SkyscraperCity banner
1 - 8 of 8 Posts

·
Registered
Joined
·
67 Posts
Discussion Starter · #1 ·


A produção industrial do Espírito Santo caiu 0,3% em abril na comparação com março e ficou abaixo da média nacional do período, de acordo com dados divulgados pelo IBGE na manhã desta quinta-feira (05). Já em seis dos 14 Estados pesquisados pelo instituto, o índice cresceu no comparativo. As expansões ocorreram no Amazonas (0,1%), Bahia (1 6%), Minas Gerais (0,4%), São Paulo (0,6%), Santa Catarina (0 9%) e Goiás (3,6%).

Além do Espírito Santo (-0,3%), foram apuradas, ainda na comparação com o mês anterior, quedas na produção do Pará (-2,5%), região Nordeste (-0,9%), Ceará (-7 7%), Pernambuco (-8,4%), Rio de Janeiro (-3,5%), Paraná (-1,1%) e Rio Grande do Sul (-1,1%). Na média nacional, segundo divulgou na terça-feira (03) o IBGE, a indústria registrou alta de 0,2% na produção em abril ante março.

Destaque nacional
Apesar do fraco resultado do Espírito Santo, divulgado nesta quinta-feira, na comparação com abril de 2007, os números capixabas foram destaque no país: houve crescimento na produção em 22%, o maior registrado.
O desempenho da indústria extrativa (29,6%), que apresentou a maior taxa desde março de 2007 (32,8%), foi a principal contribuição positiva, sobretudo, devido à produção de minérios de ferro e gás natural. Em seguida, destacaram-se metalurgia básica (29,0%), alimentos e bebidas (30,4%) e celulose e papel (5,5%), influenciados, em grande parte, pelos aumentos de lingotes, blocos, tarugos ou placas de aços; bombons; e celulose.

Além do Espírito Santo, outros 12 dos 14 locais investigados tiveram números positivos. São eles Amazonas (2,6%), Pará (2,6%), região Nordeste (9,6%), Ceará (6,6%), Pernambuco (3,0%), Bahia (12,3%), Minas Gerais (6,9%), São Paulo (14,9%), Paraná (9,7%), Santa Catarina (9,9%), Rio Grande do Sul (7,5%) e Goiás (15,8%).

Houve recuo, ante abril do ano passado, apenas no Rio de Janeiro (-2,8%). Na média nacional, nessa base de comparação, houve aumento de 10,1% na produção em abril.

Crescimento acumulado
O indicador acumulado no primeiro quadrimestre do ano, frente a igual período de 2007, mostrou expansão em todos os locais pesquisados. Neste índice, a liderança do desempenho regional, em termos da magnitude do crescimento, ficou com o Espírito Santo (16,3%), seguido por Goiás (11,3%), Pernambuco (11,2%), São Paulo (10,6%), Paraná (10,1%) e Amazonas (9,3%).

Todos com taxas acima da média nacional (7,3%), sustentados, sobretudo, pelo maior dinamismo vindo dos setores produtores de bens de capital, bens de consumo duráveis e de itens tipicamente de exportação. Os demais resultados positivos foram: Minas Gerais (7,2%), Nordeste (6,8%), Pará (6,7%), Rio Grande do Sul (6,5%), Bahia (5,8%), Ceará (4,9%), Santa Catarina (4,1%) e Rio de Janeiro (2,4%).
 

·
Registered
Joined
·
3,687 Posts
Se continuar assim o estado vai conseguir cumprir as metas do plano ES 2025.

Acho q quanto o pretroleo e o gas estiverem na produção total o Pib per capita do estado vai inflar atingindo a segunda colocação do Brasil.
 

·
Registered
Joined
·
6,037 Posts
Que bom, hein? Maravilha para o Estado...... parabéns a vocês! :)
 

·
Registered
Joined
·
2,837 Posts
Eu ainda acho que os investimentos só estão privilegiando os setores produtivos já consolidados no estado. Seria interessante para o ES, uma economia mais diversificada, que aproveitasse seu potencial logístico e sua mão de obra qualificada.

Eu não vejo com bons olhos esse crescimento de industrias pesadas aqui no estado, pois contribuem significativamente para a queda da qualidade de vida da população. Já passou da hora do governo começar a atrair ou investir em indústrias de ponta, que são mais limpas e mais rentáveis proporcionalmente.
 
1 - 8 of 8 Posts
Top