SkyscraperCity banner
Status
Not open for further replies.
1 - 13 of 13 Posts

·
Registered
Joined
·
10,918 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Saiu no Diário do Nordeste de hoje:



PLANO B
Ceará prospecta refinaria na Ásia

Durante a visita ao continente asiático, a comitiva cearense teve contatos com uma importante refinaria

Vinda de onde vier. A frase que vem sendo repetida pelo governo estadual de que se está trabalhando ´em todas as frentes´ para garantir a refinaria do Ceará significa uma coisa: sendo da Petrobras, ou de uma outra empresa estrangeira, o Estado está com negociações para trazer esse empreendimento para cá. Quem garante isso é o presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico (Adece), Antônio Balhmann, que informou que existem contatos com ´uma importante refinaria da Ásia´.

Segundo ele, durante a visita àquele continente, a comitiva governamental cearense visitou a empresa asiática, cujo nome prefere não divulgar.

´Não vou entrar nessa briga entre estados pela unidade de refino, cada vez mais essas coisas vão perdendo eficácia. Quanto se falou em refinaria no Nordeste e quantas existem hoje aqui? Zero!´, posiciona-se. Em relação à competição pelo projeto da petrolífera brasileira, ele sugere: ´A Petrobras, num investimento desse, vai fazer uma decisão completamente técnica´. Segundo Balhmann, o Ceará tem condições bastante favoráveis para atrair um investimento como esse.

´Temos uma infraestrutura super bem localizada, e que nós estamos investindo nela. Nunca se investiu tanto no Porto do Pecém como está se investindo atualmente. O porto já é o maior exportador de frutas do País, aumentando a potencialidade na parte de contêiner reefer [refrigerado], isso tá tendo impacto no agronegócio. Então, tem uma cadeia de conseqüências. A siderúrgica é irreversível. Tem a geradora de energia, porque se não gerar energia, não se habilita a atrair investimento. E temos os incentivos fiscais que todos os estados têm, além de uma logística favorável´, enumera.

Ampliação da Lubnor

A disputa pela refinaria teve eco na Assembléia Legislativa ontem, quando o deputado Chico Lopes, que acompanha há anos o tema, afirmou que o Ceará não vai desistir da unidade da estatal. O deputado afirmou que vai buscar conversa com o diretor de Petróleo e Gás da Petrobras, José de Lima, para sugerir a transformação da Lubnor (Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste) em uma refinaria de maior porte no Complexo Industrial e Portuário de Pecém.

USINA SOLAR
Chineses chegam em junho ao CE


Uma missão empresarial chinesa já se prepara para vir conhecer o potencial do Ceará no que se refere à concentração de minérios. O foco, desta vez, será verificar os parques do município de Tauá, onde será construída a segunda maior usina comercial de produção de energia solar. A visita, marcada para o dia 6 de junho, poderá concretizar os planos do governo de trazer para o Estado toda a cadeia de produção desta energia complementar. Tal intento foi divulgada, com exclusividade, pelo Diário do Nordeste na edição do dia 6/05/2008.

De acordo com o presidente da Adece, Antônio Balhmann, o quartzo, presente em várias regiões do Estado, foi avaliado por um laboratório francês, apontado por ele como um dos melhores do mundo, que identificou o minério como sendo de excelente qualidade. Essa realidade abre as perspectivas de ampliar o projeto de energia solar, já que deste recurso mineral é retirado o silício, matéria-prima para a produção de células fotovoltáicas. São estas células que formam as placas fotovoltaicas, que serão fornecidas pela empresa chinesa Yingli à usina cearense.

Com o quartzo, a empresa — ou outra, não está definido — poderá realizar todo o processo de produção de células e placas fotovoltáicas aqui, ampliando o tamanho da planta.


http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=539656
 

·
Registered
Joined
·
10,918 Posts
Discussion Starter · #2 ·
Estado se articula pela refinaria

Segredo também norteia as negociações do governo do Estado com uma montadora de veículos internacional

O Estado está trabalhando em todas as frentes para atrair novos investimentos. Foi o que garantiu o presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico do Ceará (Adece), Antônio Balhmann, sobre a articulação do governo cearense para atrair para cá a refinaria Premium da Petrobras. Na semana passada, o ministro Edison Lobão (Minas e Energia) anunciou a ida do empreendimento para o Maranhão. Balhmann lembrou que a estatal não confirmou esta informação.

Independente de qual estado vá abrigar o novo projeto, o presidente da Adece reforçou que uma refinaria vai trazer benefícios para todo o Nordeste. ´Não existe mais a ambiência da briga entre os estados. Se for no, Piauí, Maranhão ou no Ceará, vai ser bom para todos´. E acrescentou: ´É importante que o Nordeste cresça e todos os estados tenham condições de receber estes capitais´.

Balhmann disse, ainda, que o Brasil cresce num ritmo maior do que no ano passado, em praticamente todas as atividades produtivas. Por isso, o País vai demandar mais aço, combustíveis e minérios. ´Estamos convictos de que o Ceará vai receber grandes investimentos nestas e em outras áreas´, concluiu.

Silêncio

Segundo o deputado estadual Nelson Martins, líder do governo na Assembléia, o executivo cearense tem adotado a política do silêncio em relação à refinaria.

´O governo não tem interesse em tornar público o que está sendo feito, para não atrapalhar a estratégia política. Isto não quer dizer que ele deixou de tratar do assunto. Quanto mais sigiloso melhor´, explica.

Isto porque, atribui o deputado, de acordo com a experiência anterior, quando a refinaria da Petrobras foi para Pernambuco, se criou uma grande expectativa e depois isso gerou uma frustração.

´Nós esperamos que desta vez a decisão seja meramente técnica. A única decisão política que esperamos é que o empreendimento seja assegurado para o Nordeste. Mas ao se decidir entre os estados, que a decisão seja de fato técnica e o Ceará tem todas as condições para receber a refinaria´, argumentou Martins.

Montadora

O dito popular ´O segredo é a alma do negócio´ também norteia as negociações do governo do Estado com uma montadora de veículos internacional, que tem interesse em investir no Ceará. Segundo Antônio Balhmann, uma equipe da Adece está trabalhando no fornecimento das informações básicas para a companhia. ´Essas informações vão promover a vinda da alta cúpula da empresa ao Estado, numa agenda que ainda não tem data definida´.

O trabalho de articulação envolve, ainda, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), conforme o presidente da Adece.

Provavelmente, a instituição deve entrar como fonte financiadora da planta de automóveis no Estado. Questões como infra-estrutura, utilização do porto, localização, logística e parcerias serão discutidas após o envio das informações geradas no Estado aos controladores da montadora, reforça Balhmann.


http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=539374
 

·
Perfil
Joined
·
5,549 Posts
Se for assim, vai ser 1 na Bahia, 1 Pernambuco, 1 no Maranhão e 1 no Ceará.
 

·
Registered
Joined
·
10,918 Posts
Discussion Starter · #5 ·
^Correção: 2 no Ceará.

O Ceará já tem uma refinaria pronta a anos (Lubnor), e ela está em processo de duplicação.
 

·
Direito Urbanístico
Joined
·
775 Posts
Eu já sabia dessa refinaria asiática desde março de 2007. A empresa é japonesa ao que parece, e desconfio que seja a Mitsui. Ela já está engatilhada há um tempinho, esperando só a lei das ZPEs passar pelo senado.

Que venha e que seja privada mesmo. Sai mais rápido, tem menos interferência política e quando quiser expandir a burocracia é só com as licensas ambientais. No fim, é bem mais dinâmica que uma estatal que para tudo depende da política do governo federal, que sempre muda né.

Tem refinaria da petrobras, por exemplo, esperando há mais de 20 anos por uma ampliação. Mas a petrobras ao invés de ampliar, controi novas refinarias, pois investimentos estatais como estes são sempre usados pelo governo federal da situação para barganhar apoio político. De certa forma isso é até prejudicial para a Petrobras.

É por isso, por exemplo, que o diretor da Petrobras disse a midia que sobre a refinaria premium ainda não tinha concluído os estudos técnicos para definir o local de instalação da mesma, gerando aquela confusão com o ministro maranhense que abocanhou o projeto para sua terra natal. Afinal, a petrobrás tem mesmo que tentar passar uma imagem ao mundo de que é tão séria quanto qualquer outra grande empresa moderna do ramo, pois é uma empresa de economia mista com ações em bolsas de valores e com sócios extrageiros. O fator político estatal predominando sobre seus critérios ténicos pega muito mal no mercado.
 

·
Direito Urbanístico
Joined
·
775 Posts
Essa lubnor deveria sair de fortaleza. É ridículo essa refinaria bem no meio da orla da cidade.

Deveriam era transferir pra pecém.
 
1 - 13 of 13 Posts
Status
Not open for further replies.
Top