SkyscraperCity banner

1 - 20 of 208 Posts

·
Marcelo Lisa
Joined
·
5,174 Posts
Discussion Starter #1 (Edited)
Curitiba na Primavera : uma Cidade-Jardim !!!
Antes de ir a Curitiba, o meu coração se dividia entre ir lá na primavera ou no inverno. Eu sabia que ir na primavera , me garantiria poder ver os seus muitos bosques coloridos por tapetes de flores em vários tons. Por outro lado, eu também sonhava em ir numa época de frio porque a cidade que tem tanta fama de europeizada combina com blusas de lã, jaquetas de couro e com lugares aconchegantes onde se possa degustar sem pressa um chocolate quente , um chá de maças com cravo e canela , um vinho etc assim como se provar tudo que é típico como seus bicoitos de mel , suas massas e carnes no Santa Felicidade, seus pierogis e doces polacos e ucranianos, dentre muitas outras delícias. Por uma questão de oportunidade, eu fui em Outubro de 2012 para lá passar uma semana e , tal qual Curitiba soubesse do meu desejo em vê-la em mais de uma estação do ano, ela dividiu minha semana em três dias de calor e céu azul e quatro de frio intenso e céu embranquiçado devido aos chuviscos persistentes mas tão fininhos que em alguns momentos me deixavam na dúvida se estava chuviscando ou se a garoa já tinha parado. A temperatura estava entre uns 10 a 12 graus mas ao alto do ônibus da Linha Turismo, correndo contra o vento apressadamente, a sensação térmica era a de que os termômetros estavam próximos de zero e que a qualquer momento iríamos congelar e virarmos todos bonecos de neve. E olha que eu passei grande parte das horas que estive em Curitiba, indo e voltando nos pontos turísticos através da Linha Turismo. Dos seis dias e meio que lá estive, eu fui na “Linha Turismo” em seis dias. Fiz questão em voltar três vezes em cada lugar, para poder curtir ao máximo cada detalhe e poder sentir a cidade e não apenas “passar” por ela. Deixei o desejo de conhecer os arredores da cidade ( Vila Velha, Ilha do Mel, Wittmarsum, Passeio de trem até Morretes) pra outra ocasião e isto não deixa de ser uma desculpa pra eu lá poder voltar assim que possível. :p
Como expus acima, eu peguei vários dias de chuviscos e por isso meu thread vai incluir algumas fotos onde aparecem manchinhas de branco que são as gotas de chuvas. Estas manchinhas lembram as mesmas que aparecem quando tiramos fotos na neve. Não vou fazer um thread só de céu azul porque como me disseram alguns curitibanos, a cidade na qual vivem tem mais dias de garoa e friozinho do que estes de céu azul e até brincaram comigo que neste ano o inverno quase não apareceu e que ele resolveu vir justamente na semana que lá estive, talvez porque sabia que eu desejava muito encontrá-lo.
A Curitiba que eu fotografei é a Curitiba que já me encantava mesmo antes de eu ir lá vê-la pessoalmente . Isto por ter sido capaz de criar , ao longo dos anos, ícones para cada parque. E ícones que se tornaram símbolos da cidade feitos de arame, de madeira , de vidro, etc. Acho admirável que além da beleza dos parques, todos eles sejam personalizados com construções arquitetônicas de uma beleza ímpar e fotogênica. Que lindo é ver a Ópera de Arame , a Unilivre, a estufa do Jardim Botânico, os mirantes do Tanguá, a Torre-escadaria-mirante do Bosque Alemão, as construções do Memorial Ucraniano e do Bosque Polonês etc!! Isto é tão diferente dos caixotões que enfeiam muitos parques de outras capitais e que não lhes ajudam a ter nenhum destaque que lhes tornem atração em si mesmos além das belezas naturais de cada parque onde estão. Somando-se a estas construções-ícones em cada parque, também sempre admirei em Curitiba o fato dela ter preservado nomes poéticos para seus espaços públicos e não ter imposto nomes de políticos para cada um, o que é muito comum também em outras capitais. Mesmo que estes espaços públicos tenham algum nome oficial, o que predomina ali são os nomes bucólicos o que faz com que possamos sair de uma Rua das Flores e passar por uma Rua 24 Horas, dar uma parada no Bosque Alemão, no Bosque Polonês, no Tanguá, no Tingui, no Passeio Público etc. Enfim, eu sonho que , um dia, predominem em todas capitais mais que caixotões nos parques e lugares de importância cultural e que a onda de dar nomes de políticos a esses locais ceda também a se ter nomes poéticos. Melhor que isto , só se um dia eu estiver vivo e derrubarem todos os muros das casas revelando jardins escondidos e transformando todas as cidades do país em lugares tão bucólicos como os que achei em cada recanto público de Curitiba.


Para quem quiser conhecer um pouco da Curitiba sob o olhar deste viajante mineiro , eu lhes convido a lerem as legendas sem pressa e a procurarem nas fotos ,detalhes que lhes mostrem um pouco do que justamente dá tão boa fama a esta cidade que tem o título de Cidade Jardim. Eu lhes convido a entrarem dentro das minhas fotos , ainda que na imaginação e que , de certa forma, vivam um pouco do que vivi e que as minhas fotos lhes despertem o desejo de lá estarem também e a conhecerem um pouco mais do nosso amado Brasil, tão diverso e tão multicultural.
;)


Minha primeira impressão da cidade: Apesar de eu não ter fotografado , eu confesso que gostaria que a primeira foto deste thread fosse a que mostrasse o local onde tive a minha primeira e, literalmente , a mais agradável surpresa ao chegar em Curitiba : ao desembarcar no aeroporto Afonso Pena , passei por uma espécie de corredor-túnel que exalava cheiros de perfumes de uma famosa marca nacional com sede no Paraná e logo senti o cheiro de um dos meus perfumes favoritos!!!!!! Que Grata surpresa! Nunca me senti tão bem recebido em um lugar e ali , naquele momento, eu pensei: uma cidade que nos recebe nos oferecendo aromas de agradáveis perfumes , só pode ser mesmo uma cidade muito especial!!!!!!!!!





Eis as fotos!!!!!!!!!!!!!!!!! :)


1- Em Curitiba , eu optei por fazer todos os meus passeios que não fossem a pé, usando a “Linha Turismo” . É muito prático pegar um ônibus ao estilo “sightseeing” e poder descer em quatro pontos à nossa escolha, podendo retornar ao ônibus na hora que desejarmos e não com hora marcada como acontece nas excursões guiadas. Na “Linha Turismo”, podemos descer do ônibus nos pontos desejados e voltarmos ao ponto de ônibus, sabendo que ele passa de meia em meia hora. Além do passeio no segundo andar do ônibus render fotos com ângulos inéditos ao estilo cartões-postais com vista abrangente, podemos ainda ter a comodidade de conhecer praticamente todos os principais pontos turísticos da cidade sem termos de ficar procurando diferentes linhas de ônibus espalhadas por uma cidade ou termos de ficar pegando taxi em trânsito às vezes engarrafado. Bem que eu gostaria que BH também implantasse uma Linha Turismo já que tenho dó de turistas que precisam ir na Pampulha sem terem carro à disposição já que as atrações ao redor da Lagoa não são tão próximas umas das outras assim como o acesso e, transporte público do Centro e da Zona Sul pra lá também não são tão rápidos e práticos.
1A-


1B- Outra boa opção para se fazer turismo em Curitiba é a de se usar os ônibus biarticulados que passam pelas estações-tubo. Eu fiz questão de ir algumas vezes numa linha entre o Shopping Estação e o Jardim Botânico para ter uma idéia de como será o BRT de BH, inspirado nele e também no de Bogotá. Na foto, a estação-tubo que fica de frente pro Museu Oscar Niemeyer:


JARDIM BOTÂNICO EM UM DIA DE GAROA E FRIO ( mas não deixou de estar belo!! ):


2- Eu tirei algumas fotos com a estufa sob o céu extremamente azul mas por incrível que pareça minhas fotos no dia de garoa e frio foram as que mais gostei neste local. As gotas de chuva que aparecem como que manchinhas ( como acontece nas fotos de neve) , deram ao local uma cara que não foge à tradição de Curitiba ser a capital mais fria do Brasil e também de outros títulos que são os de ser uma das mais lindas , limpas, floridas e bem-cuidadas capitais do país.
OBS: O predomínio das flores cor-de-rosa são devido à campanha de combate ao câncer de mama!!! Belíssima forma de advertir a população feminina a se prevenir!! Parabéns, Curitiba!! ;)




3- Seriam jardins ou tapetes coloridos? Ai se eu pudesse enrolá-lo e trazê-lo pra casa!! :)


4- Pais com filhos, amigos em pares ou em grupos e mesmo pessoas que lá vão sozinhas como eu o fiz , todos vão em busca do charme que os espaços públicos de Curitiba têm.

5- Eu “quero-quero” voltar em Curitiba. Já estou com saudades.
A-

B-

6- Uma mãe com seu filho banhando-se na fonte e nos chuviscos. Como não deter os olhos nesta bela cena e , por segundos, nos lembrarmos da pessoa mais especial da nossa vida a qual nos trouxe à vida e nos ensinou muito do que sabemos e nos ofereceu os primeiros gestos de amor de nossa vida sem deixar de semeá-los depois até se tornarem incontáveis com o passar do tempo?

7- Como esses dois rapazes, eu me assentei em muitos dos bancos da linda Curitiba e fiquei vendo o tempo passar, tendo tempo pra escutar o canto dos pássaros, a observar joaninhas e outros seres fantásticos da natureza .... e é claro, pude admirar também outras belezas da natureza que ali não faltam ainda mais para quem como eu sente uma atração extra pelas belezas germânica e eslava! ... ( sem comentários)...

8- Detalhe dos jardins:

9- Curitiba e sua bela moldura ...


10- Eu lamentei que o espaço de exposições da obra de Frans Krajcberg estivesse fechado para reforma. Kracbberg , para quem não sabe, é um artista judeu-polonês que esculpe em restos de árvores que foram queimadas ou que sofreram qualquer tipo de agressão como derrubadas ilegais etc. A obra dele denuncia os crimes contra a natureza. Ele tem acordo com uma instituição de Paris , de lá ser exposta sua obra quando ele falecer. Que privilégio de Curitiba de ter suas obras expostas com ele ainda vivo!

11- O verde dialogando com pontes de madeira parece ser uma vocação natural do urbanismo da cidade. E combinam muito bem! Gostei da fórmula que além de aí no Jardim Botânico, também vi no Tanguá, na Universidade Livre do Meio Ambiente, etc.

12- Estavam curiosos para saber o que se vê do alto da estufa? Vê–se isto e muito mais. Basta desviar os olhos e os pés... e terão visões deslumbrantes!



O MEMORIAL UCRANIANO

13- Ao ir no “Memorial Ucraniano” , eu me senti no Leste Europeu . E ,claro que se eu não podia trazer esta Pêssanka ( nome que os ucranianos dão ao ovo de galinha pintado a mão ) da foto 13A, eu trouxe , pelo menos, uma em tamanho natural. Ela chegou inteira em BH apesar de sua fragilidade e do perigo de se quebrar a qualquer toque mais abrupto.
A-

B-

C-

14- No Memorial Ucraniano, Curitiba também explode em cores assim como no Jardim Botânico. Nesta foto, amores-perfeitos.


BOSQUE POLONÊS ou BOSQUE DO PAPA

15- Que bucolismo logo na entrada!!

16- Ao fundo , a casinha onde o Papa João Paulo II visitou e se encantou em saber que no Brasil se preservavam estas construções construídas com técnica medieval e que até na terra de origem não são mais tão comuns. Hoje ali é um memorial à visita dele:

17- Como não se apaixonar por este Bosque cheio de casinhas que mais parecem saídas de Contos de Fadas e rodeadas de jardins bem cuidados?

18- Nesta casinha se vendem artesanatos e doces típicos feitos por descendentes de poloneses do Paraná . Eu já tinha comprado uma “pêssanka” no Memorial Ucraniano e acabei comprando uma outra pisanka ( os polacos a chamam assim) aí . Eu também não resisti à uma arvorezinha da natureza e a miniaturas de colonos polacos feitas em palha de milho e colocadas dentro de pinhões. A vontade era trazer tudo da lojinha pra casa.

19- Detalhe numa das casas do Bosque Polonês que mostra o zelo que a comunidade polonesa do Brasil tem por sua memória. São caprichosos e de muito bom gosto. Admiráveis!

20- A primavera curitibana brota do chão e dos vasos!!

21- Detalhe no jardim próximo da Capela que mostrei foto 16.

22- Na saída do Bosque há uma Casa de Chás e Confeitaria que mais parece um pedacinho da Polônia no Brasil. Lá eu provei torta da Silésia, um doce maravilhoso e finíssimo chamado Kremóvka. ( Se forem lá não o percam!!!!!!) , uma sopa de beterrabas com creme ( outra delícia ainda mais num dia frio como o que eu fui lá e que estava fazendo uns 10 graus)., o pierogi ( algo que quem vai em Curitiba tem de provar nem que seja nas feirinhas do Largo da Ordem ou nas que ocorrem nos bairros . São pastéis cozidos recheados com ricota e que você pode escolher o molho a ser posto por cima. Há os salgados e os doces).
A-

B- Eu provei este doce chamado Kremóvka , no Kawiarnia Krakowiac e, quando eu retornava pra BH no avião , abri a revista da Compania aérea e havia dicas do que fazer em Curitiba , dadas por um ator. E lá estava uma foto deste doce. Eu enchi a boca d´água só de relembrar o quanto ele era gostoso. Se eu voltar em Curitiba, quero voltar lá e prová-lo de novo.







TANGUÁ

23- Na frente do Parque Tanguá têm belas fontes d´água e também jardins geométricos e canteiros de flores . Ao fundo se vê uma construção que tem torres que servem de mirantes . O parque ainda tem decks que nos levam a vistas magníficas. Apesar de ser de época e estilo diferentes, o Tanguá me lembrou algo dos jardins do Museu do Ipiranga de São Paulo ( talvez por seus jardins geométricos e por suas fontes com um prédio monumental ao fundo) , numa leitura do século XX . é claro. Mas não sou arquiteto e posso estar falando algo sem nexo. Foi apenas uma impressão que tive e me corrijam se estou errado. :)
A-

B-

C-

D-

24- Detalhes do mirante( construção principal) :
A-

B-

25- O Tanguá visto da Praça que fica em sua área externa e próxima do ponto de ônibus da “Linha Turismo”:


O BOSQUE ALEMÃO

26- O Oratório Bach:

27- Réplica de uma fachada típica de construções alemãs de Curitiba e jardins da primavera curitibana:

28- Por passarelas e escadarias neste mirante , vamos do local da foto 26 pra uma trilha de “Joãozinho de Maria” com passagem por paradas onde há trechos do livro dos Irmãos Grimm com ilustrações em painéis . No meio do caminho, nos deparamos com a casa da Bruxa e logo a seguir , caminhando mais , saímos onde tirei a foto 27!

29- As paradas são onde estão os painéis. Nós nos sentimos lá como que entrando nas páginas do livro de Joãozinho e Maria. Será que eu andando por lá teria o risco de me deparar com a Bruxa e com Joãozinho e Maria? ;)


A- Eu na trilha, próximo das paradas onde há os painéis que citei acima. Peço-lhes licença pra expor três fotos aqui que saí no local porque não tenho outras fotos boas mostrando as paradas , a casa da bruxa e o que encontrei por lá. Colocarei uma foto de um dos painéis também pra que vejam como se parecem. Reparem que o chão estava com folhas como no outono: com o frio que estava fazendo, a primavera assumia também tons de outono e de inverno. Como dizem os curitibanos, eles podem ter todas as estações do ano em um único dia!


B- Chegando na casa da Bruxa:



C- A Bruxa pensou que eu era muito grande pra ela prender-me na gaiola como ela tinha feito com Joãozinho. Oopsss!!! Quem são as duas crianças lá atrás? Não seriam Joãozinho e Maria? :)



PARQUE SÃO LOURENÇO

30- Fui no Parque São Lourenço pra ver as ovelhas cortadoras de grama. Mas lá encontrei mais do que isto. O Parque tem um bonito lago e muitas árvores e grama. Vi muitos flamboyants florindo.
A-

B-

31- Uma dança das árvores num ritual quase primitivo. O que seria aquela escultura ? ;/ Medo!

32- E as procuradas ovelhas. Não estavam soltas mas me deixaram entrar no aprisco!



REGIÃO DO CENTRO CÍVICO

33- Jacarandás mimosos estão por toda Curitiba e florescendo nesta época do ano ( início da Primavera):
A-

B-

C- Além dos jacarandás mimosos , há também muitos flamboyants no Centro Cívico:

D- Gostei deste contraste. Fica no caminho entre o Museu Oscar Niemeyer e o Palácio
do Governo do Paraná:

E- Belo paisagismo nas calçadas do Centro Cívico:
A-

B-


MUSEU OSCAR NIEMEYER
34- Este museu é um dos ícones de Curitiba e perfeitametne integrado à paisagem da cidade. Apesar do apelido de " Museu do Olho", ele tem forma de uma araucária ou pelo menos foi inspirado em uma, por ela ser a árvore típica do Paraná e também ser chamada de Pinheiro do Paraná:

35- Olhe quem vocês podem encontrar se resolverem dar um pulo fora do museu!

36- Este túnel é incrível e nos conduz ao “olho” do Niemeyer.


PAINEL DE POTY LAZZAROTTO
37-

PREFEITURA
38-


ÓPERA DE ARAME
39- A-

B-

C—
Os locais onde ficam a Ópera de Arame , o Tanguá e a Unilivre ( Universidade do Meio Ambiente) eram antigas pedreiras . Como a cidade foi crescendo , elas foram desativadas e adquiridas pela prefeitura para construção de parques e preservação de rios. Nos antigos buracos de onde se retiravam as pedras, hoje há belos lagos. As antigas pedreiras que , no passado, tantos danos causaram à paisagem local , hoje são um exemplo de como a comunidade e o poder público podem compensar a população local destes danos sofridos dando-lhes bem-estar e qualidade de vida. Além de serem locais devolvidos à população pra o lazer e turismo, estes locais são pulmões verdes que criam microclimas na cidade. :)))


UNIVERSIDADE LIVRE DO MEIO AMBIENTE
40-
A- Para chegarmos na construção arquitetônica de madeira da UNILIVRE, passamos primeiramente por estas trilhas de madeira em meio ao verde que vai colorindo aos poucos nosso caminho como que a nos preparar para o verde ainda mais intenso que veremos no grande lago de beleza estonteante que está lá adiante.

B-



C- E se a beleza do lago é de tirar o fôlego lá embaixo na primeira visão que dele temos, então imagina que há passarelas de madeira que escalam a construção da UNILIVRE e que nos levam a cada passo num novo mirante até o auge que é o topo da construção... e de lá , temos dúvida se o que vemos é uma miragem ou se é algo real. Que belo projeto fez o oceanógrafo francês Jacques Costeau!!!
---Começando a subir....


---Um pouco mais em cima ( reparem algumas pessoas já bem no alto mas ainda não no final da trilha ao redor da construção e em busca da mais bela vista):


OBS:--- Não vou pôr fotos do topo porque assim vocês mesmo terão o desejo de lá ir e checarem pessoalmente o que digo se é verdade ou não. Fica aí o desafio. Desafio aceito? ;)


CONSTRUÇÕES HISTÓRICAS, MUSEUS E CENTROS CULTURAIS:

41 – Clube alemão Deutscher Sängerbund.

42- Paço
A-

B-

C-

43- Construções antigas próximas do Paço:
A-

B-

C-


44- Réplica do Pórtico do Cemitério de Cães de Paris. Ele está na entrada do Passeio Público , o
mais antigo parque de Curitiba:

45- Casa Hauer

46- Palácio Garibaldi , Sociedade Italiana Giuseppe Garibaldi. edifício de 1883.

47- Igreja Polonesa ao fundo , o sino foi uma doação do Imperador Dom Pedro II para a igreja , em sua visita a Curitiba


48-

49- A casa branca à direita , foi a primeira casa de alvenaria construída em Curitiba , hoje um museu.

50-

51-

52- Catedral:

53-

54- Museu Ferroviário e praça de frente pra ele onde ficava o hostel onde fiquei:
A-

B-

55-

56-Igreja do Rosário, construída em 1737 era frequentada pelos escravos.


57- Ruínas de São Francisco:

58- Fui no Museu do Holocausto de Curitiba mas é proibido tirar fotos tanto do lado de dentro
quanto do lado de fora. O lugar fica no bairro Bom Retiro e é necessário haver
agendamento tanto pras visitas guiadas quanto pras não guiadas. Na falta de fotos do
local , eu tirei uma foto de um folheto que me deram lá , porque acho importante divulgar
o local já que a maioria das pessoas com quem converso , nem sabe que ele existe.


SANTA FELICIDADE: O BAIRRO ITALIANO
59- Vinícola Durigan: nela se podem provar vinhos, espumantes , salaminhos e queijinhos. Eu me
senti de volta na “ Serra Gaúcha” onde estive em janeiro e em fevereiro passados. O vinho
bordô deles é delicioso. O difícil era conseguir voltar pra casa depois de "provar" tantos vinhos e espumantes! E mais difícil ainda é , depois de provar tanto, não voltar cheio de sacolinhas... :p Eis aqui algumas fotos:
A- A bela fachada:

B- Estátuas no exterior:

C- O interior:

60- O Velho Madalosso ( Eu fui o último cliente a entrar aí e o último a sair mas valeu a pena porque há um rodízio fantástico de massas, carnes e é claro, polentas fritas. Eu me senti no Rio Grande do Sul, onde provei as mesmas coisas na Serra Gaúcha. Mangia che te fa bene, bello!!! :

61- O Novo Madalosso( uns dizem ser o maior restaurante italiano do mundo. Outros dizem ser o segundo maior). Ali cabem cinco mil pessoas assentadas!!!! :


62- Famiglia Fadanelli


63- Portal:


64-Café Colonial:


65- Restaurante Siciliano:


ARTESANATO: Alguns exemplos...

66- Na terra da araucária, uma coruja feita de pinha....

67- E umas corujas feitas de pinhão!

68- Os ícones de Curitiba trazidos pra casa pra matar as saudades...

69- Imãs de geladeira:

70- Camponeses polacos feitos de palha de milho dentro de um pinhão:

71-Caixinha feita com trigo, feita por poloneses:


72- Árvore da Natureza que comprei no Bosque Polonês:

73- Minha pisanka polonesa:

74- Minha pêssanka ucraniana:

75- A “Linha Turismo”,graças a qual pude fazer este thread já que todas as minhas fotos aqui foram feitas em passeios nesta rota.


76- Estação Tubo. Aprovei e gostei muito das estações tubos e dos ônibus biarticulados e por isso , agora tenho uma estação só pra mim!!:


77- Este fez sucesso aqui em casa. Todos queriam ter ganhado um mas eu só trouxe um. Ele é assim: quando chove o alemão vai pra porta e quando tem sol a alemã que vai pra porta. Há um termômetro nele também.


78- Este biscoito de mel que me lembra os ginger breads norte-americanos , foi comprado na Feira de domingo do Largo da Ordem. Eu já os tinha visto nas três noites em que fui na "Feira da Primavera" perto da Rua das Flores. Vi lá muitos biscoitos de natal iguais aos que já tinha visto no Rio Grande do Sul, quando lá estive. Pena que em Minas nunca vi pra venderem destes bonequinhos Schrek e nem os chamados biscoitos de Natal feitos de mel e de açúcar mascavo. Ir a Curitiba entre novembro e dezembro passou a ser um sonho pra mim pra eu poder ver as crianças cantando das janelas do Palácio Avenida, pra ver a iluminação especial natalina do Setor Histórico , para poder presenciar as apresentações de danças de etnias e também pra consumir os produtos da chamada "Feira de Natal" que tanto falaram pra mim, incluindo os biscoitos de Natal e estes tipos de biscoitos de mel ao estilo Schrek.

79- Este é vendido no Bosque Alemão:

80- E pra terminar o thread, eu o dedico ao forista do Skyscrapercity JackCwb que passeou comigo no Setor Histórico e ao meu amigo polonês , residente em Curitiba, Marcin Raiman que me apresentou um pouco da cultura polonesa no Bosque Polonês além de ter me levado no Centro Cívico, no Museu Oscar Niemeyer e no painel do Lazzarotto . Obrigado aos dois. E deixo-lhes umas palavras que li nas paredes do Museu do Holocausto de Curitiba e que são atribuídas a Anne Frank: "Apesar de tudo, ainda acredito na bondade humana”. ;)

;)
Agradeço a todos que ao acessarem este link o leram pacientemente do início do thread até aqui no final dele ,vendo foto por foto e suas legendas.

IMPORTANTE: Na nona página de comentários eu adicionei fotos da segunda viagem que fiz a Curitiba em dezembro de 2012, no Natal. Cliquem no número 9 no pé da página para poderem vê-las. Também publiquei outras na décima página de comentários. Espero que apreciem também as fotos das páginas 9 e 10 além das fotos abaixo. ;)

( Fotos tiradas com uma Panasonic Lumix FZ-47 e com um celular Galaxy S II Samsung e, hospedadas no Flicrk de Marcelo Lisa )

Espero que gostem das fotos e as comentem!! :)

Caso gostem destas minhas fotos, eu já fotografei também outros lugares do Paraná. Para verem os outros threads, cliquem nos links abaixo:


A Ilha do Mel sob o olhar de um viajante mineiro: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1576999

As Cataratas do Iguaçu: uma das sete maravilhas da natureza e também Patrimônio Natural da Humanidade.
http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1510620

O Parque das Aves e o Refúgio Biológico de Itaipu em Foz do Iguaçu : http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1511288

Visita de um mineiro à colônia menonita de Witmarsum, em Palmeira no Paraná : http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1578890

Um pedaço praticamente desconhecido do Paraná, revelado por um mineiro: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1577938

Passeios em Antonina e Morretes feitos por um viajante mineiro : http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1579429

Vila Velha no Paraná sob a ótica de um viajante mineiro: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1579505
 

·
Registered
Joined
·
6,186 Posts
E Curitiba, Linda como sempre.

Que passeio agradável, algumas fotos nem parecia que você estava no Brasil.

Parabéns.

E Curitiba dispensa comentários, Linda...Linda.
 

·
Rene Hass
Joined
·
4,331 Posts
Marcelo:

As fotos estão espetaculares a tal ponto de ser difícil dizer qual é a mais bela. O teu olhar sobre Curitiba é muito especial por ser o olhar de alguém que não pertence à cidade.

Ao contrário de muitos, eu adoro fotos tiradas com o tempo nublado e com chuva. Na minha opinião, elas saem melhores, com um colorido melhor e mais bonito.

Apesar de eu ter passado algumas vezes por Curitiba, eu nunca visitei a cidade apropriadamente. Conheço-a muito mais por fotos. E sempre é prazeroso admirar o urbanismo de Curitiba, em especial o cuidado que a cidade e sua população têm pelos espaços públicos de convivência tais como os parques, tão bem retrados em tuas fotos. Um dia, com certeza, irei conhecer esses lugares também.

Gostaria muito que todas as grandes cidades brasileiras tivessem esse urbanismo de Curitiba.

Mais tarde retornarei aqui e apreciarei cada uma das fotos com mais calma, como se estivesse degustando um bom vinho.

Parabéns pelas fotos, Marcelo!

:applause: :applause: :applause: :applause:
 

·
De um rincão distante
Joined
·
5,055 Posts
Olá, Marcelo. Gostei demais das fotos que vc fez de Curitiba. Vc soube aproveitar bem o tempo em que visitou a cidade, que esta até bem mais florida do que no período em que lá estive.

O centro histórico, com a igreja do Rosário, a igreja luterana e outras construções, sem o burburinho da feira de domingo é um local super encantador; as fotos que vc fez lá mostraram um local até bucólico, bem convidativo para um passeio sem pressa. Já os parques, sem comentários, todos muito bonitos.

Muito legais os souvernires que vc adquiriu. Eu, na correria, mal consegui ver onde tinham e onde vendiam; de recordação eu acabei comprando, em uma loja junto ao restaurante Madalosso, uma caneca preta com desenho da ópera de arame em dourado.
 

·
A estação do "rock".
Joined
·
2,973 Posts
Já vi algumas pessoas que estiveram nessa linda cidade reclamarem que BH, perto dela, é suja e pichada. Bom, não concordo, embora Curitiba - que eu não conheço bem -tenha uma beleza, digamos, muitas vezes dalém-mar, por razões históricas. Acredito que, assim como BH, tenha muitas desigualdades.
 

·
Nascido na Guanabara
Joined
·
4,604 Posts
Thread lindíssimo. Creio que o tempo nublado agiu a seu favor. Tornou Curitiba mais "europeia". Paisagismo impecável, belas construções, ruas limpas etc.
Gostei muito.
 

·
Registered
Joined
·
4,111 Posts
:applause: Que thread magnífico! Curitiba é uma jóia de cidade, está entre as minhas capitais preferidas, incrível sua limpeza, tudo bem arrumadinho no seu devido lugar, e essas contruções históricas :drool:

E concordo que ela fica mais bonita com o tempo nublado do que com sol, só acho que deve ser meio claustrofóbico tantos dias assim :nuts:
 

·
Registered
Joined
·
94,357 Posts
Os registros do Jardim Botânico ficaram absurdamente lindos e Curitiba merece, com louvor, se apropriar de ser uma das mais belas e bem cuidadas capitais do país.
 

·
913
Joined
·
3,559 Posts
Engraçado os comentários nas fotos, mas, sem sombra de dúvidas Curitiba é linda mesmo, e nesse momento eu me sinto muito "mal-turista", moro em Curitiba já faz 2 anos, meu câmpus fica em frente ao jardim botânico, e deve fazer mais de 1 ano que não vou para lá :eek:hno:
 

·
Moderator
Joined
·
27,585 Posts
O que impressiona, além das fotos que ficaram muito boas, é seu relato apaixonado sobre os lugares, as emoções, sensações.. casou muito bem o seu texto com as fotos.

Creio que posso falar pelos meus conterrâneos que só nos resta agradecer por ter feito tão belo thread daqui da cidade.
 
1 - 20 of 208 Posts
Top