SkyscraperCity banner

1401 - 1405 of 1405 Posts

·
Registered
Joined
·
7,370 Posts
Vc deve estar confundindo com Western Union.
É todo o contrário. As taxas são baixas (p.ex. o que eu mais uso é Alemanha=>Tailândia, custa 0,69%; Alemanha=>Brasil seria 1,23%) e não há o costumeiro custo escondido dos bancos usando uma taxa de câmbio desfavorável que eles mesmo inventam. Valor máximo é por volta de 57.000 euros por dia (um milhão por ano) - acho que serve para satisfazer as necessidades da maioria das pessoas. :)
Explicando melhor, tw é ridículo do br pra fora. No resto do mundo funciona a contento sim, sem os limites e chateações daqui.

2 motivos me impediram de usar ele: 1. não pode receber pagamento fora se a sua conta do br não for do mesmo cpf/cnpj (ex: eu não posso dar um boleto tw pro meu cliente pagar e o $ entrar direto na minha conta fora), eu preciso dar um boleto de banco nacional, transferir pra minha conta tw - e sim, eles estornam se não for paga pelo mesmo cpf! - e ai mandar pra fora.

2. pra mandar +15k usd ANO, exigem comprovação de irpf compatível com o valor a ser enviado. Sem isso, fica limitado aos 15k e ponto final. E é irpf mesmo, não aceitam nenhum tipo de declaração do exterior.

abc
 

·
Rafael Soares
Joined
·
6,760 Posts
Crise gera corrida por bitcoins na Argentina e em outros países
Países que passaram - e passam - por crises econômicas têm visto uma forte alta na busca por compra de bitcoins

SÃO PAULO – Nos últimos anos, as criptomoedas se mostraram uma alternativa para as populações de países em crise. Tratado por entusiastas e especialistas como o “ouro digital”, o Bitcoin em especial tem desempenhado um papel cada vez maior para quem quer fugir das incertezas econômicas.

Um dos grandes exemplos recentes é a Venezuela, que passa por uma grave crise socioeconômica, em que a população enfrenta uma inflação de mais de 1.000.000% (segundo o FMI), alta taxa de desemprego e até mesmo a falta de papel moeda.

Neste cenário, o volume negociado de bitcoins desde o ano passado disparou, já que, mesmo com a volatilidade que ele tem, consegue oferecer proteção contra a hiperinflação e desvalorização da moeda local, o bolívar.

Agora, mais um país latino-americano tem apresentado este estouro nas negociações de bitcoins por causa de uma crise: a Argentina. Os últimos anos já haviam registrado uma forte alta nos volumes, mas desde maio, quando o assunto eleições ganhou força, a média diária chegou a pouco mais de 12 milhões de pesos – contra cerca de 4,8 milhões no ano passado -, segundo dados do site Coin.Dance.

No último fim de semana ocorreu o pleito presidencial no país, com a vitória da chapa de oposição formada por Alberto Fernández e Cristina Kirchner. E em meio a tanta incerteza política, no sábado (26), houve a segunda maior alta de volume de bitcoins negociados no ano, com 14.151.046 de pesos.

O uso do Bitcoin como ativo de proteção é tão grande, que o volume negociado na Argentina supera em três vezes o período de maior euforia do mercado, no fim de 2017, quando o Bitcoin marcou sua máxima histórica na casa de US$ 20 mil.

Toda essa procura por bitcoins tem feito com que a criptomoeda passasse a negociar com um prêmio cada vez maior na Argentina.

Enquanto no mercado global o Bitcoin está na casa de US$ 9.300, vendedores argentinos negociam o criptoativo já próximo de US$ 11 mil.

“Com uma comunidade bastante ativa e demanda crescente, a Argentina é um case perfeito para disseminação do bitcoin como hedge contra instabilidades”, avalia Safiri Felix, diretor executivo da Associação Brasileira de Criptoeconomia (ABCripto).

E mais um fator pode fazer com que as buscas – e o preço – por Bitcoin aumentem é a recente medida que entrou em vigor limitando a compra de moedas na Argentina por mês a apenas US$ 200 por meio de contas bancárias e US$ 100 em espécie (o limite anterior era de US$ 10 mil por mês).

“A economia argentina é fortemente dolarizada e as restrições cambiais impostas pelo novo governo eleito incentiva a população em busca de alternativas”, explica Safiri. Por outro lado, não há nenhuma restrição para a compra de Bitcoin na Argentina.

(...)

https://www.infomoney.com.br/mercados/crise-gera-corrida-por-bitcoins-na-argentina-e-em-outros-paises/
 

·
Registered
Joined
·
20,598 Posts
Explicando melhor, tw é ridículo do br pra fora. No resto do mundo funciona a contento sim, sem os limites e chateações daqui.

2 motivos me impediram de usar ele: 1. não pode receber pagamento fora se a sua conta do br não for do mesmo cpf/cnpj (ex: eu não posso dar um boleto tw pro meu cliente pagar e o $ entrar direto na minha conta fora), eu preciso dar um boleto de banco nacional, transferir pra minha conta tw - e sim, eles estornam se não for paga pelo mesmo cpf! - e ai mandar pra fora.

2. pra mandar +15k usd ANO, exigem comprovação de irpf compatível com o valor a ser enviado. Sem isso, fica limitado aos 15k e ponto final. E é irpf mesmo, não aceitam nenhum tipo de declaração do exterior.

abc
Comeudizia, além de ser um mero ativo de risco que quer ser passar por "ouro", as criptomoedas são boas para fazer dólar cabo e mandar dinheiro pro exterior sem passar pela Receita.


MAS só arrumando um "bitcoinzeiro" de confiança, nova versão de doleiro que aceite transações em espécie ou transferências para contas fajutas.

Porque usar Mercado Bitcoin, Foxbit, Coinext, Negocie Coins, Bitcoin Trade e XDEX, nais quais você cria uma conta usando CPF, é brincadeira né.

Todo mundo aí que eventualmente esteja lucrando sem informar a Receita por meio dessas plataformas, vai acabar tomando uma chapoletada federal no ano que vem ao cair na malha fina.


"ah mais eu usei o CPF do Lula numa conta com dados falsos e tá tudo certo" E o dinheiro? depositou usando a conta bancária do Silvio Santos também? Qualquer movimentação bancária em contas com seu CPF deixa um rastro muito fácil de seguir.
 

·
Registered
Joined
·
1,612 Posts
Explicando melhor, tw é ridículo do br pra fora. No resto do mundo funciona a contento sim, sem os limites e chateações daqui.

2 motivos me impediram de usar ele: 1. não pode receber pagamento fora se a sua conta do br não for do mesmo cpf/cnpj (ex: eu não posso dar um boleto tw pro meu cliente pagar e o $ entrar direto na minha conta fora), eu preciso dar um boleto de banco nacional, transferir pra minha conta tw - e sim, eles estornam se não for paga pelo mesmo cpf! - e ai mandar pra fora.

2. pra mandar +15k usd ANO, exigem comprovação de irpf compatível com o valor a ser enviado. Sem isso, fica limitado aos 15k e ponto final. E é irpf mesmo, não aceitam nenhum tipo de declaração do exterior.

abc

O contrario funciona muito bem, TW do exterior pro BR
 

·
Registered
Joined
·
20,598 Posts
Hehe do exterior para esse buraco negro aqui tudo vai de boas.

Conheci um europeu cujo país não recordo ao certo que estava a anos trabalhando aqui e recebia em euros lá. Nem se preocupa de andar com reais ou usar conta brasileira, pagava as coisas com cartão de lá em função internacional mesmo.
 
1401 - 1405 of 1405 Posts
Top