SkyscraperCity banner
1 - 20 of 34 Posts

·
Old is new
Joined
·
3,787 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
Vi um thread parecido com este no fórum argentino, e achei a idéia muito boa.
São Paulo, como todo mundo sabe, possui uma arborização e distribuição de áreas verdes muito díspar. Há áreas extremamente verdes (geralmente bairros-jardins da região sudoeste) em contraste com bairros operários bastante áridos.
Seria legal que fossem apresentados aqui terrenos, construçoes sem valor arquitetonico que possam ser derrubadas, etc, que vocês conhecem e que serviriam para a implantação de novos parques ou praças.
Eu começo com o local de uma antiga estação/armazém de cargas na Barra Funda, em ruínas e favelizada:
 

·
GaLo SeMpRe!
Joined
·
1,864 Posts
Indeniza um bocado de gente e planta arvorés!:)

Zuera!

Áreas verdes é meio dificíl pq primeiramente tem
que ter a área livre!
Acho deveria plantar e incentivar a platação de arvorés
nos passeios das ruas!
Para desespero da companhia energética!
 

·
Feliz Natal
Joined
·
15,678 Posts
Eu acho pertinente esse assunto... é tão simples criar um ambiente mais intimista nas cidades... Ruas arborizadas e praças contribuem para a qualidade de vida e criam microclimas que sao importantissimos não só para um bairro, mas sim para toda a cidade...
 

·
Registered
Joined
·
35 Posts
Idéias:

1º - Preservação das poucas áreas existentes e especialmente dos entornos (Cantareira, Manaciais etc...) verdes de SP, que diminuem dia a cada dia

2º - Para regiões já densas, obrigar novos empreendimentos que plantem árvores de grande porte nas calçadas e praças proximas ao novo edificio....um absurdo ver áreas "bombando" com novos prédios, como o Tatuapé, aonde não há sequer uma sombra...um bom exemplo, mesmo dentro de SP, é o microclima de Higienopolis e Jardins, mantido apenas com a preservação de arvores já existentes....
 

·
Registered
Joined
·
5,072 Posts
Aterrar a fiação de algumas avenidas plantando árvores no lugar dos postes de cimento e criar parques removendo favelas recentes que sejam pequenas e médias, além de preservar áreas de mananciais.
 

·
Banned
Joined
·
27,387 Posts
^^ Em Sampa poderia se fazer o seguinte, diminuir o número de prédios de 20 andares, e aumentar os de 60 andares, pronto se resolve o problema. Eu vi num artigo, que não encontro mais o link, monstrando no Japão, aonde eles fizeram isso.

Mas lá pegaram gigantescas áreas de casinhas, e colocaram um prédio gigantesco mixed-use e o restante do lugar, virou tudo área verde. Então pode se fazer isso.

Pega 3 prédios de 20 andares, demoli eles e fazem no mesmo lugar, um prédio de 60 andares, mas com uma enorme área verde. O mesmo pode se aplicar com com prédios menores, como de 4 andares ou talvez de 10 pavimentos.
 

·
Banned
Joined
·
27,387 Posts
^^ O problema a beira de corregos, rios, é uma área de proteção permanente, no meu caso, deveriam ser intocaveis, pois a grande parte das enchentes é devido a destruição das matas ciliares, que praticamente os moradores dizimaram com a construção de barracos, e por isso que acontecem as enchentes.
 

·
Banned
Joined
·
27,387 Posts
^^ Claro que sim, mas vc sabe que é um projeto de longo prazo, pois as plantas vão atingir uma altura legal, apenas com 10 anos de idade, claro que outras plantas atigem antes mas tem que ver se é nativa da região.

Agora se quiser fazer mata ciliar com ficus, aí rapidissimo se faz a mata, mas também o corrego vira brejo depois.
 

·
Banned
Joined
·
2,477 Posts
4 milhoes de arvores

Aqui em Melbourne vai ser inaugurada uma free way de 28KM e dos dois lados da pista e em mais algumas reservas no entorno, plantaram 4 milhoes de arvores. Por que nao criarmos o dia nacional "plante uma arvore" para cada habitante de Sao Paulo. Todos os anos seriam plantadas por volta de 12 milhoes de arvores e em 10 anos seriam 120 milhoes. Por que nao comecar uma campanha ja:banana:
 

·
Registered
Joined
·
412 Posts
A prefeitura de São Paulo deveria recuperar áreas invadidas pela cidade. Só para dar um exemplo:

1) Cinco terrenos que passam por investigação do MPE pertencem aos quatro maiores clubes de futebol da capital - o centro de treinamento do Sport Club Corinthians, em Itaquera, um estacionamento do próprio Corinthians no Parque São Jorge, os centros de treinamentos da Sociedade Esportiva Palmeiras e do São Paulo Futebol Clube na Barra Funda e um trecho do estacionamento da Portuguesa, no Pari. O aluguel total dessas áreas, que foram concedidas entre 1980 e 1991, é estimado pelo mercado imobiliário em cerca de R$ 800 mil mensais.

2) Os outros casos mais recentes incluem a Avenida IV Centenário, que margeia o Parque do Ibirapuera, na zona sul. Na gestão da prefeita Marta Suplicy, a alça de acesso da Avenida Pedro Álvares Cabral à IV Centenário foi fechada e o trecho virou rua particular de um condomínio de casas de alto padrão. Esse terreno cedido pela Prefeitura vale de R$ 8 milhões a R$ 12 milhões, conforme valores estimados por corretoras de São Paulo.

3) Um terreno bem menor, mas igualmente valioso, está na esquina das Avenidas Juscelino Kubitschek e Brigadeiro Faria Lima, também na zona sul. Ali há um trecho de 103 metros quadrados que pertencia à Subprefeitura de Pinheiros - o MPE investiga se o terreno foi ajardinado e anexado sem autorização pelo Condomínio Empresarial Birmann 31, que está logo ao lado. Ainda de acordo com o MPE, um caixa eletrônico do banco Bradesco pode estar em cima desse terreno público.

4) O último terreno que está sendo investigado fica na Rua Pastoril de Almenara, 200, em Pirituba. Os cerca de 2.240 metros quadrados da área foram cedidos gratuitamente à Telesp em 1982 e continuam sendo utilizados pela Telefônica como central telefônica. A promotoria argumenta que o terreno não poderia ser usado gratuitamente por uma empresa privada, sem que ocorresse licitação.


Se todas estas áreas fossem transformadas em parques, ao invés de serem utilizadas indevidamente, a cidade se tornaria mais agradável de viver.
 

·
Registered
Joined
·
213 Posts
Já que a desapropriação de certas áreas torna-se muito cara, a solução no meu ver seria dar um desconto no IPTU para moradores que resolvessem fazer um telhado ecológico. Me refiro a telhado ecológico aquele que tem a sua surperfície corberto por plantas, algo que já está se tornando comum no Japão. Todos sairiam ganhando com isso, a cidade porque teria um aspecto melhor,visualmente menos concreto, o moradores pela uma melhor qualidade do ar. Esses telhados ainda dimuiriam um grande problema de São Paulo, a questão dos alagamentos já que esses telhados absorviriam grande parte da água da chuva.
 

·
Niteroiense da gema!!
Joined
·
3,749 Posts
Tudo bem que o Rio é uma das capitais mais arborizadas do país, sem contar os maciços da tijuca e da pedra branca, mais foi replantadas 5 milhões de árvores na cidade, isso poderia ocorrer em São Paulo também, concerteza a qualidade do ar e de vida melhoraram bastante.
 

·
Registered
Joined
·
5,072 Posts
A prefeitura de São Paulo deveria recuperar áreas invadidas pela cidade. Só para dar um exemplo:

1) Cinco terrenos que passam por investigação do MPE pertencem aos quatro maiores clubes de futebol da capital - o centro de treinamento do Sport Club Corinthians, em Itaquera, um estacionamento do próprio Corinthians no Parque São Jorge, os centros de treinamentos da Sociedade Esportiva Palmeiras e do São Paulo Futebol Clube na Barra Funda e um trecho do estacionamento da Portuguesa, no Pari. O aluguel total dessas áreas, que foram concedidas entre 1980 e 1991, é estimado pelo mercado imobiliário em cerca de R$ 800 mil mensais.

2) Os outros casos mais recentes incluem a Avenida IV Centenário, que margeia o Parque do Ibirapuera, na zona sul. Na gestão da prefeita Marta Suplicy, a alça de acesso da Avenida Pedro Álvares Cabral à IV Centenário foi fechada e o trecho virou rua particular de um condomínio de casas de alto padrão. Esse terreno cedido pela Prefeitura vale de R$ 8 milhões a R$ 12 milhões, conforme valores estimados por corretoras de São Paulo.

3) Um terreno bem menor, mas igualmente valioso, está na esquina das Avenidas Juscelino Kubitschek e Brigadeiro Faria Lima, também na zona sul. Ali há um trecho de 103 metros quadrados que pertencia à Subprefeitura de Pinheiros - o MPE investiga se o terreno foi ajardinado e anexado sem autorização pelo Condomínio Empresarial Birmann 31, que está logo ao lado. Ainda de acordo com o MPE, um caixa eletrônico do banco Bradesco pode estar em cima desse terreno público.

4) O último terreno que está sendo investigado fica na Rua Pastoril de Almenara, 200, em Pirituba. Os cerca de 2.240 metros quadrados da área foram cedidos gratuitamente à Telesp em 1982 e continuam sendo utilizados pela Telefônica como central telefônica. A promotoria argumenta que o terreno não poderia ser usado gratuitamente por uma empresa privada, sem que ocorresse licitação.


Se todas estas áreas fossem transformadas em parques, ao invés de serem utilizadas indevidamente, a cidade se tornaria mais agradável de viver.
Para reaver esses terrenos supostamente invadidos demoraria anos e anos na justiça, é mais fácil desalojar umas favelinhas(que tem de sobra), além do que os times iriam treinar onde?

Nenhum prefeito teria coragem de despejar times de futebol sabendo que isso envolve milhões de pessoas.
 

·
Banned
Joined
·
360 Posts
Convida o Blairo Maggi para a secretaria do meio-ambiente !:lol:
 

·
NON FVCOR FVCO
Joined
·
1,676 Posts
Aqui em POA é lei que 40% da área das calçadas deve ser vegetada- foi feito um plano diretor de arborizacao. Acho que SP podia imitar isso.
Mas antes, tem que arrumar as calçadas. Fica complicado vegetar calçadas de cimento, como é comum em bairros mais de periferia.

Também é preciso focar nas regiões áridas. Tem a Barra Funda, mas 80% da zona leste é um deserto nesse sentido e lá mora mais de 1/3 da populacao da cidade. Certas regioes precisam de uma atencao especial e deve haver um plano focado nisso.

Algo interesssante seria o governo lançar algo do tipo "a cada carro que você compra, vai ter que plantar uma árvore". Já que o cidadao que compra carro está ajudando a polucao, ele poderia pagar uma taxa de $20 na compra do carro ( que nao é nada) e esse dinheiro ser aplicado na prefeitura em programas de arborização.
 

·
Registered
Joined
·
65 Posts
Também é preciso focar nas regiões áridas. Tem a Barra Funda, mas 80% da zona leste é um deserto nesse sentido e lá mora mais de 1/3 da populacao da cidade. Certas regioes precisam de uma atencao especial e deve haver um plano focado nisso.
É verdade, eu moro na zona leste e nesta região são poucas as áreas verdes e árvore é uma aqui e ali, agora com a reforma das calçadas plantaram árvores, mas mesmo assim quase nada diante da falta de arborização por aqui.
 
1 - 20 of 34 Posts
Top