SkyscraperCity banner

141 - 160 of 291 Posts

·
Registered
Joined
·
4,916 Posts
Governo apoia candidatura do Bom Jesus a Património Mundial
BRAGA | 19 DE JULHO DE 2015


O primeiro-ministro português garantiu todo o apoio diplomático e técnico do Governo à candidatura do Bom Jesus a Património da Humanidade. Em resposta ao Diário do Minho, Pedro Passos Coelho afirmou que a estância turística e religiosa «bem merece a distinção».
http://www.diariodominho.pt/conteudos/59197
 

·
Registered
Joined
·
4,916 Posts
Apresentada candidatura do Bom Jesus a Património Mundial da Humanidade



A Câmara Municipal de Braga apresentou, esta segunda-feira, em Lisboa, a candidatura do Bom Jesus a Património Mundial da Humanidade na Comissão Nacional da Unesco.
O vereador do Património da Câmara Municipal de Braga, Miguel Bandeira, que fez parte da equipa que na segunda-feira se deslocou a Lisboa, destacou a importância desta candidatura, adiantando que este processo implicou “algumas alterações em sede de revisão do Plano Director Municipal (PDM), nomeadamente a eliminação da estrada que estava prevista para as proximidades do Bom Jesus”.

Em comunicado enviado, a autarquia acrescenta que o mesário da Confraria do Bom Jesus, Varilo Pereira, considerou que esta apresentação em Lisboa “foi um passo fundamental”, uma vez que permitiu demonstrar a real dimensão do Bom Jesus a quem analisa as candidaturas.
O Santuário do Bom Jesus do Monte é constituído por um conjunto arquitectónico e paisagístico que integra uma igreja, um escadório onde se desenvolve a via-sacra, uma área de mata com 55 hectares, alguns hotéis e um funicular.

A coordenadora da candidatura a Património Mundial, Teresa Anderson, já se manifestou confiante no sucesso da iniciativa, sublinhando tratar-se de “um lugar único, com uma história de 600 anos, muito bem fundamentada” em várias fontes de informação, com material de natureza monográfica e iconográfica.
“Neste caso, o material iconográfico é particularmente rico e raro”, enfatizou, para lembrar que a fundamentação da história é um dos factores que mais pesam nas decisões da Unesco.
A especialista disse ainda que a Unesco também dá muita importância à questão da gestão do património a classificar, para que ele não venha a ficar ao abandono. “Também esta questão está garantida, já que o santuário é gerido pela Confraria do Bom Jesus”, acrescentou.

Outros “trunfos” da candidatura assentam no facto de se tratar de um lugar “de muita concentração de arte” e de “muito engenho técnico”, este último relacionado com o funicular movido a água.
“Há continuação de investimento” no santuário, o que contribui para a constituição de “um todo homogéneo”, além de ser uma garantia de que há quem vele por aquele património.
O arcebispo de Braga, Jorge Ortiga, também já manifestou “fé” no sucesso da candidatura, considerando que o Bom Jesus integra um património “de valor incalculável”.
Como sublinhou, os milhares de turistas que ali vão anualmente são a prova da “dimensão mundial” do santuário.
http://www.correiodominho.pt/noticias.php?id=88157
 

·
Registered
Joined
·
2,429 Posts
Apesar das obras de restauro que conhecemos e transformaram o Bom Jesus em algo completamente fora de série, quero aqui realçar que ainda faltam duas fases importantes.

- Requalificação das restantes escadarias e respectivas capelas.
- Restauração das pinturas do interior igreja

Era impressionante a quantidade turistas, ontem de manha, pelas escadarias fora. Havia mesmo muitos e não eram avecs. No adro da Igreja não deu para perceber, pois estava a chegar um casamento.

Ontem da minha caminhada fizeram parte Bom Jesus, Sameiro, Santa Maria Madalena, Santa Marta de Leão e Santa Marta das Cortiças. Santa Maria Madalena merece um restauro da fachada e escadarias. Convido os nossos fotógrafos cá do Burgo a visitarem a Santa Marta das Cortiças. Devem tirar fotos fenomenais a partir de lá.
 

·
Registered
Joined
·
4,916 Posts
Estou chocado com o projeto apresentado pela confraria do Bom Jesus no âmbito do Orçamento Participativo 2016.

Título do projeto: Parque Infantil, campo de ténis e parque geriátrico no Bom Jesus

Descrição sucinta: A crescente procura do Bom Jesus por parte de turistas, mas também por residentes no município de Braga, tornam-no um dos espaços mais privilegiados, para os momentos de lazer, recreação, desporto e turismo. Assim sendo, decidimos apresentar ao orçamento participativo da Câmara Municipal de Braga o projeto designado “Parque infantil, campos multiusos e parque geriátrico no Bom Jesus”, com as seguintes intervenções e objetivos:
Parque infantil:
- O objetivo é instalar um conjunto de diversões (baloiços, balanços, bonecos com mola, caixa de areia, escorregas, construções, entre outros) para que a comunidade infantil possa utilizar o espaço, com todas das normas legais exigidas para estas instalações.
Campo multiusos:
- O objetivo é construir um espaço para prática desportiva, que cumpra todos os requisitos legais para a prática de vários desportos (ténis, voleibol, futsal, entre outros). A construção deste espaço deve ter um impacto discreto no local. Associada a esta construção será necessário construir novos balneários/WC de apoio.
Parque geriátrico:
- O objetivo é instalar um conjunto de peças (bicicleta fixa, alteres, bancos de pernas, entre outros) que permitam a exercitação física de uma população mais idosa, mas também para o público em geral.
Consideramos que este projeto será uma oportunidade excecional para voltarmos a ter o parque infantil e o campo de ténis no Bom Jesus, que tantas e boas recordações trazem a todos os bracarenses.
Deixei aqui, a minha opinião na página de facebook da Confraria do Santuário do Bom Jesus.
Campo multiusos (futsal, basket ...) mais balneário, mais parque geriátrico, mais parque infantil!?
O que se pretende do Santuário do Bom Jesus!?
Opção 1- Que se afirme como um importante monumento mundial, que prime pela homogeneidade, integridade e monumentalidade arquitetónica em perfeita comunhão com a natureza que o rodeia, procurando potenciar e recuperar a função do seu parque e da sua mata como local de passeio. Convidando todos os visitantes a contemplarem um local de lazer e repouso, de fruição da natureza e de uma obra arquitetónica ímpar. Que vise dessa forma o reconhecimento e a classificação como património material da humanidade!?
Opção 2- Ou ao invés pretende-se a introdução de pesados equipamentos do século XXI, que convidem os habitantes e visitantes à prática dos mais diversos desportos, procurando replicar parques de cariz urbano como o Parque da Rodovia, Camélias, entre outros.
Será que quando visitamos os grandes monumentos históricos nacionais e mundiais pretendemos encontrar este tipo de equipamentos desportivos padronizados propostos para o Santuário do Bom Jesus!?
Na minha opinião claramente devemos optar pela primeira opção, por muito conforto e atratividade para a população local que possam proporcionar os equipamentos propostos neste projeto, entendo que o Bom Jesus deve afirmar-se como um monumento de projeção mundial, onde os equipamentos de apoio procurem ser o mais leve possíveis em comunhão com a natureza envolvente, e que se ofereça aos seus visitantes um local romântico e de repouso, onde se convide a um passeio único por um santuário com uma beleza arquitetónica e natural ímpar.
Neste sentido, estando a mata e os seus percursos por recuperar e existindo no Santuário um edifício e um bar contíguo ao elevador do Bom Jesus que se encontra por requalificar, apresentando o bar materiais e arquitetura dissonante, entendo que seriam projetos valiosos e condizentes com o que se pretende para o Bom Jesus.
Espero sinceramente que mais bracarenses comunguem desta opinião e que este projeto não seja realizado.
Eu acho isto uma atrocidade, se concordam, não deixem de participar no repudio, só assim podemos fazer ver à confraria, CMB e DRCN, a total falta de bom senso deste projeto...
 

·
Premium Member
Joined
·
71,549 Posts
A crescente procura do Bom Jesus por parte de turistas, mas também por residentes no município de Braga, tornam-no um dos espaços mais privilegiados, para os momentos de lazer, recreação, desporto e turismo.Assim sendo, decidimos apresentar ao orçamento participativo da Câmara Municipal de Braga o projeto designado “Parque infantil, campos multiusos e parque geriátrico no Bom Jesus”, com as seguintes intervenções e objetivos:
:lol: Estou mesmo a ver os turistas a irem especialmente ao Bom Jesus para praticarem desporto.

Sinceramente não compreendo a obsessão que existe agora no nosso país em criar em tudo o que é sítio campos multiusos :nuts:

Carlos, concordo com o teu comentário, mas existe um pequeno erro. O Bom Jesus é para candidatar como Património material e não imaterial :)

:cheers:
 

·
Registered
Joined
·
4,916 Posts
:lol: Estou mesmo a ver os turistas a irem especialmente ao Bom Jesus para praticarem desporto.

Sinceramente não compreendo a obsessão que existe agora no nosso país em criar em tudo o que é sítio campos multiusos :nuts:

Carlos, concordo com o teu comentário, mas existe um pequeno erro. O Bom Jesus é para candidatar como Património material e não imaterial :)

:cheers:
Exato! Bem disse que estava em choque! :lol:
 

·
Registered
Joined
·
2,429 Posts
Carlos sem querer estar a favor ou contra, não te podes esquecer que o complexo do Bom Jesus não é só para turista ver. É o espaço de eleição que muitas familas usam.

Por exemplo, os meus sogros forma dezenas de vezes com a minha filha quando era mais pequena. Como eles estão milhares de outros Bracarenses

A via pedonal de tenões até ao Bom Jesus e escadórios são utilizados todos os fins de semana por centenas de Bracarenses para a prática desportiva.

Vês o Bom Jesus como um mero local arquitetonico. Se fores por aí então, lamento, mas o Bom Jesus deveria ser então um espaço essencialmente religioso. Obviamente não podemos ser tão pragmáticos, mas a tua visão é também demasiada pragmática.
 

·
Registered
Joined
·
4,916 Posts
Carlos sem querer estar a favor ou contra, não te podes esquecer que o complexo do Bom Jesus não é só para turista ver. É o espaço de eleição que muitas familas usam.

Por exemplo, os meus sogros forma dezenas de vezes com a minha filha quando era mais pequena. Como eles estão milhares de outros Bracarenses

A via pedonal de tenões até ao Bom Jesus e escadórios são utilizados todos os fins de semana por centenas de Bracarenses para a prática desportiva.

Vês o Bom Jesus como um mero local arquitetonico. Se fores por aí então, lamento, mas o Bom Jesus deveria ser então um espaço essencialmente religioso. Obviamente não podemos ser tão pragmáticos, mas a tua visão é também demasiada pragmática.
Eu sei, e acho que não me esqueci disso, como podes ler na página da confraria, aqui e aqui, escrevi que colocar alguns elementos de parque infantil de apoio a quem visita o Bom Jesus em família, e alguns elementos geriátricos para quem faz caminhadas ao Bom Jesus, apesar de serem dissonantes com a envolvência, e em termos turísticos não representarem mais valia, podem ser enquadrados, para não criar perda de valor nestas duas componentes e ainda criar valor para os grupos que referi e que também referes.

O problema é que a confraria elaborou um projeto com campo multiusos para pratica de futsal e restantes desportos, cumprindo todos regulamentos o que implica logo um recinto de 40m por 20m, que vai impermeabilizar o solo, mais os balneários de apoio que teriam que ser criados. Quando anteriormente existia um campo de tenis de terra batida permeável que ocupava um espaço muito inferior, que apesar de excêntrico e engraçado não tinha razão para ali existir.
Se a isto adicionarmos o enorme Parque Infantil descrito com baloiços, balanços, bonecos com mola, caixa de areia, escorregas, construções, entre outros que para cumprir as normas têm áreas de segurança e piso especial anti quedas.

Na minha opinião está conceptualmente errado, estamos a transformar o Parque do Bom Jesus num Parque Citadino qualquer, e essa nunca foi a função do Parque do Bom Jesus.

A mata e o parque e todas as construções romanticas construidas por Ernesto Korrodi sempre foram no sentido de contemplação da natureza, e nesse sentido referi à confraria que deviam procurar projetos que procurassem recuperar a mata e os seus percursos e com recurso a arquitetos paisagistas podiam até criar novos elementos com ligação à água e natureza para aumentar a zona de interesse da mata e do parque.

Referi ainda que iam estar a criar novos custos para a manutenção de equipamentos, em algo conceptualmente errado, e contraproducente no objetivo de classificar o Bom Jesus como património da humanidade.
O Bom Jesus funciona há séculos como o nosso melhor produto turístico e como o nosso melhor parque de lazer e repouso.

Não concordas!?
 

·
Premium Member
Joined
·
71,549 Posts
É atualmente o mais antigo em serviço no mundo a utilizar o sistema de contrapeso de água, mais uma para dar peso a candidatura à UNESCO :)
 
141 - 160 of 291 Posts
Top