SkyscraperCity banner

41 - 60 of 132 Posts

·
Registered
Joined
·
5,067 Posts
Palácio do Raio - Braga II

Palacio do Raio

"Informação da Camara Municipal de Braga
O Palácio do Raio, ou Casa do Mexicano (I.I.P./V.)* é um palácio construído em 1754-55, por encomenda de João Duarte de Faria, poderoso comerciante de Braga, e projecto do arquitecto André Soares, é um dos mais notáveis edifícios de arquitectura civil da cidade de Braga, em estilo barroco joanino.

O palácio foi vendido em 1853, por José Maria Duarte Peixoto, a Miguel José Raio, visconde de São Lázaro, ficando conhecido como Palácio do Raio. Miguel José Raio era um capitalista brasileiro, nascido em Braga, na rua da Cruz de Pedra, em 10 de Maio de 1814 e falecido em 14 de Agosto de 1875. O novo proprietário, em 1863, abriu a rua em frente do palácio, para permitir uma melhor visão da sua casa e poder construir duas habitações para as suas filhas.

Actualmente pertence à Santa Casa da Misericórdia de Braga e está classificado como Imóvel de Interesse Público desde 1956"
http://www.cm-braga.pt/wps/portal/p...ase64xml/L3dJdyEvd0ZNQUFzQUMvNElVRS82XzlfMTU4

Wikipedia
Em 1882 os herdeiros de Miguel José Raio venderam o palácio ao Banco do Minho que, por sua vez, a revendeu, no ano a seguir, à Santa Casa da Misericórdia que nela instalou alguns serviços do Hospital de S. Marcos.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Palácio_do_Raio

IPPAR
O Palácio do Raio deve a sua designação a um dos proprietários - Miguel José Raio, Visconde de São Lázaro -, que adquiriu este imóvel em 1867 (PASSOS, 1954, p. 85). No entanto, a sua edificação é bem anterior, remontando aos anos de 1754-1755. Nesta época, um poderoso comerciante de Braga, João Duarte de Faria, deverá ter encomendado a traça do solar a André Soares, o arquitecto (que desenvolveu actividade noutras áreas, como a talha) oriundo de Braga, que foi um dos expoentes máximos do desenvolvimento da cidade dos Cardeais, no decorrer da segunda metade do século XVIII. Ao reformular um estilo já introduzido no Porto por Nasoni, Soares baseou-se na interpretação de gravuras franco-alemãs, construindo "(...) umas das expressões mais distintas e poderosas do rococó europeu" (SMITH, 1973, p. 496). A sua obra caracteriza-se pela monumentalidade, pela plasticidade das formas, e pelo emprego de uma gramática decorativa naturalista, muito característica, de concheados, jarros, grinaldas e festões (SMITH, 1968, p. 305) (que denuncia a influência das gravuras de Augsburgo ou do francês Meissonier, entre outros). No contexto da arte portuguesa, André Soares enquadra-se entre o final do barroco e o início do rococó, situação que se reflecte nas suas arquitecturas, onde a estrutura é barroca mas a decoração rococó (PEREIRA, 1989, p. 456).
Assim, e embora não subsista documentação relativa a esta obra, parece consensual a sua atribuição a André Soares. Este, havia trabalhado anteriormente no Santuário do Bom Jesus e na igreja de Santa Maria Madalena da Falperra, sendo que a Casa do Raio pode ser entendida enquanto prolongamento do "carácter festivo da Falperra" (SMITH, 1973, p. 502).
Considerada como uma das mais importantes obras deste artista, a Casa do Raio apresenta uma fachada profusamente decorada, em que a simetria geral contrasta com as assimetrias introduzidas pelos frontões das janelas (FERNANDES, 1989, p. 456). Neste alçado, assume particular relevância a secção central, à semelhança do modelo utilizado quer na igreja da Falperra, quer na Câmara Municipal, ambas coevas do Palácio do Raio. A janela que se sobrepõe ao portal liga-se a um frontão curvo, que lembra o da igreja de Santa Maria Madalena, mas aqui a decoração é projectada, destacando-se fortemente da restante fachada (SMITH, 1973, p. 503). Os azulejos que a revestem foram uma incorporação já do século XIX.
Vítor Serrão refere, ainda, que é através do "sensual e poderoso sentido de des-construção das aberturas que "quase anuncia a arte de um Gaudí "(WOHL, 1993) , que o edifício se impõe em novidade e aparato, numa pujança sensual de ritmações rocaille que se prolonga à bem lançada escadaria nobre, ornada pelo singular turco como exótica figura de convite" (SERRÃO, 2003, p. 272).
No interior, destaca-se a referida escadaria, com três arcos e a escultura do turco, obra comparável às quatro estátuas da esplanada da igreja do Bom Jesus, cuja concepção Smith atribuí a André Soares, e a execução aos pedreiros José e António de Sousa (SMITH, 1973, p. 505). No patamar, os azulejos que retratam cenas galantes devem ter sido executados por Bartolomeu Antunes, sendo curioso verificar as diferentes interpretações do rocaille - uma mais tradicionalista, oriunda de uma oficina de Lisboa e outra em que predomina a agitação característica do norte do país, nomeadamente de Braga (SMITH, 1973, p. 504).
RC


Para saber mais informações:
http://www.monumentos.pt/Monumentos/forms/002_B1.aspx

Algumas imagens, não consegui imagens do interior :(








Como já existia outro tópico sobre o Palácio do Raio, que eu não tinha visto, ponderei em apagar este tópico e copiar esta informação para o tópico já existente.

Mas como na 1ª mensagem desse tópico não estava feita uma exposição extensa do Palácio, e como o título era apenas a escadaria do Palacio, resolvi manter este tópico e adicionar as fotos interiores e a foto da fachada que constavam do tópico antigo.















Fonte das 7 imagens anteriores: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=354469

O Palacio do Raio, após a transferencia do hospital para o hospital novo, passará a museu, que "contará" a história da Misericórdia de Braga.
http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?p=20213029#post20213029
 

·
Registered
Joined
·
5,067 Posts
Não sei karlus :dunno: o outro já tem bastante informação também :yes:
Eu estive a ver, o texto não está tão exaustivo, e as imagens exteriores falta um pouco.

Aqui consegui arranjar imagens de promenor dos azulejos, e tb da fachada com boa incidencia de luz!!

Agora não sei, secalhar o ideal era juntar o texto e as imagens ao post inicial do outro!!
 

·
Registered
Joined
·
2,148 Posts
Palácio do Raio torna-se museu
A Santa Casa da Misericórdia ainda não decidiu que destino terão as instalações do Hospital de S. Marcos quando o novo hospital de Braga começar a funcionar. Para já, apenas o Palácio do Raio tem o destino traçado.


Marlene Cerqueira

Com a construção do novo hospital de Braga começam as especulações sobre o destino que terão as actuais instalações, propriedade da Santa Casa da Misericórdia de Braga. Para já apenas um edifício tem destino traçado: o Palácio do Raio vai tornar-se num museu que contará a história da Misericórdia de Braga.

Questionado sobre o destino das instalações onde funciona o S. Marcos, Bernardo Reis, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Braga, revela que “ainda nada está decidido”.
“É assunto sobre o qual começamos agora a pensar, mas ainda nada pode ser decidido, na medida em que não sabemos exactamente que espaços nos serão entregues”, explicou o provedor.
Para já, apenas o Palácio do Raio, um edifício classificado, tem o destino traçado: “vamos criar o museu da Misericórdia”, explicou Bernardo Reis ao ‘Correio do Minho’, à margem da cerimónia que assinalou o Dia do Hospital de S. Marcos, iniciativa inserida nas comemorações dos 500 anos daquela unidade hospitalar.

O Palácio do Raio, também conhecido por ‘Casa do Mexicano’ é um edifício construído em 1754-55, por encomenda de João Duarte de Faria, um poderoso comerciante bracarense.
O projecto é da autoria do arquitecto André Soares, e o palácio é considerado um dos mais notáveis edifícios de arquitectura civil da cidade de Braga, em estilo barroco joanino.
O palácio foi vendido em 1853, por José Maria Duarte Peixoto, a Miguel José Raio, visconde de São Lázaro, ficando conhecido nessa altura como Palácio do Raio.
Miguel José Raio foi um capitalista brasileiro, nascido em Braga, na rua da Cruz de Pedra, em 10 de Maio de 1814 e falecido em 14 de Agosto de 1875.
O novo proprietário, em 1863, abriu a rua em frente do palácio, para permitir uma melhor visão da sua casa e poder construir duas habitações para as suas filhas.

Imóvel classificado é da Misericórdia desde 1883

Em 1882, os herdeiros de Miguel José Raio venderam o palácio ao Banco do Minho que, por sua vez, o vendeu, no ano seguinte, à Santa Casa da Misericórdia de Braga que nela instalou alguns serviços do Hospital de S. Marcos. Actualmente, no edifício funcionam os Serviço de Imunohemoterapia e o Gabinete Médico Legal, no primeiro piso, e a Unidade de Medicina Fetal e Diagnóstico Pré-Natal (no segundo piso).
O Palácio do Raio está classificado como Imóvel de Interesse Público desde 1956.
In correiodominho.com



:banana:
Boa boa boa, o palacio do raio vai ter um futuro digno. Excelente.
Já se começa a pensar no futuro dos actuais edificios do hospital!!
 

·
Registered
Joined
·
2,148 Posts
Acho que era optimo que aquela rua também ficasse pedonal, mas sinceramente nao me parece...:(


Penso que aquela zona passe a funcionar desta forma, a vermelho pus as vias aonde havera transito
 

·
Registered
Joined
·
5,067 Posts
Acho que era optimo que aquela rua também ficasse pedonal, mas sinceramente nao me parece...:(


Penso que aquela zona passe a funcionar desta forma, a vermelho pus as vias aonde havera transito
Mas segundo li, as duas ruas vão ser requalificadas, e o fim do túnel é depois desse cruzamento.
Mas tb li que apenas a rua lateral do Teatro Circo ficará sem transito!

Não podiam fazer ois tuneis anexos ao tunel principal... era só um sentido ! :)
 

·
Registered
Joined
·
52,552 Posts
Discussion Starter · #55 ·
uma jóia do Barroco rococo do final da primeira metade do sec. XVIII a par com o edificio da camara, foi aqui no SSC k soube que era parte do hospital quando devia ser um museu ou algo com função publica.
 

·
Whatever
Joined
·
45,866 Posts
boa!:yes: pena que já não haja nada lá dentro do original para mostrar... espero que pelo menos a escadaria ainda exista.
 

·
Registered
Joined
·
52,552 Posts
Discussion Starter · #58 ·
boa :pepper::banana::applause: vai de encontro ao que acho adequado para o edificio em questão, a escadaria e algumas salas originais ainda existem :yes:
 
41 - 60 of 132 Posts
Top