SkyscraperCity banner
1 - 4 of 4 Posts

·
Registered
Joined
·
8,986 Posts
Discussion Starter · #1 ·
http://txt.jt.com.br/editorias/2006/04/27/ger61548.xml

Mais sufoco na República

Trânsito causado pela construção da nova Estação República pode ser prolongado por mais 15 meses

ARTHUR GUIMARÃES
[email protected]

O transtorno no trânsito causado pela construção da nova Estação República, da Linha 4 - Amarela (Vila Sônia-Luz) do Metrô, no Centro de São Paulo, pode ser prolongado por mais 15 meses. Os desvios no tráfego e a interrupção das duas faixas da Avenida Ipiranga, ações previstas para serem desfeitas em agosto próximo, podem ser prorrogadas até novembro de 2007.

O pedido para o adiamento do desmonte do canteiro de obras deve ser feito em breve pelo Metrô à Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), órgão da Prefeitura que gerencia a circulação de veículos na Cidade. "Há uma carência de canteiros em São Paulo. Temos falta de espaço, é um problema, por isso vamos pedir para estender o nosso prazo, apesar do que tínhamos acordado com o governo municipal", explicou ao Jornal da Tarde, ontem, Jaime Scatena, assistente da gerência de construção da linha 4 - Amarela.

O alongamento do prazo de intervenções no trânsito contraria a lógica da obra, pensada para causar o menor impacto possível à Cidade. Em nome de deixar o pavimento livre rapidamente, por exemplo, o modelo de construção adotado cria primeiramente uma laje de concreto seis metros abaixo do asfalto - o teto da estação. Depois dessa etapa, com a superfície já liberada, máquinas trabalham apenas no subsolo, sem barulho, escavando o "miolo" da estação.

"De todo jeito, a escolha desse método, chamado de caixa invertida, já trouxe inúmeros benefícios", argumenta Scatena. Segundo ele, os prédios ao redor não correm risco algum, o que poderia não ocorrer caso fosse aberta a tradicional vala no trecho. "Além disso, tivemos a oportunidade de não interromper totalmente a Avenida Ipiranga. Se a gente fosse abrir um buraco, teria que parar todo o fluxo de carros por quase três anos", argumenta.

Independentemente desse entrave, a entrega do primeiro trecho da Linha 4 - Amarela continua prevista para novembro de 2008. Nessa fase, pelo cronograma oficial, serão entregues, além da República, as estações Butantã, Pinheiros, Faria Lima, Paulista e Luz.

Para cumprir esses prazos, o ritmo de trabalho é sempre intenso. Ontem, em meio aos olhares curiosos dos pedestres, os operários do Metrô enterravam as últimas partes da chamada parede da estação. Vergalhões de 16 metros, enfileirados e amarrados, eram injetados no solo, formando gaiolas de 16 metros de comprimento por três metros de largura.

Preenchidas de concreto, essas estruturas - no total, são 47 - funcionarão como as colunas da estação. No centro delas será terminada a laje superior. Mais tarde, depois da escavação, é feita a laje inferior.

Procurada, a CET não retornou às ligações da reportagem para se posicionar sobre as novas intenções do Metrô.
 

·
Registered
Joined
·
632 Posts
Não entendi a razão de ficarem mais tempo ali, disseram que a cidade não tem canteiros? Que eu saiba o canteiro administrativo da obra é perto do Villa-Lobos.. aliás, acharam que haveria uma estação da linha 4 ali...
 

·
Registered
Joined
·
19,704 Posts
Que alívio pensei que iam atrasar as obras em 15 meses... bom como não moro por lá pra mim tudo bem contanto que em dezembro de 2008 o negócio esteja funcionando... alguém sabe quantos metros de túneis já foram escavados? É verdade que não haverá mais tatuzão nas escavações?

E uma boa coisa que a gente não celebrou foi a antecipação da estação Faria Lima, que passou para a fase I....
 

·
Registered
Joined
·
632 Posts
^^ sim, mas é quase obrigação, destruíram o Largo da Batata e agora tem que repor o estrago, pois ali começa a Faria Lima, uma avenida que poderia ter uma linha em toda a sua extensão.. como meu projeto....
 
1 - 4 of 4 Posts
Top