vai lançar licitação para contratar a empresa que vai executar a obra e ir atrás de recursos estaduais e federais. O investimento estimado é de R$ 110 milhões.

G1 SC
 

·
Compro e vendo likes
Joined
·
7,301 Posts
Discussion Starter · #9 ·
Balanço Geral Itajaí
Publicado em 27 de set de 2017

Há algum tempo a faixa de areia da praia Central de Balneário Camboriú vem sendo discutida. Um projeto de alargamento que está sendo elaborado pelo setor privado e que depois será doado a prefeitura, foi apresentado aos empresários do setor turístico nesta terça-feira (26).

SBT Santa Catarina
Publicado em 8 de nov de 2017
 

·
Norte Catarinense
Joined
·
1,071 Posts
Hoje mesmo houve uma discussão sobre isso em outro thread de BC, perguntei se alguém sabia como estava caminhando esse projeto, que na minha visão, é de extrema importância para a cidade

Nova Orla de Balneário Camboriú

10 de julho de 2017

A Prefeitura de Balneário Camboriú divulgou recentemente imagens do que seria a nova orla da praia central após a execução do projeto de "alargamento" ou "engordamento" da faixa de areia.

O Projeto tem como referência o engordamento feito na praia de Miami Beach e segundo as imagens, vários problemas históricos seriam resolvidos.
Legal as imagens dessa postagem, outro nível essa orla projetada :)
 

·
Compro e vendo likes
Joined
·
7,301 Posts
Discussion Starter · #11 ·
Legal as imagens dessa postagem, outro nível essa orla projetada :)
Só acho que deveriam replantar parte da restinga que foi destruída nas décadas passadas. Replantar e cercar, delimitando os acessos de banhistas por escadas e rampas. Mas não precisa ser algo escandaloso: 2m a 3m de largura de pequenas dunas cobertas de vegetação, além de bonito, já ajudaria a minimizar os estragos do avanço do mar em dias de maré alta/ressaca.

Além de ser uma reserva de areia.
 

·
Moderator
Joined
·
32,271 Posts
Só acho que deveriam replantar parte da restinga que foi destruída nas décadas passadas. Replantar e cercar, delimitando os acessos de banhistas por escadas e rampas. Mas não precisa ser algo escandaloso: 2m a 3m de largura de pequenas dunas cobertas de vegetação, além de bonito, já ajudaria a minimizar os estragos do avanço do mar em dias de maré alta/ressaca.

Além de ser uma reserva de areia.
Boa! Restinga sempre é uma boa pedida.
Mas por BC ser uma praia urbana, certeza que muita gente vai reclamar.

Aqui no PR, no Balneário de Caiobá, antes a faixa de areia ia até o calçadão.
Aí faz alguns anos, não sei se por pura inércia hahah ou por imposição dos órgãos ambientais, resolveram deixar a restinga se recuperar.

Hoje ela já chegou a esse tamanho:



Mas é a coisa mais comum do mundo ver gente na praia reclamando do "desleixo" da Prefeitura em não cortar o mato!!
Falam que esse matagal aí enfeia a praia e que antes era mais bonito.

Ser humano ainda nao está pronto pra tal sustentabilidade ... vivem fechados em suas cidades de concreto.
 

·
Registered
Joined
·
12,697 Posts
Acho que 2-3 m de restinga seria muito pouco. Na praia que minha família tem casa de veraneio, Itajuba (Barra Velha), há anos atrás não havia restinga alguma, e as ressacas chegavam a destruir os muros das casas com frequência. Hoje a restinga recuperou parte do seu tamanho, tendo por volta de 15-20m de largura e as ressacas não conseguem mais chegar aos muros. A praia, no entanto, está com uma faixa de areia bem pequena - não sei se é um fenômeno generalizado nas praias de SC esse ano devido às ressacas que ocorreram.

Quanto ao projeto em BC, espero que dessa vez saia! Poderiam ter previsto duas faixas para transporte público na praia, se quiser um dia poderia instalar um VLT ou mesmo um BRT decente - tirando os ônibus da apertadíssima Avenida Brasil.
 

·
res severa, verum gaudium
de volta ao porco fumo
Joined
·
8,808 Posts
Acho que tem que equilibrar. Lembro que anos atrás não havia muita restinga na região de Jurerê Tradicional, e com o tempo foram deixando crescer. Hoje ela já encorpou bastante, mas a faixa de areia está extremamente estreita.
 

·
Moderator
Joined
·
32,271 Posts
Agora comentando sobre o projeto...

Na imagem essas curvas ficam lindas


Mas na prática ficar ziguezagueando a orla toda de bike ou até mesmo a pé é muito ruim.
O que vai ter de gente "cortando" caminho na ciclovia.
Além de que vai virar uma zona de hora é calçada pra pedestre, hora é ciclovia, aí volta pra pedestre ...

Espero que até o momento da execução da obra alguem tenha o bom senso de retificar a ciclovia e boa parte do calçadão, deixando essas curvas e ondas apenas nas áreas de "remanso" e descanso dos bancos.
 
1 - 20 of 108 Posts
Top