SkyscraperCity banner

1 - 20 of 53 Posts

·
Registered
Joined
·
16,240 Posts
Discussion Starter · #1 ·

Cidade do Crato - Uma das Principais do Interior do Nordeste





Crato é um município brasileiro do interior do estado do Ceará. É uma cidade importante do Cariri, constituindo também um entroncamento rodoviário que a interliga ao Piauí, Paraíba e Pernambuco, além da capital do Ceará, Fortaleza. O topônimo Crato vem do latim curatus, que significa padre ou designação de lugares com condições de tornar-se paróquia, podendo ser uma alusão a: Vila portuguesa de Crato, no Distrito de Portalegre, região Alentejo e sub-região do Alto Alentejo; ou Curato de São Fidélis de Sigiarina, que corrompeu-se depois para Curato de São Fidélis, Cutato, Crato.


Localização​

Localiza-se no sopé da Chapada do Araripe no extremo-sul do estado e na Microrregião do Cariri, integrante da Região Metropolitana do Cariri. Divisa com o estado de Pernambuco, a cidade situa-se no Cariri Cearense, conhecido por muitos como o "Oásis do Sertão". A partir de Fortaleza o acesso ao município pode ser feito por via terrestre através da rodovia Fortaleza/Crato (BR-122). As demais vilas, lugarejos, sítios e fazendas são acessíveis (com franco acesso durante todo o ano) através de estradas estaduais, algumas asfaltadas. A maior concentração populacional encontra-se na zona urbana. A sede do município dispõe de abastecimento de água, fornecimento de energia elétrica, transporte público, serviço telefônico, internet,agência de correios e telégrafos, serviço bancário, hospitais, hotéis e ensino de 1° e 2° graus e universitário de qualidade. O município também é dividido em dez distritos: Crato (sede), Baixio das Palmeiras, Belmonte, Campo Alegre, Dom Quintino, Monte Alverne, Bela Vista, Ponta da Serra, Santa Fé e Santa Rosa.






História
As terras as margens do rio Jaguaribe-Mirim (e seus afluentes) e da Chapada do Araripe eram habitadas por diversas etnias indígenas, dentre elas os Kariri, Aquijiró, Guariú, Xocó, Quipapaú e tantas outras, antes da chegada das entradas e/ou missões religiosas dos portugueses, italianos, baianos, paraibanos e sergipanos. Entradas dos Sertões de Dentro e a Missão Capuchinha com a expulsão dos neerlandeses do nordeste brasileiro, os portugueses e outros brasileiros puderam adentrar e explorar melhor a terra do Siará Grande. Acredita-se que primeira penetração no território do Cariri aconteceu durante século XVII, com a bandeira dos irmãos Lobato Lira. Desta bandeira, participaram dois religiosos: um padre secular e um frade capuchinho, que ganharam a confiança dos índios kariri e conseguiram aldeá-los. Estes exploradores subiram o leito do Jaguaribe-Mirim e instalaram nos arredores da cachoeira dos Karirys (cachoeira de Missão Velha).

Tempos depois, o frei capuchinho Carlos Maria de Ferrara organizou, às margens do rio Itaitera (água que corre entre pedras), o maior e mais importante aldeamento de silvícolas na região. Este recebeu o nome de "Missão do Miranda", em homenagem a um dos chefes da tribo batizado com esse nome. Mais tarde, também aparecem as denominações "Miranda" e "Cariris Novos". A Missão do Miranda, sob a administração dos capuchinhos, prosperou, devido à fertilidade do solo e abundância de água, que possibilitaram o cultivo da cana-de-açúcar, mandioca e cereais. Manuel Carneiro da Cunha e Manuel Rodrigues Ariosto requereram, através da lei de sesmaria, a posse das terras adjacentes ao Rio Salgado, fato que culminou na elevação da missão a povoação. A primeira manifestação de apoio eclesiástico aconteceu em terras doadas pelo capitão-mor Domingos Álvares de Matos e sua mulher, Maria Ferreira da Silva. Essa doação localizava-se, inicialmente, em terras encravadas a dois quilômetros a sudeste da povoação, transferindo-se, em data posterior, para a margem direita do rio Granjeiro. Os trabalhos da primitiva Igreja, dedicada a Nossa Senhora da Penha de França, tiveram início em 1745, tendo como responsável, o frei Carlos Maria de Ferrara e seu companheiro frei Fidélis de Sigmaringa. Em 1762, foi criada a Paróquia, na aldeia do Miranda, sob a invocação de Nossa Senhora da Penha. A edificação desse primitivo templo revela o atraso de sua época, considerando sua estrutura como as paredes de taipa, piso de barro batido e coberta de palhas, tendo ainda os caibros e ripas trançados de cipós. A permanência desses religiosos, no que se chamou de Missão do Miranda, estendeu-se por espaço de dez anos.




A freguesia criou-se por provisão de março do ano de 1762 e inaugurou-se a 4 de janeiro de 1768, tendo como seu primeiro vigário o padre Manuel Teixeira de Morais. Com o desgaste do tempo, a estrutura física entra em deterioração, situação que levou o padre Antônio Lopes de Macedo Júnior, pároco da Freguesia de Nossa Senhora da Penha, a endereçar requerimento à Junta do Real Erário, solicitando fundos necessários à construção da capela-mor ou igreja matriz. Atendido o seu pedido, iniciaram-se os trabalhos cuja conclusão data de 1817, constando os atos inaugurais de 3 de maio do mesmo ano. A povoação de Miranda elevou-se à categoria de vila em 16 de dezembro de 1762, tendo sido instalada em 21 de junho de 1764 como Vila Real do Crato, no século XVIII, constituindo um dos mais importantes núcleos de povoamento na época colonial no interior do Nordeste. Foi tornada cidade pela Lei Provincial nº 628, de 17 de outubro de 1853.

No século XIX, já habitavam na vila do Crato famílias que enviavam seus filhos para estudar em Recife, capital da província de Pernambuco. Foi por lá que muitos entraram em contato com os ideais de independência e adoção do regime republicano no país. Assim, José Martiniano de Alencar, subdiácono e estudante do Seminário de Olinda, deflagrou o movimento republicano no conservador Vale do Cariri, a ter o Crato como palco principal. Repercutindo os ideais da Revolução Pernambucana de 1817, Martiniano "proclama" a independência do Brasil no púlpito da matriz da cidade em 3 de maio de 1817. Leandro Bezerra Monteiro, o mais importante proprietário rural do Cariri, católico e monarquista, pôs fim ao intento republicano. Os revolucionários foram presos e enviados para as masmorras de Fortaleza e posteriormente para as de Salvador, na Bahia. Entre os prisioneiros estavam Tristão Gonçalves de Alencar Araripe e Dona Bárbara de Alencar, irmão e mãe de José Martiniano. Recebem a anistia pela autoridade real posteriormente.

Em 1824 eclode em Pernambuco a Confederação do Equador. Tristão Gonçalves de Alencar Araripe mais uma vez adere ao movimento e é aclamado pelos rebeldes Presidente da Província do Ceará. Em 31 de outubro de 1825 morre em combate com forças contrárias ao movimento. Após tais acontecimentos, em Crato, assim como no Cariri, muitos se dividem entre monarquistas e republicanos. Entre os primeiros estava Joaquim Pinto Madeira, chefe político da Vila de Jardim e Capitão de Ordença que prendera os revolucionários, entre eles Tristão Gonçalves de Alencar Araripe. Com a renúncia de D. Pedro I, inimigos do monarquista aproveitam para se vingar e Pinto Madeira em sua defesa arma dois mil jagunços com a ajuda do vigário de Jardim, padre Antônio Manuel de Sousa. Invadem o Crato em 1832 para derrotar os inimigos políticos. Apesar de vitoriosos no começo, Pinto Madeira e Antônio Manuel sofrem reveses e, finalmente presos, são enviados ao Recife e Maranhão. Retorna ao Crato em 1834 e é condenado a forca, sentença posteriormente comutada para fuzilamento, em face do réu ter alegado sua patente militar de Coronel. Tanto Tristão Gonçalves quanto Pinto Madeira dão nome a rua e bairro, respectivamente, na cidade nos dias de hoje.



Em Números



O Crato em 2011 atingiu uma população de 122.717 pessoas, obtendo um aumento em comparação com os número do Censo 2000 que registrou 104.646 habitantes. Pensando nisso e no crescimento da Região Metropolitana, implantou-se o VLT do Cariri. Inaugurado em 1 de dezembro de 2009, o Metrô é um veículo leve sobre trilhos que liga Crato ao município vizinho Juazeiro do Norte. Iniciativa do Governo do estado em parceria com as prefeituras dos municípios envolvidos, o VLT foi construído pela empresa Bom Sinal Indústria e Comércio Ltda.


1970 - 70.996
1980 - 80.677
1991 - 90.519
2000 - 104.646
2010 - 121.462
2011 - 122.717


O PIB do Município alcançou R$ 726.944.000,00 nos últimos dados fornecidos pelo IBGE. Sendo que sua economia é baseada na agricultura de feijão, milho, mandioca, arroz, monocultura de algodão, cana-de-açúcar, castanha de caju, hortaliças, banana, abacate e diversas frutas. Na pecuária extensiva destaca-se criação de bovinos, ovinos, caprinos, suínos e de aves. O extrativismo vegetal também estimula a economia local com a extração de madeiras diversas para lenha e construção de cercas, uso em padarias e fabricação de carvão vegetal; atividades com babaçu, oiticica e carnaúba. O artesanato, também é uma outra fonte de renda, de redes e bordados é bastante difundido no município. A mineração gera fonte de renda através da extração de rochas ornamentais, rochas para cantaria, brita, fachadas e usos diversos na construção civil. Bem com a extração da areia, argila (utilizada no fábrico de telhas e tijolos) e de rocha calcária (calcinada para obtenção de cal e gipsita). A piscicultura desenvolve-se nos córregos e açudes. Registram-se ainda nas terras do Crato a ocorrência de gipsita, utilizado na fabricação de cimento Portland, gesso e na correção de solos salinos, e chumbo. No parque industrial do Crato localizam-se 95 indústrias.

A cidade do Crato em termos econômicos, constitui-se numa cidade com expressiva importância regional. Destacando-se pela tradicional função de comercialização de produtos rurais, provenientes do desenvolvimento da agricultura no sopé dos vales irrigados da região do Cariri. Nesta área, destaca-se a famosa Expocrato, feira agropecuária que inclui também shows com bandas e cantores famosos e atrai milhares de visitantes à cidade todo mês de julho. A cidade também comercializa produtos industriais (alumínio, calçados, cerâmica, aguardente) para os demais centros urbanos do Ceará. O Município conta com seis agências bancárias e, conforme o IBGE, o PIB da cidade era de 343.642.000,00 reais em 2004. A principal atividade econômica da cidade é o setor de comércio, cerâmica vermelha e serviços é responsável por 2/3 do PIB municipal. O setor de comércio e serviços continua a ser o maior empregador da cidade, a verificar-se a presença de lojas de rede regional e nacional.


A Cidade​

Fotos de autoria do fotógrafo Dihelson Mendonça garimpadas pelo Flickr, o acesso deve-se à pesquisas de buscas no Google. Outras imagens estão referenciadas na própria foto, bem como as do autor principal. A cidade além de ser bonita, conta com uma natureza exuberante e muito atrativa. As fotografias serão postadas aleatoriamente e sem descrições que por ventura poderão ser feitas pelos foristas da Região, visto que serão todas enumeradas.


☆☆☆ 01




☆☆☆ 02




☆☆☆ 03




☆☆☆ 04




☆☆☆ 05




☆☆☆ 06




☆☆☆ 07




☆☆☆ 08




☆☆☆ 09




☆☆☆ 10




☆☆☆ 11




☆☆☆ 12




☆☆☆ 13




☆☆☆ 14




☆☆☆ 15




☆☆☆ 16




☆☆☆ 17




☆☆☆ 18




☆☆☆ 19




☆☆☆ 20




☆☆☆ 21




☆☆☆ 22




☆☆☆ 23




☆☆☆ 24




☆☆☆ 25




☆☆☆ 26




☆☆☆ 27




☆☆☆ 28




☆☆☆ 29




☆☆☆ 30




☆☆☆ 31




☆☆☆ 32




☆☆☆ 33




☆☆☆ 34




☆☆☆ 35




☆☆☆ 36




☆☆☆ 37




☆☆☆ 38




☆☆☆ 39




☆☆☆ 40




☆☆☆ 41




☆☆☆ 42




☆☆☆ 43




☆☆☆ 44




☆☆☆ 45




☆☆☆ 46




☆☆☆ 47




☆☆☆ 48




☆☆☆ 49




☆☆☆ 50




☆☆☆ 51




☆☆☆ 52




☆☆☆ 53




☆☆☆ 54




☆☆☆ 55




☆☆☆ 56




☆☆☆ 57




☆☆☆ 58




☆☆☆ 59




☆☆☆ 60




 

·
Araras dos Barões
Joined
·
14,228 Posts
Adorei! Cidade vistosa, verde, bonita!
Não tem nada a haver com o que eu imaginava. Juro que pensava que Crato fosse uma cidade no polígono das sêcas... :hammer:
A chapada ao fundo cheia de árvores, embeleza ainda mais Crato, que tem belos prédios históricos preservados! :eek:kay:
 

·
Paranavaiense/Curitibano
Joined
·
3,963 Posts
A cidade parece bem agradável, cheia de verde e bem desenvolvida.
A paisagem natural do entorno também é bem bonita.
Também gostei das construções históricas da cidade.
Parabéns Harisson pelo thread bem informativo e com belas fotos!
 

·
Registered
Joined
·
16,240 Posts
Discussion Starter · #9 ·
primeiro thread que vejo do Crato. Belas imagens ! parabéns
Obrigado, a cidade aparece bem pouco aqui então resolvi mostrar :eek:kay:

Adorei! Cidade vistosa, verde, bonita!
Não tem nada a haver com o que eu imaginava. Juro que pensava que Crato fosse uma cidade no polígono das sêcas... :hammer:
A chapada ao fundo cheia de árvores, embeleza ainda mais Crato, que tem belos prédios históricos preservados! :eek:kay:
Mas ela está dentro do Polígono das Secas rs
Aqui estão os valores climáticos:



A cidade parece bem agradável, cheia de verde e bem desenvolvida.
A paisagem natural do entorno também é bem bonita.
Também gostei das construções históricas da cidade.
Parabéns Harisson pelo thread bem informativo e com belas fotos!
Valew cara! Tem um passado lindo essa cidade e já foi maior até que do Fortal, que é a atual capital do estado.

No histórico foi citado a criação do VLT do Cariri...
Tem fotos do transporte de metrô VLT do Cariri que liga a cidade de Crato a Juazeiro do Norte? :?
^^
É verdade, eu tbm ia comentar e esqueci.
Não teria fotos do VLT?
Já vi algumas lá em transporte ferroviário, mas acho que seria bacana ter aqui nesse thread tbm!

Eu vou procurar umas fotos legais e posto aqui. Eu esqueci completamente dele rs
É que fiquei preso à uma única Galeria :)

Bem ajeitada, belo entorno...
Parece agradável.
Todos falam que lá é agradável que tem um ótimo urbanismo, e nas fotos dá para ver que é bem cuidada.

Muito charmosa, o relevo de Crato é lindo, outra cidade cearense que já vi aqui no ssc e gostei muito foi Sobral.
É, lá tem cidades bem organizadas. Crato é uma das melhores não só do Ceará como do interior do NE também :eek:kay:
Abração amigo!
 

·
Registered
Joined
·
458 Posts
Fotos maravilhosaaaaaas!! Adoro o Crato como tb amo Juazeiro!
Parabéns!
 

·
Registered
Joined
·
460 Posts
Ótimas fotos. Crato faz parte do famoso triângulo Crajubar, no Ceará. É uma região muito desenvolvida. Espero que isso proporcione um maior desenvolvimento imobiliário com construções verticalizadas.
 

·
Rio de Janeiro
Joined
·
31,126 Posts
Hummm, já tinha ouvido falar de Crato, mas não tenho lembrança de ter visto fotos (creio que não). Gostei da cidade. Simpática e atraente! :D

Harisson,

Parabéns por mais um thread (arretado) do interior do Nordeste! :applause:
 

·
Na Suíça Sertaneja
Joined
·
23,183 Posts
Já tive a oportunidade de passar pelo Crato e Juazeiro do Norte em 2009. Não parece muito nas fotos, mas é uma cidade de relevo bem acidentado, principalmente na periferia. A vista do Crato e de Juazeiro do Norte vistas da Chapada do Araripe, pra quem vem de Exu (PE), é MAGNÍFICA!

Belas fotos do "Cratim de Açúcar" (omo também é chamada a cidade por seus moradores), Hari! ;)
 

·
Ilha de Santa Catarina
Joined
·
1,558 Posts
Ótimas fotos de Crato , conheci uns 5 anos atrás quando estive em Juazeiro do Norte e fui para Crato , bem pertinho de uma linha do VLT :eek:kay:
 

·
Registered
Joined
·
16,240 Posts
Discussion Starter · #17 · (Edited)
Gostei da cidade e do entorno, natureza belíssima!
Dá um charme a mais, sem dúvidas ;)

Fotos maravilhosaaaaaas!! Adoro o Crato como tb amo Juazeiro!
Parabéns!
São duas cidades que em Conjunto com Barbalha (CE), fazem o CRAJUBAR ser um Oásis de Progresso!

Ótimas fotos. Crato faz parte do famoso triângulo Crajubar, no Ceará. É uma região muito desenvolvida. Espero que isso proporcione um maior desenvolvimento imobiliário com construções verticalizadas.
Pois é, não sei porque não há lançamentos verticais nessa cidade. Certamente a Av. Padre Cícero logo na divisa das cidades pode ser um vetor.

Hummm, já tinha ouvido falar de Crato, mas não tenho lembrança de ter visto fotos (creio que não). Gostei da cidade. Simpática e atraente! :D

Harisson,

Parabéns por mais um thread (arretado) do interior do Nordeste! :applause:
hehe

Crato é conhecido mesmo. É difícil encontrar fotos boas e atuais, porém uma busca mais detalhada consegui :D


muito simpática a cidade tem um belo relevo!
Bela chapada do Araripe :cheers:

Já tive a oportunidade de passar pelo Crato e Juazeiro do Norte em 2009. Não parece muito nas fotos, mas é uma cidade de relevo bem acidentado, principalmente na periferia. A vista do Crato e de Juazeiro do Norte vistas da Chapada do Araripe, pra quem vem de Exu (PE), é MAGNÍFICA!

Belas fotos do "Cratim de Açúcar" (como também é chamada a cidade por seus moradores), Hari! ;)

E mesmo assim tem umas ruas até relativamente largas. Adorei ver parte do patrimônio histórico cuidado. Nas fotos eu gostei bastante da cidade. A vantagem dessas localização é essa, a vista :)


Ótimas fotos de Crato , conheci uns 5 anos atrás quando estive em Juazeiro do Norte e fui para Crato , bem pertinho de uma linha do VLT :eek:kay:
Estou na busca dessas fotos do VLT
 

·
Ceará minha paixão!!!
Joined
·
2,554 Posts
Ótimo ver o Cratim de Açúcar por aki! Sou muito curioso de ir conhecer essas cidades do Cariri como Juá, Crato, Barbalha, Brejo Santo...Um dia ainda vou fazer esse tour!

E essa Chapada do Araripe hein...é de encher os olhos!

Parabéns por mais esse thread bem elaborado!
 

·
Registered
Joined
·
51 Posts
Não conheço e Crato e estou impressionada com tamanha beleza. Vou programar uma visita para conhecer essa maravilha em brave.

Parabéns pelo thread, ficou realmente muito bom.
 
1 - 20 of 53 Posts
Top