SkyscraperCity banner

41 - 44 of 44 Posts

·
Registered
Joined
·
211 Posts
Dnit promete concluir os viadutos da BR-290 entre setembro e outubro
Trecho onde ocorrem as obras na rodovia exige atenção redobrada dos motoristas, principalmente em pontos sem sinalização




Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), até outubro os dois viadutos, de Charqueadas e de Pantano Grande, deverão ser finalizados.
Para quem decide chegar à Região Metropolitana passando por Passo do Sobrado e Vale Verde, a viagem pela BR-290 começa no quilômetro 130,6, ponto exato onde a ERS-401 (General Câmara-Charqueadas) se encontra com a rodovia federal em obras. O ingresso na 290 se dá ainda por meio do acesso secundário, criado para ser utilizado durante os trabalhos de duplicação da pista.
Conforme a Superintendência Regional do Dnit em Porto Alegre, o viaduto sobre a BR-290, ao final da ERS-401, deve ser entregue em setembro próximo. A partir desse ponto, os primeiros 16 quilômetros em direção a Pantano Grande apresentam uma pista segura, com acostamento e sinalização horizontal sobre o asfalto, além de sinalização vertical com placas que indicam informações como a localização e a velocidade. Em virtude das obras em andamento, as máximas no trecho da BR-290 variam entre 60 e 100 quilômetros por hora.
O trecho compreendido entre os quilômetros 146 e 154 está em obras, assim como o trajeto do quilômetro 194 até o 200, próximo a Rio Pardo. Nesses pontos o risco de acidente é grande, pois não há a sinalização horizontal. As ultrapassagens ocorrem em vários locais, mesmo em desrespeito às placas que indicam que a manobra é proibida.
O trabalho para manutenção da pista – que é de responsabilidade da União – se dá por meio de uma empresa terceirizada contratada pelo Dnit, via licitação. Essa empresa é responsável por serviços rotineiros, como capina e limpeza da pista, e também pela recuperação do pavimento, em execução permanente na BR-290, segundo informa o departamento.
Em Pantano Grande está o viaduto da BR-290 sobre a BR-471 (Rio Pardo-Pantano), a qual também faz a conexão entre bairros do município. O acesso para o trânsito de pedestres que se deslocam entre bairros já foi liberado, diferente do constatado em fevereiro deste ano, quando ainda estava fechado. A projeção é de que a obra toda seja finalizada até o mês de outubro, restando apenas o avanço da duplicação da rodovia.



SEM DATA PARA O FIM

Iniciada em 2014, a obra para duplicação dos 115,7 quilômetros entre Eldorado do Sul e Pantano Grande ainda não tem data para acabar. Apesar da previsão de que os viadutos em Charqueadas e Pantano sejam concluídos até outubro, os lotes entre Eldorado e Butiá, e entre Butiá e Rio Pardo, ainda estão parados.
Com custo estimado de R$ 583 milhões em 2014, a conclusão do trecho tinha como prazo inicial o ano de 2017. Sobre a retomada desses dois lotes da duplicação, entre os municípios de Eldorado do Sul e Rio Pardo, a Superintendência Regional do Dnit não se manifestou quanto ao prazo.

 

·
Registered
Joined
·
256 Posts
Construção é concluída, mas viadutos da duplicação da BR-290 só serão usados em 2021

Obras em Pantano Grande e Charqueadas são as primeiras e as últimas que o Dnit terá executado

Construção é concluída, mas viadutos da duplicação da BR-290 só serão usados em 2021 | GZH

Nas últimas semanas, as empresas responsáveis pelas duas obras da duplicação da BR-290 foram concluídas. Mesmo com a presença do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, essa finalização não foi comemorada ou inaugurada.

Primeiro, porque ela é a personificação de como não se deve executar uma obra. Hoje, o custo dela é de R$ 720,66 milhões, segundo o Dnit - um aumento de 23,49% no período. Desse total, apenas R$ 98,74 milhões foram pagos às empresas. Esse montante representa menos de 15% do total atualizado.

E, segundo, porque, mesmo pronta, elas ainda não podem ser usados. Os viadutos de Charqueadas e Pantano Grande foram concluídos, mas não seus acessos. Não há recurso no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) para finalizar essa parte da construção.

solução pode vir do Congresso Nacional. Um projeto de lei está tramitando. Se aprovado, ele garantirá o repasse de mais dinheiro para a autarquia. Na relação de obras que receberão aporte está a da duplicação da BR-290. A expectativa é que a verba seja liberada em novembro. Dessa forma, seria possível concluir os acessos no começo do ano que vem.

O governo federal, inclusive, já informou que a duplicação não receberá novos recursos públicos. Os trabalhos em andamento serão concluídos e o restante será finalizado por quem assumir a concessão da rodovia, quando o leilão for realizado. Aliás, os estudos já começaram e devem ser concluídos no ano que vem.

A duplicação de 115,7 quilômetros, entre Pantano Grande e Eldorado do Sul, foi iniciada em outubro de 2014 ao custo de R$ 583,55 milhões. Havia previsão de que a obra fosse concluída até outubro de 2017.

Em setembro, o governo federal cortou mais R$ 8 milhões da duplicação. O recurso havia sido destinado em julho como suplementação de recursos. Em agosto, a obra já havia perdido R$ 9,83 milhões.
 
41 - 44 of 44 Posts
Top