SkyscraperCity banner
1 - 11 of 11 Posts

·
...
Joined
·
44,065 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Desafio
Greve que durou quatro dias expôs deficiências do sistema alternativo

Os 1.976 ônibus que circulam diariamente na Região Metropolitana de Belém transportam mensalmente cerca de 27,6 milhões de passageiros, entre pagantes, estudantes com direito à meia-passagem e usuários de gratuidade. Com base na queda de faturamento, o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo de Belém (SetransBel) afirma que os veículos alternativos já transportam mais 130 mil passageiros, informação contestada pela Federação das Cooperativas de Transporte Alternativo do Pará (Fecootranspará) e pela União das Cooperativas (Unicoop), que reúnem 840 veículos em seis afiliadas. Além disso, existem mais 49 vans registradas e 885 motoristas trabalhando por conta própria. O número total de veículos irregulares, porém, não é divulgado.

Para além da guerra de números, uma coisa é certa: a péssima qualidade do sistema de transporte público na Grande Belém, um problema que se arrasta há décadas e que atinge principalmente os moradores do bairros periféricos. Durante a greve dos rodoviários, que durou quatro dias, os usuários se submeteram aos mais variados tipos de veículos para conseguir se deslocar.

E mesmo acostumado a sofrer, o passageiro não poupou críticas ao transporte convencional e nem ao alternativo. Diante de tanto sofrimento visto nas paradas, nas ruas e dentro de veículos lotados, ficou claro que está na hora do transporte público ser repensado, modificado e modernizado para oferecer qualidade a quem realmente paga a conta.

Se nem um nem outro serve como deveria, é preciso avaliar as possibilidades de cada um dos modelos, para que a regulamentação e as concessões tenham como princípios o interesse público e a qualidade na prestação de um serviço tão importante para a população. Um pode complementar o outro, até porque, com mais de 1.600 veículos rodando, o transporte alternativo já é uma realidade. Desde que cumpra as regras, contribua com empregos e tributos e seja fiscalizado, pode ser uma saída para melhorar o transporte coletivo.

Segundo Charles Carvalho, vice-presidente da Fecootranspará, 15% da frota de 889 veículos cooperados são zero km e cerca de 50% são de 2005 e 2007. O restante é de 2000 a 2003, mas segundo ele, esses carros mais velhos estão em boas condições de tráfego e recebem manutenção, já que os próprios cooperados acompanham a vistoria. Ele garante que os carros das cooperativas podem fazer a maioria das linhas existentes, inclusive de Icoaraci e Ananindeua até o Ver-o-Peso, por exemplo, pelo valor atual da passagem (R$ 1,50).

Durante a greve dos rodoviários, alguns microônibus fizeram esse percursos maiores e as vans foram orientadas a rodar nos menores trechos. Isso prejudicou o passageiro, que foi obrigado a pagar duas ou até três passagens até chegar ao seu destino. 'Se a prefeitura regulamentasse o nosso transporte, isso não aconteceria, porque a gente poderia rodar até o centro da cidade, e não só até o Entroncamento', garante Charles Carvalho.

Para o assessor técnico do SetransBel, Délcio Souza, é uma concorrência desleal e ilegal. Segundo ele, a lei que determina que só ônibus e microônibus podem transportar passageiros foi rasgada, e o poder público fechou os olhos. 'Eles não pagam o seguro de responsabilidade civil, impostos como o ISS, e nem contribuem com Pis Cofins (Contribuição para Financiamento da Seguridade Social) e taxa de gerenciamento. Tudo isso representa um total de 10,65% para as empresas, que são obrigadas a cumprir uma rota, enquanto eles têm a vantagem de rodar quando e onde querem, além de cobrar até R$ 2, como fizeram durante a greve', criticou.

Mas Charles Carvalho rebate as acusações e diz que alguns motoristas se excederam porque não cumpriram a orientação das cooperativas de não cobrar acima de R$ 1,50. Ele garante que os cooperados pagam vários impostos, todos os empregados têm carteira assinada e os direitos trabalhistas são garantidos. 'Só não pagamos mais por falta de regulamentação, mas pagamos ICMS, ISS e emitimos nota fiscal quando fazemos fretes', garantiu.

Segundo ele, o faturamento diário de um carro que faz dez viagens chega a R$ 230. A folha de pagamento da cooperativa da qual faz parte, com 50 motoristas associados mas apenas 36 carros rodando e vários funcionários, é de R$ 11.800. 'Não recebemos subsídios; eles recebem por viagem para cobrir a gratuidade e o valor já é embutido no cálculo da tarifa', rebate.

Fonte: Portal ORM
 

·
...
Joined
·
44,065 Posts
Discussion Starter · #2 ·
quais serião as soluções mais viaveis para o transporte público da grande belém???

* mais ônibus
* metrô
* terminais de integração
* reordenamento do transporte coletivo
* regularização de transporte alternativo
 

·
Carioca
Joined
·
16,321 Posts
^^de todas essas opções, as duas que nem deveriam constar ai são "mais onibus" e "regularização do transporte alternativo"
 

·
Eu Sou o Rei do Mundo!
Joined
·
6,350 Posts
Viram uma notícia na ORM?

os caras não ficaram satisfeito com a decisão da justiça e vão fazer novos protestos.

Pelo visto, pode ocorrer uma nova paralisação.

Eu tava gostando da idéia:D

só que agora, cagou todo o nosso calendário acadêmico..

eitchaaa.
 

·
...
Joined
·
44,065 Posts
Discussion Starter · #5 ·
^^de todas essas opções, as duas que nem deveriam constar ai são "mais onibus" e "regularização do transporte alternativo"
impressionante como esse transporte clandestino invadiu a cidade, as autoridades nada fazem para conter, a cada dia mais e mais entram em circulação :eek:hno:
 

·
Carioca
Joined
·
16,321 Posts
O estrago não foi pior porque o transporte alternativo supriu, embora de maneira deficiente, parte dessa demanda. Onde eu mora não sofri muito porque é próximo a BR. Agora quem mora afastado dos corredores principais de ônibus, padeceram bastante.
sem duvida que o transporte alternativo foi a salvação nos dias de greve, mas essa não é e nunca será a solução para o problema do transporte publico em Belém
deveriam investir em terminais de integração de onibus e principalmente metrô ou similar.
 

·
...
Joined
·
44,065 Posts
Discussion Starter · #9 ·
estão construindo o primeiro grande terminal de ônibus urbano da grande belém na Cidade Nova :cheers:
 

·
Representante do Amazonas
Joined
·
14,191 Posts
O que acontece em Belém também ocorre em Manaus ,com a invasao desses transportes alternativos ,vans e similares e tmb sem contar com a explosão de moto-taxistas que respondem por 10% do número total de motocicletas .
 

·
Representante do Amazonas
Joined
·
14,191 Posts
Esse problema pelo menos por aqui tem um certo apoiso politico !! prefeitura e vereadores parecem tirar proveito dessa situação e alguns lideres de classe tomam a causa e deram certa autorização para esses transportes alternativos que se alastraram por toda a cidade ,se não me engano foi no tempo do prefeito "tampão" carijó....
Tudo isso culmina em desorganização e acidentes ,visto que esses motoristas fazem o que querem na Zona leste ,não respeitam nada e muito me envergonho dessa calamidade que se tornou o trânsito na Zona leste , muito parecido com o que ocorre em Belém ..
 
1 - 11 of 11 Posts
Top