SkyscraperCity banner

161 - 180 of 291 Posts

·
Registered
Joined
·
2,265 Posts
A impresa que gera isso, devia ter um maquinista devidamente vestido e com excelente apresentação, e não um labrego qualquer vestido à paisana. Afinal estamos a lidar com turistas vindos de todo o lado, não com os bois no campo. :nuts:
 

·
Free green
Joined
·
2,934 Posts
A impresa que gera isso, devia ter um maquinista devidamente vestido e com excelente apresentação, e não um labrego qualquer vestido à paisana. Afinal estamos a lidar com turistas vindos de todo o lado, não com os bois no campo. :nuts:
É, exactamente isso que torna este tipo de serviço tão espectacular, tão original, tão "imortal" e que tanto esses super-valorizados turistas que falas (como se fossem Deuses) gostam.

Ver qualquer motorista, maquinista ou chofer com a dita farda, todo "bonitinho" é o dia dia que qualquer cidadão e turista de todo o mundo vê!

Já pensaste que se calhar foi mesmo uma aposta de imagem, de marketing, de autenticidade e preservação da história e cultura que antes os "labregos vestido à paisana" o faziam.
Mas até pode não ser, e daí chamar "labrego" a uma pessoa que pouco deve receber (financeiramente), que provavelmente é e tem uma vida simples. É parvo e egoísta! E se calhar, sim o senhor por vezes deve lidar mesmo com "bois" (mas estes vêm da dita cidade)

:bash:
 

·
Registered
Joined
·
2,265 Posts
^^ Não digas asneiras. Isso mostra é um atraso total ( o portuguesinho de base, sujo e suado) e desrespeito por quem paga para viajar nisso. Quando vais a um hotel também gostavas de ser acolhido assim?
 
Joined
·
5,899 Posts
O maxxime reclama com tudo o que tenha sinais de velhice e/ou simplicidade. Por este e outros posts no SSC tuga pode-se ver que ele só ficaria realmente satisfeito quando tudo o que fosse recanto deste país cheirasse a requinte e a "chiqueza". Até me admira que ele não tenha reclamado com o veículo do elevador :lol:

MaXxImE said:
Quando vais a um hotel também gostavas de ser acolhido assim?
Quanto a ti não sei, mas eu quando vou a um hotel ligo bem mais ao atendimento prestado do que à imagem em si. E pelas opiniões positivas em relação à simpatia e bem receber dos portugueses por esse mundo fora tenho a certeza que grande parte dos turistas que cá vêm também pensam o mesmo (ou pelo menos que o atendimento cobre o facto do hotel não ser propriamente um luxo). E repara que, tirando Lx, o Algarve e a Madeira, grande parte do turismo nacional cresceu com o Low Cost, dado que esses não podem estar à espera de grandes luxos...
 

·
Premium Member
Joined
·
71,549 Posts
O maxxime reclama com tudo o que tenha sinais de velhice e/ou simplicidade. Por este e outros posts no SSC tuga pode-se ver que ele só ficaria realmente satisfeito quando tudo o que fosse recanto deste país cheirasse a requinte e a "chiqueza". Até me admira que ele não tenha reclamado com o veículo do elevador :lol:
Esse já teve piores dias...



:lol:​
 

·
Registered
Joined
·
2,265 Posts
O maxxime reclama com tudo o que tenha sinais de velhice e/ou simplicidade. Por este e outros posts no SSC tuga pode-se ver que ele só ficaria realmente satisfeito quando tudo o que fosse recanto deste país cheirasse a requinte e a "chiqueza". Até me admira que ele não tenha reclamado com o veículo do elevador :lol:
Mas é claro. A boa imagem e o requinte contam e muito para o turismo. E é do turismo que vive Portugal.



Quanto a ti não sei, mas eu quando vou a um hotel ligo bem mais ao atendimento prestado do que à imagem em si. E pelas opiniões positivas em relação à simpatia e bem receber dos portugueses por esse mundo fora tenho a certeza que grande parte dos turistas que cá vêm também pensam o mesmo (ou pelo menos que o atendimento cobre o facto do hotel não ser propriamente um luxo). E repara que, tirando Lx, o Algarve e a Madeira, grande parte do turismo nacional cresceu com o Low Cost, dado que esses não podem estar à espera de grandes luxos...
O atendimento e o acolhimento passam também pela apresentação do pessoal. E isso não tira em nada a gentileza e simpatia dos mesmos. Não precisamos ser os eternos coitadinhos pobres da Europa.
 
Joined
·
5,899 Posts
Mas é claro. A boa imagem e o requinte contam e muito para o turismo. E é do turismo que vive Portugal.
Mas se Portugal é um país tão simplório, sem requinte absolutamente nenhum, como explicar que viva do turismo e que este, desde à uns dez anos para cá tenha crescido? Como explicar que uma cidade portuguesa tenha sido eleita por dois anos destino Europeu do ano e que outra tenha ficado em 2º noutro ano? Como explicar todos esses fenómenos num país de "labregos"?

O turismo português cresceu graças, essencialmente ao turismo low-cost. Tu estás a sugerir que nos "requintemos", para oferecer um serviço quase perfeito, mas também mais caro aos turistas? Estás a sugerir que devamos competir com destinos turísticos altamente aclamados pelo seu charme, mas também caros até vir o chico? Destinos que possuem características únicas que fazem com que todo o balúrdio que custam valha a pena? O que nos distingue dos restantes países é precisamente o low cost e se vamos andar por aí a investir forte e feio no requinte dos nossos espaços (e não falo apenas numa simples farda, tu basicamente nalguns dos teus posts afirmas que se deva fazer uma remodelação à séria nos nossos centros históricos todos! De tal modo que se ande o tempo todo a percorrê-los cheirando rosas e não vendo uma única marca de degredo ou até mesmo de simplicidade), esse investimento tem de ter algum retorno.
 

·
Registered
Joined
·
2,265 Posts
Mas se Portugal é um país tão simplório, sem requinte absolutamente nenhum, como explicar que viva do turismo e que este, desde à uns dez anos para cá tenha crescido? Como explicar que uma cidade portuguesa tenha sido eleita por dois anos destino Europeu do ano e que outra tenha ficado em 2º noutro ano? Como explicar todos esses fenómenos num país de "labregos"?
Se o turismo cresceu, foi justamente porque as cidades se embelezaram e ainda continuam. Enquanto o Porto ou Lisboa eram autênticos degredos de sujidade ou de prédios a cair aos pedaços o turismo era muito menos importante.

O turismo português cresceu graças, essencialmente ao turismo low-cost. Tu estás a sugerir que nos "requintemos", para oferecer um serviço quase perfeito, mas também mais caro aos turistas? Estás a sugerir que devamos competir com destinos turísticos altamente aclamados pelo seu charme, mas também caros até vir o chico? Destinos que possuem características únicas que fazem com que todo o balúrdio que custam valha a pena? O que nos distingue dos restantes países é precisamente o low cost e se vamos andar por aí a investir forte e feio no requinte dos nossos espaços (e não falo apenas numa simples farda, tu basicamente nalguns dos teus posts afirmas que se deva fazer uma remodelação à séria nos nossos centros históricos todos! De tal modo que se ande o tempo todo a percorrê-los cheirando rosas e não vendo uma única marca de degredo ou até mesmo de simplicidade), esse investimento tem de ter algum retorno.
Turismo low-cost não significa negligência. Podemos ter turismo low-cost e ser limpos e organizados. E contratar pessoas qualificadas e de boa apresentação para os acolher. O exemplo do maquinista vale também para muitos taxistas em Lisboa.
E deveriamos promover o turismo de luxo também. França e outros paises tem turismo de requinte e os turistas afluem cada vez mais. Por isso o que tu dizes não tem fundamento nenhum.
 

·
Registered
Joined
·
2,435 Posts
Mesmo assim não chega. Para ser realmente atrativo, era mais assim:



:yes:​
Repara que nesse nem sentes a inclinação, pois vais sempre na horizontal. Provavelmente nem sentes o ar à tua volta.

Subir o elevador do Bom Jesus é mágico, porque é pitoresco. Engenharia do sec XVIII a funcionar de forma engenhosa, num ambiente bucolico. O motorista enquadra-se naquele cenário.
 

·
Registered
Joined
·
2,265 Posts
O motorista enquadra-se naquele cenário.
Mesmo. :lol:
Um gajo com a camisa desabotoada até ao umbigo, de boné na cabeça e calças de flanela está mesmo a condizer com um elevador de época. :lol:.

Se quisessem fazer as coisas nesse estilo, bastava farda-lo ao estilo XIX. Aí o charme seria autêntico.
Pergunto-me se alguns deles conhecem a história do local onde trabalham..
 
161 - 180 of 291 Posts
Top