SkyscraperCity banner
1 - 20 of 55 Posts

·
Uma dúzia de anos disto..
Joined
·
30,728 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Quase quatro anos depois de ter sido lançado, o programa Polis da Costa da Caparica continua no papel, apesar de numa rotunda da cidade um relógio informar diariamente quanto tempo falta para o fim das inexistentes obras.

O relógio, que entretanto ganhou ferrugem, foi inaugurado a 17 de Julho de 2001 pelo actual primeiro-ministro, então ministro do Ambiente, com o intuito de, a partir dessa data, se iniciar a contagem decrescente para o fim das obras, previsto para Dezembro de 2006.

Contudo, a falta de verbas estatais e comunitárias e os atrasos no planeamento e execução dos trabalhos comprometeram este prazo, tendo o ex-ministro do Ambiente Amílcar Theias anunciado, em Março do ano passado, o adiamento para o IV Quadro Comunitário de Apoio (2007-2013), em discussão em Bruxelas, da dotação financeira para a conclusão dos projectos.

Criado pelo Executivo de António Guterres, o Programa de Requalificação Urbana e Valorização Ambiental das Cidades (Polis) da Costa de Caparica, que exclui as frentes marítimas da Fonte da Telha e São João, é o maior do género do país ao abranger uma área de 650 hectares e um investimento directo de 85 milhões de euros.

"O primeiro-ministro, José Sócrates, já disse que o Polis é para ser cumprido, mas quando e em que condições?", questiona o presidente da Junta de Freguesia da Costa de Caparica, António Neves, eleito pelo PSD.

Dos sete planos de pormenor que definem as intervenções a efectuar, quatro foram ratificados, ou aguardam ratificação, do Governo. Os restantes encontram-se ainda em fase de elaboração ou esperam aprovação do Conselho de Ministros.

O Polis propõe a demolição de barracas e o realojamento de moradores em novas casas, assim como a construção de um amplo jardim, complexos desportivos, hotel, centro cultural, novos apoios de praia e pesca, estradas e estacionamento.

Sugere também a transferência de quatro parques de campismo associativos da orla marítima para um pinhal, com menos lotação, a recuperação de dunas e a construção de novos acessos às praias.

"A Costa tem sido esquecida ao longo dos anos. Vende sol e areia limpa, mas depois tem parques de campismo que são aldeias de barracas, com tendas em cima umas das outras", lamenta António Tomás, representante da Associação dos Comerciantes que vê no Polis a "esperança" de que o comércio tradicional ganhe novo fôlego.

Mesmo ainda sem obras no terreno, com excepção das de defesa costeira do Instituto da Água que se prolongam até Outubro do próximo ano, vozes discordantes têm criticado as intervenções previstas nos planos de pormenor aprovados.

Ambientalistas contestam a destruição parcial do Pinhal do Inglês por causa dos parques de campismo e a construção de prédios numa mata, campistas reclamam mais acessos e estacionamento e moradores rejeitam habitação social junto às moradias onde vivem.

Os donos dos bares e restaurantes de praia queixam-se, por seu turno, da diminuição das áreas dos equipamentos e do parqueamento automóvel.

"Vamos passar de esplanadas de 100 para 20 pessoas? E onde é que metemos o posto médico, as casas de banho e os balneários públicos que nos são exigidos? Não é com áreas reduzidíssimas, com vista para as dunas e parques de estacionamento cheios de pó, que vamos dar bom apoio à praia", defende o presidente da Associação de Concessionários das Praias da Costa de Caparica e Fonte da Telha, João Carreira.

De acordo com o Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC) Sintra/Sado, aprovado pelo Governo em 2003 ao fim de um processo de discussão e elaboração que demorou mais de dez anos, as intervenções nas praias da Costa de Caparica, incluindo as do Polis, terão de ser concretizadas até 2008.

Porém, tal como em anos anteriores, a falta de verbas comprometeu em 2005 a recuperação do litoral, desconhecendo-se, para já, a programação financeira para os próximos anos, segundo informações prestadas à Agência Lusa pelo Ministério do Ambiente.

Entre as intervenções previstas no POOC constam o recuo de apoios de praia e a construção de novos, assim como de estacionamento, e a demolição de casas clandestinas.

Para São João e Fonte da Telha, o documento atribui à Câmara de Almada a responsabilidade pela execução prévia de planos de pormenor, em articulação com o Ministério do Ambiente.
Fonte: Publico
 

·
Moderator
Joined
·
17,935 Posts
Aquilo e tao mau que eu acho que nem vale a pena!! Se me contratassem eu tratava do caso por muito menos money!!
 

·
Moderator
Joined
·
181,580 Posts
O problema da Costa é que não é município e é um pouco esquecida por Almada! Eu lembro-me de ver esse relógio há uns quantos fins de semana e disse "Já falta pouco ... mas onde é que serão as obras??" :D afinal.... pronto só o Barreiro é que está com o Polis a avançar :D:D
 

·
Uma dúzia de anos disto..
Joined
·
30,728 Posts
Discussion Starter · #8 ·
É mesmo obra à portuga: a unica coisa que tem é mesmo o sinal/cartaz a avisar que será realizada!!!:D:D
 

·
Future after Past
Joined
·
1,515 Posts
O programa Polis está falido, em albufeira não houve uma unica obra realizada, era um programa que necessitava de muitas verbas em especial para as indemnizações, pois iria recorrer os serviços da empresa Fern e Golias Ilimitada, agora é só um plano de pormenor que não permite a nenhum investidor privado realizar qualquer obra que seja viavel, é só esperar que o que lá exista caia de podre.
Este Projecto da minha autoria para o centro de Albufeira ficou-se no papel, razão: antes do Polis era possivel ser licenciado, depois do Polis deixou de ser viavel, na segunda-feira quando for ao gabinete meto aqui umas fotos do buraco que lá existe agora, e assim vai continuar por mais alguns anos...
 

·
Registered
Joined
·
52,552 Posts
se keres k te diga numca vi mas na revista do concelho li qualquer coisa sobre a frente ribeirinha da moita!!
 

·
Registered
Joined
·
52,552 Posts
:eek:hno: vou andar com a trabalheira de separar para depois virem as empresas de transformação de materias inertes e fazer novos produtos para venda a custa do meu trabalhinho? na na :(
 

·
Registered
Joined
·
52,552 Posts
ja mas a gente paga tantos impostos que os separem eles ora :sleepy: alem do mais não tenho locais na zona pa por o lixo separado!!
 
1 - 20 of 55 Posts
Top