SkyscraperCity banner

1381 - 1400 of 1405 Posts

·
Marquês do Seridó
Joined
·
11,960 Posts
Meio de pagamento é fácil.

A pessoa credita X reais em BTC na corretora e imediatamente transfere - pode até haver uma configuração para isso se dar automaticamente. Você 'envia X reais' para determinada carteira e o sistema já faz automaticamente a conversão dos reais em btc na cotação do momento e envia.

A pessoa que recebe pode igualmente ter uma configuração na conta de sua corretora para automaticamente trocar os bitcoins em xxx - moeda de preferência - que ficarão creditados na sua conta, como pagseguro.

Como tudo é feito instantaneamente, a variação na cotação é mínima, irrisória.

Compensa a facilidade e economia de taxas - principalmente nos casos onde envolver câmbio.
 

·
Look at that parking lot!
Joined
·
7,528 Posts
Não sei se uma moeda que é tão inestável a ponto de forçar alguém aceitando-a como meio de pagamento a trocá-la praticamente instantaneamente em moeda "de verdade" para assim não correr alto risco de desvalorização realmente cumpre a função de uma moeda. Quem manter seu "wallet" cheio de Bitcoins o fará com fins puramente especulativos.
 

·
Registered
Joined
·
20,598 Posts
Acho mais especulativa a galera que compra e vende Bitcoin diversas vezes por dia.

Os "holders", que deixam o Bitcoin parado na carteira virtual, no longo prazo ficaram ricos e no curto-médio prazo quebraram a cara. Eles assumem um risco razoável.



O pessoal fica nessa neura de "é reserva de valor!? é moeda!? é ativo especulativo!?" e perdem o foco das utilidades mais certas do Bitcoin ou de outras criptomoedas.

- Instrumento eficaz para fazer "Dólar Cabo", transferência de recursos para o exterior pagando menos custos.

- Instrumento para fugir do Governo e da fiscalização. Ter recursos facilmente liquidáveis e menos rastreáveis ou com menor perigo que outras formas de guardar bens de valor.



Essas são as utilidades especiais do Bitcoin. Usem-nas.
 

·
Look at that parking lot!
Joined
·
7,528 Posts
Os "holders", que deixam o Bitcoin parado na carteira virtual, no longo prazo ficaram ricos e no curto-médio prazo quebraram a cara. Eles assumem um risco razoável.
Me interessaria saber como vc calculou o risco para poder dizer isso. O que influencia o valor do Bitcoin além da fé de quem compra que o preço subirá?

- Instrumento eficaz para fazer "Dólar Cabo", transferência de recursos para o exterior pagando menos custos.
Para isso há TransferWise e serviços semelhantes. Bem mais barato que usar um banco convencional, transferência internacional custa uns quantos dólares/euros. E nenhuma parte envolvida precisa arriscar perder x% do seu dinheiro porque o mercado decidiu dar um salto de um momento para o outro.

- Instrumento para fugir do Governo e da fiscalização. Ter recursos facilmente liquidáveis e menos rastreáveis ou com menor perigo que outras formas de guardar bens de valor.
Tá. Para atividades ilegais Bitcoin talvez seja útil.

Essas são as utilidades especiais do Bitcoin. Usem-nas.
Não. :)
 

·
Registered
Joined
·
7,370 Posts
Para isso há TransferWise e serviços semelhantes. Bem mais barato que usar um banco convencional, transferência internacional custa uns quantos dólares/euros. E nenhuma parte envolvida precisa arriscar perder x% do seu dinheiro porque o mercado decidiu dar um salto de um momento para o outro.
Infelizmente transferwise e similares ou são extremamente limitadas no valor possível de transferir, ou cobram taxas exorbitantes, ou colocam limitações ridículas entre quem envia/recebe.

Transferir grandes somas de valor in&ut do br hoje em dia ainda é via doleiro. Talvez o bitcoin possa suprir sim essa demana evitando os custos dos sistemas atuais e inclusive os tributos pra quem assim o desejar.

abc
 

·
Rafael Soares
Joined
·
6,760 Posts
Operações com criptomoedas deverão ser informadas à Receita Federal
A partir de agosto, exchanges e usuários terão de passar uma série de informações sobre as operações com Bitcoin e outras moedas digitais

SÃO PAULO - A Receita Federal informou nesta terça-feira (7) que, a partir de agosto deste ano, pessoas físicas, jurídicas e corretoras que realizarem operações com criptoativos, como Bitcoin e Ethereum, terão que prestar informações ao fisco. Em nota, o órgão explica que a coleta de informações sobre estas operações tem se intensificado em vários países do mundo diante da "constatação de que grupos estariam se utilizando do sistema para cometer crimes como lavagem de dinheiro, sonegação e financiamento ao tráfico de armas e terrorismo". Para exemplificar, a Receita cita um caso ocorrido em 2017, com um ataque cibernético a hospitais britânicos que impediu o uso dos computadores das instituições médicas. Para liberar o uso dos computadores, os hospitais foram forçados a pagar aos sequestradores virtuais um resgate utilizando criptomoedas, por serem mais difíceis de rastrear, diz a nota. A nova regra foi publicada no Diário Oficial da União de hoje e prevê que as operações realizadas em exchanges (corretoras) de criptoativos localizadas no Brasil, serão informadas pelas próprias instituições, sem nenhum limite de valor. Já as operações realizadas em exchanges que fiquem no exterior e as operações feitas entre as próprias pessoas físicas ou jurídicas sem intermédio de corretoras, deverão ser reportadas pelas próprias pessoas. De acordo com o fisco, as informações deverão ser prestadas sempre que o valor mensal das operações, isolado ou conjuntamente, ultrapassar R$ 30 mil. Entre as informações que terão de ser passadas estão a data, o tipo, os titulares da operação, os criptoativos usados, a quantidade negociada, o valor da operação em reais e o valor das taxas de serviços cobradas para a execução da operação, em reais, quando houver.

O usuário terá de passar todas as informações até o último dia útil do mês seguinte ao da operação. As multas pelo atraso na apresentação das informações vão de R$ 100 a R$ 1,5 mil, enquanto para quem prestar informações incorretas, a multa pode chegar a 3% do valor da operação.

https://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/8294548/operacoes-com-criptomoedas-deverao-ser-informadas-a-receita-federal

Inquisição!
 

·
Registered
Joined
·
20,598 Posts
Eu ficava é rindo da ilusão de uns e outros por aí que achavam que estavam sendo mó anônimos fazendo aquisições e vendas usando dinheiro "real" que sai e entra de contas-bancárias no seu próprio nome e CPF.

Mamão com açúcar pra qualquer COAF.
 

·
Look at that parking lot!
Joined
·
7,528 Posts
Infelizmente transferwise e similares ou são extremamente limitadas no valor possível de transferir, ou cobram taxas exorbitantes, ou colocam limitações ridículas entre quem envia/recebe.
Vc deve estar confundindo com Western Union.
É todo o contrário. As taxas são baixas (p.ex. o que eu mais uso é Alemanha=>Tailândia, custa 0,69%; Alemanha=>Brasil seria 1,23%) e não há o costumeiro custo escondido dos bancos usando uma taxa de câmbio desfavorável que eles mesmo inventam. Valor máximo é por volta de 57.000 euros por dia (um milhão por ano) - acho que serve para satisfazer as necessidades da maioria das pessoas. :)
 

·
Rafael Soares
Joined
·
6,760 Posts
Estou afastado do fórum e não sou analista financeiro... mas...



é o que estou fazendo, alias, nunca parei :cheers:
Sim, sim! Consistência sempre
 

·
Rafael Soares
Joined
·
6,760 Posts
De 4 meses para 4 dias! E pode ser em D0!

MRV fecha compra inédita de terreno por blockchain, que acelera a operação
O modelo melhora muito a experiência de compra do cliente, segundo diretor da maior incorporadora do país

Maior incorporadora do país, a MRV realizou a primeira operação do mercado imobiliário de compra de terreno, com escritura da área e registro da incorporação imobiliária do empreendimento, por meio de blockchain. A operação pelo sistema de registro de operações digitais foi feita no prazo de quatro dias, em parceria com a startup Growth Tech, em cartório de Duque de Caxias (RJ), município em que o terreno está localizado.

No processo tradicional, seriam necessários até quatro meses entre a compra do terreno pela MRV e a apresentação do empreendimento ao mercado, segundo o diretor de desenvolvimento imobiliário da incorporadora no Rio de Janeiro, Henrique Queiroz. O prazo considera de 30 a 60 dias para a escritura e 60 dias para o registro de incorporação.

"Tecnicamente, o processo todo pode ser feito no mesmo dia por blockchain", diz Queiroz. O modelo melhora muito a experiência de compra do cliente, de acordo com o diretor de desenvolvimento imobiliário.

https://valorinveste.globo.com/produtos/imoveis/noticia/2019/08/29/mrv-fecha-compra-inedita-de-terreno-por-blockchain-que-acelera-a-operacao.ghtml
 

·
Registered
Joined
·
2,170 Posts
Não entendi como a transação em BTC acelera a escritura e o registro de incorporação.

Teve mudanças por parte dos órgãos públicos?

Fico imaginando que toda essa espera era aguardando uma confirmação do banco que levava esses 30 dias.
 
1381 - 1400 of 1405 Posts
Top