SkyscraperCity banner

2281 - 2300 of 2314 Posts

·
Registered
Joined
·
3,130 Posts
São Paulo Metro - Government of São Paulo signs the order service to extend the line 2-Green with 8 new stations.

Line 2-Green - Government of São Paulo signs the service order to build the expansion of the line from Vila Prudente to Penha, with 8 new stations through a lenght of 8.3 km on the East zone of the São Paulo city: Orfanato, Água Rasa, Anália Franco, Vila Formosa, Guilherme Giorgi, Nova Manchester, Aricanduva and Penha (combining with line 3-Red). This extension is estimated to attend an extra of 300,000 passengers per day, making the entire line attending around 1.1 million passengers per day. The construction of this extension will be done by a consortium leaded by PowerChina and is estimated to be finished in 2026.



Press release from Metrô de São Paulo, operator of the line. In the same press release, the company also talks about a possible expansion of the line to Guarulhos.

17/01/2020 - GOVERNO DE SÃO PAULO AUTORIZA INÍCIO DAS OBRAS DE AMPLIAÇÃO DA LINHA 2-VERDE ATÉ PENHA
Com mais 8,3 km de extensão e 8 novas estações, linha vai cruzar a zona leste, beneficiando mais de 300 mil pessoas por dia

O Governo de São Paulo emite nesta sexta-feira (17) a Ordem de Serviço para o início imediato das obras de ampliação da Linha 2-Verde do Metrô até Penha. Esta etapa deve ser concluída em 2026, conectando o ramal à Linha 3-Vermelha. Os trabalhos vão envolver a construção de mais 8,3 km e oito novas estações.

Esse projeto foi retomado pelo Governo com a reativação dos contratos para a elaboração dos projetos executivos em 2019 e o posterior início das obras. Os trabalhos começarão com a montagem dos canteiros de obras e preparação para as escavações e construção dos túneis e poços de ventilação, além das novas estações: Orfanato, Água Rasa, Anália Franco, Vila Formosa, Guilherme Giorgi, Nova Manchester, Aricanduva e Penha.

Serão investidos R$ 6 bilhões em recursos exclusivos do Estado para a elaboração dos projetos, desapropriações e execução das obras civis deste trecho. Também está incluso neste valor a aquisição de 22 novos trens para a Linha 2, portas de plataforma, sistemas de alimentação elétrica, sinalização e controle, que serão licitados pelo Metrô.

Com o novo trecho, será possível transportar diariamente cerca de 300 mil pessoas a mais na Linha 2-Verde, promovendo a conexão direta com as linhas 3-Vermelha, 11-Coral (CPTM) e 15-Prata, além de facilitar o trajeto de quem vem da zona leste com destino às regiões da Paulista, sul e sudoeste da capital. Também é estimada a melhora na distribuição dos passageiros pela rede de transporte sobre trilhos, em especial nas linhas 3-Vermelha e 1-Azul.

Quando concluída a extensão até Penha, a Linha 2-Verde terá 23 km de extensão, com 22 estações desde a Vila Madalena. Passará a ser a linha de metrô mais extensa de São Paulo, conectando-se diretamente com as linhas 1-Azul (Paraíso e Ana Rosa) 3-Vermelha (Penha), 4-Amarela (Paulista), 5-Lilás (Chácara Klabin), 15-Prata (Vila Prudente) e 11-Coral (em Penha), transportando mais de 1,1 milhão de pessoas por dia.

Futuramente a Linha 2 será ampliada até Guarulhos. O Metrô está avançando com as desapropriações que vão permitir a elaboração dos projetos executivos e as obras. Esse projeto contempla mais 5,9 km e 5 estações no trecho Penha-Dutra com as estações Penha de França, Tiquatira (conexão com as linhas 12-Safira e 13-Jade), Paulo Freire, Ponte Grande (primeira em Guarulhos) e Dutra, próxima ao Shopping Internacional de Guarulhos e um pátio de manutenção e estacionamento de trens.
 

·
Registered
Joined
·
19,204 Posts
Discussion Starter #2,283
Santos Light Rail (VLT da Baixada Santista - SIM) - Construction of Line 2 approved. Line 2 will be 8 km long in the form of a single track loop with 14 stations, to be completed by late 2022.





O governo do Estado homologou, nesta quarta-feira (15), a construtora Queiroz Galvão S.A. como vencedora da licitação de obras da segunda fase do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) da Baixada Santista. A implantação do ramal está prevista para ter início ainda nesse semestre, com conclusão em 30 meses após assinatura do contrato (ainda sem prazo). O novo trecho deve transportar uma média diária de 35 mil passageiros por dia.

Nesta fase, o modal ligará a estação Conselheiro Nébias ao Valongo, em Santos. Com extensão de oito quilômetros, o trecho terá 14 estações e exigirá a desapropriações de 31 imóveis localizados no trajeto. Para realizar a obra, a empresa apresentou proposta de R$ 217,7 milhões. Trata-se de uma diferença de - 27,42% do estimando pelo órgão paulista, que era de aproximadamente R$ 300 milhões.

Contudo, o Consórcio Conselheiro Nébias/Valongo, formado pelas empresas Construtora Norberto Odebrecht S.A., OEC S.A. e Odebrecht Engenharia e Construção Internacional S.A, entrou com recurso contra a classificação que a colocou em terceiro lugar. A decisão ratificando o resultado divulgado em agosto passado foi confirmado na edição desta quarta-feira, no Diário Oficial do Estado.


A Queiróz Galvão foi responsável pelas obras físicas dos 11,5 quilômetros da primeira fase do VLT (ligando o Terminal Barreiros, em São Vicente, à Estação Porto, em Santos). Segundo a EMTU, a assinatura do contrato e autorização de inícios das obras avançam após esgotados o período de análises legais.

A segunda fase de ampliação do VLT é vista como estratégica pela prefeitura de Santos a fim de revitalizar a região central da Cidade. Também para aumentar o volume de passageiros transportados. Atualmente, são mais de 30 mil usuários que utilizam o modal nos dias úteis entre São Vicente e Santos.
https://www.atribuna.com.br/cidades/novo-trecho-do-vlt-é-homologado-e-deve-atender-35-mil-passageiros-por-dia-1.83908
 

·
Registered
Joined
·
3,130 Posts
^^ Nothing is concrete until the service order being signed.

The extension of line 2-Green of São Paulo Metro has been contracted in 2014. However due to finacial issues, the service order was never signed until last week. This is an excellent example of how getting false expectations.
 

·
Registered
Joined
·
19,204 Posts
Discussion Starter #2,285
Sao Paulo Metro (CMSP) - Line 4 Vila Sônia metro station bus terminal update. Vila Sonia station (Line 4) is slated for completion by late 2020/early 2021, and will be the last Line 4 station from the original plans.

Em finalização a cobertura da passarela de vila Sônia sob a Eliseu de Almeida.



 

·
Registered
Joined
·
19,204 Posts
Discussion Starter #2,290
Sao Paulo Metro (CMSP) - Renders of future line 2 Eastern Expansion stations. These are slated to open by 2026


LINE 2 EXPANSION U/C


Penha de França STATION










Nova Manchester STATION:












Guilherme Giorgi STATION:










Anália Franco STATION:




[/SIZE]

Orfanato STATION:









Água Rasa STATION:









Penha STATION:








 

·
Registered
Joined
·
3,130 Posts
Public transport (general) - Survey from the Urban Transport Companies National Association shows data about migration from public transport to on-demand private transportation apps.

Interessante matéria publicada no site do Adamo.

Mais de 60% dos usuários dos aplicativos vieram do transporte público e preço está entre os principais motivos da troca
Levantamento da associação nacional que reúne as empresas de ônibus realizou 1.410 questionários eletrônicos em dez capitais

Sem prioridade nos investimentos e no espaço urbano, o transporte público, seja por ônibus e trilhos, não têm a velocidade e a abrangência necessárias. Além disso, como há poucas fontes de financiamentos dos serviços, como ocorre em outros países, as tarifas estão cada vez mais altas.

Tudo isso leva a um desinteresse da população pelos meios de transportes de média, alta e altíssima capacidade, que procura outras formas de deslocamentos que, apesar de atenderem anseios individuais ou de pequenos grupos, coletivamente podem trazer em curto e médio prazos prejuízos como aumento de congestionamentos e poluição nas cidades.

Um levantamento da NTU – Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos, que reúne mais de 500 companhias de ônibus urbanos e metropolitanos em todo o Brasil, mostra que os aplicativos estão atraindo mais as pessoas que usavam habitualmente somente o transporte público do que as pessoas que faziam uso frequente de carros próprios.

Assim, de acordo com os dados, em tese, os aplicativos não estariam sendo capazes de tirar carros e motos das ruas, mas estão reduzindo a principal fonte de financiamento do transporte coletivo no Brasil: o passageiro pagante.

O levantamento mostra que entre os passageiros que fazem uso diário e semanal dos aplicativos, mais de 60% andavam apenas de transporte público: 61% entre o que todos os dias pegam carros de aplicativo usavam apenas ônibus, metrô e trem. Entre os que usam toda a semana os aplicativos, o índice é de 65%. Já dos que usam aplicativos todo o mês, o total é um pouco menor: 55% vieram do transporte público

Menos de 20% dos usuários de aplicativos andavam apenas de transporte individual motorizado: 19% entre os diários, 16% entre os usuários semanais dos aplicativos e 19% entre os “mensais”.

“A maioria dos entrevistados (52%) utiliza o serviço apenas algumas vezes por semana (entre 2 e 4 viagens). Apenas 10% das viagens são realizadas diariamente, seja por motivo de trabalho, estudo, saúde ou lazer. O segundo grupo mais representativo é formado por clientes esporádicos, que utilizam o serviço para atividades pontuais ao longo do mês.” – diz a apresentação.

O trabalho é o principal motivo dos passageiros que utilizam o serviço todo dia. Os usuários esporádicos ou semanais utilizam o serviço, principalmente, para lazer.

Foram realizadas entrevistas eletrônicas por questionários em redes sociais. Foram avaliados 1.410 questionários no período de 16 de outubro a 22 de novembro de 2019. Desses, 1.321 são referentes a usuários do serviço de transporte por aplicativo. Os demais 89 participaram da pesquisa como não-cliente e sim,usuários de outros modos.

O levantamento focou dez capitais brasileiras:

Belo Horizonte-MG (72 respostas), Brasília-DF (250 respostas), Curitiba-PR (51 respostas), Fortaleza-CE (67 respostas), Goiânia-GO (40 respostas), Porto Alegre-RS (64 respostas), Recife-PE (56 respostas), Rio de Janeiro-RJ (209 respostas), Salvador-BA (85 respostas) e São Paulo-SP (369 respostas). Ainda houve 147 respostas em cidades próximas destas capitais.





Em todos os casos, tanto para usuários diários, semanais como mensais dos aplicativos que deixaram outros meios de transporte, os principais motivos da mudança são: rapidez, preço, conforto, e praticidade.



A maior parte dos usuários de aplicativos gasta, em média, até R$ 20 por viagem, sendo R$ 12,00 entre os passageiros diários, R$ 15,00 entre os semanais, e R$ 20 entre os mensais.



Já entre os que não utilizam o transporte por aplicativos, o custo médio por viagem é de R$ 8,60.

Segundo o levantamento, quando é analisado apenas o transporte individual (carros e motos), o custo médio é de R$ 8,50, enquanto o transporte público (ônibus, metrô, barca, etc.) permanece em R$ 8,40. Em ambos os casos, o preço é aproximadamente a 30% a menos que os clientes do transporte por aplicativo pagam.



OS QUE REJEITAM APLICATIVOS:

O levantamento identificou que há um grupo de pessoas que não querem saber de usar aplicativos.

O principal motivo é o desinteresse, principalmente entre os que andam de carro próprio (24% deste grupo que rejeita os aplicativos). Já 20% proferem o transporte público e 16% têm dificuldades de acesso, em especial pela internet.

 

·
Registered
Joined
·
19,204 Posts
Discussion Starter #2,292
Sao Paulo Metro (CMSP) - State government selects Chinese company BYD to supply Line 17 Monorail rolling stock.

Line 17 Monorail is severely behind schedule and should have been completed by the 2014-2016 timeframe. Contractors ent bankrupt and abandoned the project, a new tender was carried out to select new contractors. Construction of the line is under way, should be completed by 2021, but rolling stock is not likely to be operational before 2022. So I bet on a mid-late 2022 date for the line to become operational.


Metrô desclassifica consórcio Signalling e seleciona chinesa BYD para o monotrilho da Linha 17

Após longa análise, companhia considerou que proposta de grupo brasileiro em sociedade com empresa austríaca não atendia os requisitos técnicos e financeiros da licitação



Foram quatro meses de expectativa até que o Metrô publicasse neste sábado, 1º de fevereiro, o resultado final da análise das propostas para a licitação de sistemas da Linha 17-Ouro, que inclui a fabricação de 14 trens de monotrilho. Apesar da proposta de menor valor, o consórcio Signalling foi desclassificado por não atender aos requisitos técnicos e financeiros do edital. Com isso, a gigante chinesa BYD foi selecionada para tocar o projeto, de valor de quase R$ 1 bilhão.

Segundo a análise financeira, o Signalling não possui patrimônio líquido de 10% do valor da proposta de R$ 982 milhões. Para isso deveria ter comprovado um valor de R$ 98 milhões, mas segundo o Metrô, as três empresas possuem apenas R$ 53 milhões. Na parte técnica, não foi comprovada experiência da Molinari no fornecimento de um sistema de sinalização que proporcione a operação sem a presença de um operador nos trens, o chamado UTO. A empresa suíça diz ter participado da implantação de um sistema assim na Malásia, mas nem o operador e nem a Thales, fornecedora do sistema, confirmaram isso.

https://www.metrocptm.com.br/metro-desclassifica-consorcio-signalling-e-seleciona-chinesa-byd-para-o-monotrilho-da-linha-17/
 

·
Registered
Joined
·
3,130 Posts
Selection is one thing. Signing the contract is another. Until then, someone can impugnate the process.

So no contract signed, no service order given, no obligation of anything, no train manufactured and everything written here will be just bullshit or speculation to contaminate a thread about transport compilation. :bash:
 

·
Registered
Joined
·
19,204 Posts
Discussion Starter #2,295
Sao Paulo Metro & CPTM - CGI render of renovated and expanded Santo Amaro bridge station, providing more comfortable transfer between line 5 and CPTM line 9

 

·
Registered
Joined
·
19,204 Posts
Discussion Starter #2,298
Selection is one thing. Signing the contract is another. Until then, someone can impugnate the process.

So no contract signed, no service order given, no obligation of anything, no train manufactured and everything written here will be just bullshit or speculation to contaminate a thread about transport compilation. :bash:
Oh Im sorry I am bothering your refined taste sir, would you like me to leave
 
2281 - 2300 of 2314 Posts
Top