SkyscraperCity banner

21 - 40 of 50 Posts

·
Césargbi
Joined
·
1,071 Posts
Discussion Starter #21
É isso, uma rodovia que reduzirá as distâncias entre várias regiões importantes representa economia no custo dos transportes, desenvolvimento para a região e para o Brasil. Para se ter idéia, a distância entre a região de Irecê e Seabra e outras próximas, na Bahia, e São Paulo, será reduzida em aproximadamente 450 km em relação ao percurso pela BR 116 via Feira de Santana. Fiz um mapa que mostra como será a construção do trecho sul da BR 122 na Bahia. De Paramirim para Seabra está a maior incógnita, pois pode passar por Boninal, ai deveriam ser construídos uns 130 km de rodovia sobre uma das regiões mais altas da Chapada Diamantina, próximo ao Pico do Barbado, o mais alto do nordeste, ou por Caturama, Rio do Pires e Novo Horizonte, sendo necessário construir uns 70 km de rodovia e absorver alguns trechos, mas ai aumentaria o percurso total da BR 122 em 60 Km. Esta rodovia além de encurtar distâncias será um convite ao turismo pois de Paramirim até Ourolândia atravessará vários pontos turísticos e com paisagens maravilhosas da Chapada Diamantina.


Traçado preto: trecho asfaltado da BR 122
Traçado verde: Trecho asfaltado da BR 030 coincidente com a BR 122
Traçado amarelo: Trecho em leito natural
Traçado azul: Rodovias estaduais que podem ser absorvidas pela BR 122
Traçado laranja: Trecho da BR 122 entre a BR 242 e América Dourada
Traçado laranja fino: Ferrovia Oeste Leste

De América Dourada até Juazeiro-BA será necessário construir 252 km de rodovia praticamente em linha reta
 

·
Césargbi
Joined
·
1,071 Posts
Discussion Starter #22
Nesta notícia o Senador Walter Pinheiro se compromete a defender obra passando por Novo Horizonte

Governador anuncia rodovia de Rio do Pires a Novo Horizonte


Ao começar o evento, o Senador Walter Pinheiro, cumprimentou todos os presentes, entre eles, o Ministro Mario Negromonte, o deputado Estadual Nelson Leal e Mario Negromonte Junior. Para Walter, estava sendo uma grande alegria estar de volta a Novo Horizonte. Conforme a recepção que foi prestada ao Senador, o mesmo carinhosamente agradeceu a todos pelo apoio no processo eleitoral em 2010, complementando que na política tem que ter respeito e que essa é uma virtude de um bom político. É de importante relevância ressaltar a consideração levantada por Walter Pinheiro ao mencionar a liderança política de Rio do Pires, apontando Valter Oliveira como seu xará. O Senador diz que o debate da questão que envolve a estrada de Rio do Pires a Novo Horizonte foi aberto muito antes e que teve todo o cuidado de não tratar deste assunto na campanha eleitoral, que já estava tratando com o governo Federal, desde que era Deputado Federal, quando discutiu a rodovia BR 122 que é uma das estradas mais importantes da Bahia, saindo de Juazeiro, atravessando Seabra e vai até a divisa com Minas Gerais, acrescenta ainda Pinheiro que discutiu com Ministério do Transporte esse trecho que liga Rio do Pires a Novo Horizonte e que terá uma diminuição de mais de 250 Km de Rio do Pires à Salvador. Para o Senador, é assim que está se construindo um novo caminho, para o mesmo não é através de ameaça, nem através daquelas bravatas que aconteceram na campanha em Rio do Pires. Para melhor esclarecimento Walter Pinheiro diz que ele, juntamente com seus companheiros não trabalham assim, não pode haver xingamento, nem gritaria, não significando isso que são brandos ou bestas. É interessante repassar algo dito pelo Senador, sendo: “A firmeza e a conduta não podem ser medidas pela bravata e nem tamanho do seu murro, mas sim pela capacidade de seu trabalho e sua respeitosa forma de tratar o ser humano, seja adversário ou não” essa é a postura adotada por Walter Pinheiro. Assim, para o Senador da Bahia, o mesmo irá dar continuidade ao trabalho que vem prestando, afirmando que ele tem um verdadeiro compromisso com o povo, independente de quem esteja no comando de cada cidade. Valter Pinheiro com sua satisfação direciona mais uma vez um outro recado para Rio do Pires: “independente em que posição se encontram as lideranças políticas de Rio do Pires, o administrador tem que ter como meta a obrigação de trabalhar para o povo, assim como faz o prefeito de Novo Horizonte, Ibitiara, trazendo estrada, investimentos, gerando emprego, enfim melhorando todas as cidades, em especial, a tão necessitada Rio do Pires”.


Dando continuidade ao evento, a palavra foi passada para o prefeito de Novo Horizonte, que cumprimentou educadamente a todos e agradeceu ao Governador Jaques Wagner pela rodovia. O prefeito humildemente lembra ao ilustre Governador que o povo de Ibitiara estava totalmente isolado pela condição em que se encontrava a estrada, sustentando seu levantamento, o prefeito disse ainda, que quando alguém ficava doente poderia até morrer por falta de estrada adequada para a locomoção. Hoje, observa o prefeito, que o povo de Novo Horizonte e Ibitiara receberam uma rodovia de qualidade. O citado reforçou também o pedido de Waltinho a Valter Pinheiro, em relação a rodovia que liga Rio do Pires a Novo Horizonte.


O tão esperado pronunciamento do excelentíssimo senhor governador Jaques Wagner chegou. Ao começar o discurso, Wagner brincou com as queimas de fogos que foram homenageadas para ele e contou que Pinheiro estava dizendo que os fogos eram agradecendo a estrada e os últimos eram mais uma forma de agradecer o que estava por vir.
Wagner se lembra dos aprendizados que teve e tem com o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, e menciona um desses dizendo que para sentir o problema do povo tem que pisar o pé onde o povo pisa, porque se ficar sentado no gabinete só esperando alguém reclamar, não há como ter motivação para resolver os problemas levantados pelo povo, conclui o Governador que o mesmo faz isso com toda alegria, e que concorda com o que foi dito por Lula, que é assim mesmo que tem que funcionar.

A vinda de Wagner à Novo Horizonte foi para entregar um presente que era esperado pelo povo dali. Wagner diz: “Fizemos essa rodovia até ibitiara e de ibiatira até a 242 um melhoramento, o valor desta obra foi próximo 16 milhões de reais, justamente porque quando a gente promete fazer a estrada, agente faz bem feito, não adianta fazer estrada sonrisal, levanta ainda o Governador as hipóteses de na primeira chuva a estrada abolir ou ainda da mesma derreter no sol”. Indaga Wagner que só assim para ver de perto o drama do povo, e em detrimento disso é que o mesmo foi até Novo Horizonte entregar a estrada, brinca ainda que além da entrega de uma, outra estrada já foi cobrada,sendo esta a de Rio do Pires.


Como foi visto no inicio do vídeo a conversa entre Valtinho e o Presidente do Derba Saulo, mostrando o mapa onde vai passar a estrada. Em virtude dessa prova não há como negar que essa não é primeira vez que Valtinho solicita a Rodovia e graças a Deus o Governador atendeu ao pedido de Valtinho e assim como atendeu o de Zequinha, Prefeito de Novo Horizonte. Wagner, em seu discurso, fez questão de cumprimentar o povo de Rio do Pires e cumprimentou em especial a Valtinho que se encontrava ali presente e disse que o custo desta obra poderá atingir até 40 milhões, como falou o Senador Walter Pinheiro, complementou o governador, esclarecendo o porque que essa obra que foi pedida deve receber uma atenção especial, sendo essa, a serra. Conseqüentemente é necessário fazer uma base mais forte para receber o asfalto, ressalta Wagner que ainda há a possibilidade de trazer a BR 122 até a 242 passando por Novo Horizonte e Ibiajara, chegando assim a Rio do Pires entrocando com a BA 152.

Ao fazer os planos, o Governador diz que se conseguir 5 milhões em seu orçamento, irá mandar fezer a licitação e fazer uma melhoria grande na estrada principalmente daqui até Ibiajara alargando e melhorando as curvas. Adianta o Governador que se até o fim do ano o governo Federal não tiver recurso, conforme formulado em seus planos, irá o mesmo independente do Governo Federal fazer o projeto e o próprio irá fazer esperada obra, inclusive o Governador com enorme contentamento diz ao povo que até o final do seu mandato irá inaugurar a estrada, sendo que de inicio o mesmo já autorizou a DERBA para enviar as maquinas pra dar uma melhorada boa na estrada.


É com muita alegria que a notícia tão desejada foi confirmada pelas próprias palavras que foram ditas pelo Governador, o mesmo anunciou o lançamento de um programa para limpeza das aguadas e das barragens que são utilizadas para armazenar água, e lembrou que nesta segunda feira começa o estudo topográfico da ÁGUA DE IBIAJARA que inclusive já esta contratada, em janeiro o mesmo fará a licitação, sendo que em março estará começando a obra, e até dezembro de 2012 com certeza água irá chegar a Ibiajara.

Por fim, citou sobre a segurança pública que inclusive está fazendo um excelente trabalho no combate as drogas e no combate a bandidagem, lembrando também ao povo que comprou mais 600 veículos novos e que Rio do Pires também receberá um, que segundo o deputado Federal Rui Costa, Rio do Pires estava na segunda remessa. Wagner se utiliza de uma frase simples, com o objetivo de fazer com que o povo entenda a mensagem final por ele deixada, alegando que ele era do tempo que bastava com que o pai dele olhasse para ele e que ele já sabia que seu pai não estava gostando de alguma coisa, a conseqüência desse olhar para o mesmo significa respeito. Segundo Wagner, democracia e liberdade não são falta de respeito, nem baderna, ou bagunça, para Wagner a democracia é todo mundo respeitando todo mundo, como demonstração disso o mesmo diz que não gosta de político xingador, que em verdade ele admira o político respeitador e que nunca gostou de xingar adversário, até porque adversário também tem família e também por conta disso tem que ser respeitado.
 

·
Registered
Joined
·
2,755 Posts
Espero que esta rodovia saia do papel o mais rápido possível. Não sei como uma via que seria primordial tanto como eixo de ligação entre o Sul e o Nordeste bem como eixo de integração regional como seria a BR 122 ainda está só no papel. Esta rodovia também servirá de ligação entre o interior da Bahia a Ferrovia Oeste Leste, facilitando o escoamento da produção mineral e agrícola do interior baiano
 

·
Césargbi
Joined
·
1,071 Posts
Discussion Starter #24
Peguei de outro tópico dum colega. Como sempre há muita enrolação principalmente nas obras que beneficiarão o esquecido interior da Bahia.

^^

Ouvidoria DNIT

Conforme solicitado, segue abaixo a resposta de seu acionamento.

Resposta referente ao acionamento de protocolo número: 106379


Sua Mensagem
Boa tarde à todos, venho por meio desta mensagem solicitar o atual estágio do processo de licitação, ou preparação da mesma, referente à BR 122 no estado da Bahia. As últimas informações que temos era que estavam sendo concluídos os estudos de viabilidade técnica e ambiental para iniciar a construção. No entanto, tal informação me foi repassada à meses sem nenhuma atualização. Favor atualizar dados processuais para que nós da sociedade possamos acompanhar melhor essa importante obra que causará positivo impacto no progresso do Semiárido.

Harisson de Souza Feeling

*
*
*
*
*

Resposta da Ouvidoria
Prezado Sr., A Ouvidoria desta Superintendência Regional do DNIT/BA, recebeu a sua demanda e encaminhou à área competente que prestou os esclarecimentos que ora apresentamos: Os Estudos de Viabilidade Técnica Econômico e Ambiental (EVTEA) da BR-122/BA já foi aprovado e o próximo passo é a absorção dos segmentos coincidentes com as rodovias estaduais, cujo processo já tramita na Sede do DNIT em Brasília. Posteriormente, será lançado o Edital de licitação para os projetos. Agradecemos por nos auxiliar no bom desempenho de nossas atribuições.

Andréa Cupertino. Núcleo de Comunicação Social/Ouvidoria SR/DNIT/BA
 

·
Césargbi
Joined
·
1,071 Posts
Discussion Starter #25
Com a construção da BR 122 todo semi árido baiano será interligado à Ferrovia Oeste Leste e em parte também à Ferrovia Transnordestina. Precisamos de logística na região mais esquecida do Brasil mas com grande potencial:

Secretários do Planejamento se reúnem em São Luís para debater projetos de desenvolvimento


Salvador, 31 de julho de 2012 - O Plano Nacional de Logística e Transportes, a relação federativa e os projetos estruturantes voltados para a Amazônia Legal e o Nordeste serão alguns dos temas debatidos no próximo encontro do Conselho Nacional de Secretários do Planejamento – Conseplan. A reunião acontece entre os dias 1º e 3 de agosto na cidade de São Luís, no Maranhão. Na abertura são aguardadas as presenças dos ministros Paulo Sérgio Passos (Transportes) e Alexandre Padilha (Saúde).
O secretário do Planejamento da Bahia, José Sergio Gabrielli, fará uma apresentação com a temática Logística para o Desenvolvimento do Nordeste, onde abordará dez eixos logísticos. “Considero que o investimento em infraestrutura é a chave para alterar a dinâmica socioeconômica de determinadas regiões, sobretudo a Nordeste. E esta convicção não é só minha. Secretários do Planejamento de todos os estados nordestinos concordam com esta posição e, em sintonia, elegemos as prioridades”, destaca Gabrielli.
De acordo com o titular da pasta do Planejamento da Bahia, a delimitação dos eixos logísticos, bem como o levantamento das demandas é fruto de um trabalho sistêmico e articulado que será detalhado em um documento a ser entregue, em breve, ao Governo Federal.
De modo sintético, no sentido Leste-Oeste, o documento sugere articulações no modal ferroviário (Ferrovia Transnordestina, Ferrovia Oeste-Leste e Ferrovia Centro-Oeste), dada a necessidade de transporte de alta capacidade para escoamento de produtos de baixo valor agregado, tais como grãos e minérios.
Já no sentido Norte-Sul, a proposta é que as articulações ocorram pelas malhas rodoviária federal (BRs 101, 116, 122, 135 e 407) e ferroviária (Ferrovia Centro-Atlântica e Ferrovia Norte-Sul), para escoamento de produtos industrializados e cargas gerais.
“Porém, uma rede logística multimodal só será competitiva com o uso adequado da navegação de cabotagem, revitalização da malha hidroviária, integração com a rede de aeroportos, oferta suficiente de energia elétrica, expansão da rede de dados e comunicações e o desenvolvimento da capacitação da mão-de-obra adequada para dar suporte ao desenvolvimento de serviços tecnologicamente mais sofisticados”, pondera Gabrielli.
http://www.tibahia.com/tecnologia_informacao/conteudo_unico.aspx?c=N_EVENTO&fb=B_FULL&hb=B_CENTRA&bl=LAT1&r=N_EVENTO&nid=18009
 

·
Registered
Joined
·
2,755 Posts
Documento indica projetos de infraestrutura e logística essenciais para o desenvolvimento do Nordeste
Publicado em 2 agosto 2012 - 21: 06 pm
Reprodução

O secretário de Planejamento da Bahia, Sergio Gabrielli participou da reunião que debateu o assunto no MA

Projetos de infraestrutura e logística considerados prioritários para o desenvolvimento do Nordeste foram elencados em um documento elaborado pelos secretários do Planejamento dos estados nordestinos, que se reuniram nesta quinta (2), em São Luís (MA), em evento realizado no âmbito do Conselho Nacional de Secretários do Planejamento (Conseplan). O documento será entregue ao governo federal, uma vez que os projetos selecionados visam a inserção do Nordeste nos planos nacionais de logística de transportes, infraestrutura energética e redes de dados e comunicação. Na reunião ficou definido que, na próxima semana, os secretários do Planejamento da Bahia, José Sergio Gabrielli, e da Paraíba, Gustavo Nogueira, irão ao Rio de Janeiro entregar ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) uma cópia da agenda de trabalho comum dos estados do Nordeste. O documento também será entregue aos ministros dos Transportes, da Integração Nacional e do Planejamento, nas comissões pertinentes da Câmara Federal e do Senado, na Sudene e no Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e, ainda, cópias serão encaminhadas para deputados e senadores.


O secretário do Planejamento da Bahia, José Sergio Gabrielli, observa que, do conjunto de ações elencadas, muitas refletem diretamente no estado. É o caso, por exemplo, da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), que visa a recuperação da malha ferroviária no Estado da Bahia e construção do acesso ao Porto de Juazeiro e aos trechos Camaçari-Aratu e Itatim-Feira de Santana-Santo Amaro. “Com um custo previsto de R$ 460 milhões, a obra propiciará a diminuição dos custos logísticos e atração de investimentos produtivos em toda a extensão do projeto, com forte impacto sobre o semiárido”, destaca. Outro investimento que tem rebatimento direto na Bahia é a Ferrovia Oeste-Leste (Fiol), cuja construção a ligará ao Porto Sul e à Ferrovia Norte Sul. O valor orçado é de R$ 4,3 bilhões. A obra, executada pela Valec (governo federal) será o principal corredor de exportação e importação do Estado da Bahia, além de integrar seu território do litoral ao cerrado e ao Centro-Oeste do país.

Na área de infraestrutura de comunicações e transmissão de dados, projeta-se investimentos privados da ordem de R$ 120 milhões em rede óptica de banda larga, interligando 120 municípios baianos. O projeto, que está em fase de elaboração, contribuirá para a agilização dos processos econômicos. Outros R$ 270 milhões, que seriam financiados via Parceria Público-Privada (PPP), serão destinados a um Cinturão Digital, que consiste na implantação de estrutura em anel, utilizando as torres de transmissão da Coelba e/ou Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf). No campo da infraestrutura energética, o pleito é para que sejam destinados R$ 737 milhões para a construção de aproximadamente 670 km de linhas de transmissão de energia elétrica, destinadas a levar energia a diversas regiões da Bahia onde ocorrem demandas reprimidas, assim como permitir a interligação de novas usinas geradoras, em especial as de energia eólica.

O documento também contempla estradas, a exemplo da implantação dos trechos faltantes da rodovia BR-122 e requalificação, entre Paramirim e Boninal, América Dourada e Juazeiro. “Esta intervenção traz melhorias na conexão rodoviária entre o Maranhão, Piauí, Ceará, oeste de Pernambuco, semiárido da Bahia e centro sul do país, reduzindo os custos logísticos e atraindo investimentos produtivos”, enfatiza o titular da pasta do Planejamento da Bahia.

HIDROVIAS
O movimento de cargas agrícolas (grãos) dos estados da Bahia, Piauí, Maranhão e Tocantins serão beneficiados com o projeto da Hidrovia do Parnaíba. O investimento de R$ 5,1 milhões será para o projeto de elaboração de estudos de viabilidade técnico-econômica e ambiental e projetos básicos e executivo de engenharia de sinalização de margem e balizamento, de engenharia de dragagem e de engenharia de derrocamento na hidrovia do rio Parnaíba.

Impacto maior, contudo, terão as intervenções físicas na Hidrovia do São Francisco, uma vez que no médio e baixo-médio rio São Francisco as condições (profundidade, largura, pouca declividade, baixa velocidade da correnteza e curvas suaves) são desfavoráveis à navegação. A meta é a revitalização da Hidrovia do São Francisco, ao longo dos seus 1.371 quilômetros de extensão, partindo de Pirapora (MG), passando por Juazeiro (BA), até Petrolina (PE). A proposta é realizar a dragagem em nove pontos críticos, consumindo cerca de R$ 5 milhões, o que já está em fase de licitação, além do derrocamento de rochas, ao custo estimado de R$ 12 milhões.

Esse trabalho promoverá a integração logística do corredor rodo-hidro-ferroviário. A expansão da matriz regional de transporte, com base na intermodalidade, através da integração do modal hidroviário com as ferrovias, rodovias e dos portos da região, entre eles o de Aratu, na Bahia, atenderá à crescente demanda por transporte de produtos agrícolas.

http://jornaldachapada.com.br/2012/08/02/documento-indica-projetos-de-infraestrutura-e-logistica-essenciais-para-o-desenvolvimento-do-nordeste/
 

·
Registered
Joined
·
7,546 Posts
Creio que sejam poucas as possibilidades de vermos construirem uma rodovia com altos padrões de segurança e trafegabilidade, com vidutos, túneis e pontes em abundânica. Como os Chineses fazem quando querem ligar regiões com grande potencial.

Teremos mais uma estradinha de curvas apertadas, sinuosa, subindo e descendo morros, contornando serras...

E se alguém objetar, dirão: "Estamos fazendo a estrada, e ainda estás achando ruim?!"
 

·
LUSOROD
Joined
·
9,202 Posts
Na minha opinião vetores de desenvolvimento devem ser criados e essa estrada deveria sim nascer duplicada em vários trechos ou em sua totalidade. Uma estrada não precisa ser superlotada pra ser duplicada. Com certeza perceberão que a demanda reprimida será gigantesca na região. Isso somado a inumeros projetos bilhonarios fará dessa via uma estrada muito movimentada, podem apostar! Na inha opinião já deveriam duplicar e conceder desde o inicio!
 

·
Registered
Joined
·
12,427 Posts
^^ Seria um absurdo sem tamanho construir uma via dessas no meio do nada já duplicada enquanto outros lugares tem estradas de via simples com milhões de pessoas morando em volta. Isso pode acontecer na Europa, mas em países que já tem 10 mil km de autoestradas de verdade por todo o canto. O que deve ser feito é um bom projeto geométrico, com aterros abundantes, um ou outro túnel e viaduto onde for necessário, mas a pista deve ser simples.
 

·
Registered
Joined
·
2,484 Posts
Concordo, acho que essa estrada já deveria "nascer" duplicada assim como as modernas rodovias paulistas e por que não da Europa, com grandes viadutos e túneis, precisamos acabar com essa cultura de subdesenvolvidos que não podemos fazer melhor.
 

·
Registered
Joined
·
7,546 Posts
Não proporia duplicada desde já. Mas com as principais "obras de arte" já preparadas para duplicação, como túneis, pontes e viadutos.
O importante mesmo é uma boa geometria, rampas pouco acentuadas, curvas de raio grande e claro, fazer o que toda estrada deveria ser, a menor distância entre dois pontos. Já temos dinheiro e tecnologia para tuneis e viadutos.
 

·
Registered
Joined
·
12,427 Posts
^^ Exato, e com fiscalização pesada da faixa de domínio para quando necessitar de duplicação, não haja imóveis construídos dentro dela, ou seja, já tudo "preparado" para duplicar.
 

·
Césargbi
Joined
·
1,071 Posts
Discussion Starter #33
MOÇÃO = APOIO AO DNIT – DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES
MOÇÃO DE APOIO Nº 01 /2012
EMENTA: APOIO AO DNIT – DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES, PELO PROJETO DE CONSTRUÇÃO DA BR 122 COM PASSAGEM POR PARAMIRIM.
Autor: JOÃO ALMEIDA
Proponho à Mesa Diretora, na forma regimental, MOÇÃO DE APOIO ao DNIT pelo projeto de construção da BR 122, passando por Paramirim.
As Rodovias Federais, de acordo com definições no Anexo I do Código de Trânsito, são vias rurais de rodagem pavimentadas.
Corresponde a uma via de transporte interurbano de alta velocidade, que podem ou não proibir o seu uso por parte de pedestres e ciclistas, sendo de fácil identificação por sua denominação no caso de federais são chamadas pelas iniciais BR-XXX (onde XXX é o código de cada rodovia) e as estaduais de AB-XX(X) (onde as letras AB representam o código do Estado brasileiro e o XXX ou XX é o código da estrada).
No Brasil, houve um grande aumento na construção de rodovias mediante a criação do DNER (atual DNIT) acarretando em um grande aumento nas pavimentações.
As Rodovias Federais dividem-se em: 1) rodovias radiais com códigos do tipo BR-0×0, cuja quilometragem é iniciada a partir de Brasília; 2) rodovias longitudinais, com códigos iniciados com BR-1xx começando a partir do litoral; 3) rodovias transversais iniciadas com BR-2xx; 4) rodovias diagonais iniciadas com BR-3xx; e, 5) rodovias de ligação iniciadas com BR-4xx.
O DNIT está concluindo os estudos de viabilidade técnica e ambiental para a construção da BR 122 na Bahia (rodovia planejada para ligar Montes Claros/MG a Fortaleza/CE), ou seja, uma rodovia longitudinal, conforme mencionado acima.
A expectativa de toda a nossa população é grande, e esperamos que essa obra seja aprovada, e tenha inicio o mais breve possível, claro que, passando por todos os procedimentos anteriores ao início de tal empreitada.
Com esta rodovia federal passando por nossa região, em especial Paramirim, contribuirá para a alavancagem de nossa cultura, economia, desenvolvimento.
Temos sempre que buscar melhorias para a nossa região, e com uma rodovia federal teremos grandes oportunidades.
Desta forma, por toda a extensão e importância de uma rodovia federal nesta região, a Câmara Municipal de Paramirim expressa todo o seu sincero apoio ao DNIT e ao Governo Federal por mais esta obra.
Paramirim –BA, 11 de abril de 2012.
http://cmparamirim.com.br/blog/joao-de-almeida/mocao-apoio-ao-dnit-–-departamento-nacional-de-infraestrutura-de-transportes/
------
Construção da BR 122 otima notícia para a região de Irecê!
Se a BR 122(Rodovia do biodiesel) for realmente concluída a região de Irecê sairá do isolamento e será colocada no mapa rodoviário nacional. Hoje para se ir de Irecê ao sudeste/sul é necessario dar uma verdadeira volta mas com a construção da BR 122 haverá um grande dinamismo na região que seria cortada por uma grande rodovia federal ligando diretamente a região aos grandes centros consumidores do sul-sudeste. O DNIT já concluiu os estudos de viabilidade técnica e ambiental da construção da BR 122 entre a divisa com Minas Gerais em Guanambi e a divisa com Pernambuco em Juazeiro e esperamos que a obra seja iniciada o quanto antes possível tornando possível o escoamento da produção do Baixio de Irecê e da região de Juazeiro encurtando a distância entre várias regiões. O Senador Walter Pinheiro se comprometeu a incluir a obra nos orçamentos da União.

O projeto da BR 122 foi realizado pela Strata Engenharia, empresa de elaboração de projetos que presta serviços ao Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transporte (Dnit). A rodovia que vai ligar o norte de Minas a Pernambuco passando pela Bahia, criará uma linha reta saindo de Montes Claros (MG), passando pelas cidades baianas de: Guanambi, Caetité, Paramirim, Boninal, Seabra, Souto Soares, Mulungu do Morro, Cafarnaum, América Dourada, Ourolândia, Brejão da Caatinga(Campo Formoso) finalizando em Juazeiro ás margens do Rio São Francisco e ligará a região de Irecê ao Sul/Sudeste do Brasil e a várias outras regiões do nordeste.
http://baixiodeirece.blogspot.com.br/2012/03/construcao-da-br-122-otima-noticia-para.html
 

·
Césargbi
Joined
·
1,071 Posts
Discussion Starter #34
^^ Exato, e com fiscalização pesada da faixa de domínio para quando necessitar de duplicação, não haja imóveis construídos dentro dela, ou seja, já tudo "preparado" para duplicar.
Entendo que é a melhor solução até porque na região da Chapada Diamantina haverá muitos obstáculos devido ao fato de na região entre Paramirim e Seabra estarem localizados os pontos maior altitude do nordeste o que a princípio demandaria grande esforço para construir uma rodovia duplicada. Entre Seabra e Juazeiro a pista seguiria praticamente em linha reta devido ao relevo menos acidentado. O fato é que tirando a região do isolamento mesmo com uma pista simples os benefícios seriam enormes, facilitando o turismo e investimentos privados que hoje fogem da região por falta de logística entre outros benefícios para a população local.
 

·
Registered
Joined
·
395 Posts
O projeto da BR 122 foi realizado pela Strata Engenharia, empresa de elaboração de projetos que presta serviços ao Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transporte (Dnit). A rodovia que vai ligar o norte de Minas a Pernambuco passando pela Bahia, criará uma linha reta saindo de Montes Claros (MG), passando pelas cidades baianas de: Guanambi, Caetité, Paramirim, Boninal, Seabra, Souto Soares, Mulungu do Morro, Cafarnaum, América Dourada, Ourolândia, Brejão da Caatinga(Campo Formoso) finalizando em Juazeiro ás margens do Rio São Francisco e ligará a região de Irecê ao Sul/Sudeste do Brasil e a várias outras regiões do nordeste.
http://baixiodeirece.blogspot.com.br/2012/03/construcao-da-br-122-otima-noticia-para.html
Alguém sabe dizer se nesse projeto a rodovia passa por São Tomé povoado de Campo Formoso? já que o mesmo fica a 12km de Brejão da Caatinga e 40km de Ourolândia. Essa região tem um potencial muito grande na caprinocultura, na agricultura, no turismo e muito mais, porém só não é mais explorada pelo seu difícil acesso! Tomara que esse projeto se transforme em realidade.
 

·
Césargbi
Joined
·
1,071 Posts
Discussion Starter #36
Alguém sabe dizer se nesse projeto a rodovia passa por São Tomé povoado de Campo Formoso? já que o mesmo fica a 12km de Brejão da Caatinga e 40km de Ourolândia. Essa região tem um potencial muito grande na caprinocultura, na agricultura, no turismo e muito mais, porém só não é mais explorada pelo seu difícil acesso! Tomara que esse projeto se transforme em realidade.
Verifiquei o traçado e pelo que constatei pode passar a menos de 1 km de São Tomé. O turismo e o desenvolvimento sustentável em toda Chapada Diamantina poderão ser incentivados inclusive no município de Campo Formoso que possui várias atrações como as duas maiores cavernas brasileiras, a Toca da Boa Vista e a Toca da Barriguda, com 105 e 30 km respectivamente.
Dois vídeos:
http://www.youtube.com/watch?v=PC8a0qUyeUI&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=JsItA1gY2HA&feature=related

A BR 122 atravessará ao longo de todo o seu percurso justamente a região com um dos maiores potenciais de geração de energia eólica do Brasil incluindo o município de Campo Formoso já reconhecido como de grade potencial eólico. Vários projetos poderão ser viabilizados ao longo da BR 122 inclusive com a instalação de fábricas de geradores eólicos na região do semiárido porque hoje o que falta na região é justamente a logística dos transportes porque uma fábrica no semiárido não teria acesso nem mesmo a própria região.
Potencial eólico brasileiro a 50 metros de altura:

BR 122:


Campo Formoso, assim como outros municípios ao longo da BR 122, também é um município riquíssimo em vários minerais cuja exploração e industrialização poderiam ser viabilizados acabando com a exploração predatória que ocorre hoje e quase não gera renda.
 

·
Registered
Joined
·
2,755 Posts
NORDESTE E NORTE PEDEM MAIS OBRAS À PRESIDENTE
23/08/2012 Economia, Notícia

Estados das duas regiões reivindicam a inclusão de mais projetos de logística de transporte no plano de concessões de Dilma Rousseff, que será concluído em setembro.

Os governos dos estados do Norte e Nordeste do país querem incluir mais projetos de logística de transporte no plano de concessões da presidente Dilma Rousseff.

O atual secretário de planejamento do estado da Bahia, José Sérgio Gabrielli, ex-presidente da Petrobras, aproveitou o prestígio dentro do governo federal para percorrer a Esplanada dos Ministérios apresentando umconjunto de projetos complementares ao pacote que será concluído no início de setembro com a concessão de portos e aeroportos.

Os projetos apresentados por Gabrielli constam de um estudo elaborado pelo Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Planejamento (Coseplan) e privilegiam eixos de integração na Amazônia Legal e no Nordeste que ficaram de fora da primeira etapa do plano de concessão de estradas e ferrovias apresentado por Dilma, na semana passada.
Os novos projetos da Coseplan irão se somar a uma lista de sugestões por novas obras que estão sendo solicitadas por parlamentares da base aliada ao governo.

Conforme publicou o BRASIL ECONÔMICO , ontem, bancadas regionais do Congresso Nacional têm apresentado demandas ao governo federal para articulação do programa de concessão com projetos de mobilidade urbana nas regiões metropolitanas do país.

Os pedidos podem ampliar as concessões planejadas pelo governo uma vez que o presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Bernardo Figueiredo, admite ajustes e melhorias nos projetos a partir de demandas levantadas por representantes regionais.

Acompanhado pelo secretário de planejamento do estado da Paraíba, Gustavo Nogueira, que preside o Coseplan, Gabrielli teve encontros com o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, além do ministro dos Transportes, Paulo Passos e o próprio Bernardo Figueiredo. “O ministério do planejamento está fechando uma série de programas a serem lançados na área de aeroportos e portos e deve incluir, do ponto de vista técnico, uma análise dessa complementaridade e ampliação da proposta que está sendo desenvolvida no governo”, afirma Gabrielli, que espera o mesmo na
área de estradas e ferrovias.

Ainda segundo ele, as propostas da Coseplan também devem ser incluídas na pauta de debates da primeira Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional, em novembro, promovida pelo Ministério da Integração para aprofundar políticas de desenvolvimento regional.

Integração

O projeto de expansão da faixa litorânea tem coincidências, como no caso das BRs-101 e 116, que entraram no pacote de concessões do governo em trechos no sul da Bahia e de Minas Gerais.

Por outro lado, há pedidos para intervenções nas rodovias BR-122 e 407, do semiárido que ficaram de fora.

No âmbito de ferrovias, os dois principais troncos pedidos pela Coseplan estão na ferrovia transordestina e a Ferrovia oeste-leste que precisam de integração para o interior do Nordeste.


Estados começam a fatiar linha de crédito

No entanto, os recursos serão tomados com cautela, em razão das discussões sobre dívidas

Os secretários de planejamento estaduais começam a definir projetos que serão financiados pela linha de crédito de R$ 20 bilhões aberta pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em junho para impulsionar obras de infraestrutura nos estados.

No entanto, os recursos serão tomados com cautela, sem perder de vista as discussões em torno da renegociação das dívidas estaduais com a União. Os governadores querem converter os serviços da dívida, insuportável para alguns estados, em investimentos em infraestrutura.
Os debates estão sendo tocados como parte da reforma do pacto federativo.

Segundo o presidente do ConselhoNacional de Secretários Estaduais do Planejamento (Coseplan), Gustavo Nogueira, secretário de Planejamento do estado da Paraíba, a abertura de uma linha adicional de crédito para a infraestrutura e a ampliação do nível de endividamento dos estados para financiar projetos de Parcerias Público-Privadas (PPPs) – medidas tomadas no final do semestre passado – foram positivas e estão sendo aproveitadas pelos estados. Mas essa folga, por outro lado, torna mais urgente uma renegociação do estoque de endividamento com a União.
O secretário de planejamento da Bahia, José Sérgio Gabrielli, afirma que o estado teve ampliado em R$ 5,5 bilhões o limite de endividamento para impulsionar projetos de infraestrutura. Mas, por hora, usará um montante de R$ 1,5 bilhão da linha de crédito do BNDES. “Temos uma carteira de R$ 3,5 bilhões em obras e estamos tendo que cortar para fazer uso dos recursos que definimos tomar emprestado.”

http://istoepiaui.com.br/noticia/nordeste-e-norte-pedem-mais-obras-a-presidente/
 

·
Césargbi
Joined
·
1,071 Posts
Discussion Starter #38
BR 122 pode alavancar turismo em Campo Formoso (BA)
Publicado em 12 de abril de 2013 às 10:44h por admin

O projeto que visa à construção da BR122 ligando Ceará a Minas Gerais com recorte pela Bahia, pode ser executado em breve e vai beneficiar municípios como Campo Formoso. A obra pode ter celeridade depois que o político baiano César Borges assumiu o Ministério dos Transportes, segundo um blog noticioso.

Nos solos quase Formosos esta pista federal passará pelos povoados de Brejão da Caatinga, São Tomé e especialmente em Lages dos Negros, região onde estão as maiores grutas do Brasil, o que tende a gerar renda e progresso turístico. Porém, aparentemente não existe projeto elaborado ou programação definitiva feita pela prefeitura sobre o turismo ecológico local, e se há, ainda é desconhecida pela maioria dos munícipes.

Na verdade, as dissenções, as brigas e todo o sistema de politicagem local impedem avanços em áreas como esta (turismo), e isso ainda ocorre em função da frágil (in)formação política do cidadão. Além disso, porque o campoformosense não possui “trânsito livre” na gestão pública municipal ao longo dos anos, isto é, nem sempre participa de várias decisões importantes, restringindo assim o real significado da democracia.

…Enquanto na terra dos Valentes Tapuias o turismo faz parte do amanhã, o que resta hoje é sonhar ou conjugar os verbos alavancar, progredir, avançar e investir no “futuro do pretérito do modo indicativo”. Além disso, pode-se afirmar que Campo formando em formosura é quase um sujeito passivo de sua história, de seus caprichos e de seus caminhos difíceis de cruzar novos horizontes.

Leandro Daniel/ Bacharel em Comunicação Social pela UNEB/Campus XIV

http://www.campoformosonoticias.com/v4/2013/04/br-122-pode-alavancar-turismo-em-campo-formoso-ba/
 

·
Césargbi
Joined
·
1,071 Posts
Discussion Starter #39
Prefeito de Paramirim entrega documento ao Ministro dos Transportes sobre trecho da BR 122 que liga Paramirim a Caetité
Publicado em 3 de agosto de 2013 por Luiz Carlos Bill


Ministro dos Transportes César Borges, Prefeito de Paramirim Júlio Bernardo

O Prefeito de Paramirim, o senhor Júlio Bernardo, foi recebido dias atrás pelo Ministro dos Transportes, o senhor César Borges, na ocasião foi entregue ao Ministro um documento mostrando a importância e a necessidade do asfaltamento do trecho da BR-122 que liga Paramirim a Caetité. O Ministro se sensibilizou e se comprometeu em colocar o pedido no cronograma do Governo Federal.

Com o asfaltamento desse trecho nossa região passará a ter mais uma rota de escoamento, aumentando o volume de carros em nossas estradas, dessa forma gerará novas fontes de renda e emprego para o nosso povo.

A confiança que se torne realidade o asfaltamento da estrada que liga Paramirim a Caetité é grande. Breve poderemos ter mais uma importante obra sendo construida em nossa região.

http://www.focadoemvoce.com/noticias/prefeito-de-paramirim-entrega-documento-ao-ministro-dos-transportes-sobre-trecho-da-br-122-que-liga-paramirim-a-caetite/
 

·
Registered
Joined
·
2 Posts
Tema da minha tcc

Estou no último semestre do curso de engenharia civil pela UCSal - Universidade Católica do Salvador.

Sou do município de Paramirim e desde pequeno sempre fiquei curioso por ter um trecho de rodovia que liga Paramirim a Caetité que aparece no mapa e não está asfaltada, hoje tenho oportunidade de ir mais além, defender minha tese de TCC (trabalho de conclusão de curso), sobre a efetivação dessa rodovia (BR-122) e os benefícios em desenvolvimento que irá trazer a região de Paramirim, Caetité, rio do pires e para toda a região que será beneficiada pela estrada.

Pesquisando sobre a rodovia descobri que ela poderá trazer um desenvolvimento altamente considerável. Vou abordar em meu TCC a importância dessa rodovia para o estado da Bahia e focar mais na região semiárida entre Caetité, Paramirim até Seabra que a mesma não está concluída.

Esse post me deu um norte para começar a desenvolver meu trabalho, tem muita informação aqui, mas tenho que buscar mais a fundo com referências bibliográficas, principalmente ver o que já está em projeto, o que está em processo de implantação e o que ainda está em estudo.

Agradeço a todos pela contribuição desse post, e se alguém puder contribuir mais sobre o assunto agradeço desde já. Principalmente a daclb que me parece ter conhecimento sobre o assunto e interesse pelo desenvolvimento da região.
 
21 - 40 of 50 Posts
Top