Skyscraper City Forum banner
Status
Not open for further replies.
4981 - 4995 of 4995 Posts

·
Registered
Joined
·
423 Posts
Hoje fecharam a Augusto Montenegro na frente do MIx Mateus pq nao estão recebendo aquele vale alimentação do governo do estado. Ainda agora o Helder disse que ficou sabendo disso agora e se tiver irregularidades vai fazer a contratação de uma nova empresa para ofertar o vale alimentação

É muita coincidência todas as empresas que fecham contrato com esse governo apresentarem irregularidades. Foi a das cestas basicas, lanche, respiradores e agora essa do vale. Virou moda isso.
Barbalho em ação, mas a PF ta na cola dele...
 

·
Belém - Pará
Joined
·
39,131 Posts
Obras de conservação da PA-151 são intensificadas pela Setran




A Secretaria de Estado de Transportes (Setran) intensifica as obras de conservação da PA-151, uma das principais rodovias do estado do Pará. Atualmente, as frentes de trabalho estão ocorrendo no trecho entre as cidades de Mocajuba e Igarapé-Miri, no nordeste paraense.

Estão sendo feitos serviços de limpeza da via e do meio fio e ainda tapa-buracos. Os trabalhos ocorrem de forma rotineira desde o começo do ano, pois a rodovia, que te mais de 300 quilômetros de extensão atravessa as regiões nordeste, Baixo-Tocantins e chega ao sudeste do Pará.

Conservação da rodovia melhora trafegabilidade de veículosFoto: ASCOM SETRANA conservação da rodovia garante a rota de escoamento de produção do estado, principalmente no município de Igarapé-Miri, o maior produtor de açaí do mundo.

O ponto inicial da rodovia começa no entroncamento da PA-483 e tendo o seu limite na cidade de Jacundá, no sudeste do Pará. Mais de 10 municípios e várias comunidades que vivem próximas à área da rodovia estão sendo beneficiados com os serviços de manutenção da estrada.

Rio Meruu - As obras da ponte do rio Meruu, na PA-151, no município de Igarapé-Miri, estão em fase de construção do desvio da área de embarque e desembarque de passageiros na área do rio, para posteriormente serem iniciadas as obras da construção da ponte, que terá 560,88 metros de extensão.



A transferência do porto para o outro lado do rio deve ocorrer em agosto deste ano, quando as obras da ponte Meruu serão transferidas para o local onde será construída a ponte. “Estamos trabalhando há vários meses nas vigas e pré-lajes da ponte que estão praticamente prontas, dando assim celeridade à obra que deve ficar pronta em meados do ano que vem”, disse Pádua Andrade, titular da Setran. (Com informações de Renan Peniche)

 

·
Belém - Pará
Joined
·
39,131 Posts
Obras do terminal hidroviário de Almeirim estão em fase final




O governador Helder Barbalho esteve nesta terça-feira (23) em Almeirim, no oeste do Estado, e fez uma vistoria nas obras do terminal hidroviário do município, que estão em fase final. A previsão é de que o terminal seja entregue em setembro deste ano. As obras são de responsabilidade da Companhia de Portos e Hidrovias do Pará (CPH). O terminal hidroviário atenderá a 40 mil moradores do município. O governador Helder Barbalho também assinou um convênio de pavimentação asfáltica com a prefeitura, no valor de R$ 4,335 milhões, para o asfaltamento de três quilômetros na sede do município.

Orçado em pouco mais de R$ 3,7 milhões, com recursos da Caixa Econômica, o terminal terá cadeiras confortáveis para 20 lugares; televisão; bebedouro; ar-condicionado; lanchonete; guichês para vendas de passagens e banheiros masculino, feminino e para pessoas com necessidades especiais.


Do lado de fora, uma passarela de ligação coberta dará acesso aos flutuantes, equipada com rampas metálicas biarticuladas, sistema de amarração e fundeio para embarcações. “A obra está com o seu cronograma em dia, estamos aguardando a descida do rio, pois aqui nessa região temos um fenômeno que o rio sobe 6 meses e baixa 6 meses. Com a baixa do rio, vamos conseguir concluir a obra; após isso fazemos a inauguração do terminal que está prevista para setembro deste ano”, pontuou o presidente da CPH, Abraão Benasully.

 

·
Belém - Pará
Joined
·
39,131 Posts
Pará assume o 2º lugar no ranking nacional de abertura de empresas em 2020



O Pará ocupou o segundo lugar no ranking nacional de abertura de empresas no primeiro quadrimestre de 2020, de acordo com o 1º Boletim Mapa de Empresas, divulgado pelo Ministério da Economia, no último dia 18 de junho. De acordo com o balanço, de janeiro a abril, o Estado registrou 23.541 empresas abertas e crescimento percentual de 15,6 % em relação ao último quadrimestre de 2019, e 16,7% em relação ao primeiros quatro meses de 2019.


Para a presidente da Jucepa, Cilene Sabino, o Pará em segundo lugar no ranking reflete a credibilidade que o empreendedor tem no Governo e nas medidas que foram adotadas para mitigar os efeitos econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus, além do trabalho do órgão voltado ao processo 100% digital, que agiliza abertura de empresas. As inovações trouxeram eficiência, celeridade e vem facilitando a vida do empreendedor paraense e dos que pretendem abrir suas empresas no Estado.


Cilene Sabino ressalta também que a abertura de um negócio próprio se tornou uma alternativa para quem perdeu renda ou o emprego recentemente devido à pandemia, o que justifica o grande número de novas empresas mesmo em um momento de diminuição da atividade econômica.

“Muitas pessoas aproveitaram para abrir micro ou pequenas empresas para não ficarem paradas. E quem já tem um empreendimento constituído também acredita na volta à normalidade para continuar com seu negócio” - Cilene Sabino, presidente do órgão.
Criado pelo Ministério da Economia, o Mapa de Empresas é um demonstrativo de periodicidade quadrimestral e representa a descrição detalhada de dados e informações relevantes sobre o ambiente de negócios e a descrição de ações voltadas a impactar positivamente o cenário econômico brasileiro.


 

·
Belém - Pará
Joined
·
39,131 Posts
Chegando na reta final com uma boa notícia!

Foi aprovado hoje o novo marco legal do saneamento básico que abrirá caminho para investimentos privados no setor.

O novo marco legal torna obrigatória a abertura de concorrência, dessa forma empresas privadas poderão concorrer com estatais de saneamento e acaba com o direito de preferência das estatais (no nosso caso a Cosanpa).

Os contratos vigentes irão continuar até 2022 e poderão ser renovado por mais 30 anos. Aqui reside o perigo se o próximo prefeito de Belém não tiver culhões e continuar com o serviço com a cosanpa. A esperança é que pra prorrogação desse contrato, deverá comprovar viabilidade econômico-financeira, coisa que a Cosanpa não tem.

Oremos! É a grande chance de sairmos de índices medievais de saneamento básico.
 

·
Registered
Joined
·
289 Posts
Chegando na reta final com uma boa notícia!

Foi aprovado hoje o novo marco legal do saneamento básico que abrirá caminho para investimentos privados no setor.

O novo marco legal torna obrigatória a abertura de concorrência, dessa forma empresas privadas poderão concorrer com estatais de saneamento e acaba com o direito de preferência das estatais (no nosso caso a Cosanpa).

Os contratos vigentes irão continuar até 2022 e poderão ser renovado por mais 30 anos. Aqui reside o perigo se o próximo prefeito de Belém não tiver culhões e continuar com o serviço com a cosanpa. A esperança é que pra prorrogação desse contrato, deverá comprovar viabilidade econômico-financeira, coisa que a Cosanpa não tem.

Oremos! É a grande chance de sairmos de índices medievais de saneamento básico.

Eu sou muito a favor da empresa privada em toda area que se puder, mas no saneamento basico quem vai querer investir, sendo que igual de outras utilities sempre foi um monopolio natural subsidiado...
 

·
Banned
Joined
·
24,970 Posts
Eu sou muito a favor da empresa privada em toda area que se puder, mas no saneamento basico quem vai querer investir, sendo que igual de outras utilities sempre foi um monopolio natural subsidiado...
Vai ser igual os aeroportos: cidades menores vão ser colocados em blocos com cidades maiores pra gerar maior interesse na concessão.

Assim, não vai haver muita distorção.
 

·
Leão
Joined
·
8,173 Posts
Chegando na reta final com uma boa notícia!

Foi aprovado hoje o novo marco legal do saneamento básico que abrirá caminho para investimentos privados no setor.

O novo marco legal torna obrigatória a abertura de concorrência, dessa forma empresas privadas poderão concorrer com estatais de saneamento e acaba com o direito de preferência das estatais (no nosso caso a Cosanpa).

Os contratos vigentes irão continuar até 2022 e poderão ser renovado por mais 30 anos. Aqui reside o perigo se o próximo prefeito de Belém não tiver culhões e continuar com o serviço com a cosanpa. A esperança é que pra prorrogação desse contrato, deverá comprovar viabilidade econômico-financeira, coisa que a Cosanpa não tem.

Oremos! É a grande chance de sairmos de índices medievais de saneamento básico.
Então tem que torcer para o próximo prefeito não tenha cabeça de socialista. Pq se for vai continuar a Cosanpa
 

·
Belém - Pará
Joined
·
39,131 Posts
Eu sou muito a favor da empresa privada em toda area que se puder, mas no saneamento basico quem vai querer investir, sendo que igual de outras utilities sempre foi um monopolio natural subsidiado...
No caso do novo marco legal do saneamento básico eh uma concessão do serviço. O Estado vai regular e fiscalizar o serviço é as metas para universalização.

O que se vai fazer agora eh dar mais oportunidades para que empresas privadas possam concorrer ao serviço através da abertura de concorrência e viabilidade econômica.
 

·
Belém - Pará
Joined
·
39,131 Posts
Governo e clubes se reúnem para anunciar reforma do Mangueirão




O Governo do Estado anunciou na manhã desta quinta-feira, 25, que uma reunião será realizada para apresentar aos clubes e Federação Paraense de Futebol (FPF), o projeto do “Novo Mangueirão”. O projeto consiste na reforma do Estádio Olímpico do Pará, que vem sofrendo com danos estruturais nos últimos anos.


Mesmo sem a garantia de ter público nos estádios brasileiros no segundo semestre, o objetivo é que a reforma do estádio seja conciliada com a disputa dos jogos do Campeonato Paraense e do Campeonato Brasileiro da Série C.

A principal preocupação da entidade é o clássico entre Remo e Paysandu, que demanda um estádio com capacidade maior para as duas torcidas. A previsão é que Leão e Papão se enfrentem no Brasileiro e, possivelmente, na fase final do Parazão.

Em março deste ano, poucas horas antes do clássico Re-Pa, uma estrutura de reboco descolou do teto do estádio, o que resultou em um atraso de uma hora no início da partida. Na época, a avaliação do Corpo de Bombeiros concluiu que os "danos foram mínimos" e autorizou o estádio a receber o público naquela partida, mas necessitava de reparos pontuais.


A reunião está prevista para amanhã, 25, às 9h, no Palácio do Governo.

 

·
Belém - Pará
Joined
·
39,131 Posts
Projeto de Macrodrenagem da Bacia do Tucunduba vai beneficiar 250 mil pessoas em Belém



“Há quase 30 anos essa obra vem se arrastando. Entrava e saía Governo e nada era feito para que o alagamento diminuísse no bairro da Terra Firme. Eu já cheguei a ficar cinco dias com a minha casa alagada”. Este é o relato do militar Denilson Miranda, que há mais de 30 anos é morador do bairro da Terra Firme, na capital paraense. Hoje, Denilson e tantos outros moradores das margens do canal do Tucunduba acompanham com entusiasmo a evolução das obras do projeto de macrodrenagem da bacia.


Na manhã desta quinta-feira (25), o governador Helder Barbalho acompanhou de perto o andamento das obras no segundo trecho do projeto, que vai da rua dos Mundurucus até a rua 2 de Junho. As obras no local estão em pleno andamento, com serviços de terraplanagem, adequação e correção do canal, adequação de bases e instalação de pontes.


A obra também segue, simultaneamente, no primeiro trecho, compreendido entre as ruas São Domingos e dos Mundurucus, onde está sendo finalizada a construção da Estação de Tratamento de Esgoto do Riacho Doce, que vai receber dejetos dos bairros atendidos pela macrodrenagem. Além do terceiro trecho, que vai da rua 2 de Junho até a travessa da Vileta, onde a empresa responsável já está mobilizando equipamento e trabalhadores para dar início ao trabalho.


Durante a visita, o governador do Pará destacou a importância do projeto. “Esta obra seguramente é uma das obras mais importantes de saneamento do estado do Pará, beneficiando mais de 230 mil pessoas. Um investimento em que o governo do Estado está viabilizando mais de R$130 milhões, garantindo a interligação das bacias e, com isso, assegurando com que a cidade de Belém, nestas localidades, possa estar preparada para os momentos da chuva, das marés altas e do alagamento. É o governo do Estado cumprindo com a sua obrigação de trabalhar por Belém e estar presente em todo o Estado”, afirmou Helder Barbalho.



 

·
Leão
Joined
·
8,173 Posts
Pow tomara que essa obra termine logo nesse governo. Pq essa obra é muito antiga já passou não sei quantos governos.


Igual a bacia da estrada nova. O Duciomar fez um trecho, o Zenaldo outro. Agora falta vim o próximo pra fazer mais um trecho ou finalizar de vez
 
4981 - 4995 of 4995 Posts
Status
Not open for further replies.
Top