SkyscraperCity banner
1 - 20 of 52 Posts

·
Registered
Joined
·
314 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
Coração de Jesus é um pequeno bairro da região Centro-Sul de Belo Horizonte que poderia servir de ilustração para um fenômeno, visto nas cidades em geral, em que os bairros mais prestigiosos crescem territorialmente sobre os bairros menos conhecidos ou de pior imagem. Isso poderia muito bem se chamar "Efeito Coração de Jesus". No caso, os bairros que avançam sobre o Coração de Jesus são Cidade Jardim, Luxemburgo e, em menor escala, Vila Paris. Os quatro bairros têm identidades visuais diferentes: Cidade Jardim é um bairro de mansões antigas e ruas largas e ajardinadas; Luxemburgo é um bairro de amplidão visual com casas e prédios de bom padrão; Vila Paris é arborizado com ruas de cascalho; e Coração de Jesus é um bairro de prédios pequenos e velhos e ruas e calçadas estreitas sem arborização.

O bairro é bem antigo. Seu nome vem do colégio Sacré-Coeur de Jésus, que funcionava onde agora está o Colégio Pitágoras. Não é inédito em Belo Horizonte um colégio dar origem ao nome do bairro, vide Santo Agostinho. Muito ironicamente, quando o colégio se tornou Pitágoras, para diferenciar aquela unidade da outra que havia, foi chamado de Colégio Pitágoras Cidade Jardim, renegando o nome antigo do colégio e sua influência no bairro. Isso foi em 1972, o que prova que o bairro já era engolido pelos vizinhos há muito tempo. (O colégio Pitágoras, na realidade, está a 6 quarteirões do limite oficial do Cidade Jardim; oficialmente, ele está no bairro Vila Paris.)

O bairro Coração de Jesus está em estágio avançado de um processo de extinção. O nome quase não é mais usado e não serve mais de referência para a população, que só reconhece os bairros Cidade Jardim, Luxemburgo e Vila Paris. Fiz uma breve pesquisa para tentar delimitar as áreas de facto desses bairros, considerando a extinção do Coração de Jesus, e o resultado foi que essa questão é bastante ambígua e nebulosa. Lojas vizinhas que dividem a mesma construção declaram bairros diferentes como seu endereço; umas Luxemburgo, outras Cidade Jardim. Registrei os empreendimentos que declaravam seu bairro na fachada ou em propagandas e fiz um mapa do Coração de Jesus redividido; quando não havia declaração do bairro, a área era designada a um dos três bairros de acordo com critérios geográficos. Se todos os moradores declarassem seu bairro, o resultado seria um mosaico.
O resultado foi este. O primeiro mapa é o oficial, de jure; o segundo é o de facto.



Em toda Belo Horizonte parece haver uma confusão (acidental ou deliberada) com os nomes dos bairros; na Prudente de Morais, no Vila Paris, há empreendimentos anunciando que estão no bairro Santa Lúcia; no Cruzeiro, alguns anunciam que estão no Mangabeiras; e os bairros São Pedro e Santo Antônio são cheios de empreendimentos que anunciam que seu bairro é Savassi (não de menos o Pátio Savassi). Mas o Cidade Jardim é um caso especial, porque não só do outro lado da Prudente de Morais, no Santo Antônio, há edifícios com Cidade Jardim no nome; do outro lado da Contorno, no bairro de Lourdes (!!!) há um "Edifício Cidade Jardim". Trata-se de uma inversão do fenômeno, já que Lourdes é o bairro mais importante, conhecido e nobre entre os dois. O próprio Lourdes causou um importante "efeito Coração de Jesus", se expandindo ao sul sobre o Santo Antônio e só parando ao encontrar a Contorno (a Igreja de Santo Antônio ficou estando em Lourdes). Uma outra inversão acontece quando se constata que numa mansão do Cidade Jardim funciona uma tal "Academia Luxemburgo".

Aqui, empreendimentos vizinhos que declaram bairros diferentes:


Uma rara referência ao nome original do bairro é o nome de um prédio na Praça José Cavalini, Edifício Coração de Jesus. Ironicamente, na mesma foto se vê que uma farmácia no próprio prédio diz que está no Cidade Jardim: "agora o Cidade Jardim também ganhou uma [nome da farmácia]".

Em algumas entradas do bairro há placas da prefeitura indicando que se está no Coração de Jesus, mas elas parecem não ter efeito, pois perto delas se vê empreendimentos que têm "Luxemburgo" ou "Cidade Jardim" no próprio nome (bem ao lado de uma das placas se anuncia "LuxenTáxi" e "Lux Shopping").

No meu primeiro thread, como é de praxe no SSC, faço um tour fotográfico pelo Coração de Jesus, que, que eu saiba, nunca apareceu aqui. Até já foi mencionado (num thread sobre o Luxemburgo), para dizer que era considerado o bairro mais feio da Zona Sul.

Oficialmente, o Coração de Jesus se separa do Luxemburgo no quarteirão do Pingo d'Água e pela rua Alves do Vale. O prédio abaixo, da rua Gentios, é um lançamento recente, ainda não totalmente vendido; localizado na divisa de Coração de Jesus com Vila Paris, seu próprio nome o anuncia como Luxemburgo. É um prédio novo, grande e relativamente luxuoso num bairro dominado por prédios pequenos construídos há muito tempo.
1

2

3:

4

5

6

7

8

9

10-Este prédio tem uma esquina inusitada:

11

12

13 - Vista da rua Perdigão Malheiros:

14 - Rua Gonçalves Veloso:

15

16

17-Vista do Luxemburgo:

18-O prédio mostrado anteriormente, dessa vez por trás.

19-Parece que era para ter uma rua aqui

20-Outro prédio até bom

21-

22-

23-Entrada para o mosteiro

24-Rua de bela arborização

25-A vista de quem mora ali deve ser boa

26-Aproximando do Vila Paris, as ruas são bonitas e verdes. À esquerda fica uma escola estadual

27-Aqui é a divisa oficial com Vila Paris. A casa está no Vila Paris, o prédio à esquerda no Coração de Jesus.

28-Ao fundo se veria a Serra do Curral

29-Essa parte do bairro tem casas luxuosas

30

31

32-Casas velhas

33

34

35-Rua Iraí, com a torre do Shopping Jardim, que na verdade está no Coração de Jesus. (Há até empreendimentos lá dentro que exibem Luxemburgo no nome)

36-Rua Guaicuí

37-Construção nova na rua Tavares Bastos. Alguém tem informações?

38

39-Gostei da entrada desse prédio

40-Edifício Mont Blanc, prédio também novo e luxuoso, provavelmente anunciado como Luxemburgo, mas dentro do limite oficial do Coração de Jesus.

41

42

43-A saída da garagem dele é fora do comum

44

45-A favela perto do Cidade Jardim fica logo atrás dele

46-Aqui se chega no limite com o Luxemburgo, que é tudo que se vê à frente. Um prédio de 25 andares está sendo construído num lote enorme no fundo, perto da Raja.

47-Em direção ao Cidade Jardim

48-Prédio interessante

49-Aqui se dividem Cidade Jardim e suas mansões, Coração de Jesus e seus prédios e o Morro São José e seus barracos.

50-Para que o limite entre os bairros continuasse reto naquela rua, ele ficou muito artificial; oficialmente considera-se o lado esquerdo como Cidade Jardim, e o direito como Coração de Jesus.

51-Aqui é a divisão oficial e artificial vista da Prudente de Morais, com Cidade Jardim à direita.

52-Esse quarteirão faz parte da ADE Cidade Jardim por questão geográfica/geométrica, embora tenha prédios e suas casas não sigam o padrão determinado para a ADE.

53-Skyline do Santo Agostinho

54-Skyline do Lourdes

55-Aqui é o limite entre a ADE Cidade Jardim e uma parte do bairro Cidade Jardim que é zoneada como ZA. Em outras palavras, é o limite entre a Cidade Jardim de verdade e o Coração de Jesus de facto. A diferença entre os dois é muito clara, principalmente pela mudança do padrão das ruas, que ficam estreitas e sem arborização, em contraste com as da Cidade Jardim.

O limite é especialmente claro na Rua Conde de Linhares, que é interrompida. Incompreensivelmente, a rua que se liga a ela, vinda do Coração de Jesus, não tem outro nome, é considerada como se fosse a mesma rua.
56-Cidade Jardim...

57-...e Coração de Jesus (embora esse limite evidente aos olhos não corresponda ao limite oficial)
 

·
A estação do "rock".
Joined
·
2,973 Posts
HBH, quero lhe dar os parabéns, porque é a primeira vez que alguém faz um trabalho aqui no fórum sobre o bairro Coração de Jesus, embora eu e o Pietro já tenhamos falado muito nele e feito trabalhos sobre os vizinhos Luxemburgo e Vila Paris (bairros visivelmente entre melhores de BH, muito superiores ao pequenino vizinho Coração de Jesus):

BAIRRO LUXEMBURGO
http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1312035
http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1365433
http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1411674
http://www.skyscrapercity.com/showth...2#post82887192

BAIRRO VILA PARIS
http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1411674
http://www.skyscrapercity.com/showth...2#post82887192

O que para mim acontece é simples. O Bairro Coração de Jesus é antigo, então o Luxemburgo, mais recente e mais valorizado, cresceu num padrão muito melhor do que o Coração de Jesus. O Cidade Jardim, bairro de mansões, também se destaca pela imponência e arquitetura das construções.

Esse bairro a que se referiam num thread como o mais simples da Zona Sul, considerando que o forista falou das ruas Iraí e adjacências, era realmente Coração de Jesus, e não Luxemburgo. Ainda que eu conheça regiões da ZS bem silimilares a esse bairro, como a divisa Santo Antônio/São Pedro (muito feia), Santo Antônio, Sion e São Pedro perto do Morro do Papagaio, Serra (boa parte fora do eixo Afonso Pena, Bandeirantes, Ouro Preto), e assim por diante.

Um bairro de poucas ruas, relativamente feio, tende mesmo a ser absorvido, por um fenônemo social de status, pelos mais nobres. Quando a gente entra pela Guaicuí, vindo da Prudente, os prédios são feios e antigos. Perto do Pingo Dágua, onde começa o Luxemburgo, o panorama muda totalmente, tanto em arborização, quanto beleza e padrão.

O Coração de Jesus faz divisa ainda com o Vila Paris, bairro igualmente de melhor padrão. Mas o Vila Paris é mais conhecido pelos moradores do próprio bairro, pois no geral as pessoas falam Luxemburgo ou Cidade Jardim mesmo, o mais conhecido e nobre de todos (aliás, um dos mais nobres de BH).

Há muitos anos eu olhei um apartamento no Coração de Jesus, e posso assegurar que as pessoas que lá moram sabem que o bairro existe (ainda vem nas contas, pois está no registro da prefeitura), mas até para não deixarem um referencial perdido ao interlocutor anunciam como Cidade Jardim ou Luxemburgo, conforme o ponto.

O Luxemburgo hoje continua crescendo, tem prédios novos de altíssimo padrão, áreas de lazer que se comparam, em alguns prédios do alto do bairro, às do Belvedere, e o Coração de Jesus seria sua parte mais comum, antiga, mas oficialmente ainda independente.

Este mapa mostra nitidamente a separação desses bairros (clique na região que a luz acende com o nome ofical do bairro):

http://wikimapia.org/#lat=-19.9468067&lon=-43.9532304&z=16&l=9&m=b

Por ele a gente vê, por exemplo, que a badaladíssima Choperia Germano, cujo endereço consta como Luxemburgo, é Coração de Jesus.

Outros exemplos, simples, podem ser encontrados em outros bairros, como o Diammond, que anuncia Lourdes, mas é Santo Agostinho, vários residenciais lançados no Vila da Serra como Belvedere, o VerdeMar da Nossa Senhora do Carmo, São Pedro, anuncia como Sion, O Hermes Pardini da Prudente (Santo Antônio, mas é anunciado como Cidade Jardim), o Chevrolet Haal, São Pedro anunciado como Savassi, e segue uma relação interminável. O Carmo e o Cruzeiro, por exemplo, são pouco conhecidos e aborvidos, respectivamente, pelo Sion e Anchieta.

Mais uma coisa, a respeito de sua pesquisa. O exemplo mais clássico é a Praça José Cavalini, oficialmente no Coração de Jesus, mas há milhões de anos conhecida pela maioria das pessoas só como Luxemburgo mesmo.

Mas é isso. Muito informativo seu trabalho.
 

·
Registered
Joined
·
314 Posts
Discussion Starter · #4 ·
Pois é. Nós estamos falando que os bairros mais nobres "absorvem" os mais chinfrins, mas na verdade a ação parte é desses últimos, não dos primeiros. Quem está no bairro mais modesto usa o nome do bairro vizinho para se valorizar ou para usar uma referência mais conhecida; esses é que esticam o bairro nobre. O bairro nobre mesmo não participa e nem ganha com isso, pelo contrário; aqui no fórum mesmo nós vimos que o Luxemburgo ficou contaminado pela imagem ruim da área perto da praça José Cavalini. O Coração de Jesus desvaloriza a marca "Luxemburgo". No entanto, a localização desse bairro é boa e, como eu mostrei, prédios de alto padrão vêm sendo construídos. BH já chegou ao ponto dos prédios velhos serem destruídos para dar lugar aos novos, quem sabe não acontece isso? (Não foi esse o caso dos prédios que eu mostrei).

Você acha que o meu mapa dos bairros como são descritos pela população (ou seja, sem o Coração de Jesus) é correto, ou alguém das ruas a norte da praça José Cavalini se declara do Luxemburgo em vez de Cidade Jardim?

Minha dúvida é se o Coração de Jesus pode chegar ao ponto de extinção total, sendo desconsiderado pela prefeitura.

Sobre esses bairros que você mencionou que sofrem o "Efeito Coração de Jesus", eu não tenho conhecimento. (Ou seria mais adequado chamar de "Efeito Cidade Jardim"?) O Carmo e o Cruzeiro são tão obscuros quanto o Coração de Jesus? E o Comiteco, de que eu nunca ouvi falar? (Só li o nome em mapa, nunca ouvi da boca de ninguém)
 

·
A estação do "rock".
Joined
·
2,973 Posts
Pois é. Nós estamos falando que os bairros mais nobres "absorvem" os mais chinfrins, mas na verdade a ação parte é desses últimos, não dos primeiros. Quem está no bairro mais modesto usa o nome do bairro vizinho para se valorizar ou para usar uma referência mais conhecida; esses é que esticam o bairro nobre. O bairro nobre mesmo não participa e nem ganha com isso, pelo contrário
Claro. Inclusive, aqui no fórum, o Leléo estou isso, com referência ao Bairro Calafate, que todo mundo diz Prado, muito mais bonito e valorizado.

aqui no fórum mesmo nós vimos que o Luxemburgo ficou contaminado pela imagem ruim da área perto da praça José Cavalini. O Coração de Jesus desvaloriza a marca "Luxemburgo". No entanto, a localização desse bairro é boa e, como eu mostrei, prédios de alto padrão vêm sendo construídos. BH já chegou ao ponto dos prédios velhos serem destruídos para dar lugar aos novos, quem sabe não acontece isso? (Não foi esse o caso dos prédios que eu mostrei).
Perfeito. Quem só conhece o Coração de Jesus tem uma surpresa muito boa quando descobre o que realmente é Luxemburgo (claro que o bairro tem partes ruins também, como aquela perto do Hospital Luxemburgo, na Juvenal dos Santos, mas todos os bairros têm). Há várias provas dessa surpresa positiva aqui no fórum:

Rapaz! O CharlesZSBH me recomendou esse thread e resolvi dar uma olhada. Que fotos mais lindas! Passo pouco pelo Luxemburgo, não imaginava que já estivesse nesse grau de urbanismo. Tanto a parte de prédios como a de casas está muito bem cuidada.

O meu cunhado mora no início da Guaicuí, próximo à Prudente de Morais e foi sempre a única imagem que me vinha do bairro: trânsito caótico e ruas estreitas. Mas nunca me embrenhei lá dentro pra ver essa beleza que foi mostrada nas fotos. Parabéns!

Vendo as fotos e vendo outros bairros de luxo de BH, cada vez fico mais intrigado de onde sai tanta gente com capacidade de comprar esses apartamentos. Se vc olhar os prédios mais novos (que são a imensa maioria), um apartamento nesses prédios não sai por menos de R$800.000,00. Pra se conseguir um financiamento de R$150.000,00 (menos da metade desse valor), a família precisa de uma renda de no mínimo R$9.000,00, que é uma renda altíssima em termos relativos. É muita gente com muita grana!
Você acha que o meu mapa dos bairros como são descritos pela população (ou seja, sem o Coração de Jesus) é correto, ou alguém das ruas a norte da praça José Cavalini se declara do Luxemburgo em vez de Cidade Jardim?
Um amigo namora uma menina que, pela rua, eu sei que é Coração de Jesus, mas ela sempre fala Luxemburgo mesmo, e teima que é. Acho que somente aquele pedaço da Prudente e o mais perto do Cidade Jardim é que são declarados como este bairro.

Minha dúvida é se o Coração de Jesus pode chegar ao ponto de extinção total, sendo desconsiderado pela prefeitura.
Claro. A prefeitura, de quando em quando, faz uma remodulação. Prova disso foi a criação oficial da Savassi, o trecho da Nossa Senhora do Carmo que tem o VerdeMar passou a ser São Pedro, e já foi Sion, e assim vai. Salvo engano a última mudança foi em 2007, e assim como bairros vão surgindo, fenômenos sociais vão fazendo outros desaparecerem.

Outro caso é o Buritis, que avançou pelo Estrela Dalva.

Sobre esses bairros que você mencionou que sofrem o "Efeito Coração de Jesus", eu não tenho conhecimento. (Ou seria mais adequado chamar de "Efeito Cidade Jardim"?) O Carmo e o Cruzeiro são tão obscuros quanto o Coração de Jesus? E o Comiteco, de que eu nunca ouvi falar? (Só li o nome em mapa, nunca ouvi da boca de ninguém)
Não, não são. Mas como o Carmo está colado no Sion, e o Cruzeiro no Mangabeiras, eis o fenômeno do bairro mais valorizado de novo tomando conta.

O Comiteco, além do efeito negativo fonético, foi há muito absorvido pelo Mangabeiras. É aquela parte de casas acima da Av. Bandeirantes. Tudo muito subjetivo mas esse efeito de status, inclusive fonético mesmo, conta muito: Sion, Luxemburgo e Mangabeiras soam muito melhor que Carmo, Coração de Jesus e Comiteco, que parecem nomes de bairros pobres, ao contrário dos primeiros.

O mesmo se dá muito com quem mora no Centro e quer de todo jeito que seja Lourdes. Aliás, mesmo que seja Lourdes, naquele pedaço que está perto da Augusto de Lima, eu não vejo vantagem. É barulhento, poluído e feio. Mas a questão de status, "moro no Lourdes", é que conta. Por isso eu sempre pergunto: Mora no Lourdes, no Serra, no Luxemburgo, mas onde?

Ah! O edifício Mont Blanc, que tem uma vista linda, fica na divisa, mas oficialmente no Luxemburgo mesmo (pelo menos de acordo com o mapa que postei).
 

·
Registered
Joined
·
1,363 Posts
Muito bom HBH, deu uma "dissecada" legal pelo bairro!
O bairro pode não ter a modernidade dos seus vizinhos mais ao sul e nem o charme da Cidade Jardim, mas é de bom padrão e não merece ser tratado como o patinho feio da zona sul.
 

·
Registered
Joined
·
314 Posts
Discussion Starter · #7 ·
O mapa que você postou tem algumas imprecisões. O Lourdes, por exemplo, vai oficialmente até a Rua Guajajaras, e não até a Av. Augusto de Lima. Mas os critérios da prefeitura de dividir os bairros são muito questionáveis. Para começar, eles gostam de usar ruas como limites, o que é contraintuitivo, porque as pessoas normalmente concebem os dois lados da rua como um conjunto. Por exemplo, saindo do Coração de Jesus, passa-se por um longo quarteirão cujo meio é um grande muro vazio (dos fundos de uma escola estadual), e já no final do quarteirão se encontram casas no padrão do Vila Paris. Intuitivamente, o limite deveria ser no meio desse quarteirão vazio, que claramente separa duas regiões diferentes, mas a prefeitura insiste em pôr o limite na rua que fecha o quarteirão; aí o limite fica sendo uma rua cujos dois lados são parecidos.

Eu li em algum lugar que a prefeitura adota como princípio reforçar a identidade de cada região. Um meio de fazer isso seria pôr aos bairros o mesmo limite da área que tem as características próprias dele. O bairro Cidade Jardim, por exemplo, deveria coincidir com a Área de Diretrizes Especiais Cidade Jardim, a área onde só podem ser construídas casas. O limite óbvio é a rua Teixeira Mendes; de um lado as ruas são largas e há casas, com zoneamento ZP-2 (o mesmo da Pampulha); de outro, as ruas são estreitas e há prédios, com zoneamento ZA (o mesmo do Santo Antônio). Mas, em vez de traçar o limite ali mesmo, onde é subentendido intuitivamente, a prefeitura pôs o limite do bairro adentrando mais um quarteirão na área de prédios, quebrando a conexão entre limite do bairro e limite entre regiões de características diferentes. Isso também acontece com o bairro Centro, que deveria incluir todas as áreas com zoneamento ZHIP(Zona Hipercentral); esse zoneamento começa no cruzamento da Bias Fortes com a Álvares Cabral, na esquina onde há um posto. (-19.928166,-43.941788 no Google Maps) Quem passa ali vindo do sul percebe que ao sul do cruzamento está uma área de prédios residenciais luxuosos e espaçados, e ao norte começa uma área de prédios velhos grudados nas laterais, "barulhenta, poluída e feia" como você disse, que continua na área conhecida como Centro. Intuitivamente, ali se dividem Lourdes e Centro. Mas a prefeitura considera como Lourdes essa área de prédios velhos e grudados, e põe o limite numa rua arbitrária. Aí quem mora ali perto pode dizer que mora no Lourdes, legitimamente (ou nem tanto). Ali perto, a divisa entre o zoneamento hipercentral e o central acontece na rua Timbiras, e de novo quem está nessa rua percebe que de um lado as construções são diferentes do outro; mas o limite do bairro Centro está uma rua pra baixo, na Guajajaras.

Boa parte dessa natureza distinguível de cada lugar vem do zoneamento de 1985, que determinava os tipos de construção e zonas comerciais e residenciais. Hoje se vê que a Juvenal dos Santos é diferente do resto do Luxemburgo, com prédios piores; isso é porque em 1985 essa rua era a única onde se podia construir prédios; o resto era só casas. Anos depois, quando deixaram construir prédios no resto, o bairro estava mais valorizado, e prédios de padrão melhor foram erguidos, mas a predominância continua sendo de casas. Nesse zoneamento, a rua Timbiras já era o limite da zona comercial do Centro.



Sobre o Diamond dizer que fica no Lourdes, isso não tem cabimento. Santo Agostinho é um dos bairros mais valorizados. Bagunça geral. Lojas metidas fundo dentro do São Pedro dizerem que são Savassi pelo menos faz sentido.
 

·
A estação do "rock".
Joined
·
2,973 Posts
O mapa que você postou tem algumas imprecisões. O Lourdes, por exemplo, vai oficialmente até a Rua Guajajaras, e não até a Av. Augusto de Lima.
Muito interessantes as suas informações. De qualquer forma, quem mora da Augusto de Lima, acima da Raul Soares, para trás, fala que é Lourdes mesmo.

Porém, essa parte do bairro entre a Augusto de Lima e Álvares Cabral tem cara é de Centro mesmo.

Hoje se vê que a Juvenal dos Santos é diferente do resto do Luxemburgo, com prédios piores; isso é porque em 1985 essa rua era a única onde se podia construir prédios; o resto era só casas. Anos depois, quando deixaram construir prédios no resto, o bairro estava mais valorizado, e prédios de padrão melhor foram erguidos, mas a predominância continua sendo de casas.
Sim. Eu só não considero a Juvenal dos Santos um terror porque tem aquela parte agradabilíssima perto do bosque, na divisa Com Luís Soares da Rocha, mas é das piores do bairro. Mas os prédios são antigos mesmo, estilo aqueles que tem no Sion, Serra, Anchieta e Cruzeiro, parte velha.

Os melhores prédios do bairros estão justamente em outras áreas mais íngremes, subindo a Guaicuí, virando a Júlia Nunes Guerra, Fábio Couri, uma região até poucos anos deserta mas que se valorizou muito recentemente e ganhou bons investimentos.

Até o comércio cresceu: posto de gasolina, Woods, Igreja Batista bem projetada, Germano, Dona Margherita, o Raja Business, que estão construindo... Até poucos anos o Luxemburgo não tinha nada disso.

Sobre o Diamond dizer que fica no Lourdes, isso não tem cabimento. Santo Agostinho é um dos bairros mais valorizados. Bagunça geral. Lojas metidas fundo dentro do São Pedro dizerem que são Savassi pelo menos faz sentido.
Mas, querendo ou não, o Lourdes é um pouco mais valorizado e conhecido. Eu conheço um bom número de pessoas que não sabe onde é o Santo Agostinho, só ouviu falar em Lourdes mesmo.
 

·
A estação do "rock".
Joined
·
2,973 Posts
57-...e Coração de Jesus (embora esse limite evidente aos olhos não corresponda ao limite oficial)
Realmente, esse pedaço da Conde de Linhares, que misteriosamente vira contramão, deveria ser o fim do Cidade Jardim e começo do Coração de Jesus, pois a diferença é nítica, com fim da maioria das casas e começo de prédios mais velhos e ruas estreitas. Enfim, é uma confusão.
 

·
Registered
Joined
·
435 Posts
Coração de Jesus? Se ouvi falar foi lendo no SSC. Já Luxemburgo e Cidade Jardim sao bairros mto bons e conhecidos pelo padrão melhor. Eu fico é com vergonha de postar depois deste show de informaçoes do HBH q fez o thread e do CharlesZSBH como sempre.

Eu gostei mto do bairro, muitos predios e casas interessantes, só q a qualidade das fotos e alguns angulos não ajudaram nada.

Nada mto diferente de varios pontos da região Sul como algumas partes do Sion, Serra, Anchieta.
 

·
Registered
Joined
·
435 Posts
Vendo de novo pelo mapa então aquela parte da Prudente de Morais onde ficava o boliche não é Luxemburgo não! Ele não tem parte nenhuma na Prudente! Cresci pensando o contrario.
 

·
42
Joined
·
6,224 Posts
Gostei do bairro, parece bem legal. Mas se tem uma coisa que eu odeio que façam em bairros com muitos morros ão essas quebras nas calçadas... fica horrível!
 

·
Registered
Joined
·
314 Posts
Discussion Starter · #14 ·
A Juvenal dos Santos nas partes arborizadas eu acho até bonita, porque os prédios seguem todos o mesmo padrão, como em Paris. Eu discordo de quem acha que é bom alternar prédios e casas; acho que o que é homogêneo fica mais bonito. Às vezes eu me pergunto se o padrão Belvedere/Lourdes (preferido dos foristas) é dos ricos porque é bonito, ou se é bonito porque é dos ricos.

A jóia escondida do Luxemburgo mesmo é a Rua Vinícius de Morais, que é sem saída, quase particular. Ponto ótimo.

A Luiz Soares da Rocha eu acho feinha. O que salva é a Igreja Batista. Muito bonitas são a Fábio Couri e a Guaicuí vista do Woods; quem está lá dentro vê um muro de casas, que é um efeito visual do morro que tem na frente. As casas da rua de trás (Silveira Pinto) estão numa rua muito mais alta que a Guaicuí, então, em vez de serem tapadas, ficam visíveis acima das da rua da frente, como se estivessem empilhadas. O mesmo efeito acontece para quem desce a Nunes Vieira e olha pro Coração de Jesus deste ponto: -19.94235,-43.948241 As favelas também têm esse efeito, mas ninguém vai achar bonito.
 

·
Registered
Joined
·
848 Posts
HBH, beleza?

Cara, conheço bem a região ali... fiz um thread lá, o qual já teve o link postado aki pelo ZS...

Bom, as fotos não ficaram muito boas, mas achei bacana a 16 e 29, sendo a última muito nbem enquadrada...

Quanto a intenção, está de parabéns, já que a os bairros ali são lindos e precisam ser mostrados...

Forte abraço.
 

·
A estação do "rock".
Joined
·
2,973 Posts
Algumas fotos do bairro Luxemburgo:

A Juvenal dos Santos nas partes arborizadas eu acho até bonita, porque os prédios seguem todos o mesmo padrão, como em Paris. Eu discordo de quem acha que é bom alternar prédios e casas; acho que o que é homogêneo fica mais bonito. Às vezes eu me pergunto se o padrão Belvedere/Lourdes (preferido dos foristas) é dos ricos porque é bonito, ou se é bonito porque é dos ricos.
A Juvenal dos Santos até a altura daquela padaria (Ismael de Faria) é bacana. Piora quando chega perto do hospital, tanto que deve ser a parte menos valorizado do realmente Luxemburgo.

Eu já gosto de casas e prédios alternados, como no Lourdes, mas no Belvedere há uma parte de casas e outra de prédios... Bonito igualmente.

Claro, há um sem número de bairros com partes lindas que não devem nada a esses dois: Luxemburgo, Serra, Sion, Bandeirantes, São Luiz, Cidade Jardim, Santa Lúcia, São Bento... Cada um com suas especificidades.


A jóia escondida do Luxemburgo mesmo é a Rua Vinícius de Morais, que é sem saída, quase particular. Ponto ótimo.
Essa é aquela que tem uma praça sem saída, perto do parque Tom Jobim?

O bairro tem várias ruas sem saída. Acho isso um charme, um sossego.

A Luiz Soares da Rocha eu acho feinha. O que salva é a Igreja Batista.
Sério? Eu já acho a Flavita Bretas horrorosa, e é onde está um dos top do bairro, o Monet, com apartamentos de quatro quartos por quase dois milhoes, como vi anunciado esses dias.

Mas a Luiz Soares da Rocha eu acho bonita, tem o bosque, algumas casas boas e, ao final, as três torres da Canopus, com belíssima entrada, num ponto sem saída de frente para o Bosque do Mosteiro. Para mim é um dos pedaços melhores, mais bonitos e mais tranquilos para morar em BH.

49 - Essa é uma das três torres que aparecem em várias fotos e dão de frente para o bosque do mosteiro na rua luís Soares Rocha, onde um guarda municipal encrespou quando eu estava tirando as fotos.



Muito bonitas são a Fábio Couri e a Guaicuí vista do Woods; quem está lá dentro vê um muro de casas, que é um efeito visual do morro que tem na frente. As casas da rua de trás (Silveira Pinto) estão numa rua muito mais alta que a Guaicuí, então, em vez de serem tapadas, ficam visíveis acima das da rua da frente, como se estivessem empilhadas. O mesmo efeito acontece para quem desce a Nunes Vieira e olha pro Coração de Jesus deste ponto: -19.94235,-43.948241 As favelas também têm esse efeito, mas ninguém vai achar bonito.
Sim, essas ruas que você falou são lindas mesmo.

71 - Rua Guaicuí.

A

B

Prédios dessa rua (o padrão é outro):

48 -


Gosto muito também da Silvéria Cândido Pinto, um morrão cercado de casas dos dois lados, com muros cobertos de heras.

72 - Silvéria Cândido Pinto (Praticamente todos os muros das casas dessa rua são cobertos por trepadeiras.


73

74

75 -


76 -


77 -


78 -


http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1312035
 

·
Registered
Joined
·
3,841 Posts
Thread super interessante! Me tirou inúmeras dúvidas pois até então eu tinha enormes dificuldades em localizar de forma precisa os bairros daquela região, principalmente o Vila Paris e o Coração de Jesus. Inclusive, quando visitei pela primeira vez o Coração de Jesus ha alguns anos atrás, assim como a maioria dos belo-horizontinos, imaginava que aquela parte já fosse Luxemburgo, o que me levou a ficar bastante decepcionado com este último bairro, pois o que vi n me agradou muito. Ruas estreitas, algumas com muito trânsito e aquela Praça José Cavaline, pelo menos na época que eu visitei era muito feia.

Esta confusão de identificação de bairros é algo muito grande em BH. Fico imaginando se nas outras grandes cidades do país acontece a msm coisa. O pessoal por aqui as vezes força a barra de mais. Até Alto Cidade Jardim já foi usado por uma construtora, no caso a Alicerce, pr denominar uma parte do Gutierrez, na época em que a construtora lançava um empreendimento de luxo neste bairro. Uma aberração total, pois este bairro n existe e nunca exisitiu em BH. Há muita confusão tb entre Funcionários com Serra e São Lucas e tb entre Funcionários e Santa Efigênia. Se dependesse do pessoal de BH, Funcionários seria o maior bairro da cidade pois anexaria várias partes da cidade, inclusive parte do centro. :lol::lol:

Buritis X Estoril X Palmeiras tb é um caso a parte. Aos poucos o Buritis que dos três é o mais famoso vem anexando partes dos outros dois bairros. Ruas e avenidas que antes eram identificadas na guia do IPTU como sendo Estoril, atualmente fz parte do Buritis. O principal campus da Uni-BH junto da Mário Werneck parece que ainda hj é oficilamente considerado como Estoril, mas pr a maior parte dos moradores da região aquela parte é o coração comercial do Buritis :lol::lol: é uma loucura só. :hahaha:
 

·
A estação do "rock".
Joined
·
2,973 Posts
^^

Geovanne, por diversas vezes eu postei esse link com o mapa explicando o que é Luxemburgo e o que é Coração de Jesus.

Aliás, a primeira vez que eu postei foi por causa do São Pedro, já que um forista teimava comigo sobre o VerdeMar da Senhora do Carmo ser Sion, e não é.

Enfim, essa confusão, como eu expus, sempre vai ocorrer, porque o povo do bairro menos nobre afirma morar no vizinho mais chique, então não tem jeito.

Lembra do encontro de foristas? Bairro Cruzeiro, Emporium, anunciado com Mangabeiras.

Por muito tempo, eu também achei que a Praça José Cavalini fosse Luxemburgo, e isso nem faz diferença na prática, pois ela é conhecida como tal, mas oficialmente não é. Todo mundo fala Luxemburgo por ser, como eu expliquei, um bairro de muito mellhor padrão. A praça hoje foi modificada por questões de trânsito e deu uma melhorada.

Quanto ao empreendimento que você citou, certamente está falando do Citta Giardino, o luxuoso prédio isolado do Gutierrez, na época anunciado como Cidade Jardim. Tudo uma questão de Marketing.

De qualquer forma, pelas fotos que eu postei, vê-se nitidamente a diferença entre os bairro Luxemburgo e Coração de Jesus. O Vila Paris, parte de casas, já parece mais com o Cidade Jardim mesmo.
 
1 - 20 of 52 Posts
Top