SkyscraperCity banner

21 - 40 of 53 Posts

·
Registered user
Joined
·
9,568 Posts
O antonio Costa ja foi ao Barreiro "destruir" o projecto ...
 

·
Registered
Joined
·
16 Posts
Ás vezes não entendo a lógica de certas decisões no que toca a infraestruturas neste país.

A ponte Barreiro-Seixal no terminal do Barreiro é absurda de tão óbvia que é. Quem lá vive e passa naquele local todos os dias percebe isso. Seria óptimo para as economias de ambos os lados do rio. O Seixal poderia beneficiar, assumindo que o MTS é© uma miragem, de uma ligação aos TCB, com a expansão aos concelhos vizinhos do Barreiro.

Os Barreirenses, por sua vez poderiam beneficiar de uma estação Fertagus mais próxima do que Coina (Fogueteiro).

Questiono-me até, sendo feita nesse local, se se justificaria a existência de dois terminais fluviais tão próximos um do outro, mas qualquer género de eliminação de um deles seria impossível por interesses políticos...Imagine-se, no entanto duas pontes paralelas rodo-ferro, com extensão da linha de CF ao Seixal e término no terminal fluvial. Mas já estou a inventar demais. :lol:

Fazendo-se em Santo André continua a ser bastante útil sem tornar uma data de infraestruturas redundantes. O acesso mais rápido ao nó da A2 no Casal do Marco seria muito bem vindo pela maioria dos Barreirenses que não querem pagar a entrada na A2 em Coina. :lol:

Concordo com tudo o que dizes, se os planos futuros para as duas margens tiverem sido esquecidos. Porque se ainda estiverem planeados para um futuro, que ainda longinquo, então essa ponte pedonal faz sentido como está planeada para ser construida.

A zona do actual terminal fluvial do Barreiro está planeada para vir a ser uma zona habitacional, passando o terminal fluvial do Barreiro para próximo da entrada da antiga CUF, junto ao fim da avenida da praia. A estação dos comboios Barreiro e Barreiro A, nos projectos que se conhece, também têm os dias contados. Aquele corredor ferroviário tem como destino um corredor rodoviário que atravessa o Barreiro até à actual "rotunda do Lavradio" junto aos Loios. A estação principal do Barreiro (nos projectos) será no Lavradio, "virada para Lisboa" pela TTT, provavelmente mais um percurso privatizado, e quem sabe até será a Fertagus na mesma.. Os meus trisnetos o dirão !

Se calhar, a construção não é tão descabida, olhando para os projectos futuros. Mas claro que nos dias de hoje, se calhar não é tão util e não parece tão bem colocada..
 

·
архитек&
Joined
·
2,176 Posts
O ideal nem era ligar o Barreiro ao Seixal, por ferrovia, mas sim Barreiro-Seixal-Fogueteiro... e já a malta da Moita ao Barreiro, iria de comboio direto para Lisboa e sem construir TTT
 

·
Moderator
Joined
·
70,941 Posts
Discussion Starter #25
Barreiro e Seixal voltam a ligar as suas gentes

Quase 50 anos depois, os municípios do Seixal e do Barreiro vão passar a estar novamente unidos por uma ponte pedonal e ciclável. O projecto está em fase de conclusão, e tem, admite o presidente da Câmara do Seixal, Joaquim Santos, «um significado especial».

Foi em 1969 que um barco ao serviço da Siderurgia Nacional destruiu um dos pilares da ponte ferroviária que existiu sobre o rio Coina, e que desde 1923 ligava o Seixal ao Barreiro.

Desde então, a ligação que existia entre as duas populações perdeu-se. Joaquim Santos recorda que «as duas populações eram muito próximas. Durante muitos anos, as pessoas vinham trabalhar para o Seixal, iam estudar ao Barreiro, havia uma grande ligação, que se perdeu há quase 50 anos».

Desde então, também, os dois municípios que distam entre si 300 metros por água, ficaram separados em cerca de 16 quilómetros por estrada.

A par da questão afectiva, a nova ponte é um dos exemplos da aposta destes municípios no âmbito das chamadas políticas de transportes suaves, materializada em ligações pedonais e cicláveis nos próprios concelhos, e intra-concelhos.

Com um orçamento estimado de quatro milhões de euros, a repartir pelos dois municípios, os projectos da ligação exclusivamente dedicada a peões e com uma ciclovia, unindo as redes de percursos pedonais do Seixal e do Barreiro, estão em fase de conclusão.

Joaquim Santos explica ainda que está prevista uma parte basculante para os barcos passarem e que na reunião agendada para a próxima semana com a Admnistração do Porto de Lisboa (APL) será fechada a questão dos metros que será necessário prever para o efeito. «Estamos numa fase crucial do projecto, que será esta definição, para depois podermos passar às especialidades, lançar o concurso e depois então avançar para a obra», descreve

A ponte, com cerca de 300 metros, está incluída num total de extensão de obra de 800 metros. No Seixal, conclui o presidente, «vamos fazer uma intervenção de requalificação de mais de um quilómetro».

Fonte: https://www.abrilabril.pt/local/barreiro-e-seixal-voltam-ligar-suas-gentes
 

·
Registered user
Joined
·
9,568 Posts
Agora vamos ter é roda gigante ...
 

·
Moderator
Joined
·
70,941 Posts
Discussion Starter #29
Whaaat? Afinal já existia uma ponte? E de 1969 à 2017 ninguém conseguiu resolver isso?! :bash::bash::bash:
Como sempre, nao e' assim tao simples como isso....


O que se sabe, e' que mesmo em 1968, o troco de comboio ja' era muito pouco usado, e ja' se falava em fechar aquilo, que impedia o acesso a siderurgia, etc.

Depois veio o acidente com o navio, e pronto, desmonta-se a ponte, e fica ate' hoje...

Isso e' a versao oficial. Agora, a versao oficiosa, e que sempre circulou aqui na zona, e' que aquilo nao foi acidente nenhum, foi de proposito, para existir uma desculpa para desmontar a ponte, sem criar grandes ondas, e a partir dai, ja' podiam ir navios (de pequeno calado, atencao) directamente ao cais, sem limitacoes, sem ter que andar a fazer transbordos para barcaças...

Relembrar que tanto a Siderurgia como a CUF eram grandes empregadores, pertenciam ao mesmo grupo, tinham interesses e musculo negocial, etc... a CP por outro lado ficava sem uma linha deficitaria, por isso era uma situacao em que (quase todos) ganhavam...

Portanto, de 1969 a 1974, ninguem quis saber disso.

A partir de 1974, a coisa muda de figura... a empresa e' nacionalizada e politizada ... alias, as grandes empresas do grupo, CUF, SN, Lisnave, etc...
Infelizmente, isso tambem coincide com o choque petrolifero, o abrandar da procura, pelo que, voltar a fazer uma ponte, era limitar de novo o acesso de navios, era juntar mais problemas a uma industria ja' com problemas, era colocar em perigo o posto de trabalho de milhares de operarios...

Ou seja, entre 1974 e 1997, ninguem quis saber disso...

Em 1997, a SN e' privatizada, mas a conjectura nessa altura e' MUITO diferente do que era nos anos 60, existia oferta europeia em abundancia, as instalacoes estavam velhas e ineficientes, pelo que a nova administracao acaba com os altos fornos em 2001. Com isso, acaba tambem a necessidade de grandes quantidades de carvao e minerio/sucata, pelo que na realidade, so' a partir de 2001 e' que a ponte deixa de ser um obstaculo operacional do dia a dia, permanecendo no entanto um obstaculo estrategico, nao fosse a siderurgia avancar de novo... e entretanto chegamos a 2008, que e' quando o ramal da linha ferrea finalmente e' feito... 40 anos depois de ser pensado (e necessario) e o que veio definitivamente acabar com a necessidade dos navios...

E na realidade, e' essa a data que devemos considerar como "ano zero" da ponte. Mas esse ano zero, 2008, e' tambem ja' o ano tres ou quatro da TTT, relembro que o concurso "oficial" foi lancado em 2009. E ate' a TTT ter sido pulverizada pela troika, em 2011/2012, ninguem pensou nisso.

E finalmente chegamos a 2016/2017, em que alguem pensou nisso... mas mesmo assim, a ponte rodoviaria que esta' projectada e' uns quilometros abaixo dessa, nao se vai fazer Barreiro-Seixal num minuto...

PS: Obviamente, isto e' uma visao simplista sobre o assunto...
...
 

·
Registered user
Joined
·
9,568 Posts
Pouco usado ??? nem existia practicamente serviço de passageiros ... :banana:
 

·
Architect
Joined
·
12,295 Posts
Ponte Pedonal Barreiro – Seixal APL quer um vão de 60 metros, projecto prevê 40 metros

O novo executivo da Câmara Municipal do Barreiro já reuniu com a Câmara Municipal do Seixal para analisar o projecto de construção da ponte pedonal que vai ligar o Barreiro ao Seixal.

Segundo Rui Braga, vereador do Planeamento está sendo pedido adiamento do prazo de entrega da candidatura de acesso aos fundos comunitários.
Rui Braga, na última reunião de Câmara, em resposta a Rui Lopo, vereador CDU, que interrogou sobre diversos projectos que estavam em marcha com acesso a fundos comunitários, cujo prazo findava a 31 de Dezembro, respondeu que estavam a ser estabelecidos os necessários contactos para garantir o adiamento das candidaturas e respectivos financiamentos.
Rui Lopo, questionou sobre as candidaturas a fundos comunitários do projecto de intervenção na Quinta de Braamcamp, sobre o projecto de recuperação urbana no Largo da Santa e Bairro Alves Redol, no Alto do Seixalinho, assim como a Passeio Pedonal Barreiro – Seixal.
Rui Braga, vereador do Planeamento, esclareceu que esta em curso o pedido adiamento do prazo de entrega das candidaturas de acesso aos fundos comunitários.

APL defende vão de 60 metros.

Por outro lado salientou que o novo executivo da Câmara Municipal do Barreiro já reuniu com a Câmara Municipal do Seixal para analisar o projecto de construção da ponte pedonal que vai ligar o Barreiro ao Seixal.
Segundo Rui Braga, vereador do Planeamento – “a bola está do lado do Seixal” e, disse, vai ser agendada uma reunião com a APL.
O autarca sublinhou que o projecto apresenta um vão de 40 metros, mas a APL – Administração do Porto de Lisboa defende, num parecer, que o vão deve ser de 60 metros.
Rui Braga salientou que o projecto – “devia ter sido discutido com a APL”
Referiu que está a ser pedido o adiamento do prazo de entrega da candidatura.

Plano de Ação Mobilidade Urbana Sustentável

A ligação entre margens tem o total de 800 metros, sendo que a ponte terá cerca de 350 metros. Esta ponte permitirá o atravessamento entre o Seixal e o Barreiro sobre o esteiro do rio Coina e irá aproveitar o espaço canal de uma antiga ponte ferroviária que fez, em anos longínquos, a ligação entre os dois concelhos.
De referir que o valor global da candidatura no âmbito do PAMUS (Plano de Ação Mobilidade Urbana Sustentável) é de 4.426.550,00 (quatro milhões, quatrocentos e vinte e seis mil e quinhentos e cinquenta euros), repartido da seguinte forma:
PAMUS – Seixal = 2.526.558,00 (dois milhões, quinhentos e vinte e seis mil, quinhentos e cinquenta e oito euros;
PAMUS – Barreiro = 1.900.000,00 (um milhão e novecentos mil euros).
A União Europeia financia 50% sobre os valores anteriores.
https://www.rostos.pt/inicio2.asp?cronica=15000906&mostra=2&seccao=postais&titulo=Ponte-Pedonal-Barreiro-Seixal-A
 

·
Luis M P A N Pereira
Joined
·
8,726 Posts
Quando arrancam as obras, é para estar concluída ainda este ano corrente!?
Desde quando é que "este ano" difere de "ano corrente"?
:lol:
 

·
Moderator
Joined
·
153,035 Posts
20 metros. A distância que trava uma ponte Barreiro-Seixal

As duas cidades estão à distância de 800 metros, mas é preciso fazer 13 quilómetros para ir de uma à outra. Projeto para via pedonal e ciclável foi chumbado pela Administração do Porto de Lisboa que quer mais 20 metros no tabuleiro.

https://www.dn.pt/edicao-do-dia/06-nov-2018/interior/os-20-metros-que-fazem-da-ponte-barreiro-seixal-uma-miragem-10132866.html?fbclid=IwAR3Of6tzFfDTu--0-hnkhikq7lnB2EBp95p3vzSaZzAyhS40d8H-PkfVD_4
 
21 - 40 of 53 Posts
Top