SkyscraperCity Forum banner

Cidade Pirelli | Eixo Tamanduatehy | Santo André-SP

9120 Views 19 Replies 11 Participants Last post by  kikopinheiro
2
Devido a grande especulação em vários threads, sobre a Cidade Pirelli e o grupo Brookfield, que pretende iniciar grandes empreendimentos residenciais e comerciais na cidade de Santo André, decidi abrir este canal de discussão no SSC, pois não vi nenhum ainda por aqui, caso já existir algum, por favor, peço algum colega avisar a moderação, obrigado:eek:kay:

Cidade Pirelli - o que é?

Cidade Pirelli - substituição de parte da Indústria Pirelli (Setor Cabos) por Centro Empresarial com ampliação e requalificação urbana do sistema viário, criação de mini-parque público, e valor em dinheiro depositado em Fundo de Desenvolvimento Urbano, para cobertura e requalificação de calçadão comercial no centro da cidade.

O Local em meados dos anos 90:

Foto: http://www.santoandre.sp.gov.br/bnews3/images/multimidia/images/pirelli1.jpg

Fonte: http://www.santoandre.sp.gov.br/bn_conteudo.asp?cod=598

Março de 2010 - Revista Isto É
CIDADE PIRELLI

Grupo italiano não pretende viver só de pneus. Está investindo US$ 200 milhões num megaprojeto que reúne shoppings, cinemas e centros comerciais na Grande São Paulo Por László Varga

Um empreendimento com 14 edifícios empresariais, dois shopping centers, salas de cinema multiplex, restaurantes, hotel e um pequeno parque florestal, a um custo de US$ 200 milhões. E tocado pelo grupo industrial de pneus Pirelli. Surpreso? Pois esse é o ambicioso projeto que está sendo feito em Santo André, no ABC paulista, dentro de uma nova filosofia do conglomerado italiano. O grupo decidiu diminuir o peso dos pneus nos seus negócios e investir em produtos de alta tecnologia, ligados à telecomunicação e informática, e em atividades imobiliárias. De acordo com o presidente mundial do grupo, Marco Provera, a ordem é aceitar qualquer tipo de investimento com bom potencial de retorno. A Cidade Pirelli faz parte justamente dessa perspectiva. Ocupará uma área de 270 mil metros quadrados e deve abrigar as sedes de grandes grupos empresariais. A idéia tem sido desenvolvida com bastante sigilo. “Nós não estamos falando sobre esse assunto”, declara por telefone, de Milão, o executivo Guerrino Savio, diretor da Pirelli & C. Real Estate, empresa que cuida das atividades não-industriais do grupo. DINHEIRO, no entanto, teve acesso ao megaprojeto. Ele se inspira no centro empresarial, universitário e de entretenimento La Bicocca, de 900 mil metros quadrados, que ocupa hoje o que era uma das principais áreas industriais da Pirelli em Milão. Para se ter uma idéia da importância dessa investida na Itália, o espaço abriga, por exemplo, o teatro que temporariamente apresenta as produções da famosa ópera Dalla Scala, em fase de restauração.


A Pirelli Real Estate atua em várias áreas e chegou a participar de forma ativa na ida do atacante Ronaldinho para a Inter de Milão, time patrocinado pelo grupo italiano. Sua principal área de atuação, no entanto, é mesmo a de empreendimentos imobiliários. Nos últimos dois anos fez um esforço extraordinário na aquisição de imóveis na Europa. Foram gastos cerca de US$ 3 bilhões, em parceria com o banco Morgan Stanley. A Cidade Pirelli é seu maior empreendimento na América Latina e visa revalorizar um terreno – a antiga fábrica de cabos elétricos e telefônicos da Pirelli. As linhas de produção foram transferidas para Sorocaba, no interior de São Paulo, e, com galpões vazios, os italianos tiveram de ir em busca de apoio da Prefeitura de Santo André para evitar a depreciação do local, já que indústrias não mostram mais interesse em se instalar ao ABC. A Pirelli Real Estate bancou inclusive R$ 2 milhões para mudar o zoneamento da região da antiga unidade, que passou a ser de serviços, e em troca o município reduziu as taxas do Imposto Sobre Serviços (ISS) para uma faixa entre 0,25% e 0,5%, contra os 5% cobrados em São Paulo. “O novo empreendimento interessa a Santo André porque revitalizará uma área em deterioração e estimulará a vinda de empresas não ligadas à indústria”, afirma Irineu Bagnariolli Júnior, secretário de desenvolvimento urbano do município.

Enquanto vai atrás dos futuros ocupantes da Cidade Pirelli, a companhia está terminando as obras de terraplenagem e a duplicação de uma avenida. O La Bicocca, de Milão, por exemplo, conseguiu atrair grupos como Siemens e Deutsche Bank, que têm suas sedes regionais ali, além da universidade da cidade. No Brasil, a tarefa deve ser mais difícil, já que o local fica longe de centros empresariais tradicionais de São Paulo. A prioridade é a conquista de empresas de telemarketing e de tecnologia da informação, sendo que a expectativa é que em 2003 os primeiros prédios estejam em atividade. Nos próximo dias deve ser fechado o acordo com uma incorporadora que tocará as construções. Já o design está garantido. Ficou a cargo do escritório de arquitetura Edo Rocha, o mesmo que traçou o novo prédio da TV Globo em São Paulo. A ofensiva no ramo imobiliário não se resume à Cidade Pirelli. A companhia iniciou também uma série de aquisições de prédios comerciais na capital paulista. Pirelli Pneus? Que pneus?

Fonte: http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/12513_CIDADE+PIRELLI


22/09/2010
Multinacional compra dois terrenos na Cidade Pirelli
Alexandre Melo
Do Diário do Grande ABC


Dois dos cinco terrenos que formariam a Cidade Pirelli, colocados à venda pela fabricante italiana de pneus, foram arrematados pela multinacional Brookfield Incorporações por R$ 40 milhões. As áreas, que somam mais de 46,7 mil metros quadrados, localizadas na Vila Homero Thon, vão abrigar empreendimentos comerciais e residenciais.

As negociações entre as empresas duraram cerca de quatro meses e o contrato de venda foi assinado há pouco mais de 40 dias. Ou seja, quando a Pirelli realizou, na Capital paulista, evento para apresentar os terrenos a investidores, a conversa com a incorporadora já havia começado.

"Não poderíamos ficar de fora deste mercado, por isso decidimos concentrar esforços para ampliar nossos negócios no Grande ABC. Santo André receberá a maior parte dos investimentos", afirma o diretor executivo da unidade São Paulo da Brookfield, Alessandro Olzon Vedrossi.

De acordo com o secretário de gabinete da Prefeitura Municipal de Santo André, Nilson Bonome, haverá integração entre os terrenos comprados da Pirelli e o parque tecnológico. O projeto encontra-se em análise na administração andreense e a previsão é que nos próximos seis meses ele seja aprovado.

"Com este projeto e os demais que a Prefeitura está planejando, a cidade deverá se transformar num canteiro de obras no ano que vem", destaca Bonome. A previsão é que o novo complexo e o parque tecnológico gerem entre 10 mil e 15 mil empregos nos próximos anos.


Foto: http://www.dgabc.com.br/2008/files/noticia/5831677.jpg

POTENCIAL
Mesmo iniciando a atuação há pouco tempo no Grande ABC, a Brookfield, considerada uma das maiores incorporadoras do País, tem potencial de vendas em Santo André de R$ 700 milhões. Segundo o diretor executivo, esse potencial de vendas contempla não só o complexo a ser erguido na Cidade Pirelli.

A incorporadora planeja em parceria com a construtora São José um empreendimento no terreno que pertencia à General Tintas, na Avenida Industrial. Outro projeto, do Vista Valparaíso, na Rua Xingú, está na reta final das vendas.

Procurada pela equipe do Diário, a Pirelli Pneus, dona dos terrenos, disse que "não comentará o assunto neste momento".


Fonte: http://www.dgabc.com.br/News/5831677/multinacional-compra-dois-terrenos-na-cidade-pirelli.aspx








-
See less See more
1 - 20 of 20 Posts
Muito bom, Sr. Mauá! Esta semana mesmo estava conversando com outro forista aqui da região sobre a possibilidade de abrir um thread específico para a discussão do projeto. Espero que saiam novas notícias em breve, e, principalmente, renders dos novos empreendimentos da Brookfield. Sinceramente, não sei o que esperar, ainda; espero que seja uma ação de revitalização coordenada com os antigos planos da Prefeitura para a localidade. :)
O trem da linha 10 passa ai não passa ???
^^ Sim, até existia a parada Pirelli na ferrovia
O trem da linha 10 passa ai não passa ???
Passa, sim, mas a Estação Pirelli - ou Parada Pirelli, para os mais ortodoxos - foi desativada ha algum tempo. Já se cogita, entretanto, em função deste empreedimento, a reconstrução total da estação, atendendo-se a todos os requisitos atuais da CPTM, em parceira com a iniciativa privada.
poxa que legal, quero ver renders.... mas pra fazer tudo isso so 200 milhoes? Sera que da?
Devem ter começado a terraplanagem, passei em frente hoje e haviam tratores e outras máquinas. O solo estava todo destruído e uma movimentação intensa.

Será que, enfim, a polêmica Cidade Pirelli vai sair? E a linha de metrô leve da CPTM que sairia de lá, alguém tem alguma notícia?
Será que a Brookfield ou a Pirelli poderiam entrar com recursos pra reconstrução da Parada Pirelli, a exemplo do que acontece com a futura estação João Dias?
Será que a Brookfield ou a Pirelli poderiam entrar com recursos pra reconstrução da Parada Pirelli, a exemplo do que acontece com a futura estação João Dias?
Espero que reabram a estação, seria uma grande compensação a toda região do shopping, principalmente para quem está na periferia, como bairros Centreville, Cond. Maracanã, Jardim do Mirante, Vila Suíça, Vila Progresso, Guaraciaba... Os ônibus poderiam passar pela estação, desafogaria um pouco a estação Celso Daniel Santo André.

Eu como morador da região acima citada, torço e muito que essa obra traga mais benefícios para a região, como é de se esperar o trânsito irá ficar caótico na região, então que ao menos melhore o transporte coletivo.
É uma oportunidade gigantesca para a cidade ver uma região inteira requalificada, espero que não a desperdicem.
O governo federal aparentemente pretende construir um polo tecnológico no exato lado oposto da linha férra nessa região. Casas um polo tecnológico com um novo bairro + servios seria algo bastante interessante. Ao menos, me faria considerara possibilidade de morar em Santo André.
Atrium Shopping acelera comercialização



A partir do segundo semestre, o Atrium Shopping Santo André será a mais nova opção de consumo e lazer para os moradores da região do ABC paulista. Com infraestrutura e mix à altura da renda familiar local e do crescimento regional acima da média no país, o novo shopping desenvolvido pela Nassau Empreendimentos promete ser uma nova referência de mercado, integrando as tradicionais disputas do varejo já neste próximo Natal. “Santo André é um ambiente de consumo cada vez mais promissor e com farta demanda a ser atendida”, afirma o presidente da Nassau Empreendimentos, Marcos Romiti.



Paralelo ao avanço das obras, a comercialização já supera mais de 65% da ABL (Área Bruta Locável). Entre as novas marcas que acabam de aderir ao Atrium Shopping estão a Polishop, Habib’s e a Di Gaspi, rede de lojas de calçados, confecções, artigos esportivos e acessórios, presente em várias cidades do estado de São Paulo e que estreará em Santo André.

Âncoras e alimentação

Além de uma série de operações satélites já contratadas, a ancoragem está garantida com as presenças de C&A, Lojas Americanas, Marisa, Riachuelo, McDonald’s, Ri Happy, Besni e Cinemark. A praça de alimentação formatada para 1.200 lugares e 20 operações também já é uma realidade com 100% de comercialização e marcas conhecidas como Pizza Hut, Bob’s, Subway, Burger King, Vivenda do Camarão, Divino Fogão, Gendai/China in Box, Seletti, entre outras. “As grandes marcas que operam no varejo têm demonstrado total confiança no potencial do Atrium, portanto, nossa expectativa é inaugurá-lo com 100% de ocupação”, afirma Romiti.

Situado em uma das principais vias locais, à rua Giovanni Battista Pirelli, o shopping está inserido dentro de um complexo multiuso, no qual existirão hotéis, torre corporativa e edifícios residenciais. O empreendimento terá três pavimentos de lojas e mais dois para estacionamento com 2 mil vagas. A comercialização está a cargo da empresa Áurea Comercial.

http://www.falandodevarejo.com/2013/02/atrium-shopping-acelera-comercializacao.html
See less See more
Particularmente acho que além da estação da CPTM, a prefeitura deveria investir em um pequeno Terminal Rodoviário na região
CPTM pretende reativar Parada Pirelli



A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) cogita reativar a Estação Pirelli, em Santo André, que teve a operação encerrada em 2006. O principal motivo para a reabertura é o crescimento do entorno, que, nos próximos anos, ganhará shopping e prédios comerciais e residenciais.

Segundo o presidente da CPTM, Mário Manuel Bandeira, uma das possibilidades é deixar o projeto de reconstrução nas mãos de empresários responsáveis pelos empreendimentos vizinhos. "Isso ainda vai depender de conversas com a Prefeitura e, principalmente, com os empreendedores."

Bandeira afirmou que não faz parte dos planos a construção de outro terminal em São Caetano, entre a estação central da cidade e a de Utinga, em Santo André. No entanto, o presidente diz estar disposto a negociar com a Prefeitura.
See less See more
^^ Notícia de 24/12/2012, correto? De acordo com o link: http://www.dgabc.com.br/Mobile/Noticia.aspx?idNews=6000755.
Sim, depois nada de atualização sobre o caso.
Se formos levar a sério a propaganda do Shopping, acho que é verdade a estação:
http://www.atriumshoppingsantoandre.com.br
Infelizmente bem mais simples.
Foi pro lixo a chance do ABC ter o seu centro empresarial.
1 - 20 of 20 Posts
This is an older thread, you may not receive a response, and could be reviving an old thread. Please consider creating a new thread.
Top