SkyscraperCity banner
1 - 20 of 167 Posts

·
...
Joined
·
44,068 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
BELÉM DO PARÁ


Belém capital do Estado do Pará, cidade das mangueiras, é viajar no tempo e descobrir um Brasil amazônico. Nas primeiras ruas da cidade, construções portuguesas dos séculos 17 e 18, completamente restauradas e revitalizadas, abrem suas portas para a celebração de estilos arquitetônicos como o neoclássico do italiano Antonio Landi e convidam o turista para noites de requinte musical e gastronômico. No centro da cidade, todo o charme da Belle Époque do ciclo da borracha é cultivado em prédios como o Theatro da Paz e o Palacete Bolonha.
Belém hoje garante estrutura e logística para eventos, com modernos auditórios e centro de convenções. Por meio da bem distribuída rede de hotéis, agências de serviços e restaurantes da cidade, todo o exotismo da Amazônia pode ser desfrutado com comodidade.
Paisagens arrebatadoras, praias inexploradas e rios que lavam a alma, esse é o destino dos corações que se aventuram pelas trilhas da Amazônia. Belém é para quem quer conhecer o Brasil selvagem, de cultura autóctone milenar, ritmo mais calmo e sabores inesquecíveis. Com todo o conforto para os mais exigentes.
Do café da manhã ao jantar, Belém tem delícias tão marcantes e variadas quanto a biodiversidade da Amazônia pode oferecer. Deleite-se com todos os ingredientes, preparos e modos de servir da culinária mais exótica do Brasil.
Você é convidado a conhecer os encantos dessa metrópole amazônica


Mapa


As fotos foram retirdas do Panoramio e do Flick, algumas são de minha autoria!

Queria agradecer ao Amazongate a ajuda na elaboração do thread :cheers:

Vamos as fotos

1 Skyline de Belém, foto Lautaro Tessi


2 Orla de Belém, a frente da Estação das Docas, foto Francisco Mendes


3 Aérea, ínicio da avenida Presidente Vargas, foto Eloi Raiol


4 Vista aérea do Centro, Batista Campos, Nazaré, Reduto, Umarizal e Pedreira, foto Aurélio Santos


5 Aérea sobre a praça da República, foto Eloi Raiol


6 Vista do CAN em Nazaré, foto Eduardo Santos


7 Vista parcial do bairro da Cremação, foto Hicham Daoudi


8 Avenida Almirante Barroso, foto Scantlebury2


9 Vista parcial do bairro do Marco e São Brás, foto Scantlebury2


10 Amanhecer com neblina, foto Flp_hfh


11 Vista para o bairro de Nazaré, foto BelémdoPará


12 Vista parcial de Batista Campos


13 Vista para a baía do Guajará, foto Fabricio Leão


14 Vista para a orla de Belém na casa das 11 janelas, foto Renata Hermes


15 Praça Batista Campos, foto André Bonancin
Praça Batista Campos - A Praça Batista Campos inaugurada em 1904, possui pavilhões e caramachões importados da Alemanha. Atualmente é muito frenquetada para pratica de esporte e lazer.
Tv. Padre Eutiquio – Batista Campos



16 Praça Batista Campos, foto Eloi Raiol


17 Praça Batista Campos, Sávio Costa


18 Vista para o Rio Guamá, foto Henrique Freitas


19 Jardim Botânico da Amazônia, foto BelémdoPará


20 Círio de Nazaré, foto Ricardo Almeida
Cirio de Nazaré - Em devoção a Nossa Senhora de Nazaré, é uma das maiores e mais tradicionais festivos religiosos do Brasil, além de ser a maior festa cristã do planeta, sendo celebrada desde 1793, na cidade de Belém do Pará, sempre no segundo Domingo de Outubro.


21 Complexo do Ver o Peso, foto Eaptel
Mercado do Ver – o – peso
O mercado do Ver-o-Peso também é uma excelente amostra histórica paraense: de seus prédios às suas feiras, o Ver-o-Peso é a essência do regional manifesta em mercados e ruelas abastadas de cultura. Neste cenário, destaca-se o Mercado de Ferro e sua arquitetura neoclássica, trazida pelos europeus e assimilada à estética amazônica, e a extensa feira do Ver-o-Peso, existente desde o século XVII e principal ponto de venda de mercadorias afins da capital. O posto fiscal criado em 1688 no porto do Piri que, a partir de então foi popularmente denomindo lugar de Ver-o-Peso, deu origem ao nome do mercado, já que era obrigatório ver o peso das mercadorias que saiam ou chegavam à Amazônia, arrecadando-se os impostos correspondentes.



22 Praça ao lado da casa das 11 janelas, foto VBarcellos


23 Forte do Castelo, foto André Bonancin
O Forte do Presépio, uma das primeiras construções de caráter militar da Amazônia e uma das primeiras obras de Belém, foi reformado e atualmente tornou-se um panorâmico para a Baía e para o mercado do Ver-O-Peso, além de conter o Museu do Encontro, que exibe artefatos e pinturas das comunidades indígenas e dos colonizadores portugueses da época. O Feliz Lusitânia inclui, ainda, a Casa Das Onze Janelas, um antigo hospital colonial que, atualmente, abriga um espaço para exposições, o Boteco Das Onze (restaurante) e uma longa passarela externa, paralela à baía, que oferece uma estonteante visão e um quiosque de lanches regionais. À noite, shows musicais são realizados no Boteco, que também oferece serviços na parte externa da Casa.


24 Complexo Feliz Lusitânia, Forte e Casa das 11 janelas, foto Dan Gonzalez
Complexo Feliz Lusitânia
O complexo cultural Feliz Lusitânia abrange a região portuária de Belém por onde os portugueses chegaram na região Norte, em 1616. As construções que nela foram feitas durante o período colonial atualmente abrigam museus, restaurantes e oferecem diversas oportunidades de se conhecer a realidade amazônica.
O complexo constitui-se de três prédios. A Igreja de Santo Alexandre, construção que na Belém colonial também abrigava os padres Jesuítas, tornou-se um espaço onde convivem belos jardins externos, a Igreja (que foi totalmente reformada e também é espaço para espetáculos teatrais e recitais) e o Museu De Arte Sacra, repleto de estátuas e artefatos religiosos que retratam a história regional.

Igreja de Santo Alexandre - Construção de 1718, em estilo barroco, feita por religiosos da Companhia de Jesus. Local aonde pregou o Padre Antônio Vieira. Possui em seu interior, imobiliário de madeira entalhada por jesuítas e índios. Reformada abriga o Museu de Arte Sacra.
Praça Frei Caetano Brandão.



25 Ladeira do castelo, primeira rua de Belém, foto Fabricio Sousa


26 Mangal das garças, foto Walterf Mota
Parque Mangal das Garças - No projeto de revitalização do governo, ganhou destaque o projeto do Mangal das Garças, centro turístico-cultural que foi inaugurado em Janeiro de 2005, às margens do rio Guamá. Uma das maiores empreitadas do núcleo urbano belenense, o Mangal é um espaço que mescla a natureza, a tecnologia e a cultura. Composto por jardins, passarelas, viveiros naturais de animais silvestres (onde se destaca um belíssimo Borboletário), mini-museus, restaurantes e lanchonetes, a obra tenta trazer, para o ambiente urbano, uma amostra da diversidade amazônica, de forma a “climatizar” turistas e nativos na realidade da região. O Mangal funciona de Terça à Domingo, das 8 às 18 horas. Após este período, uma parte do parque é fechada e continuam funcionando, até a meia-noite, o restaurante e o píer.


27 Parque da Residência, antiga residência dos governadores do Pará, foto dricobel


28 Museu de Arte Sacra, foto Eloi Raiol


29 Associação comercial do Pará, foto Cidu


30 Avenida Almirante Barroso, foto Odilson Sá


31 Avenida Nazaré, foto Fernando Cunha


32 Avenida Presidente Vargas, foto Odilson Sá


33 Lago Bolonha, foto Mauricio Leonardi


34 Jardim Botânico da Amazônia, foto Niani


35 Campus da Universidade Federal do Pará as mergens do rio Guamá, foto Fabricio Sousa
Rio Guamá - É o rio que corta a cidade de Belém e faz parte da vida de sua população. Banha inúmeras pequenas ilhas, habitadas por nativos que mantém várias olarias.
Em Belém o nível das águas da orla chega a alcançar 3,80 m e 0,0 m, em março e setembro, durante as luas cheia e nova.



36 Museu de Arte Sacra anexo a Igreja de Santo Alexandre, foto dricobel


37 Igreja de Nossa Senhora do Rosário, foto Odilson Sá
Igreja de Nossa Senhora dos Homens Pretos - Construída no século XVIII (1725), foi erguida por uma comunidade de negros e continua a ser importante marco da nossa cultura.
Localização: Travessa Padre Prudêncio - Camperia/Rua Aristides Lobo
Aberto de 3ª feira a domingo das 15 às 18h



38 Tribunal de Justiça do Estado do Pará, foto Aurélio Jr.


39 Edíficio comercial Sintese 21, foto Lord Pakato


40 Solar Antique, foto Fernando Cunha


41 Igreja de São João Batista, foto BelémdoPará
Igreja de São João Batista – Construção de 1777, com arquitetura octogonal, foi a matriz de Belém.
Praça República do Líbano – Cidade Velha



42 Catedral Matropilitana de Belém "Sé", foto dricobel
Catedral Metrópolitana de Belém - Sé – Construção de 1771, em estilo barroco por fora e neoclássico por dentro, com o nome de Catedral de Santa Maria da Graça da Cidade de Belém do Grão-Pará. Seu altar mede mais de 10 mts de altura e possui um órgão parisiense que tem 6 mts de largura, 3 de profundidade e 8,5 de altura. Sua nave é iluminada por 28 candelabros de bronze. É o ponto de partida do Círio de Nazaré.


43 Torre de Belém, foto Dc Lobato


44 Rio Tucunduba na UFPA, foto Leo Baima


45 Universidade Federal do Pará, foto Odilson Sá


46 Parque Mangal das Garças, foto Cidu


47 Parque Ambiental de Belém, foto Mauricio Leonardi


48 Avenida Pedro Miranda na Pedreira


49 Palácio Antonio Lemos, sede da prefeitura de Belém
Museu de Artes de Belém – MABE

O espaço funciona no Palácio Antônio Lemos, sede do gabinete do prefeito. Obras-de-arte, como esculturas em bronze e mármore, vasos austríacos e quadros - além de móveis do século XIX -, decoram os salões em estilo imperial. Foi construído originalmente para ser a sede da Intendência Municipal, ficou mais conhecido como o Palacete Azul, e atualmente continua abrigando o Gabinete do Prefeito Municipal, além do Museu de Arte de Belém.
Pça. D. Pedro II, s/n, Cidade Velha.



50 Passeio pela baía do Guajárá, foto Eloi Raiol
Baia do Guajará - A baia de Guajará situa-se a oeste da cidade de Belém, é a rigor um subestuário e recebe águas dos rios Guamá, Acará e Moju. Possui comunicação direta com a baia de Marajó e, devido sua proximidade do oceano Atlântico, está sujeita a influências das marés oceânicas. Possui águas barrentas, fortemente amareladas e salobras.
É na Baía do Guajará que se encontram magníficas ilhas como as das Onças, Arapiranga e Piriquitos, entre outras. É também onde se concentram os principais pontos turísticos de Belém entre os quais o Ver-o-Peso, Complexo Feliz Luzitânia e Estação das Docas.



51 Por do sol visto do Rio Guamá, foto Tarik_Rajeh


52 Praça do Carmo na Cidade Velha, foto Walterf Mota


53 Praça Dom Pedro II na Cidade Velha, foto ElianaP
Praça Dom Pedro II - Recentemente reformada pela Prefeitura Municipal de Belém, a praça D. Pedro II é um cartão postal a mais no Centro Histórico de Belém. A obra é um presente da prefeitura para a população e possui no seu projeto paisagístico espécies da flora regional, uma fonte luminosa e um lago que estava aterrado há dois anos.


54 Avenida Presidente Vargas, foto dricobel


55 Praça da República, foto Cidu
Praça da República - É uma das mais antigas e a mais importante do município de Belém, possui monumentos historicos e árvores centenarias formando túneis, sendo que ao seu redor funcionam o Teatro da Paz e o Teatro Experimental Waldemar Henrique, Parque João Coelho, além do Núcleo de Artes da UFPA e o Bar do Parque. Na praça existem diversas Mangueiras e todos os domingos, realizam-se manifestações culturais, shows e feiras de e uma variada feira de artesanato.
Av. Presidente Vargas - Centro



56 Região das Ilhas, foto Coronel Cintra


57 Praia na ilha de Cotijuba, foto Renato Cosentino


58 Entardecer, foto Mauricio Leonardi


59 Estação das Docas, foto dricobel
Estação das Docas - Existe há seis anos e é resultado de um projeto de revitalização de antigos galpões da Companhia das Docas do Pará. No passado, esses galpões tinham a função de armazenar mercadorias que chegavam pelo Porto de Belém. Atualmente, a Estação oferece a seus visitantes cinco restaurantes de cozinha regional, italiana e internacional, além de uma cervejaria onde pode-se degustar iguarias como a cerveja de bacuri.
A Estação das Docas conta também com o Teatro Maria Silvia Nunes, onde, frequentemente, há mostras de filmes, palestras, danças e peças de teatro. Como incentivo à cultura a Estação criou o projeto “Caminho do Sol”, no qual grupos folclóricos se apresentam ao ar livre, às margens da Baía do Guajará. Também há espaço para as feirinhas, onde são vendidas bijouterias fabricadas com sementes regionais e artigos indígenas. A Estação dispõe de um serviço diário de passeios de barco, que oferecem aos turistas uma visão privilegiada da capital paraense e das ilhas que a cercam.
A Estação das Docas está localizada na Boulevard Castilho França e funciona todos os dias, ficando aberta até mais tarde nos fins de semana.


60 Fim de tarde, foto Evandro Santos


61 Diversidade de frutas regionais no Ver o peso, foto Antonello Marzano


62 Avenida Generalissimo Deodoro, foto Loba


63 Hangar Centro de Convenções de Feiras da Amazônia, foto Odislon Sá


64 Horto municipal, hoje praça Milton Trindade, foto dricobel


65 Orla de Icoaraci, foto Brena Alves


66 Avenida João Paulo II


67 Edíficio comercial Metropolitan Tower, foto Eloi Raiol


68 Casa das 11 Janelas, foto André Bonancin


69 Avenida Augusto Montenegro em dias de RE-PA, foto Eloi Raiol


70 Aeroporto Internacional de Belém "Val de Cans", foto Eloi Raiol


71 Amanhecer, foto Flp_hfn


72 Praça Felipe Patroni atrás da prefeitura de Belém, foto Reginaldo Abreu


73 Canhão no forte do castelo, foto [email protected]


74 Basílica Santuario de Nazaré, foto Eloi Raiol
Basilica Santuário de Nazaré - A colonização portuguesa também trouxe consigo as artes barroca e renascentista da Europa, com a Igreja e suas contruções suntuosas. A Catedral da Sé e a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré são os pontos-referência, tendo importante papel no Círio de Nazaré ao serem, respectivamente, os pontos de partida e chegada da procissão realizada em Outubro, que leva a imagem de Nossa Senhora pelas principais avenidas de Belém. O largo do Can, situado na frente da Basílica, é também um belo projeto arquitetônico, que une o receptáculo onde a imagem fica durante o período das comemorações do Círio com uma área arborizada. Outras Igrejas, como a Do Carmo e a já citada Igreja de Santo Alexandre, também oferecem uma bela visão da arte religiosa e da história do Estado do Pará.
Praça Justo Chermon - Nazaré



75 Bondinho no centro histórico, foto Odilson Sá


76 Tradiconal chuva da tarde, foto Reginaldo Abreu


77 Por do sol na estação das docas, foto [email protected]


78 Rua Mundurucus, foto dricobel


79 Cultura, arrastão do arraial do pavulagem, foto Augusto Rego


80 Dança do Carimbó, foto Kavoo


81 Sabores, Belém consome diariamente mais de 400 mil litros de açai


82 Pato no tucupi, foto web


83 Tacacá, foto web


Belém também é linda a noite

84 Theatro da Paz
Theatro da Paz - Situado na Praça da República, também é um importante patrimônio histórico de Belém: desde sua arquitetura estonteante (é considerado um dos mais belos teatros do país) à sua estrutura, que recebe espetáculos teatrais e óperas, ele representa o centro da arte e da cultura na capital. O Teatro da Paz oferece, com certa periodicidade, eventos com horários e custos específicos.
Praça da República - Centro



85 Igreja de Santo Alexandre, foto Márcio Jorge


86 Início da avenida Presidente Vargas, foto Mauricio Leonardi


87 Theatro da Paz, foto Eloi Raiol


88 Igreja de Nossa Senhora da Trindade, foto Eloi Raiol
Igreja de Nossa Senhora da Trindade - Construída em 1802, localizada na Rua Gama Abreu – Largo da Trindade no Bairro da Campina.


89 Ver o rio, foto Francisco Neto
Complexo Ver o Rio - espaço cultural em praça pública, comidas típicas, shows musicais, cultura e uma exuberante paisagem podem ser apreciados no Complexo Turístico Ver-o-Rio, uma espécie de praça pública, localizada às margens da Baía do Guajará .
O complexo conta com barracas de comidas típicas, bares, um palco, playground, calçadão de pedra portuguesa e um marégrafo - aparelho que mede o nível da maré.
Av. Marechal Hermes s/n Umarizal



90 Vila Bolonha, foto Breno Peck


91 Rua Antonio Barreto no Umarizal


92 Vista noturna de Nazaré, foto Ranan Rezende


93 Vista noturna de Batista Campos, foto Flp_hfn


94 Praça Amazonas, foto Fabricio Sousa


95 Pólo Joalheiro, foto Mauricio Leonardi
Espaço São José Liberto - Pólo Joalheiro - Entre as obras restauradas pelo Governo do Estado, destaca-se também o Espaço São José Liberto (Antigo Presídio São José), que abriga o Pólo Joalheiro e a Casa do Artesão. Além de oferecer aos visitantes amostras do potencial mineral e artesanal do Pará, aliadas a um ambiente agradável e climatizado, o espaço também é aberto a diversos eventos culturais independentes e à apresentação de grupos musicais e de dança.


96 Vista noturna de São Bras, foto Jabez Soares


97 Chuva chegando, foto Fabricio Sousa


98 Chuva chegando a Belém, foto Paulo Brito


99 Rua Dom Romualdo de Seixas, foto Breno Peck


100 Estação das Docas, foto Mauricio Leonardi


101 Estação da Docas, foto Sávio Sousa


102 Forte do Castelo, foto José Oliveira


103 Praça Frei Caetano Brandão, foto Samuel Burlamaqui


104 Hangar, foto Eloi Raiol


105 Noite de luar, foto Paulo Brito


106 Mangal das Garças, foto Pedro Walfir


107 Orla de Mosqueiro, foto Carlos Barreto


108 Caixa d'água de São Brás, foto Breno Peck


109 Praça da República, foto Eloi Raiol


110 Praça da República, foto Aaliski
 

·
Viva o Frevo
Joined
·
30,387 Posts
Nossa, que grande iniciativa dar as boas vindas ao mais novo morador da cidade. A boa recepção já começou mesmo antes dele chegar.

Bonitas fotos e excelente idéia para um thread.:applause::applause:
 

·
Registered
#ELESNÃO
Joined
·
23,370 Posts
drico meu amigo, seu danado vc quer me matar do coração....deixa eu me recuperar pra poder comentar, minha gente...(sério tô tremendo num é brincadeira)
 

·
Paraense com orgulho!
Joined
·
702 Posts
O Drico se supera hein :applause: parabens pro amazon também!

booom..
quero dar muuuito boas vindas ao Lucas :)
espero que sejas muuuito feliz aqui e que fiques por muuuito tempo, pra sempre, pode ser?!
:hug: hihihihi

é isso ehuehuehe :lol:
 

·
Registered
#ELESNÃO
Joined
·
23,370 Posts
Em primeiro lugar muito obrigado meus amigos Paraenses pelo carinho, receptividade, dsiponibilidade... desde o primeiro momento que surgiu a oportunidade de eu ir morar nessa terra abençoada, que comentei com os foristas Paraenses fui acolhido, estava comentado com charles dia desses que nem havia chegado e já me sentia vivendo em Belém, na ocasião todos contatos on line no meu msn uns 7 eram de Belém, todos dias recebo pms mensagens no msn desejando sorte e baos vindas... o estado do Pará tem muita coisa boa, Belém e uma metrópole fántástica, classuda e linda, mas o mais valioso desta terra(que adotei e fui adotado) sem dúvida é o seu povo hospitaleiro e caloroso.
O thread está lindo! Belém me aguarde, fui pego pelos olhos, pela boca e principalmente pelo coração.
Não tenho dúvidas de que serei muito feliz, nem tenho que me adaptar a nada já me sinto nativo mesmo antes de chegar, já falo égua :lol:
Entrando no clima posto um carimbó que eu adoro e acordei cantarolando dia desses:

 

·
/lixa
Joined
·
3,412 Posts
:applause::applause::applause::applause::applause::applause::applause:

Aeee

Esse sem dúvidas é o melhor thread pra quem quer vir a nossa cidade pra conhece-la :)

Parabéns, Drico.

E Romão, aguardamos anciosamente a tua vinda. :)
Obrigado pelo enorme carinho que tu tens com a nossa cidade :D
 

·
Carioca
Joined
·
16,321 Posts
Parabens pelo thread, Drico.

Ve se chega logo por aqui, Romão!
A cerveja ta esquentando. hehehe
 

·
Banned
Joined
·
5,008 Posts
^^:applause:
Parabêns Drico pelo belíssimo thread arrasou:yes:, na minha opiniao a melhor seleçao de fotos já mostradas de Belém do Pará no SSC :drool:, parabêns!:applause:
 

·
A Metrópole da Amazônia!
Joined
·
4,110 Posts
Seja muito bem vindo à Belém do Pará Romão.
 

·
Blumenau
Joined
·
583 Posts
Que bela metrópole.
De verdade, faço questão de conhecer um dia!

E que belo thread de boas vindas.
Felicidades ao novo morador de Belém. =D
 
1 - 20 of 167 Posts
Top