Skyscraper City Forum banner
1 - 20 of 23 Posts

·
Registered
Joined
·
5,120 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Obra do busway muda trânsito na N. S. do Carmo



Renato Fonseca
REPÓRTER

A Avenida Nossa Senhora do Carmo, um dos principais corredores de trânsito da Região Centro-Sul de Belo Horizonte, começa a «mudar de cara» para dar maior fluidez ao trânsito. Já começaram nesta semana as obras previstas no «Rota Sul». A principal intervenção é a pista exclusiva para ônibus (busway). No projeto constam ainda faixas preferenciais nas avenidas Cristóvão Colombo e João Pinheiro. A medida foi aprovada pelo Conselho Municipal de Política Urbana (Compur) e faz parte do Programa de Ações de Mobilidade para 2008, da Prefeitura de Belo Horizonte.
De acordo com a Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), a previsão é de que a obra - um investimento de R$ 1.624.978,14 - esteja concluída em janeiro de 2009. Entre os trabalhos executados nas avenidas estão remoção e reassentamento de meio-fio, calçada, base, e capa asfáltica, além do remanejamento de bocas-de-lobo e contenções. A busway - pista exclusiva e delimitada para ônibus e que impede o tráfego de veículos de passeio - será construída nas duas pistas centrais da Avenida Nossa Senhora do Carmo, entre as Avenidas do Contorno e Uruguai.
Já as avenidas Cristóvão Colombo e João Pinheiro passarão por pequenas adequações viárias, como novas sinalizações verticais e horizontais.«Na busway, a circulação de outros carros será permitida somente para a conversão à direita, entrada em garagem e embarque e desembarque», diz a Gerente de Implantação de Corredores e Estações da BHTrans, Celina Perdigão. Em Belo Horizonte, avenidas como Alfredo Balena, Paraná e Santos Dumont já contam com faixas preferenciais para ônibus.
O técnico em segurança da empreiteira responsável pela obra na Nossa Senhora do Carmo, Leonardo Carvalho, disse que o projeto prioriza um longo percurso do ônibus e, com a sua conclusão, a população perceberá mudanças positivas. Segundo ele, já estão sendo feitas algumas intervenções nos canteiros centrais. «O tratamento destes locais já foi iniciado, cercamos a área e logo vamos alargar ou diminuir os canteiros, como prevê o projeto. Estamos analisando onde serão os pontos de parada dos ônibus e as faixas para pedestres», disse.
Segundo Carvalho, a primeira grande mudança acontece na segunda quinzena de agosto. Os motoristas que trafegarem pela Avenida Nossa Senhora do Carmo (sentido BH Shopping, no Bairro Sion) e forem entrar na Rua Montes Claros, contarão com um novo acesso, que está sendo construído desde a semana passada, próximo à entrada lateral do Colégio Marista Dom Silvério. Nesta primeira fase dos trabalhos está sendo feita a escavação de 50 centímetros de terra, abaixo do meio-fio, para a construção da nova pista. As outras intervenções devem ser iniciadas na próxima semana. Na Avenida Cristóvão Colombo estão previstas obras nas esquinas das ruas Alagoas e Sergipe, na Avenida do Contorno e na Praça da Liberdade. Na Avenida João Pinheiro, as mudanças ocorrem nas esquinas das praças da Liberdade e Afonso Arinos.
Segundo a BHTrans, por enquanto, não estão previstas mudanças no tráfego da região. «Temos que aguardar o desenvolvimento da obra para ver quando serão necessárias intervenções que modifiquem o fluxo viário. Elaboramos um projeto que propõe causar o mínimo de transtorno para os motoristas, pois toda a execução será feita fora dos horários de pico. Porém, não podemos ignorar que qualquer medida que modifique o trânsito de uma cidade do porte de Belo Horizonte gera um prejuízo inicial que será substituído, posteriormente, por um grande benefício», acrescenta Celina Perdigão.
Com uma frota de mais de 1 milhão de veículos circulando na capital mineira, os engarrafamentos nas principais vias de acesso à Região Central, não necessariamente apenas nos horários de pico, viraram rotina. O investimento prioritário em melhorias do transporte coletivo é unanimidade entre os especialistas como parte da solução para o problema.
Diante disso, a Rota Sul é vista com otimismo pelo especialista e consultor em trânsito Osias Baptista, porém, com algumas ressalvas. «Este projeto prevê uma segregação do trânsito, retirando-o de um local e o levando para outro. Pode ajudar, mas ainda é muito pouco, considerando-se a atual situação da Região Centro-Sul de Belo Horizonte», salientou Baptista, que defende o investimento no metrô para desafogar o tráfego. «A cidade precisa parar de pensar em possibilidades rodoviárias e agir, urgentemente, na questão metroviária», analisa o especialista.

fonte: jornal Hoje em Dia.

www.hojeemdia.com.br
 

·
®®®®®
Joined
·
1,680 Posts
será que essa busway vai dar certo??o tráfego de onibus é mto baixo se comparado ao de carros...vai ser uma pista vazia para onibus e os carros se amontoando nas outras...sei não...A antonio carlos fica assim as vezes...
Podiam plantar mais arvores na avenida ne...no inicio ela é bem arborizada mas perto da contoro nem é tanto....Desço a trabalho todo dia no inicio da tarde e em algumas partes parece um inferno com o transito parado o sol rachando,ali é umas das partes mais quentes de Bh sem duvida...
 

·
Registered
Joined
·
34,371 Posts
^^ Acho que foi vacilo da prefeitura. Na zona sul, quase todo mundo anda de carro. O fluxo maior é de carros, não ônibus. Ônibus são poucos em termos relativos. Acho que a prefeitura desconsiderou uma diferença gritante entre a região norte e sul de BH no modo de deslocamento das pessoas das duas regiões. Ainda bem que eu ando de ônibus. Com o volume de carros que atualmente ocupam as oito pistas de rolamento não quero nem ver como vai ficar o trânsito das quatro pistas de rolamento laterais da Nossa Senhora do Carmo. :runaway:
Agora é torcer para que as pessoas façam como eu e deixem o carro em casa para usar o transporte coletivo nos deslocamentos pendulares. O que eu acho improvável. :(
 

·
Venda Nova Futebol Clube
Joined
·
2,618 Posts
Fred, você tem razão, e tem mais: pelo menos metade dos ônibus que vão pro Carmo, Sion, Anchieta e adjacências já pegam a Grão Mogol, só na volta usam a Nossa Senhora do Carmo.

Mas isso provavelmente é apenas uma faceta de diretrizes maiores envolvendo transporte coletivo e corredores segregados, e talvez por uma questão de melhores oportunidades escolheram a N. S. Carmo como bola da vez.
 

·
¬¬
Joined
·
403 Posts
Agora é torcer para que as pessoas façam como eu e deixem o carro em casa para usar o transporte coletivo nos deslocamentos pendulares. O que eu acho improvável. :(
mas a idéia é justamente essa, digamos, evoluir o costume.
já não sei se conveniente enquanto não há transporte coletivo que de fato atenda de maneira eficiente. mas também não se mudam hábitos de toda uma cidade com pouco tempo e com poucas medidas. há que ser gradual mesmo.
 

·
®®®®®
Joined
·
1,680 Posts
^^ahhh mas entao coloquem um onibus decentes ai pra galera andar...melhorem as rotas,horarios,estacoes,etc...pq do jeito que ta isso ai vai dar em nada nao!!!não largo o carro tao cedo!!!hehehe
Tb ouvi falar dessa sua teoria !
 

·
Registered
Joined
·
34,371 Posts
mas a idéia é justamente essa, digamos, evoluir o costume.
já não sei se conveniente enquanto não há transporte coletivo que de fato atenda de maneira eficiente. mas também não se mudam hábitos de toda uma cidade com pouco tempo e com poucas medidas. há que ser gradual mesmo.
^^ahhh mas entao coloquem um onibus decentes ai pra galera andar...melhorem as rotas,horarios,estacoes,etc...pq do jeito que ta isso ai vai dar em nada nao!!!não largo o carro tao cedo!!!hehehe
Tb ouvi falar dessa sua teoria !
A mim atende bem:

. Não me lembro qual foi a última vez que fiquei em pé durante a viagem.
. Intervalo de seis minutos no horário de pico.
. Nunca me aconteceu do ônibus quebrar.
. Ando no total 310 metros por deslocamento.
. Custo de 75% menor (em relação ao carro) por deslocamento pendular.
. Apenas 30 minutos de tempo total da viagem (inclue tempo de espera, deslocamento a pé e percurso).

E o que é melhor, sem o stress de dirigir, motorista e agente de bordo! :lol:

O problema é que quando o pessoal descobrir o BHBus, o ônibus vai ficar mais cheio! :cry:
 

·
Registered
Joined
·
2,509 Posts
Ao contrário das grande metrópeles do mundo, onde se vê inúmeros cruzamentos subterraneos, trincheiras, alargamentos de vias, criação de novas vias, túneos e linhas de metrós expandidas e largamente destribuidas, em Belo Horizonte as autoridades de trânsito acham que basta apenas trocar uma ou duas faixas já existentes para exclusivas para onibus e tudo está resolvido. Quanta ingenuidade (ou falta de vontade), apenas as obras citadas acima resolve concretamente problemas de hiperfluxo.
 

·
¬¬
Joined
·
11,386 Posts
Nota:
trunfo da bancada evangélica: a avenida se chama Senhora do Carmo e não Nossa Senhora do Carmo... :lol:

Pois é, o trânsito de BH é irritante, nos lugares onde o fluxo é livre, tem um semáforo burro atrás do outro, e no resto os congestionamentos se encarregam do resto!

E essas pistas centrais exclusivas são terríveis, criam vários semáforos para os pedestres chegarem lá, ao invés de construirem passarela... :eek:hno: e fora o risco em dobro para os pedrestres entre as pistas. Na Antônio Carlos em vários trechos as cerquinhas Belgo foram destruídas por acidentes...
 

·
®®®®®
Joined
·
1,680 Posts
Nota:
trunfo da bancada evangélica: a avenida se chama Senhora do Carmo e não Nossa Senhora do Carmo... :lol:

Pois é, o trânsito de BH é irritante, nos lugares onde o fluxo é livre, tem um semáforo burro atrás do outro, e no resto os congestionamentos se encarregam do resto!...........
...
Burros?...São de uma inovação tecnolõgica surpreendente...Abaixo um tipico semafaro belo horizontino:


recomendo,ao abrir o sinal,acelerar rapidamente antes que o da frente feche e o seguinte abra!
:lol::lol:
 

·
Registered
Joined
·
34,371 Posts
Ao contrário das grande metrópeles do mundo, trincheiras, alargamentos de vias, criação de novas vias, túneos e linhas de metrós expandidas e largamente destribuidas, em Belo Horizonte as autoridades de trânsito acham que basta apenas trocar uma ou duas faixas já existentes para exclusivas para onibus e tudo está resolvido. Quanta ingenuidade (ou falta de vontade), apenas as obras citadas acima resolve concretamente problemas de hiperfluxo.
O que é a Linha Verde então? A duplicação da Antônio Carlos com a construção do corredor central de ônibus? O corredor central de ônibus da Cristiano Machado? Complexo da Lagoinha com cinco viadutos e dois túneis? A nova ligação entre a Pedro II e Cristiano Machado sem passar pelo Centro? As trincheiras da Rio Grande do Norte com Nossa Senhora do Carmo e Contorno, Contorno com Raja, Antônio Carlos com Bernardo Vasconcelos e Américo Vespúcio? A trincheira das Seis Pistas em Nova Lima? A via-expressa que liga BH a Contagem? A linha de metrô de 28,2 km com várias integrações BHBus? Algumas são inciativas da esfera estadual e federal, mas muitas, principalmente as trincheiras, são de iniciativa da SUDECAP (Superintendência de Desenvolvimento da Capital), um órgão da esfera municipal, e outras a prefeitura também investiu recursos, mesmo que outras esferas tenham investido.

E nem tudo precisa de centenas de milhões de reais pra resolver, não. Algumas coisas são fáceis. No entrocamento da Raja com Barão tinha enormes congestionamentos no horário de pico por causa de um cruzamento de três tempos. Construíram uma baratíssima rotatória mais em baixo na Barão e retiraram um dos tempos, passou a ser dois. A alteração permitiu liberar uma pista que vinha do Buritis que agora não tem retenção. Construíram também um novo retorno no amplo canteiro central da Raja no trecho. A solução foi barata, simples e resolveu o problema. É burrice gastar sem pensar como aquele candidato a prefeito das ultimas eleições propôs, fazer um túnel entre o Santa Lúcia e o Buritis. Iria ficar caro e ia f*der o trânsito de um tranqüilo bairro residencial e não iria resolver o problema, pois o fluxo não era naquele sentido, só iria beneficiar as empreiteiras.

Essa Rota Sul é um projeto ruim, ao meu ver. Assim como a nova ligação no Complexo da Lagoinha se feita em trincheira (por ser fundo de vale pode inundar), mas se você olhar bem, essas obras toscas são minoria.


Olha o que você disse que não tem, bem no início da futura Rota Sul :cheers:​
 

·
Registered
Joined
·
2,509 Posts
O que é a Linha Verde então? A duplicação da Antônio Carlos com a construção do corredor central de ônibus? O corredor central de ônibus da Cristiano Machado? Complexo da Lagoinha com cinco viadutos e dois túneis? A nova ligação entre a Pedro II e Cristiano Machado sem passar pelo Centro? As trincheiras da Rio Grande do Norte com Nossa Senhora do Carmo e Contorno, Contorno com Raja, Antônio Carlos com Bernardo Vasconcelos e Américo Vespúcio? A trincheira das Seis Pistas em Nova Lima? A via-expressa que liga BH a Contagem? A linha de metrô de 28,2 km com várias integrações BHBus? Algumas são inciativas da esfera estadual e federal, mas muitas, principalmente as trincheiras, são de iniciativa da SUDECAP (Superintendência de Desenvolvimento da Capital), um órgão da esfera municipal, e outras a prefeitura também investiu recursos, mesmo que outras esferas tenham investido.

E nem tudo precisa de centenas de milhões de reais pra resolver, não. Algumas coisas são fáceis. No entrocamento da Raja com Barão tinha enormes congestionamentos no horário de pico por causa de um cruzamento de três tempos. Construíram uma baratíssima rotatória mais em baixo na Barão e retiraram um dos tempos, passou a ser dois. A alteração permitiu liberar uma pista que vinha do Buritis que agora não tem retenção. Construíram também um novo retorno no amplo canteiro central da Raja no trecho. A solução foi barata, simples e resolveu o problema. É burrice gastar sem pensar como aquele candidato a prefeito das ultimas eleições propôs, fazer um túnel entre o Santa Lúcia e o Buritis. Iria ficar caro e ia f*der o trânsito de um tranqüilo bairro residencial e não iria resolver o problema, pois o fluxo não era naquele sentido, só iria beneficiar as empreiteiras.

Essa Rota Sul é um projeto ruim, ao meu ver. Assim como a nova ligação no Complexo da Lagoinha se feita em trincheira (por ser fundo de vale pode inundar), mas se você olhar bem, essas obras toscas são minoria.


Olha o que você disse que não tem, bem no início da futura Rota Sul :cheers:​
Eu estava falando especificamente deste projeto na nossa senhora do carmo. Não moro lá e passo esporadicamente por lá, mas é obvio que o pool de expansão atual é para o vetor sul, uma região de trânsito mais que saturado e, pelo relevo, não tem muitas alternativas de solução com vias novas, por isto necessita de projetos ousados e incisivos nas vias já existentes.
 

·
Registered
Joined
·
498 Posts
será que essa busway vai dar certo??o tráfego de onibus é mto baixo se comparado ao de carros...vai ser uma pista vazia para onibus e os carros se amontoando nas outras...sei não...A antonio carlos fica assim as vezes...
Li num jornal, outro dia (não me lembro em qual nem quando foi, por isso não tenho como quotar), que na verdade não serão as pistas centrais exclusivas, com as duas faixas (como acontece na Ant. Carlos); mas apenas a faixa da direita da pista central em cada sentido. O esquema fica mais ou menos assim (considerando o '|' como linha divisória de faixas e o '<>' como canteiro central, sendo que os pontos de ônibus ficarão nos verdes): >carro|carro<>ônibus|carro<>carro|ônibus<>carro|carro<. Assim, de pelo menos quatro faixas em cada sentido (em alguns trechos são até cinco ou seis faixas em um dos sentidos), apenas uma será exclusiva para ônibus.

Assim o projeto se justifica, mesmo com a reduzida quantidade de linhas que trafegam pela avenida (comparando com outros corredores, como a amazonas ou a ant. carlos); pois é exagero mesmo bloquear 2 faixas em cada sentido, e ainda complicar o acesso aos bairros Carmo/Sion, de quem está na avenida sentido sul, e São Pedro/Sto. Antônio, de quem vem da avenida no sentido norte, ambos usando a pista central para acessar a Rua Rio Verde, de cada lado da avenida. Mas digo isso a princípio, considerando o movimento atual de ônibus; se o trafego de ônibus aumentar a ponto de demandar a pista central inteira, sou completamente a favor que tais sejam exclusivas para ônibus, em detrimento mesmo do transponte individual.
 
1 - 20 of 23 Posts
Top