SkyscraperCity banner
1 - 20 of 45 Posts

·
Norte do Brasil
Joined
·
58,836 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Brasil atinge menor taxa de desmatamento em 23 anos
5/6/2012 15:41

O Brasil atingiu a menor taxa de desmatamento registrada na Amazônia Legal desde que o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) começou a fazer a medição, em 1988.

Segundo dados apresentados nesta terça-feira pela ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, entre agosto de 2010 e julho de 2011, a região teve 6.418 quilômetros quadrados da sua área desmatada, o que representa a menor taxa em 23 anos e uma redução de 8% em relação ao apurado no mesmo período entre 2009 e 2010.

O anúncio foi feito em solenidade no Palácio do Planalto comemorativa ao Dia Mundial do Meio Ambiente. Os dados mostram que o Pará foi o Estado que mais desmatou no período (3.008 quilômetros quadrados), seguido de Mato Grosso (1.120 quilômetros quadrados), Rondônia (865 quilômetros quadrados) e Amazonas (502 quilômetros).

A ministra Izabella destacou que os dados de 2012 são mais promissores ainda em relação à redução do desmatamento. Os números de agosto de 2011 a maio de 2012 mostram que há uma redução de 25% no desmatamento ante a menor taxa registrada, que é referente ao período de agosto de 2010 a julho de 2011. Segundo a ministra, isso mostra que “é possível crescer, incluir e preservar”.

A presidenta Dilma Rousseff, presente à solenidade, afirmou que “sustentabilidade é agenda econômica, social e ambiental” e que, se não for vista dessa forma, será insuficiente. Segundo ela, no Dia Mundial do Meio Ambiente, “temos muito a celebrar, mas também muito a avançar”.

Há o desafio, destacou, de produzir alimentos e água para alimentar os povos e que esse é “o maior desafio universal”. “Não recuaremos diante desse grande desafio”, afirmou a presidenta, ressaltando que é preciso alimentar os povos, gerando energia limpa e preservando.

Fonte: Agência Brasil
http://correiodobrasil.com.br/brasil-atinge-menor-taxa-de-desmatamento-em-23-anos/465124/
 

·
R.I.P. Niki
Joined
·
15,218 Posts
O MMA, convenientemente, só divulgou esses dados após os vetos parciais da Dilma ao projeto do novo código florestal...
 

·
Azulino com orgulho
Joined
·
16,082 Posts
Curiosamente, hoje precisei de uns dados no INPE e fui atras da metodologia utilizada por eles. Só são contados áreas de desmatamentos superiores a 25 hectares. Ou seja, áreas de desmate menores que 25 hec não conta.

Resumindo, o buraco é mais fundo.
 

·
Norte do Brasil
Joined
·
58,836 Posts
Discussion Starter · #4 ·
^^ Vai me dizer que você não sabia disso?
Os satélites tem um limite para enxergar...
 

·
Norte do Brasil
Joined
·
58,836 Posts
Discussion Starter · #5 ·
O MMA, convenientemente, só divulgou esses dados após os vetos parciais da Dilma ao projeto do novo código florestal...
Ainda não divulgaram que vetos foram esses né?
Vamos aguardar...
 

·
Norte do Brasil
Joined
·
58,836 Posts
Discussion Starter · #6 ·
Curiosamente, hoje precisei de uns dados no INPE e fui atras da metodologia utilizada por eles. Só são contados áreas de desmatamentos superiores a 25 hectares. Ou seja, áreas de desmate menores que 25 hec não conta.

Resumindo, o buraco é mais fundo.
Na verdade é menos...

"O resultado final, obtido pela análise de 213 imagens do satélite Landsat 5/TM e DMC, computa como desmatamento as áreas maiores que 6,25 hectares onde ocorreu remoção completa da cobertura florestal – o corte raso."
http://noticias.bol.uol.com.br/cien...da-amazonia-em-2011-e-o-menor-em-23-anos.jhtm

Quer dizer, 4x menos... precisão tá se aproximando da ideal.
 

·
R.I.P. Niki
Joined
·
15,218 Posts
Curiosamente, hoje precisei de uns dados no INPE e fui atras da metodologia utilizada por eles. Só são contados áreas de desmatamentos superiores a 25 hectares. Ou seja, áreas de desmate menores que 25 hec não conta.

Resumindo, o buraco é mais fundo.
Vc está falando do Sistema DETER (Detecção de Desmatamento em Tempo Real).

Esses dados são do Sistema PRODES (Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal). Esse sistema detecta desmatamentos maiores que 6,25 hectares.

Ainda não divulgaram que vetos foram esses né?
Vamos aguardar...
Já foram divulgados no DOU (do dia 28/maio, se não me engano).

Um blog muito bom pra vc se informar sobre as questões relacionadas ao novo código florestal é esse aqui: http://www.codigoflorestal.com
 

·
Norte do Brasil
Joined
·
58,836 Posts
Discussion Starter · #8 ·
^^ Eu estou meio por fora, mas como está o trâmite desse Novo Código? Ele já está valendo?
 

·
R.I.P. Niki
Joined
·
15,218 Posts
^^ Eu também não tô muito por dentro não. Só sei que ela vetou uns 12 artigos e editou uma MP pra preencher as lacunas deixadas pelos vetos. Depois disso volta pra Câmara. Parece que ainda é possível derrubar os vetos dela, mas aí eu já não sei como funciona.
 

·
Azulino com orgulho
Joined
·
16,082 Posts
Vc está falando do Sistema DETER (Detecção de Desmatamento em Tempo Real).

Esses dados são do Sistema PRODES (Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal). Esse sistema detecta desmatamentos maiores que 6,25 hectares.
Exato, estava vendo pelo DETER, porém com o PRODES, nao aumenta muito nao.
No DETER, a área desmatada do Am era por volta de 33 mil km² e no PRODES de pouco mais de 35 mil km².

Estranho que a área total do estado não bate, mas deve ser por conta dos polígonos usados.
 

·
Norte do Brasil
Joined
·
58,836 Posts
Discussion Starter · #11 ·
^^
"O DETER deve ser usado apenas como indicador de tendências do desmatamento anual."

Estava escrito naquele documento que o BR postou o link.

Então, dessa forma, concluímos que o indicador de desmatamento real, que conta como estatística, é o PRODES.

________________________________

@BR: vou procurar saber de todos esses trâmites. Me interessei pelo assunto.
 

·
Norte do Brasil
Joined
·
58,836 Posts
Discussion Starter · #12 ·
^^ "Os vetos (da Presidenta) ao projeto de lei e uma medida provisória (MP) serão publicados na segunda-feira (28). O novo Código, portanto, passa a valer nesta data."

"Embora o Congresso tenha o poder de derrubar os vetos presidenciais em votações secretas, o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, deputado federal Homero Pereira (PSD-MT) defende que novos ajustes sejam feitos em emendas à MP"

http://www.souagro.com.br/presidente-sanciona-novo-codigo-florestal-com-vetos

O Código em sua essência vai ser esse mesmo (e as regras já estão em vigor!), o que poderá mudar são questões referentes a recomposição de APPs, como essas faixas próximas aos rios, que está gerando muita dor de cabeça (que está esperando votação na Câmara)

Pelo que deu de perceber, não vai ter tanta alteração para quem reside na Amazônia Legal, pois as regras são idênticas as atuais. O maior problema são para as outras regiões, onde as alterações podem representar uma perda gigante (cada um defendendo o seu :lol:)

Regiões produtoras em encostas, cafezais e a rizicultura podem ser seriamente afetados.

"Os morros passam a ser considerados como Áreas de Preservação Permanente apenas os com mais de 100 metros de altura e com encostas de mais de 45 graus de inclinação. Nesses locais, fica proibida qualquer atividade agropecuária. Abaixo desses limites, as áreas são liberadas para as culturas permanentes como café, maçã e outras frutíferas. As lavouras temporárias, como feijão e milho ficam proibidas."
http://g1.globo.com/economia/agrone...estal-ja-estao-em-vigor-e-geram-polemica.html


Recomposição de APPs (Quadro)

http://www.souagro.com.br/presidente-sanciona-novo-codigo-florestal-com-vetos

Pra a Amazônia Legal, a Reserva Legal é de 80% da propriedade. Mas dependendo do caso, pode ser baixada (eu estava com o Código na minha mão aqui agora, só que fechei a janelinha...)

Pra quem não entendeu, aqui vai uma reportagem muito boa da Globo sobre o assunto :D


Novas regras do Código Florestal já estão em vigor e geram polêmica

Decisões da presidente Dilma Rousseff foram publicadas na segunda (28).
Medida Provisória serve para modificar alguns artigos do Código Florestal.


Do Globo Rural

As decisões da Presidente Dilma Rousseff foram publicadas na última segunda-feira (28), no Diário Oficial da União. A Presidente vetou alguns artigos e, para substituí-los e fazer novas modificações no texto, ela também editou uma Medida Provisória que já está em vigor.

Os morros passam a ser considerados como Áreas de Preservação Permanente apenas os com mais de 100 metros de altura e com encostas de mais de 45 graus de inclinação. Nesses locais, fica proibida qualquer atividade agropecuária. Abaixo desses limites, as áreas são liberadas para as culturas permanentes como café, maçã e outras frutíferas. As lavouras temporárias, como feijão e milho ficam proibidas.

Outra questão: agora o produtor pode somar a APP com a Reserva Legal para efeito de regularização da propriedade. Áreas consolidadas é um ponto muito polêmico. No médio norte de Mato Grosso, por exemplo, que faz parte da Amazônia, antes de 1998 era permitido desmatar até 50% da fazenda. Depois, a reserva legal exigida aumentou para 80%. No Novo Código o tamanho da reserva continua sendo 80% da área. Mas, quem desmatou 50% antes de 2008, não precisa agora recuperar os 30% restantes.

Esses pontos foram condenados pelos setores da sociedade que defendiam o veto integral ao texto que saiu da Câmara. “Esse texto não cria as condições para quem quer recuperar, anistia todas as ocupações ilegais feitas até 2008 no país e abre muitas brechas para novos desmatamentos”, diz o ambientalista Raul do Vale.

A presidente da Confederação Nacional de Agricultura, Kátia Abreu, rebateu: "Neste caso do Código não há anistia, porque o produtor que quiser transformar as suas multas em serviços ambientais será obrigado a corrigir o erro cometido."

A medida da Área de Preservação Permanente na beira dos rios, a chamada mata ciliar, varia de acordo com o tamanho da fazenda. Em uma pequena propriedade de um módulo fiscal que, dependendo da região, mede de 5 a 110 hectares, o produtor terá que recuperar cinco metros em cada margem. Nas propriedades com mais de dez módulos fiscais, essa recomposição varia de 30 a 100 metros, dependendo da largura do rio.

O presidente da Contag, a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura, Alberto Broch, elogiou as modificações feitas pelo governo. "O mais importante é que, junto com esses vetos, o governo lança uma MP criando uma política diferenciada para a agricultura familiar. Fazendo com que os pequenos agricultores, de um a dois módulos e de dois a quatro módulos, tenham políticas diferenciadas. Não se pode tratar igual os desiguais."

A Medida Provisória já está valendo para todo o país, mas o debate sobre o Código Florestal continua no Congresso. Ela tem um prazo de 120 dias para ser votada no Congresso. Senadores e deputados também têm prazo para apreciar os vetos da Presidente Dilma ao Código Florestal: 30 a partir da sua leitura em sessão conjunta da Câmara e do Senado. Só que não há prazo para essa leitura ser feita.

http://g1.globo.com/economia/agrone...estal-ja-estao-em-vigor-e-geram-polemica.html

Essa parte me chamou muito a atenção... então os 80% não são para todo mundo!
 

·
R.I.P. Niki
Joined
·
15,218 Posts
^^ Isso significa que nas áreas onde foram feitos aqueles projetos de colonização nos anos 70 e 80, a reserva legal será de 50%. Menos mal...

Mas eu ainda acho que reserva legal em propriedades particulares nem deveria existir. Preservar reservas de florestas é função social do Estado e não do produtor rural. A função social da propriedade rural é produzir. O Brasil é o único país do mundo onde o produtor rural é obrigado a manter uma reserva florestal em sua propriedade.
 

·
R.I.P. Niki
Joined
·
15,218 Posts
^^ Essa regra de não contar as APPs como parte da reserva legal criava algumas situações absurdas. Em alguns estados a área disponível para a agricultura se tornava negativa! Isso mesmo, alguns estados, ainda que fossem 100% preservados, ficariam "devendo" florestas... :lol:

Isso pode ser observado nas tabelas do item 4 deste link aqui: http://www.alcance.cnpm.embrapa.br/conteudo/resultados.htm
 

·
Norte do Brasil
Joined
·
58,836 Posts
Discussion Starter · #16 ·
Nao sabia disso. Fiquei satisfeito com o Novo Código, veio para resolver muitas pendências que pareciam insolúveis.
 

·
Norte do Brasil
Joined
·
58,836 Posts
Discussion Starter · #17 ·
Essa eu não podia deixar passar em branco...

Publicada em 09/06/2012 - 08:40 / Autor: Rondoniavip
Mulher maçã fica nua em protesto contra desmatamento

Protesto contra o desmatamento da Amazônia

Para homenagear a conferência Rio + 20, que acontece de 13 a 22 de junho, no Rio de Janeiro, Gracy Kelly resolveu fazer um ensaio para lá de picante.

Adornada com uma folha, a conhecida Mulher maçã posou para fotos em protesto contra o desmatamento da Amazônia e o aquecimento global. Para complementar o visual minimalista, a musa ainda segurou uma pequena maçã verde, cobrindo os seios. Tudo, é claro, por uma boa causa.

Famosas por seus protestos semi-nus, as ucranianas do grupo ativista Femem que se cuidem! A mulher maçã vem aí!

http://www.rondoniadinamica.com/arq...a-em-protesto-contra-desmatamento,36049.shtml
 

·
Norte do Brasil
Joined
·
58,836 Posts
Discussion Starter · #19 ·
Quer solução para o desmatamento: fortaleça economicamente as áreas desmatadas, fixe o homem do campo no campo, torne áreas de floresta menos viáveis para se estabelecer que as áreas ocupadas...

Sao pequenos ingredientes que adicionados a fiscalização já vão dar uma grande diferença.

E o Novo Código Florestal já vem aí também reforçar isso :D
 

·
R.I.P. Niki
Joined
·
15,218 Posts
^^
^^ Duas coisas que é sempre bom esclarecer quando se vê esse tipo de mapa:

1. Esse mapa só mostra o desmatamento do bioma amazônico. O desmatamento feito em outros biomas existentes na Amazônia Legal, como o cerrado, não são mostrados. Por exemplo, o Tocantins, o sul do Maranhão e o sul do Mato Grosso já tiveram a maior parte de suas áreas desmatadas, mas como o bioma é outro, não é mostrado no mapa. Aliás, eu acho que esses mapas deveriam ser feitos sempre pro país inteiro e não apenas para o bioma amazônico. Esses mapas são elaborados com o intuito de dar a entender que estados como RO, MT e PA estão entre os mais desmatados do país, quando na verdade é justamente o contrário, estão entre os mais preservados, atrás apenas do AM, AP, RR e AC. Se o mapa fosse do desmatamento de todos os biomas, o centro-sul e o nordeste estariam parecendo a casa da Barbie, de tão rosa.

2. Tem muita floresta no meio dessa área rosa (reservas legais e APPs), mas como elas estão intercaladas com áreas desmatadas, onde existem as duas coisas prevalece no mapa a área desmatada.
 
1 - 20 of 45 Posts
Top